school-desks-1418686

Recebo centenas de pedidos de ajuda com relação a certificados escolares inválidos.

E por que são inválidos os certificados?

Porque não foram expedidos por escolas autorizadas a funcionar pelo Poder Público , neste caso, representado  pelas Secretarias de Educação dos Estados.

Pode ter um prédio com  cartaz na fachada informando que se trata de um Supletivo , pode ter uma recepcionista dizendo que ao  fazer as avaliações em três meses conseguirá  o certificado de conclusão do ensino médio . Pode até fornecer o certificado em papel, assinado por uma diretora e com a publicação no Diário Oficial.

Nada disso tem valor se  não tiver autorização dada por intermédio de uma Resolução ou Deliberação do Conselho Estadual de Educação do Estado que é um órgão de apoio da Secretaria de Educação .

Atenção: nada tem a ver com o MEC !  Se disserem que a tal “escola” é autorizada pelo MEC, fujam!! O MEC é responsável por criar políticas e pela supervisão do ensino superior. Ensino médio é de responsabilidade das Secretaria de Educação dos Estados, ok?

Então,  se não há autorização , não há certificado válido e não havendo certificado válido, não há  conclusão do ensino médio.

É preciso entender isso.

De modo que antes que você acredite em milagres pedagógicos você deve conferir se aquela portinha  é de fato uma escola e para fazer isso você deve pedir informação para a Secretaria de Educação do seu Estado.

Se você for do Estado de São Paulo tem que entrar em contato com a Diretoria de Ensino Regional de sua cidade ou do bairro que a portinha está localizada.

Sem esta conferência,  eu lhe recomendo fazer sempre o EJA – Educação de Jovens e Adultos em escola pública para não cair em nenhum tipo de armadilha.

Mas se você já caiu na arapuca da portinha e precisa de ajuda, faça o seu comentário aqui para que eu possa ajudá-lo ou se precisar de  contratar os meus serviços para fazer uma busca de informação para você, entre em contato, mas alerto que daí cobro honorários, ok? : sonia@centrodestudos.com.br

Tags: , ,

Comentários (24)



14
mai

ENEM 2015 : inscrições de 25/05 até 05/06

por Sônia R. Aranha às 22:22 em: ENEM

Edição de 2015 abre inscrições no dia 25 e provas serão realizadas em outubro

11105150_855151084532707_7426589057192026542_n

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 será realizado nos dias 24 e 25 de outubro. Medidas para reduzir a abstenção, ampliar a segurança e dar mais tranquilidade aos participantes são os destaques do edital do exame, que será publicado na segunda-feira, 18.

As inscrições, pela internet, serão abertas às 10h do dia 25 e se estenderão até as 23h59 de 5 de junho próximo, pelo horário oficial de Brasília. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 14, pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, pelo secretário executivo MEC, Luiz Cláudio Costa, e pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Chico Soares.

Os candidatos isentos de taxa de inscrição que não comparecerem nos dois dias de provas perderão o benefício para a próxima edição. O objetivo da iniciativa é diminuir os índices de abstenção e, com isso, evitar desperdício de dinheiro público. Na edição do ano passado, dos 8.721.946 inscritos, 2.494.477 faltaram aos dois dias de provas — abstenção de 28,6%.

A principal medida para reduzir o número de faltosos não é o aumento da taxa”, observou o ministro. “É a suspensão da isenção para quem se inscrever e não comparecer. Quase 30% das provas têm sido impressas, transportadas, previstas infraestrutura e segurança, para pessoas que não aparecem.”

Nos dois dias de exame, os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário de Brasília). A diferença em relação aos exames anteriores é o início das provas, às 13h30. O tempo extra de meia hora será usado para procedimentos de segurança, como revista eletrônica, e para dar tempo a todos os presentes de entrar em sala e guardar os pertences. O período total de duração das provas permanece em quatro horas e meia no sábado e cinco horas e meia no domingo.

Vamos ter mais uma presença para registrar em ata a abertura dos malotes com as provas, com todo mundo já na sala”, explicou o presidente do Inep, Chico Soares. “É um controle extra. É o grande momento de risco, quando ela é aberta. Assim, conseguimos mais segurança e mais garantia de que teremos um Enem que cumpra as suas funções.”

Nome — Para aperfeiçoar o atendimento e também evitar fraudes, a inscrição de travestis e transexuais que pretendem ser identificados pelo nome social terá alterações. Esses candidatos devem fazer a inscrição normalmente, no período estabelecido no edital. Para usar o nome social, eles devem encaminhar cópia de documento de identificação, foto recente e formulário disponível on-line, preenchido, entre os dias 15 e 26 de junho, pelo sistema do participante, na página do Enem na internet.

