Por: Brasil Atual

A Secretaria Estadual de Educação do Maranhão está convocando funcionários das escolas estaduais de ensino médio para dar início ao processo de eleição direta dos diretores, conforme prevê o Decreto 30.619, assinado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) após sua posse, no último dia 1º. Neste mês serão elaboradas as regras para as candidaturas, e a previsão é que até outubro os diretores eleitos por alunos, pais de alunos, professores e funcionários já tenham tomado posse dos cargos. Até agora, a indicação dos diretores era feita pelo governo.

O Maranhão passa a ser o primeiro estado a ter as eleições diretas para diretores instituída por lei, embora o pleito já ocorra em alguns municípios brasileiros. O projeto atende a uma antiga demanda dos movimentos estudantis secundaristas e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Pública Estadual e Municipal do Estado do Maranhão (Sinprosemma).

“Os educadores precisam ter mais espaço dentro da gestão das escolas. A administração de uma escola é fundamental para um bom desempenho dos professores, dos alunos e dos demais funcionários, e não pode ser algo unilateral. Essa é uma reivindicação de mais de dez anos da categoria, agora contemplada”, comemora a diretora do sindicato Janeci Nery.

Para o governo, o sistema acaba com práticas calcadas no clientelismo e permite que a comunidade escolar se envolva com o projeto político-pedagógico da unidade. “A escola é um espaço de formação cidadã. Imaginamos uma grande alteração no desempenho de uma escola a partir do momento em que comunidade escolar participa da construção das ideias. É a alteração de uma cultura institucional, agora muito mais participativa e com autonomia pedagógica”, afirma a secretária de Educação, Áurea Prazeres.

Os candidatos deverão apresentar uma carta de intenção, participar de formação promovida pelo estado e passar por uma prova, para então serem votados. Apenas alunos com mais de 15 anos poderão votar, e novas eleições podem ser convocadas a qualquer momento. A candidatura é restrita a diretores concursados. No ensino médio maranhense, há 917 diretores e pouco mais de 384 mil alunos matriculados.

Durante a campanha eleitoral para o governo do estado em 2014, representantes da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) no Maranhão organizaram um encontro para apresentar a proposta de eleição direta aos candidatos, mas apenas o então candidato Flávio Dino participou. A presidenta da Ubes, Bárbara Melo, acredita que todo o processo eleitoral dentro das escolas estimula pais, alunos e funcionários a manter uma relação mais ativa na unidade, o que pode melhorar o desempenho dos alunos. “Mais democracia nas escolas é uma das nossas bandeiras. Os alunos não podem mais ser agente passivos. O diretor eleito sente mais necessidade de prestar contas à comunidade, e isso fortalece o projeto pedagógico”, diz Bárbara.

Na assinatura do decreto, o governador afirmou que irá estimular os prefeitos maranhenses a adotar as eleições diretas na rede municipal de ensino.

Tags: ,

Comentário



Súmula: Proíbe a cobrança de valores adicionais – sobretaxas para matrícula ou mensalidade de estudantes portadores de Síndrome de Down, autismo, transtorno invasivo do desenvolvimento ou outras síndromes.

A Assembleia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei:

Art. 1°. Fica proibida a cobrança de taxa de reserva ou sobretaxa ou a cobrança de quaisquer valores adicionais para matrícula, renovação de matrícula ou mensalidade de estudantes portadores de Síndrome de Down, autismo, transtorno invasivo do desenvolvimento ou outras síndromes, com vistas a garantir o ingresso do estudante em instituição de ensino.

Art. 2°. As instituições de ensino devem estar preparadas para receber o aluno especial, dispondo de corpo docente qualificado para tal, a fim de atender todas as necessidades desse aluno, sem que isso implique gastos extras.

Art. 3°. O descumprimento do preceituado nesta Lei sujeitará a instituição infratora ao pagamento de multa no valor equivalente a 60 (sessenta) UPF/ PR (Unidade Padrão Fiscal do Paraná) por aluno portador de qualquer síndrome.

Parágrafo único. O valor estabelecido no caput deste artigo será revertido para a Secretaria de Educação do Estado do Paraná.

Art. 4°. O Poder Executivo Estadual poderá regulamentar esta Lei no que for necessário.

Art. 5°. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio do Governo, em 10 de setembro de 2013.

