napaenem

Com o início do horário de verão neste domingo, 18, e também devido aos diferentes fusos horários existentes no Brasil, é importante que os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 saibam com clareza quais serão os horários de abertura dos portões e de início das provas nos estados onde participarão do exame. A aplicação acontece no próximo fim de semana, nos dias 24, sábado, e 25, domingo, de outubro, em todo o país, seguindo o horário oficial de Brasília.

O edital do exame prevê que, segundo o horário oficial de Brasília, os portões permanecerão abertos das 12h às 13h e o início das provas acontecerá às 13h30. “A atenção às diferenças de horários em um país de dimensões continentais evita correria de última hora e contribui para a segurança e tranquilidade na aplicação das provas. É importante estar atento e saber a correspondência do horário local com o oficial de Brasília”, afirma o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Chico Soares.

Verão – Como o Distrito Federal é uma das unidades da Federação que adotaram este ano o horário de verão, os prazos determinados pelo edital valem, além de Brasília, para todos os outros estados que também o utilizam. São eles: Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Entre os estados que não adotaram o horário de verão, a abertura dos portões será das 11h às 12h (horário local), com o início das provas às 12h30: Amapá, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Outros – Nos estados do Amazonas, Rondônia e Roraima, onde o fuso horário local, após o início do horário de verão, permanece com duas horas a menos que Brasília, a abertura dos portões nos locais de aplicação do Enem acontecerá às 10h e o fechamento às 11h, com o início das provas às 11h30. Já no Acre, único estado brasileiro cujo fuso horário está com três horas a menos, os portões ficarão abertos das 9h às 10h e o início das provas ocorrerá às 10h30.

Sabatistas – No Acre, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rondônia, os participantes que se inscreveram no Enem como sabatistas (guardam o sábado por motivos religiosos) devem ficar atentos a mais uma exceção importante prevista no edital do exame. Eles deverão entrar nos locais de prova nos mesmos prazos que os outros participantes de seus respectivos estados, porém, o início das provas acontecerá às 19h do horário local.

Provas – Os participantes farão quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma prova de redação. No sábado, 24 de outubro, serão realizadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de 4 horas e 30 minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. No domingo, 25, será a vez de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos.

Veja a seguir a tabela detalhada com os horários de abertura dos portões e de início das provas em cada Unidade da Federação:

tabela_2015_enem

Assessoria de Comunicação Social do Inep
Leia também sobre o Enem de 2015:

Tags: , , ,

Comentário



12
jan

GDAE e ENEM

por Sônia R. Aranha às 16:06 em: Política Educacional

Uma de nossas comentaristas a Joselma viveu um drama, mas com final feliz.

Tinha informado que havia prestado o exame do ENEM solicitando o certificado de conclusão do Ensino Médio.

Como atingiu os objetivos , conquistou o certificado.

Tudo certo até a nossa amiga prestar um concurso público. Daí não queriam aceitar o certificado de conclusão do ensino médio porque não estava registrado no GDAE.

Ela nos relata o seguinte:

Olá, professora! Antes de procurar o IFSP, dia 11/12 procurei novamente a Pref, de São Paulo e notifiquei-os da intenção de acionar o MP. A diretora da DRE solicitou a análise da situação por um dos advogados do órgão de RH da própria prefeitura. Resultado: meu diploma é válido sim, pois o ENEM é parte dos programas de acesso à certificação a quem não o teve na idade própria (nova lei de acesso); sendo o MEC órgão superior, pode emitir o certificado sem que seja necessário o registro no GDAE. Como fui o primeiro caso, a DRE não tinha conhecimento desta legislação. Assumi meu cargo no mesmo dia. Agradeço sua atenção.

De modo que se vc prestou o ENEM, tem o certificado de conclusão do ensino médio e a faculdade ou qualquer órgão público do Estado de São Paulo exigir o GDAE corra atrás de seus direitos porque não há necessidade, ok?