Especiais — Nesta edição também haverá melhorias no atendimento a pessoas com visão monocular (que enxergam com apenas um dos olhos) e com discalculia (dificuldade ou desabilidade para fazer cálculos matemáticos). Quem tem visão monocular pode pedir prova ampliada e em braile, ledor e transcritor. Candidatos com discalculia podem pedir auxílio de ledor e de transcritor.

Oportunidades – A nota do Enem é usada como critério para:

– Acesso  à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em 115 instituições públicas;

-Ao Programa Universidade para Todos (ProUni);

– Requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies),

– Requisito para participar do programa Ciência sem Fronteiras;

– Para  ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

Certificado de Conclusão do Ensino Médio para maiores de 18 anos.

Inscrição — Estão isentos da taxa de inscrição os concluintes do ensino médio em 2015, matriculados em escolas da rede pública, além das pessoas que se declararem carentes. Para os demais, o valor é de R$ 63. O pagamento deve ser feito até às 21h59 (de Brasília), do dia 10 de junho. A confirmação das inscrições será feita apenas pela página do Enem na internet.

Assessoria de Comunicação Social

Tags: ,

Comentários (2)



Tenho recebido muitos pedidos de ajuda com este problema:

*A pessoa perdeu seu certificado;
*Pretende requerer a 2ª via na escola que estudou;
*Mas onde está a escola? Desapareceu.

pondering-699064-m

Isso tem ocorrido com frequência e o que fazer diante deste caso?

1) Se a escola era uma escola autorizada na época que o aluno estudou e concluiu o ensino médio basta procurar a Secretaria de Educação do Estado , por intermédio de seus braços que dependendo do Estado tem um nome (Diretoria Regional de Ensino, Superitendência Regional de Ensino, Núcleo Regional de Ensino, etc..) que ela deverá fornecer ao aluno a 2ª via do certificado de conclusão do ensino médio porque guarda toda a documentação acadêmica da escola que fechou suas portas.

2) Porém, se a escola fechou porque foi descredenciada, a Secretaria de Educação, pelo menos a do Estado de São Paulo, tem exigido que os alunos prestem o ENEM e não fornecem a 2ª via do certificado, mesmo quando o aluno cursou o ensino médio e o concluiu antes do descredenciamento. E em outros Estados, solicitam que sejam submetidos a uma avaliação.

Se o seu caso é o segundo descrito acima vale a pena arriscar e recorrer a Justiça, afinal a escola tinha autorização quando você a frequentou antes do descredenciamento e,portanto, o certificado deveria ser válido.

Entre em contato centrodestudos@centrodestudos.com.br para que possamos indicar um advogado.


AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui





Tags: , ,

Comentários (320)



 

 

Tenho recebido muitas perguntas de jovens adultos angustiados  com o seguinte problema:

– Fizeram o Supletivo/Ensino Médio , em geral, a distância;

– Pagaram todas as mensalidades;

– Receberam o certificado do Ensino Médio.

Mas ao prestar o vestibular e serem selecionados no ato da matrícula na faculdade se deparam com um grande pesadelo:

“ O seu certificado de ensino médio não é válido.”

Se forem do Estado de São Paulo:

“ O seu certificado de ensino médio não é válido e seu nome não consta do GDAE.”

Coloque-se nesta situação!

doodled-desks-2-1193228-m

Mas tem casos piores:

Você ingressa no Ensino Superior , termina o curso , pagou todas as mensalidades e na hora de receber o seu diploma de graduação é informado pela secretaria da faculdade:

“ Não podemos conferir-lhe o diploma porque o seu certificado de ensino médio não é válido.”

Estes casos acima relatados não são exceções. São vários casos iguais a estes que são relatados  aqui no blog e fico pasma e me pergunto: como é que há tanta escola de supletivo fajuta, escola de ensino médio a distância fajuta ? Como conseguem autorização ? Não são supervisionadas pela Diretoria de Ensino?

Diante do pesadelo, estes jovens adultos saem em busca de informação: o primeiro passo é ir até a escola. Mas cadê a escola? Sumiu. Não há como entrar em contato porque a escola encerrou as atividades deixando vários ex-alunos a ver navios.

O jeito é recorrer a um advogado.