 

Carlos Alberto Richa
Governador do Estado

Flavio Arns
Secretário de Estado da Educação

Cezar Silvestri
Secretário de Estado de Governo

Reinhold Stephanes
Chefe da Casa Civil

Pedro Lupion
Deputado Estadual

Tags: , ,

Comentários (2)



Tenho recebido muitos pedidos de ajuda com este problema:

*A pessoa perdeu seu certificado;
*Pretende requerer a 2ª via na escola que estudou;
*Mas onde está a escola? Desapareceu.

pondering-699064-m

Isso tem ocorrido com frequência e o que fazer diante deste caso?

1) Se a escola era uma escola autorizada na época que o aluno estudou e concluiu o ensino médio basta procurar a Secretaria de Educação do Estado , por intermédio de seus braços que dependendo do Estado tem um nome (Diretoria Regional de Ensino, Superitendência Regional de Ensino, Núcleo Regional de Ensino, etc..) que ela deverá fornecer ao aluno a 2ª via do certificado de conclusão do ensino médio porque guarda toda a documentação acadêmica da escola que fechou suas portas.

2) Porém, se a escola fechou porque foi descredenciada, a Secretaria de Educação, pelo menos a do Estado de São Paulo, tem exigido que os alunos prestem o ENEM e não fornecem a 2ª via do certificado, mesmo quando o aluno cursou o ensino médio e o concluiu antes do descredenciamento. E em outros Estados, solicitam que sejam submetidos a uma avaliação.

Se o seu caso é o segundo descrito acima vale a pena arriscar e recorrer a Justiça, afinal a escola tinha autorização quando você a frequentou antes do descredenciamento e,portanto, o certificado deveria ser válido.

Entre em contato centrodestudos@centrodestudos.com.br para que possamos indicar um advogado.


AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui





Tags: , ,

Comentários (296)



10
nov

Um documentário sobre o reconhecimento do atendimento em creche como um direito educacional das crianças brasileiras foi uma conquista da mobilização da sociedade civil, em especial das mulheres, que nos anos 1980 foram à luta organizando unidades de atendimento e cobrando o Poder Público.

Um pouco dessa história está neste mini-documentário Lugar de Criança – A Sociedade Civil e a Luta pelo Direito a Creche dirigido pela jornalista Eliza Capai, que retrata, por meio de depoimentos de mulheres protagonistas desta luta, a história de três Organizações da Sociedade Civil (OSCs) que oferecem serviço de creche em comunidades da periferia de São Paulo.

Tags: , ,

Comentários (2)



A Secretaria Municipal de Educação realizou na Biblioteca Mário de Andrade o lançamento do Projeto Leituraço. A iniciativa promoveu, na Rede Municipal de Ensino, leituras simultâneas de obras africanas e afro-brasileiras entre os dias 3 e 14 de novembro – mês em que se comemora o Dia da Consciência Negra.

nkosi-sikeleli-africa-7-683706-m

A experiência de leitura envolverá cerca de 800 mil alunos de 1462 Escolas Municipais de Ensino Fundamental e Médio (EMEFs), de Educação de Jovens e Adultos (EJA), Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS), Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) e Centros de Educação Infantil (CEIs) diretas.

A abertura do evento de lançamento ficou a cargo do Secretário Municipal de Educação, Cesar Callegari, e do professor Fernando Almeida, diretor de Orientação Técnica da Secretaria (SME – DOT). Haverá uma apresentação cultural do grupo Escritureiros – Aventureiros da Escrita de Parelheiros, da zona sul.

Para a mesa de debates Literaturas Africanas e Afro-Brasileira: Análise, Crítica e Políticas de Incentivo à Cultura foram convidadas a escritora Heloísa Pires, doutora em Antropologia Social pela USP e o mestre em Sociologia pela Unicamp e formador do Núcleo Étnico–Racial da Secretaria Municipal de Educação, Vinebaldo Aleixo de Souza Filho. Eles discutirão sobre as literaturas africanas, afro-brasileira e o processo de análise dos títulos para o Projeto Leituraço.

O lançamento teve ainda relatos de práticas de duas unidades da Rede que já vêm realizando experiências com a literatura africana – o CEI Vila São João e a EMEF Sylvia Martins.

Sobre o projeto

Nas 567 escolas de Ensino Fundamental e Médio, de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e nas Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS), o Leituraço será uma experiência de leitura que envolverá cerca de 550 mil alunos.

