Vale a pena ver de novo este post que foi publicado aqui no blog em julho de 2011 e teve 85 comentários!

Dados da educação básica no Brasil de 2010, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), mostram que 5,20% das crianças foram reprovadas em   2009, no seu primeiro ano na escola. Embora as escolas públicas tenham autonomia em relação à proposta pedagógica, o Ministério da Educação (MEC) recomenda que não haja interrupção escolar durante o ciclo de alfabetização, do 1º ao 3º ano do ensino fundamental.

De acordo com as novas diretrizes curriculares nacionais, os três anos iniciais do ensino fundamental constituem um ciclo sequencial, em que os alunos têm oportunidade de sistematizar e aprofundar as aprendizagens básicas. Pesquisas mostram que a repetência durante esse período escolar não garante a alfabetização e pode prejudicar o rendimento escolar da criança ao longo do ensino fundamental. Somente no final do ciclo, a criança deve estar alfabetizada.

“A gente não espera nenhuma reprovação aos 6 e 7 anos. As crianças têm ritmos diferentes de aprendizagem e uma reprovação nessa faixa etária é danosa”, comenta a secretária de educação básica, Maria do Pilar Lacerda. Para medir o desenvolvimento das crianças na fase de alfabetização, há a Provinha Brasil, que é aplicada no início e no final do 2º ano.

A aula de reforço e de recuperação podem ser uma opção para o segundo turno nas escolas que adotam o sistema de educação integral. “Queremos garantir a aprendizagem sem cair na forma mais cômoda que é a de reprovar”, dia a secretária. Para isso, as salas de aula não devem estar lotadas de alunos, a escola deve cumprir 200 anos letivos e os professores devem ser experientes e com formação adequada.

Tags: , , ,

Veja Também:

639 Comentários »

  1. PATRICIA comenta:

    dezembro 29, 2011 @ 13:00

    Gostaria de saber se uma escola particular pode reprovar um aluno com uma matéria. Minha filha passou em todas as matérias e ficou reprovada em matemática. A diretora falou que ela vai ter que repitir o sétimo ano. Eu posso recorrer ou deixo ela repitir? Por favor me ajudem, pois estou muito nervosa com essa situação. O colégio que ela estuda é em MIGUEL PEREIRA interior do RIO DE JANEIRO o nome do colegio é PROFESSOR GABRIEL VARGAS.

  2. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 29, 2011 @ 13:33

    Olá Patrícia, o colégio pode reter sua filha em um único componente curricular desde que isso conste em Regimento Escolar.

    No entanto, em geral o aluno fica retido em um único componente mas aprovado pelo Conselho de Classe já que não é recomendável uma retenção em uma única matéria.

    Você deve recorrer desta decisão sim. A escola particular de sua filha deve ser supervisionada pela Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro e é muito provável que em sua cidade ou em outra mais próxima de maior porte tenha uma Diretoria de Ensino Regional que representa a Secretaria de Educação.

    Você deve procurá-los e explicar o ocorrido e que não concordando com a retenção em uma única disciplina você quer entar com recurso e eles lhe informarão os procedimentos.

    Eu não sei como funciona aí no Estado do Rio de Janeiro mas certamente deve haver alguma deliberação que orienta a este respeito ok?

    Você deve correr atrás disso porque ficar retido em uma disciplina nos dias atuais é um completamento absurdo.

    Abraços

  3. cecilia alves comenta:

    dezembro 29, 2011 @ 20:18

    Gostaria de saber se há uma chance de não ter que repetir o 3º ano do ensino médio, minha filha de reprovou em física, teve colação, festa de formatura…E nunca passei por isso estou sem saber o que fazer, me ajude! dez 2011

  4. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 29, 2011 @ 20:36

    Olá Cecilia , é muito constrangedor mesmo uma escola reter uma aluna em um único componente curricular no último ano da Educação Básica.

    Leia o post que escrevi sobre esse assunto (aqui)

    Se você for do Estado de São Paulo poderá utilizar a Deliberação CEE n.11/96 e seguir os procedimentos (aqui)

    Se você não for de São Paulo procure o órgão competente que supervisiona a escola da sua filha , explique a situação e pergunte sobre procedimento para recurso, ok?