Tags: ,

Comentários (19)



business-5-126048-m

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) oferece cinco oportunidades  para os jovens, a saber:

1)  Critério de seleção usado por universidades públicas e institutos federais de educação que participam do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Em janeiro 2014 com apenas a nota do ENEM de 2013 o jovem brasileiro pode concorrer a vagas em 115 instituições, em 4,7 mil cursos diferentes em todo o país fazendo apenas a inscrição pela internet;

2) Utilizado para Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições privadas, e ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O ProUni já concedeu 1,4 milhão de bolsas integrais ou parciais para estudantes que não têm condições de pagar a mensalidade de uma universidade particular e cerca de 1,5 milhão de estudantes contrataram o Fies para financiar as mensalidades do curso superior em uma universidade privada.

3) Válido para  obter bolsas de intercâmbio pelo Programa Ciência sem Fronteiras. Mais de 62,5 mil bolsas já foram concedidas pelo Ciência sem Fronteiras. Até o final do ano, serão mais duas seleções: uma em setembro e outra até o final de dezembro. Com isso, serão 101 mil jovens estudando nas melhores faculdades do mundo.

4) Critério para conseguir vaga nos cursos técnicos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) por meio do Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisu) .

5) Válido para certificar a conclusão do Ensino Médio para jovens com idade a partir de 18 anos se atingirem 450 pontos nas 4 provas objetivas e 500 pontos na redação.

 

Tags: , ,

Comentários (5)



31
out

Enem tem novo recorde no número de inscritos

por Sônia R. Aranha às 2:33 em: ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) registrou novo recorde no número de participantes. Em 2014, 8,7 milhões de estudantes se inscreveram, o que representa um aumento de 21,6% de em relação ao ano anterior. Desde 2009, ano em que foi reformulado e passou a ser utilizado também como mecanismo de seleção para ingresso no ensino superior, o número de participantes mais que dobrou. Naquele ano, foram 4,1 milhões de inscritos.

A região Norte foi a que teve maior aumento no número de inscritos, 27,36%, atingindo total de 950.245 participantes. Em seguida veio Centro-Oeste, com aumento de 24,49%, 772.658 participantes; e Nordeste, com 22,01% de aumento, 2.877.673 participantes.

O estado que mais cresceu em número de inscritos foi o Amapá. O crescimento foi de 48,64%, alcançando o total de 62.304 participantes. O segundo maior crescimento foi alcançado no Distrito Federal, 40,20% com total de 160.910 participantes; o terceiro, Goiás, com 37,25% e total de 268.856 participantes.

Mais de 70% são isentos da taxa de inscrição


Uma análise do perfil quanto a pagamento/isenção, revela que 57,17% (4,9 milhões) dos participantes neste ano são estudantes isentos da taxa de inscrição por motivo de carência comprovada. Outros 16,33% (1,4 milhão) receberam a isenção por terem cursado o ensino médio em escola pública. Os demais 26,48% (2,3 milhões) são pagantes.

Os estudantes que se autodeclararam negros são a maioria dos inscritos, cerca de 5 milhões, parcela de 57,91% do total. Os que se autodeclaram brancos são quase 3,3 milhões, parcela de 37,70% do total.

Na análise por gênero, estudantes do sexo feminino são a maioria, 5 milhões, o que representa 58,11% do total de inscritos. Os do sexo masculino são 3,6 milhões, participação de 41,88%.

Participação abre portas

O Enem foi criado em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da educação básica e, a partir disso, contribuir para a melhoria da qualidade do ensino.

Com a reformulação em 2009, o exame passou a contribuir ainda mais para a democratização das oportunidades de acesso às vagas oferecidas por Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) públicas e privadas. Hoje, o Enem é requisito para seleção de alunos em 115 universidades federais, estaduais e institutos de tecnologia por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

A nota do candidato participante também abre portas para outros programas do governo federal, como o ProUni, que oferece bolsas de estudo parciais e integrais em IFES privadas. Uma boa média final pode garantir o acesso ao programa Ciência sem Fronteiras.