Nessas unidades, a ação inédita compreenderá leituras que durarão 30 minutos, sempre na primeira aula do período, mobilizando estudantes e professores em ações simultâneas. Foram selecionados 13 títulos, divididos entre os três Ciclos do Ensino Fundamental: Alfabetização, Interdisciplinar e Autoral.

Já para os cerca de 250 mil alunos das 895 Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) e Centros de Educação Infantil (CEIs)  , a Secretaria Municipal de Educação enviará outros dez títulos e os educadores farão sessões nas próprias salas com as crianças ao longo do período de aula.

As obras são:

Ciclo de Alfabetização
Betina, de Nilma Lino Gomes
As cores do mundo Lúcia, de Jorge Fernando dos Santos
O mundo no black power de Tayó, de Kiusam de Oliveira
Rapunzel e o Quibungo, de Cristina Agostinho e Ronaldo Simões Coelho
Você é livre, de Dominique Torres
Do outro lado tem segredos, de Ana Maria Machado
O príncipe medroso e outros contos africanos, de Anna Soler-Pont

Ciclo Interdisciplinar
Meu avô africano, de Carmen Lúcia Campos
Wangari Maathai: a mulher que plantou milhões de árvores, de Franck Prévot
Mestre gato e comadre onça, de Carolina Cunha

Ciclo Autoral
A cidade e a infância, de José Luandino Vieira
Kalahari: uma aventura no deserto africano, de Rogério Andrade Barbosa
O filho do caçador e outras histórias: dilema da África, de Andi Rubenstein e Madalena Monteiro

Educação Infantil
Menina bonita do laço de fita, de Ana Maria Machado
Kamazu, de Carla Caruso
Madiba, o menino africano, de Rogério Andrade Barbosa
Histórias africanas para contar e recontar, de Rogério Andrade Barbosa
Escola de chuva, de James Rumford
Os tesouros de Monifa, de Sonia Rosa
Histórias da Cazumbinha, de Meire Cazumbá e Maria Ange Bordas
As garras do leopardo, de Chinua Achebe com John Iroaganachi
O caraminguá, de Bia Bedran
Fuzarca, de Sonia Rosa

Fonte:  Secretaria Municipal de Educação

Tags: , ,

Comentário



31
out

ENEM 2014 : dias 8 e 9 de novembro!!

por Sônia R. Aranha às 13:22 em: ENEM, Ensino Médio

Por: Rede de Comunicações Já foram enviados para os Correios, os cartões de confirmação da inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014. A partir dessa semana, eles começam a chegar para os endereços informados no ato da inscrição.

Outra forma de ter acesso ao documento é por meio de sua visualização ou impressão via internet. Basta informar CPF e senha. Os comprovantes oferecem dados do participante, tais como nome; CPF; número de inscrição no Enem; entre outros. Também será informada hora e local das provas; opção de língua estrangeira e, caso o candidato possua necessidade de atendimento especializado. No caso dos cartões devolvidos pelos Correios o Inep entra em contato por meio de SMS e mensagem eletrônica, além do e-mail informado na inscrição. As provas do Enem serão aplicadas dias 8 e 9 de novembro próximo, em todas as Unidades da Federação e no Distrito Federal, às 13h, horário de Brasília. A nota obtida no Enem é critério de acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni). Também ajuda aqueles que buscam o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e a participar do programa Ciência sem Fronteiras. Além de seleções para bolsas de graduação-sanduíche da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A nota do Enem ainda auxilia na hora de se candidatar a vagas gratuitas de cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos que ainda não possuem certificado de conclusão do ensino médio podem obter por meio do exame. Quem não receber o cartão e não conseguir imprimi-lo pela internet, ou ainda constatar erro no documento deve entrar em contato pelo telefone de atendimento, o 0800 616161. Para mais informações, acesse enem.inep.gov.br Ouça o áudio. O áudio está disponível gratuitamente para utilização das rádios.

Tags: ,

Comentário



31
out

Enem tem novo recorde no número de inscritos

por Sônia R. Aranha às 2:33 em: ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) registrou novo recorde no número de participantes. Em 2014, 8,7 milhões de estudantes se inscreveram, o que representa um aumento de 21,6% de em relação ao ano anterior. Desde 2009, ano em que foi reformulado e passou a ser utilizado também como mecanismo de seleção para ingresso no ensino superior, o número de participantes mais que dobrou. Naquele ano, foram 4,1 milhões de inscritos.