    Acho que vale a pena lutar por isso , afinal sua filha passou em todas os componentes curriculares e o Conselho de Classe poderia tê-la aprovado de forma coletiva.

    Abraços

  5. cecilia alves comenta:

    dezembro 29, 2011 @ 23:13

    Obrigada pela sua atenção Profª Sonia, sou do RJ, o colégio é Sistema Elite de Ensino, particular. Mas voltarei amanhã, pois achei mais discrepâncias no boletim escolar. Abraço e valeu a força, darei notícias….

  6. rosane comenta:

    fevereiro 5, 2012 @ 21:27

    adorei ; gostei muito deste site ; me ajudou muito .

  7. Lourdes Michelin comenta:

    fevereiro 27, 2012 @ 18:05

    Olá professora Sônia!

    Gostaria que me orientasse se devemos constar em nosso regimento sobre a não reprovação dos alunos até o terceiro ano.

  8. Profa. Sônia Aranha comenta:

    fevereiro 27, 2012 @ 18:30

    Eu penso que sim.
    Utilizem como base a REsolução CNE/CBE N.07/2010 e compreendam os três primeiros anos do Ensino Fundamental como um único bloco pedagógico sem retenção , já que a lei é do final de 2010 e já estamos em 2012 e se modificarem agora o Regimento ele valerá apenas para o 2013 , de modo que já deu um prazo bom para adaptação…
    Se quiserem maiores esclarecimentos enviem-me as dúvidas informando se a escola é particular ou pública e de qual Estado, ok? Abraços

  9. Douglas comenta:

    junho 20, 2012 @ 15:34

    Eu sou de João Pessoa – Pb e gostaria como saber tirar uma professora do Ensino Médio que ela não ensina porcaria nenhuma o nome dela é Graça e ela já está em uma idade de se aposentar . porque ela fala muito ignorante com os alunos e ainda quando os alunos tiram nota baixa ela gosta e tem outra sala lá que nenhum aluno gosta dela porque quase todos já estão prejudicados principalmente eu que não entendo porcaria nenhuma…
    obrigado e tenha uma boa tarde!!

  10. Profa. Sônia Aranha comenta:

    junho 23, 2012 @ 0:01

    Douglas, primeiro você deve esclarecer para mim o que exatamente ela tem feito porque tirar um professor não é fácil, mas possível, desde que você se possa provar que o mesmo está desrespeitando os alunos e não está empenhado em contribuir na aprendizagem dos mesmos.

    De modo que você deve especificar as ações da professora para que você possa elaborar um documento e encaminhá-lo primeiro para a Direção da escola e com cópia para a Secretaria de Educação.

    O documento para ter maior peso pode contar com a assinatura de vários alunos, mas para isso, como eu lhe disse, terá que redigí-lo com argumentos que façam com que as autoridades interpelem a professora pedindo-lhe esclarecimentos.

    Abraços

  11. ANA MARIA CHAVES SOUSA comenta:

    outubro 31, 2012 @ 16:28

    Bom dia!

    Sou professora alfabetizadora, gosto do que faço, realmente reprovar um estudante nessa faixa etária de 6 a 7 anos causam danos para a saúde mental da criança. já acompanhei algumas com essa problemática, elas são na maioria desmotivadas e para recuperar os danos causados pela reprovação leva-se muito tempo, até que de fato ela volte a recuperar a sua auto-estima. Melhor mesmo é trabalhar metodologias que despertem o aprendizado.
    abraços

  12. Celmara Campos comenta:

    novembro 9, 2012 @ 4:48

    Olá! Meu filho estuda no Colégio Notre Dame no RJ no sexto ano e gostaria de saber se as disciplinas de Artes e Filosofia podem reprovar. O colégio dele aceita até 4 disciplinas para recuperação e minha dúvida é se sendo Artes ou Filosofia a quinta disciplina,o colégio pode reprovar.
    Obrigada!!