Além disso, o exame é pré-requisito para firmar contratos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Também serve como certificação de conclusão do Ensino Médio em cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Fonte: blog do Planalto

Tags: ,

Comentário



Por: Inep

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 será realizado nos dias 8 e 9 de novembro. As inscrições começam na próxima segunda-feira, 12, e terminam às 23h59 de 23 de maio. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Henrique Paim, e pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Chico Soares, na tarde desta quinta-feira, 8.

Nesta edição, o exame terá novidades na acessibilidade e segurança. O edital com as regras do Enem 2014 será publicado nesta sexta-feira, 9, no Diário Oficial da União. Uma das novidades é a revista eletrônica, por meio de detector de metais, nos dias e locais de prova.

O ministro da Educação ressaltou o caráter inclusivo do Enem e o fato de o bom resultado no exame gerar “um caminho de oportunidades” para os participantes. “Sabemos o quanto o Enem é importante para o país. Ele abre portas”, afirmou. A nota do Enem é utilizada como critério para acesso ao ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em 115 instituições públicas de educação superior, e do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Além disso, a participação na prova é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar nas vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.

Acessibilidade – A partir desta edição, o hotsite do Enem vai oferecer o edital do exame em formato de leitura compatível com o Dosvox, um sistema para deficientes visuais, e um vídeo na língua brasileira de sinais (libras) para os deficientes auditivos.

“O Enem está preparado para atender toda a diversidade de estudantes que procuram uma oportunidade”, destacou o presidente do Inep, Chico Soares. Aqueles que necessitarem de atendimento específico ou especializado devem fazer o pedido no ato da inscrição.

Isenção – Alunos da rede pública de ensino e pessoas cuja renda familiar seja de até 1,5 salário mínimo per capita (R$ 1.086,00) estão isentos da taxa de inscrição. Para os demais, o valor permanece o mesmo do ano passado, R$ 35,00, e deverá estar pago até o dia 28 de maio.

Tags: , , ,

Comentários (29)



 

Muitos jovens perguntam aqui no blog  se é possível obter certificação de conclusão do Ensino Médio, via o ENEM,   e a resposta é sim.

Mas nada melhor do que ler um documento oficial para ter certeza e saber quais são os requisitos necessários para isso.

Leia, portanto, atentamente o GUIA DE  CERTIFICAÇÃO  DO  ENEM       (aqui)

 

guia

Tags: , , ,

Comentários (967)



 

PODE!

Por incrível que possa parecer, pelo menos para nós do CentrodEstudos, é possível prestar o EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO – ENEM, sem ter concluído o Ensino Fundamental e solicitar o certificado do Ensino Médio.

Um comentarista passou esta informação e incrédulos telefonamos para a Diretoria de Ensino de Campinas, Estado de São Paulo para ter certeza.

É é isso mesmo, pelo menos no Estado de São Paulo.

Veja o que a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo divulgou:

Comunicado de 20/01/2014 , portanto, documento recente.

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE INFORMAÇÃO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO EDUCACIONAL
DEPARTAMENTO DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL
CENTRO DE APLICAÇÃO DE AVALIAÇÕES
COMUNICADO- Certificação ENEM/2013

A Coordenadoria de Informação, Monitoramento e Avaliação Educacional, através do Departamento de Avaliação Educacional e do Centro de Aplicação de Avaliações, à vista da Portaria INEP Nº 144, de 24 de Maio de 2012 que dispõe sobre a certificação de conclusão do ensino médio ou declaração parcial de proficiência com base no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM INFORMA:

1) REQUISITOS MÍNIMOS PARA FINS DE CERTIFICAÇÃO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO:

a) Possuir 18 (dezoito) anos completos até a data de realização da primeira prova do ENEM;

b) Atingir o mínimo de 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos em cada uma das áreas de conhecimento do exame;

c) Atingir o mínimo de 500 (quinhentos) pontos na redação.

OBS: Para obter aprovação na área de linguagens, códigos e suas tecnologias, o interessado deverá atingir o mínimo de 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos na prova objetiva e, adicionalmente, o mínimo de 500 (quinhentos) pontos na prova de redação do mesmo exame.