A região Norte foi a que teve maior aumento no número de inscritos, 27,36%, atingindo total de 950.245 participantes. Em seguida veio Centro-Oeste, com aumento de 24,49%, 772.658 participantes; e Nordeste, com 22,01% de aumento, 2.877.673 participantes.

O estado que mais cresceu em número de inscritos foi o Amapá. O crescimento foi de 48,64%, alcançando o total de 62.304 participantes. O segundo maior crescimento foi alcançado no Distrito Federal, 40,20% com total de 160.910 participantes; o terceiro, Goiás, com 37,25% e total de 268.856 participantes.

Mais de 70% são isentos da taxa de inscrição


Uma análise do perfil quanto a pagamento/isenção, revela que 57,17% (4,9 milhões) dos participantes neste ano são estudantes isentos da taxa de inscrição por motivo de carência comprovada. Outros 16,33% (1,4 milhão) receberam a isenção por terem cursado o ensino médio em escola pública. Os demais 26,48% (2,3 milhões) são pagantes.

Os estudantes que se autodeclararam negros são a maioria dos inscritos, cerca de 5 milhões, parcela de 57,91% do total. Os que se autodeclaram brancos são quase 3,3 milhões, parcela de 37,70% do total.

Na análise por gênero, estudantes do sexo feminino são a maioria, 5 milhões, o que representa 58,11% do total de inscritos. Os do sexo masculino são 3,6 milhões, participação de 41,88%.

Participação abre portas

O Enem foi criado em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da educação básica e, a partir disso, contribuir para a melhoria da qualidade do ensino.

Com a reformulação em 2009, o exame passou a contribuir ainda mais para a democratização das oportunidades de acesso às vagas oferecidas por Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) públicas e privadas. Hoje, o Enem é requisito para seleção de alunos em 115 universidades federais, estaduais e institutos de tecnologia por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

A nota do candidato participante também abre portas para outros programas do governo federal, como o ProUni, que oferece bolsas de estudo parciais e integrais em IFES privadas. Uma boa média final pode garantir o acesso ao programa Ciência sem Fronteiras.

Além disso, o exame é pré-requisito para firmar contratos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Também serve como certificação de conclusão do Ensino Médio em cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Fonte: blog do Planalto

Tags: ,

Comentário



29
out

ENEM 2014 – dias 8 e 9 de novembro!!

por Sônia R. Aranha às 17:31 em: ENEM

Por: Rede de Comunicações

Já foram enviados para os Correios, os cartões de confirmação da inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014.

A partir dessa semana, eles começam a chegar para os endereços informados no ato da inscrição.

Outra forma de ter acesso ao documento é por meio de sua visualização ou impressão via internet. Basta informar CPF e senha.

Os comprovantes oferecem dados do participante, tais como nome; CPF; número de inscrição no Enem; entre outros. Também será informada hora e local das provas; opção de língua estrangeira e, caso o candidato possua necessidade de atendimento especializado.

No caso dos cartões devolvidos pelos Correios o Inep entra em contato por meio de SMS e mensagem eletrônica, além do e-mail informado na inscrição.
As provas do Enem serão aplicadas dias 8 e 9 de novembro próximo, em todas as Unidades da Federação e no Distrito Federal, às 13h, horário de Brasília.
A nota obtida no Enem é critério de acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Também ajuda aqueles que buscam o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e a participar do programa Ciência sem Fronteiras. Além de seleções para bolsas de graduação-sanduíche da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

A nota do Enem ainda auxilia na hora de se candidatar a vagas gratuitas de cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

Estudantes maiores de 18 anos que ainda não possuem certificado de conclusão do ensino médio podem obter por meio do exame.

Quem não receber o cartão e não conseguir imprimi-lo pela internet, ou ainda constatar erro no documento deve entrar em contato pelo telefone de atendimento, o 0800 616161.

Para mais informações, acesse enem.inep.gov.br

Ouça o áudio. O áudio está disponível gratuitamente para utilização das rádios.

Tags: ,

Comentário



Se o seu filho ficou retido e você não concorda com a decisão da escola e mora no Estado de São Paulo você deverá seguir a  Deliberação CEE n.127/2014 e da Deliberação CEE-SP n.128/2014 que alteram a Deliberação CEE-SP n.120/2014 e revoga a Deliberação CEE-SP n.11/96.

Então, o que está a valer no Estado de São Paulo é a Deliberação CEE-SP n.127/2014.