  13. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 9, 2012 @ 7:12

    Pode sim, se Artes e Filosofia constar na matriz curricular do ensino médio do Colégio Notre Dame.

    Vc liga na secretaria do colégio e pergunte para a secretária se estes dois componentes curriculares fazem parte da matriz ou grade curricular. Se ela disser que sim então são disciplinas que podem reter o aluno tanto quanto matemática ou português, ok?

    Abçs

  14. Simone comenta:

    dezembro 1, 2012 @ 1:46

    Boa noite, tem uma filha que completou 7 anos no último dia 20 de novembro e está cursando o primeiro ano do ensino fundamental, a escola disse que ela irá reprovar pois, não conseguiu aprender a ler ainda. Consultei todos especialistas na área tipo: pscicologo, psicopedagogo, neurologista a fim de investigar possível desvio, entretanto todos atestaram ser uma criança estremamente saudável e inteligente que apenas está no tempo dela. Ela sofre muito, pois, acha que todos os amigos irão para o segundo ano e ela ficará. Todos os dias chora, segundo os especialista a reprovação seria um choque para ela. A escola pode reprovar e eu matriculá-la no próximo ano em uma escola que tenha o projeto de não reprovação até o terceiro ano.

  15. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 1, 2012 @ 2:26

    Simone, qual cidade vocês moram? Porque facilita saber para eu poder lhe aconselhar a melhor forma.

    Se você for do Estado de São Paulo você pode entrar com pedido de reconsideração e recurso …

    Por isso preciso saber onde você mora,ok?

    Aguardo

  16. Bianca comenta:

    dezembro 6, 2012 @ 16:34

    Boa Tarde!

    Meu filho esta cursando a alfabetização em uma escola particular, fui informada pela diretora que a pesar dele ser um aluno que só tira nota 10, ele será reprovado por não cumprir com todas as tarefas de casa. Gostaria de saber se isso é legal ou ilegal. Se ela pode realmente reprovar uma criança que por média já passou desde o 3º bimestre.

    Grata!

    Bianca Barbosa

  17. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 6, 2012 @ 23:44

    Olá Bianca, ilegal.

    Se ele atingiu os objetivos do sistema de avaliação desta escola ele não pode ficar retido.

    Se ele é nota 10 é 10 e pronto aprovado.

    Escreva um documento relatando e apresentando as notas bimestrais de seu filho e encaminhe para o órgão que supervisiona esta escola pedindo recurso sobre a avaliação.

    Se você for do Estado de São Paulo entre com a Deliberação CEE-SP n.11/96 que já dá a data para pedido de reconsideração.

    Abraços

  18. Jaime comenta:

    dezembro 11, 2012 @ 1:25

    Boa noite,moro em Belém/Pa, minha filha tem 6 anos e está no 1º ano,estuda em uma escola particular,ela está passiva de ficar reprovada em português,isso pode acontecer?

  19. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 11, 2012 @ 3:24

    Jaime, … é muita crueldade…mas pode.
    Veja bem , entre com pedido de reconsideração apresentando a Resolução CNE/CBE n.7/2010 que recomenda a não reprovação nos três primeiros anos do ensino fundamental. O documento é dirigido para a Direção.
    Em geral as direções não são sensíveis ao pedido de reconsideração ou de reavaliação, mas é direito de sua filha garantido no Estatuto da Criança e da Adolescentia ECA em seu artigo 53 (salvo engano).
    Abçs

  20. Ana Paula comenta:

    dezembro 13, 2012 @ 18:01

    Ola Sonia Minha Filha esta no 1º Ano Do ensino medio e ficou de recuperação em 6 materias e agora ela esta fazendo recuperação, eu gostRIA de saber se a escola reprova-la eu poderia recorrer vc acha que eu ganharia OBROGADAhhhhh :)

  21. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 14, 2012 @ 5:19

    Olá Ana Paula, sua filha tem direito garantido pelo ECA de constestar critérios avaliativos e se você for do Estado de São Paulo também tem direito pela Deliberação n.11/96, mas será super difícil conseguir reverter esse quadro , porque 6 matérias é muita coisa… abçs

  22. SANDRA DA SILVA FEITOSA comenta:

    dezembro 14, 2012 @ 12:16

    Olá, Professora Sonia, gostaria de saber se é possível reter uma aluno de 9º ano do Ensino Fundamental, que possui defasagem de notas e frequencia, mas que já foi retido no ano anterior pelos mesmos motivos. Obrigada.