2) EMISSÃO DO CERTIFICADO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO AO PARTICIPANTE QUE SOLICITOU A CERTIFICAÇÃO E ESCOLHEU, NO MOMENTO DA INSCRIÇÃO, A SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO, COMO INSTITUIÇÃO CERTIFICADORA:

2.a) Se aprovado em todas as áreas de conhecimento do ENEM 2013 , ACESSAR O PORTAL DA SEESP www.educacao.sp.gov.br ? ENEM 2013, para indicar/selecionar o local de retirada do certificado.

2.b) Se concluiu o ensino médio através do ENEM 2013, com o aproveitamento de áreas/disciplinas eliminadas em exames anteriores (CEAPA; CESU; ENEM 2011/2010/2009; ENCCEJA/2008) solicitar a emissão do certificado, na Diretoria de Ensino do município/região de residência do participante, anexando a seguinte documentação:

– Requerimento de solicitação;
– Cópia do RG ou CNH;
– Cópia do CPF;
– Original do Boletim de desempenho individual (ENEM / ENCCEJA) e/ou Atestado de Eliminação de Áreas;

3) EMISSÃO DO CERTIFICADO DE CONCLUSÃO AO PARTICIPANTE QUE NÃO OPTOU PELA CERTIFICAÇÃO no momento da inscrição: Proceder conforme item 2.b) e anexar também o Cartão de Confirmação de Inscrição ENEM/2013, onde consta a não opção pela certificação.

São Paulo, em 20.01.2014


AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui





Tags: , , ,

Comentários (447)



Por Secom

Serão 39.724 vagas, em 1.179 cursos, oferecidos por 54 instituições de educação superior públicas integradas ao sistema

Os candidatos ao acesso à educação superior pública já podem conferir a oferta de vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação para este segundo semestre. As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira (10). Ambiente virtual do Ministério da Educação (MEC), o Sisu seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Nesta segunda edição de 2013, cada estudante pode fazer até duas opções de curso. Serão 39.724 vagas, em 1.179 cursos, oferecidos por 54 instituições de educação superior públicas integradas ao sistema. As inscrições estarão abertas até dia 14.

“O Enem é a principal porta de entrada para o ensino superior. Agora os estudantes têm a segunda oportunidade do ano para participar do Sisu. Vale lembrar que as cotas também valem para esta seleção”, salientou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

O edital publicado nessa segunda-feira (3) estabelece que, a partir do dia 10, e ao longo do período de inscrições, a classificação parcial e a nota de corte dos candidatos serão divulgadas no portal do sistema na internet. Na mesma página, o estudante pode tirar dúvidas sobre nota de corte, datas das chamadas, período de matrículas nas instituições, resultados e lista de espera.

O sistema ainda permite ao estudante localizar cursos e vagas por meio de pesquisa com a indicação do município, da unidade da Federação e da instituição de ensino. É possível ainda saber em quais instituições estão as vagas pretendidas.

Cronograma – No próximo dia 17 será divulgado o resultado final. A matrícula dos estudantes selecionados em primeira chamada deve ser feita nos dias 21, 24 e 25. Os selecionados com base na segunda opção de curso ou que não atingirem a nota mínima em nenhum dos dois cursos escolhidos podem permanecer no sistema e ser convocados na chamada seguinte, a partir de 1º de julho. Quem não for selecionado em nenhuma das chamadas pode pedir inclusão em lista de espera.

Os aprovados na primeira opção de curso serão automaticamente retirados do sistema. Caso não façam a matrícula na instituição para a qual foram selecionados, perderão a vaga.

Os candidatos devem conferir a oferta de vagas na página do Sisu na internet. O Edital da Sesu nº5 define o processo de seleção unificada para o segundo semestre.