Saiba mais aqui

Procedimentos:

a)  Ter ciência da retenção;

b)  A partir da ciência de retenção você terá um prazo de 10 dias corridos (por isso, cuidado com o final de semana, porque não são úteis e sim corridos)  para entrar com Pedido de Reconsideração;

c) O pedido (elaborado em duas vias) é dirigido para a Diretora Pedagógica e protocolado na secretaria da escola;

d) Após o protocolo a escola terá 10 dias corridos para a devolutiva, porém este prazo será suspenso durante os períodos de recesso escolar e férias dos docentes;

e) A Direção da Escola convocará o Conselho de Classe e este analisará novamente o processo de ensino/aprendizagem de seu filho;

f) Se a resposta permanecer a mesma, isto é, o Conselho de Classe mantiver a retenção e , mesmo assim, você não aceitar  poderá entrar com Recurso;

g) O Recurso é protocolado também na escola, porém ele é endereçado ao Dirigente Regional de Ensino que supervisiona a escola de seu filho;

h) A escola encaminhará o pedido de Recurso para o Dirigente Regional com todos os documentos comprobatórios da decisão de retenção: diários de classe, planos de trabalho de cada componente curricular, ficha individual de avaliação periódica (de cada bimestre ou trimestre); avaliações, atas de reuniões com os pais, atas do Conselho de Classe dos bimestres ou trimestres, Regimento Escolar, Projeto Pedagógico. Enfim, todos os documentos que possam comprovar que a escola procedeu de forma correta em suas ações educativas e que a decisão de retenção é apropriada;

i) A Diretoria de Ensino terá um prazo de 15 dias para dar a devolutiva;

j) A decisão da D.E. será informada aos pais pela escola em prazo de 5 dias a partir do recebimento da devolutiva da D.E.

l) Se a decisão da D.E. mantiver a reprovação, os pais poderão entrar com Recurso Especial endereçado ao Conselho Estadual de Educação, mas só se houver um fato novo, discriminação, não cumprimento do Regimento Escolar  ou da legislação vigente. O Recurso Especial será interposto na Diretoria de Ensino após 5 dias da ciência da devolutiva.

m) A Diretoria de Ensino terá um prazo de  5 dias para encaminhar para o CEE.

n) Se houver divergência entre a decisão da escola e da Diretoria de Ensino , prevalecerá a da DE até a manifestação do CEE.

 Agora , atenção, o pedido de reconsideração é DIREITO dos alunos, mas ele deverá ser solicitado 10 dias após a ciência da reprovação . A perda do prazo inviabiliza todo o processo.

Fiquem atentos.

———————————-

Prestamos serviço de elaboração de documento de defesa do aluno e o acompanhamento do processo, mas cobramos honorários,ok? Entre em contato: centrodestudos@centrodestudos.com.br  ou sonia@centrodestudos.com.br


Tags: , , ,

Comentários (496)



Estão abertas as inscrições para a Turma 5 do curso de formação continuada Judicialização das Relações Escolares: como evitar.

Este é o tema mais quente do momento na área educacional.

Foco de duas matérias de capa em Revistas da área da educação que tiveram a minha colaboração:

Revista Gestão Educacional

Revista Educação

Venha fazer a sua inscrição :-)

O objetivo do curso é evitar que os profissionais da escola sofram ações judiciais que além de ser um desgaste financeiro e emocional é preciso resgatar o protagonismo da educação escolarizada e promover avanços nas relações educativas e cidadãs.

Não é bom para ninguém que a Justiça resolva problemas de relação escolares: os pais e alunos não desejam buscar a Justiça e, tampouco, a escola deseja que isso ocorra.

Encontrar caminho para o diálogo , flexibilizar posicionamentos , promover a conciliação é o objetivo deste curso.

Curso a distância e 100% online:

Judicialização das Relações Escolares: como evitar.