  23. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 15, 2012 @ 15:55

    Olá Sandra,

    Sim é possível regimentalmente.

    O que é regimental?

    Consta do Regimento da escola que o sistema de avaliação possui uma regra e que esta regra deve ser cumprida e quem não cumprir está retido.

    Se uma aluna no 9o ano superou o número previsto por lei (LDB) de faltas ,então, ela está retida.

    Se uma aluna não atingiu os objetivos propostos nas matérias que cursou está retida.

    Isso é um fato.

    Agora , a pergunta… por que esta aluna não frequentou a escola? O que está acontecendo com esta aluna? O que a escola fez para ajudá-la ? Por que esta aluna não está estudando? Quais são as dificuldades desta aluna? O que a escola fez para ajudá-la?

    Estas são questões pedagógicas que a escola deveria ter respondido ou respondeu durante o ano letivo.

    Então, pode reter no 9o ano?

    Sim pode pelo regimento da escola.

    Pedagogicamente caberia recurso , sim , porque todo aluno segundo o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente em seu artigo 53 tem direito de pedir as instâncias superiores reavaliação de seu processo.

    Então, esta aluna poderá entrar com recurso na própria escola e depois no órgão que supervisiona a escola.
    É possível reverter esta situação? É muito difícil porque há o problema de frequência que é previsto em lei… o aluno tem que frequentar 75% , se ele frenquentou menos do que isso é retido.

    Abçs

  24. joao victor comenta:

    dezembro 15, 2012 @ 20:47

    fiquei de recuperaçao em educaçao fisica…eu dei o atestado alegando que sou apto a praticar qualquer atividade física…posso repetir de ano só por causa de educação física??

  25. joao victor comenta:

    dezembro 15, 2012 @ 20:50

    fiquei em educaçao fisica…dei um atestado alegando que sou apto a fazer qualquer atividade fisica…posso repetir de ano por causa da educaçao fisica??

  26. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 17, 2012 @ 1:31

    Olá João, em tese você pode ficar retido por educação física. Tudo dependerá do Regimento Escolar da sua escola. Se no Regimento disse que existe retenção em um componente curricular ,daí sim é possível ficar retido.

    Vamos compreender que educação física é uma área do conhecimento tão importante quanto matemática e , portanto, também pode reter.

    Porém, é difícil uma escola reter um aluno apenas em um componente curricular, ok?

    Abçs

  27. Junior comenta:

    dezembro 17, 2012 @ 13:06

    Bom Dia professora!

    Meu filho foi reprovado em duas matérias no quinto ano do fundamental o mesmo ficou a um ponto da aprovação na recuperação, a escola justifica que ele não teria maturidade de ir para o sexto ano , logo professora tudo que a escola solicitou no decorrer do ano quando constatei que meu filho estaria tendo problemas foi feito ,saliento que é uma escola particular , e a mesma não disponibilçizou aulas de reforço para meu filho ,todavia eu providenciei aulas de reforços particulares , como a escola não soube me responder o motivo exato do rendimento de meu filho ,levei o mesmo ao pisicologo onnde foi cosntatado que meu filho não possui problema algum ele apenas esta com sua alto estima muito baixa, saliento que muito antes de ele ser reprovado ele ja sofria booling na porta da escola pois todos ja diziam que ele seria reprovado!cara professora todos os professors particulares que avaliaram meu filho disseram que ele tem total condição de seguir para a próxima série menos a escola onde ele estuda!
    por gentileza qual seria sua opinião sobre este caso ,estou em guarulhos sp,desde ja agradeço

  28. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 18, 2012 @ 2:39

    Boa noite Junior,

    Estando em Guarulhos você poderá entrar com pedido de reconsideração o mais rápido possível porque há um prazo de 5 dias corridos a contar da ciência da retenção.