Tags: , ,

Comentário



29
jan

ENEM substitui o Supletivo

por Sônia R. Aranha às 3:45 em: Educação, Ensino Médio

Supletivo do Ensino Médio é coisa do passado, porque foi substituído pelo Exame Nacional de Ensino Médio – ENEM. Atualmente, um adulto, portanto, maior de 18 anos, que não tenha concluído o Ensino Médio poderá prestar o ENEM e se o resultado obtido for 450 pontos nas quatro áreas de conhecimento e 500 em redação, ele poderá solicitar na Secretaria de Educação de seu Estado o certificado de conclusão do Ensino Médio sem ter sido preciso frequentar o ensino regular.

Tanto os institutos federais de educação, como os centros federais de educação tecnológicas ,também podem expedir os certificados , por isso no momento da inscrição no ENEM o candidato deverá escolher a instituição certificadora.

Tags: , , ,

Comentários (453)



O Enem – Exame Nacional de Ensino Médio – mudou e está sendo utilizado por 15 universidades federais, 2 universidades estaduais e 18 institutos federais de educação,ciência e tecnologia, por intermédio de um Sistema de Seleção Unificada (SiSu).

O que isso significa?

Que seu aluno participa do ENEM e depois, já de posse de sua nota, inscreve-se no SiSu e ,ao fazer isso, as instituições de ensino superior públicas selecionam este seu aluno por intermédio dos pontos que obteve no ENEM. Isso significa que seu aluno terá uma chance enorme de ingressar em uma instituição pública de ensino superior porque estará disputando vagas em todo o país.

Tempos atrás, isso era inviável porque cada instituição de ensino superior tinha seu próprio vestibular e não seria possível para o seu aluno efetivar inscrições em todas elas em função da distância, da concomitância de datas de exames e da soma do investimento financeiro.

O bacana é que haverá um intercâmbio grande de jovens pelo país porque a restrição territorial foi eliminada.

Isso significa também que o Ensino Médio de sua escola precisa ser eficaz e significativo para o seu aluno que concorrerá com outros alunos de todo o país. Então, não basta a sua escola atingir a média da nota de sua cidade, será preciso mais do que isso.

Se os alunos de sua escola, por exemplo, localizada em Botucatu, atingiram a média de 586,62 pontos, mas os alunos de São Paulo estão com média de 620,90 significa que seus alunos, embora estando entre os melhores da sua cidade, estão abaixo dos alunos da capital e, numa disputa nacional, ficarão com as piores vagas.

Por isso, é fundamental que as escolas reconheçam a necessidade de re-significar seus currículos e metodologias de ensino para que seja garantida a qualidade de ensino para seus alunos.

Confira quais são as instituições participantes do SisU e que selecionam novos estudantes exclusivamente pela nota obtida no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) 2009.:

Região Norte

Universidades Federais

Universidade Federal do Amazonas
Fundação Universidade Federal de Rondônia

Institutos Federais
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima

Região Sudeste

Universidades Federais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeio
Universidade Federal de São João del Rei
Universidade Federal de São Paulo
Universidade Federal de Lavras
Universidade Federal de Alfenas
Universidade Federal de Itajubá. Unifei
Fundação Universidade Federal do ABC

Universidade Estadual

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (RJ)

Institutos Federais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro

CEFEF

Cefet Celso Suckow da Fonseca (RJ)

Outra

Escola Nacional de Ciências Estatísticas (RJ)

Região Centro Oeste

Universidade Federal

Universidade Federal de Mato Grosso

Institutos Federais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasilia
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins
Fundação Universidade Federal do Tocantins

Região Nordeste

Universidade Estadual

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Universidades Federais

Universidade Federal do Maranhão
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Universidade Federal do Piauí
Fundação Universidade Federal do Vale do São Francisco
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Institutos Federais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Rio Grande do Norte
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Maranhão
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Alagoas
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe

Região Sul

Universidade Estadual

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (URGS)

Universidades Federais

Universidade Federal de Pelotas
Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
Fundação Universidade Federal do Pampa (Unipampa)

Institutos Federais

Instituto Federal de Educação,Ciência e Tecnologia de Farroupilha
Instituto Federal de Educação,Ciência e Tecnologia de Santa Catarina
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense

Tags: , , , , , ,

Comentário



Page 1 of 212



  • Veja Também


    Meta