Programa do curso:

1ª aula – Introdução
2ª aula – O Brasil e o mundo: atualidade
3a aula- O papel da lei
4ª aula – Judicialização das Relações Escolares
5ª aula – Encontro Paulista sobre Judicialização das Relações Escolares: I e II
6ª aula – A Normatização da Sociedade Brasileira
7a aula- Conhecendo e discutindo a Constituição Federal
8ª aula – Conhecendo e discutindo o Estatuto da Criança e do Adolescente
9ª aula- Conhecendo e discutindo o Código de Defesa do Consumidor
10ª aula – Conhecendo e discutindo a Responsabilidade Civil da Escola
11ª aula- Conhecendo e discutindo a Política de Inclusão
12ª aula – Re-significando o Regimento Escolar
13ª aula – Exemplos de Ações Judiciais
14ª aula- Motivações para as Ações Judiciais
15ª aula – Como fugir de Ações Judiciais
16a aula -Projeto Pedagógico de Ação Democrática
17a aula – Bibliografia

São 16 aulas e em cada aula há de 3 a 5 tópicos de estudos . O curso não é denso, mas haverá leituras de textos e de leis , vídeos para serem assistidos e algumas avaliações de múltipla escolha e uma avaliação final , que trata-se da elaboração de um Projeto Pedagógico de Ação Democrática a ser implantado na escola.

Inscrições:

até 19/10 – Turma 5

Carga horária: 100h

Onde?

O curso é 100% online e realizado no ambiente virtual de aprendizagem (AVA) do CentrodEstudos - www.centrodestudos.com.br

Será assíncrono, isto é, não haverá um horário fixo para os estudos , cada participante poderá estudar em seu horário e no melhor dia, mas teremos encontros no fórum de debates para trocarmos experiências.

Certificado:

Ao término do curso e diante de aprovação o participante receberá um certificado com carga horária de 100h. Muitas prefeituras aceitam o certificado para pontuação. O certificado será encaminhado via e-mail em pdf. Se houver necessidade de ser enviado pelo correio , via Sedex, há uma taxa de envio a ser cobrada.

A quem se destina este curso ?

Professores , equipe técnica pedagógica de escolas públicas e privadas, funcionários de Secretarias de Educação ( tais como: supervisores de ensino, dirigente regionais de ensino, coordenadores), advogados que desejam ampliar seus conhecimentos na área de Direito Educacional, mães e pais que desejam conhecer melhor os seus direitos e o de seus filhos na área da educação e estudantes de Pedagogia , licenciatura e de Direito.

Cada escola poderá formar um grupo de professores e equipe técnica para estudarem juntos na hora da reunião pedagógica, será uma boa maneira de iniciar a prevenção de ações judiciais e de envolverem a escola neste novo mundo.

Quem coordenará o curso?

Serei eu, Profa. Sônia Aranha, que estarei lecionando a distância e será um prazer compartilhar esse período de estudos, trocar experiências e amizade. Para quem não me conhece , sou pedagoga e mestre em educação formada pela Unicamp e sou pioneira em lecionar a distância, faço isso desde 2000, portanto, 14 anos na rede em cursos de formação para professores. Além disso, lecionei para crianças dos anos iniciais do ensino fundamental, fui orientadora educacional e por 8 anos diretora pedagógica,fora lecionar em cursos de pós-graduação latu-senso e em cursos de formação de professores na rede pública do município de Campinas. Completos 25 anos atuando na área da educação e blogueira desde 2010. Para consulta, segue o link do meu currículo na plataforma Lattes http://lattes.cnpq.br/2146942491242468

E quanto custa o curso?

R$ 276,00

Forma de pagamento à vista com depósito em conta corrente ou em cartão de crédito, via Pagseguro .

Descontos Especiais:

1) Para professores de escola pública que só atuam como professores de escola pública (municipal, estadual ou federal) e estudantes de pedagogia, valor do curso= R$ 89,00 pagamento à vista com depósito em conta corrente. Entre em contato por e-mail para esta opção : centrodestudos@centrodestudos.com.br

2) Para professores de escolas particulares e que só exercem o magistério =R$ 178,00 pagamento à vista com depósito em conta corrente ou com cartão de crédito, via Pagseguro, em 3 parcelas sem acréscimo. Entre em contato por e-mail para esta opção: centrodestudos@centrodestudos.com.br

ou

R$ 89,00 em grupos acima de 5 professores pagamento à vista com depósito em conta corrente. Entre em contato por e-mail para esta opção: centrodestudos@centrodestudos.com.br

3) Para gestores escolares da rede pública = R$ 178,00 pagamento à vista com depósito em conta corrente ou com cartão de crédito em 2 parcelas sem acréscimo. Entre em contato por e-mail para esta opção : centrodestudos@centrodestudos.com.br.

Quero fazer a inscrição :-)

Entre em contato por e-mail centrodestudos@centrodestudos.com.br

Tags: , , ,

Comentário (1)



Page 10 of 41« First...89101112...203040...Last »



  • Veja Também


    Meta