    Deliberação CEE 11/96 diz como proceder. Leia: http://desumare.edunet.sp.gov.br/Supervisao/09/deliberacoes/deliberacao_CEE_1196.pdf

    No pedido de reconsideração relate o que me relatou .

    Se a escola mantiver a retenção você entra com pedido de recurso via escola mas para o Dirigente Regional que supervisiona a escola, ok?

    O ECA em seu artigo 53 também diz que a criança tem o direito de questionar os critérios avaliativos em instâncias superiores , então, entre com o pedido seguindo os passos que postei no blog que constam da Deliberação CEE 11/96.

    P E D I D O D E R E C O N S I D E R A Ç Ã O

    Eu___________________________________ , portadora do CPF de N. _____________ , RG ______________ , brasileiro, residente à rua n. na cidade do ____________________
    , responsável legal pelo aluno ____________________ , regularmente matriculado no 5o ano do Ensino Fundamental do __________________, localizado na rua ____________, bairro , na cidade de _____________ ,venho mui respeitosamente solicitar a V.Sa. reconsideração contra a retenção de meu filho.

    Relato dos fatos:

    Com muita indignação encaminho este meu pedido porque soube apenas no último dia seis de janeiro do ano de dois mil e doze que meu filho ficou retido em um único componente curricular, física A ciência desta retenção ocorreu ao acaso , pois estive na secretaria do colégio para obter uma informação e na ocasião a secretária me informou. Não houve, portanto, recuperação, não houve um comunicado formal a respeito.

    Diante disso peço de V.Sa uma intervenção para que a legislação de ensino que convoca a escola a promover o diálogo e o avanço nos estudos apresentando alternativas de recuperação paralela e contínua com um sistema de avaliação que privilegie o caráter qualitativo em detrimento do quantitativo seja cumprida.

    Nome:
    Data:

    Abçs

  29. Deise Teixeira de Sousa comenta:

    dezembro 19, 2012 @ 14:36

    Bom dia!
    Profª Sônia.
    Moro no Rio de Janeiro e gostaria de saber se aqui , o pedido de reconsideração para alunos retidos apenas em uma matéria, vigora assim como em São Paulo.Caso não, como um responsável daqui do Rio de Janeiro deve agir para recorrer da decisão da escola de reprovar um aluno em um único componente curricular? Qual o documento e a quem encaminhar? Desde já agradeço sua ajuda. Adorei o blog.

  30. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 19, 2012 @ 22:27

    Olá Deise, obrigada!!

    Não sei lhe dizer se o Conselho de Educação do Rio de Janeiro tem uma deliberação a respeito de reconsideração e recurso, mas você pode entrar com este pedido baseado no ECA artigo 53 inciso III http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8069.htm que diz que III – que o aluno tem o direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores;

    Com este argumento vindo de uma lei você pode pedir um recurso junto a Regional Metropolitana que supervisiona a escola.

    Voce ganha certamente a meu ver … reter aluno em um único componente curricular está fora de questão.

    Veja no site da Secretaria de educação do Rio de Janeiro em qual regional sua escola está localizada. Ligue para lá para saber o nome do dirigente e depois elabore um documento apresentando todas as notas e o absurdo de uma retenção em um único componente curricular, denúncie.. se não tiver resultado envie documento ao Conselho de Educação do Estado do Rio de Janeiro…

    Demora para vc ter uma devolutiva mas vale a pena.

    Outro caminho é a reclassificação. Verifique uma escola que faça a reclassificação que é um expediente recomendado na LDB (lei maior da educação).

    Abçs

  31. Jupiara comenta:

    dezembro 21, 2012 @ 12:19

    Minha filha sofreu Bullying escolar e virtual , desde o começo do ano letivo,sendo que no meio do ano foi internada (por conta do Bullying) ficando afastada da escola ,com notas baixas em duas matérias fez as provas na secretaria por medo das agressoras e agora por décimos ficou reprovada,a escola pode fazer isso?

