Por:  Sônia Aranha

Segundo informações do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo         (Sieeesp) o reajuste das anuidades escolares deverá ficar entre 7% a 11% , bem acima da infração que nos últimos 12 meses registrou a marca de 6,09% de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

alunos

Eu apostaria que o reajuste chegue aos 11% ou, em alguns casos, ultrapasse esta marca, em função do aumento salarial dos professores que girou em torno de 8% neste ano de 2013.

A definição do reajuste envolve muitos fatores: reajuste ou aumento da folha de pagamentos, aumento de insumos, reformas e melhorias no prédio, novas aquisições ou mesmo reposição de equipamentos ou material pedagógico, público que atende e concorrência no mercado.

É preciso que este reajuste da anuidade escolar seja calculado e apresentado aos pais até 45 dias antes do início do próximo ano letivo, isto é, até o dia 13 de dezembro se o início do próximo ano letivo for 27 de janeiro.

Mas esperar até dezembro é dar um tiro no pé, porque as escolas particulares  em setembro já estão agora com suas campanhas de matrícula na rua. O prazo máximo é outubro, caso contrário, a escola poderá perder um número significativo de alunos para a concorrência.

Se o reajuste parecer para os pais abusivo é importante que solicitem da escola a Planilha de Custos e a escola deve estar preparada para apresentá-la. Por isso, o departamento financeiro deve estar com os dados na ponta do lápis, caso contrário, será chamada ao PROCON para dar as devidas explicações.

O importante é usar o bom senso, isto é, encontrar um modo que atenda os pais evitando o aumento da inadimplência , atendendo a saúde da escola evitando criar uma crise financeira.

Difícil? Sim, não resta dúvida, mas com muito planejamento e gerenciamento é possível manter a escola saudável.

Tags: , ,

Veja Também:

Por favor, Deixe um comentário aqui !




  • Veja Também


    Meta