Soube de um caso recente de um casal que conquistou na Justiça o direito de regularizar o certificado de conclusão do Ensino Médio. Ambos fizeram a matrícula no Colégio Borba Gato em São Paulo e nele estudaram o  conteúdo a distância, mas fizeram as avaliações presenciais, isto é, na sede do colégio. Ocorre que não sabiam que o Colégio Borba Gato era na verdade um pólo de ensino a distância do Centro Educacional Carioca, a escola localizada no Rio de Janeiro.

Uma escola do Rio de Janeiro não pode certificar um aluno que mora em São Paulo mesmo que o ensino seja feito a distância  e o mesmo ocorre com escolas de São Paulo que não possuem autorização para ensinar a distância alunos de outros Estados. Se isso ocorrer o certificado de conclusão não é validado.

Neste caso, o juiz expediu oficio ao Secretário de Educação dar visto confere nos certificados e registrar o casal no GDAE.

De modo que se você está vivendo esta mesma situação e quer constituir um advogado, entre  contato centrodestudos@centrodestudos.com.br  , indicaremos um advogado para tirá-lo deste pesadelo.

Mas se você quer apenas fazer uma consulta, faça a sua pergunta aqui mesmo no blog.

Consulta por e-mail estão condicionadas a uma doação de qualquer valor para que possamos atender centenas de pessoas que ,como você, nos procuram,ok?


AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui

depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01





Tags: , ,

Comentários (1.051)



 

PODE!

Por incrível que possa parecer, pelo menos para nós do CentrodEstudos, é possível prestar o EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO – ENEM, sem ter concluído o Ensino Fundamental e solicitar o certificado do Ensino Médio.

Um comentarista passou esta informação e incrédulos telefonamos para a Diretoria de Ensino de Campinas, Estado de São Paulo para ter certeza.

É é isso mesmo, pelo menos no Estado de São Paulo.

Veja o que a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo divulgou:

Comunicado de 20/01/2014 , portanto, documento recente.

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE INFORMAÇÃO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO EDUCACIONAL
DEPARTAMENTO DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL
CENTRO DE APLICAÇÃO DE AVALIAÇÕES
COMUNICADO- Certificação ENEM/2013

A Coordenadoria de Informação, Monitoramento e Avaliação Educacional, através do Departamento de Avaliação Educacional e do Centro de Aplicação de Avaliações, à vista da Portaria INEP Nº 144, de 24 de Maio de 2012 que dispõe sobre a certificação de conclusão do ensino médio ou declaração parcial de proficiência com base no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM INFORMA:

1) REQUISITOS MÍNIMOS PARA FINS DE CERTIFICAÇÃO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO:

a) Possuir 18 (dezoito) anos completos até a data de realização da primeira prova do ENEM;

b) Atingir o mínimo de 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos em cada uma das áreas de conhecimento do exame;

c) Atingir o mínimo de 500 (quinhentos) pontos na redação.

OBS: Para obter aprovação na área de linguagens, códigos e suas tecnologias, o interessado deverá atingir o mínimo de 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos na prova objetiva e, adicionalmente, o mínimo de 500 (quinhentos) pontos na prova de redação do mesmo exame.

2) EMISSÃO DO CERTIFICADO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO AO PARTICIPANTE QUE SOLICITOU A CERTIFICAÇÃO E ESCOLHEU, NO MOMENTO DA INSCRIÇÃO, A SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO, COMO INSTITUIÇÃO CERTIFICADORA:

2.a) Se aprovado em todas as áreas de conhecimento do ENEM 2013 , ACESSAR O PORTAL DA SEESP www.educacao.sp.gov.br ? ENEM 2013, para indicar/selecionar o local de retirada do certificado.

2.b) Se concluiu o ensino médio através do ENEM 2013, com o aproveitamento de áreas/disciplinas eliminadas em exames anteriores (CEAPA; CESU; ENEM 2011/2010/2009; ENCCEJA/2008) solicitar a emissão do certificado, na Diretoria de Ensino do município/região de residência do participante, anexando a seguinte documentação:

– Requerimento de solicitação;
– Cópia do RG ou CNH;
– Cópia do CPF;
– Original do Boletim de desempenho individual (ENEM / ENCCEJA) e/ou Atestado de Eliminação de Áreas;

3) EMISSÃO DO CERTIFICADO DE CONCLUSÃO AO PARTICIPANTE QUE NÃO OPTOU PELA CERTIFICAÇÃO no momento da inscrição: Proceder conforme item 2.b) e anexar também o Cartão de Confirmação de Inscrição ENEM/2013, onde consta a não opção pela certificação.

São Paulo, em 20.01.2014


AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui





Tags: , , ,

Comentários (443)






  • Veja Também


    Meta