  32. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 21, 2012 @ 18:27

    Olá Jupiara, não , não pode.

    Vc pode entrar na Justiça com ação por danos morais e financeiros e também entrar com pedido de recurso junto ao órgão compentente que supervisiona a escola,ok?
    Abçs

  33. rose batista comenta:

    dezembro 25, 2012 @ 19:09

    ola, boa tarde!!
    tenho uma filha de nove anos, que esta fazendo o 3 ano do ensino fundamental, no colegio presbiteriano do brás, sao paulo,e deixaram ela reprovada por 2 pontos em matematica,minha filha tem deficit de atençao, eles sabem, por que já foi enviado carta a escola, pela neuro pediatra que a acompanha, tambem uma psicopedagoga ja foi ate a escola conversar com eles, este ano no 1 e 2 bimestre por diversas vezes fui buscar ela na escola, por que tiravam ela da sala de aula dizendo que estava incomodando os outros alunos, teve m dia que a diretora falou que se ela nao se retirasse da sala de aula toda a turma iria se retirar, humilhando a minha filha na frente de toda a turma, sofreu bulling tambem este ano, e por conta disto tudo as notas dela foram muito baixas principalmente no 1 e 2 bimestre, que foi quando eu tive que mudar de horario para ver se ela conseguia terminar o ano, eu nao aceito, foram muitas dificuldades que tivemos de enfrentar,por diversas vezes ela acordou 5 horas da manha para estudar, se esforçou, fez tudo o que era possivel, nao é justo que agora a deixem reprovada, por isto peço a sua orientaçao, a sua ajuda, devo recorrer? como que e feito este procedimento?
    agradeço desde já.
    att:rose

  34. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 26, 2012 @ 5:55

    Olá Rose,

    É direito de sua filha que vc recorra a esta decisão porque isto está expresso na Deliberação CEE n.11/96 como também no ECA artigo 53 inciso III.

    O problema é o prazo. A Deliberação é clara quanto a isso: após a ciência da retenção os pais tem 5 dias corridos para entrar com pedido de reconsideração junto a escola e endereçado a direção. Se vc soube formalmente que a sua filha ficou retida no dia 21/12 vc tem hoje 26/12 para entrar com o pedido. Se você souber antes do dia 21/12 o prazo já está encerrado.

    Vc pode até tentar, mas estará fora do prazo e a escola ou Diretoria de Ensino poderá alegar isso. No entanto, não custa tentar … vc pode ir direto para a Diretoria de Ensino e seguir até o Conselho de Educação .

    Uma outra alternativa é vc buscar reparar na Justiça . Já há casos assim que o juíz entende que a escola errou. Acho que ação fica no campo da reparação e não de aprovação.

    Leia abaixo:

    A 4ª Turma do Distrito Federal não aceitou o recurso do Colégio… e manteve a decisão do Juiz original para condenar a instituição de ensino a indenizar um ex-aluno por não providenciar o ensino adequado. O estudante diagnosticado com déficit de atenção, foi convidado pela diretora da escola a procurar outro colégio.

    É isso! abraços

  35. Simone comenta:

    dezembro 26, 2012 @ 6:08

    Olá Profa. Sônia!
    A minha filha está no 9º ano, e ela ficou de recuperação em 2 matérias, fez as provas e 1 matéria ficou faltando 2,5 pontos e na outra 1,0 ponto. Eles reprovaram ela, isso está correto ou devo recorrer na Secretaria da Educação?

    E o meu filho está no 8º ano, ele ficou de recuperação e nao conseguiu atingir a nota, e eles reprovaram ele faltando 2,5 pontos. Eles tem esse direito de reprovar com apenas 1 matéria?

    Obrigada à atenção!

  36. Tânia comenta:

    dezembro 26, 2012 @ 12:44

    A média para aprovação ou reprovação é definida na LDB ou as escolas particualares podem definir isso? U aluno tirou 5,8 nas matérias e que ficou de recuperação, como a média da escola é 7,0, ele ficou retido. Pode-se recorrer. O fato deu-se no estado do RJ.
    Obrigada.

  37. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 26, 2012 @ 19:05

    Olá Simone,

    Com relação a sua filha se está ou não correto retê-la. Está correto porque o sistema de avaliação da escola da sua filha possui uma exigência e a sua filha não cumpriu esta exigência.

    Agora você pode recorrer porque segundo o ECA em seu artigo 53 inciso III o aluno tem direito de contestar os critérios avaliativos e recorrer a instâncias escolares superiores.

    Se vc for do Estado de São Paulo há a Deliberação CEE n.11/96 que preve isso o problema agora é o prazo , provavelmente vc já o perdeu.

    Se vc for de outro Estado eu desconheço a legislação específica dele mas em tese vc pode recorrer utilizando o ECA.

    O mesmo se dá com o seu filho. A escola tem autonomia para reter o aluno mesmo que em um único componente curricular . Não é o melhor a ser feito do ponto de vista pedagógico, mas a escola pode se em seu REgimento prever isso. Vc também poderá recorrer.

    Abçs

  38. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 26, 2012 @ 19:10

    Olá Tânia, a LDB não define o sistema de avaliação que a escola adota porque cada escola é autônoma para escolher o seu projeto pedagógico e o seu sistema de avaliação.

    Por exemplo há escolas que usam o conceito de apto e não apto e portanto não há média porque o sistema de avaliação é qualitativo e não quantitativo.

    Outras escola utilizam objetivos… o aluno não atingiu os objetivo , conceito I.

    E outras usam o sistema tradicional matemático com média.

    O aluno em pauta não atingiu os objetivos pretendidos pela escola porque a nota foi 5,8 e a média é 7.00 então ele está retido.
    Mas sempre é possível recorrer, mas em geral a escola não altera a sua decisão.

    Recorre baseado no ECA artigo 53 inciso III que diz respeito ao direito do aluno de contestar critérios avaliativos a instâncias escolares superiores , então , a instância superior a escola é a Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro,ok?

    Abçs

  39. Renata comenta:

    dezembro 27, 2012 @ 13:32

    Meu filho cursou o 1º ano do ensino fundamental 1, em uma escola de rede privada. Ele foi aceito com 5 anos completos (data de nascimento 14/06/2006) . Meu filho é uma criança alegre e inteligente, com passar do ano letivo veio apresentando problemas emocionais devido a conduta da escola. Ele está sendo acompanhado por uma psicóloga particular, suas notas caíram muito no fim de ano, se sujeitando a prova final em Matemática, Português e Ciências. No resultado final ele ficou de prova de recuperação em Português. A escola é unânime em dizer que o aluno é inteligente, está apto cognitivamente. Porém emocionalmente o aluno não consegue realizar mais provas. Eu , meu marido e a psicóloga do meu filho não queremos que ele realize a prova de português, pois seria mais uma massacre emocional, pois além de todo problema emocional que ele vivenciou na escola, ele não possui vínculo com a escola e nem com a professora regente, ou seja ele irá obter o mesmo resultado que a prova final. A professora não faz o acompanhamento devido a uma criança de alfabetização.Como devo proceder para que o meu filho siga rumo ao segundo ano em outra escola, pois o mesmo já fez a avaliação para o 2º ano na outra escola e passou.Como posso fazer para que a escola atual de aprovação dele sem que o mesmo realize a prova de recuperação, já que o mesmo emocionalmente, não está apto a realizar. Aguardo o seu contato o mais rápido possível.Abraços

  40. Renata comenta:

    dezembro 27, 2012 @ 13:33

    Sou do Rio de Janeiro.

  41. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 27, 2012 @ 14:54

    Olá Renata,

    Escreva um pedido endereçado ao diretor da escola nos seguintes termos:

    Ilmo Sr.
    Fulano:________________________

    PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO

    Venho mui respeitosamente pedir que a equipe pedagógica deste renomado colégio reconsidere os critérios avaliativos e leve em consideração o processo de ensino/aprendizagem de um 1o ano de ensino fundamental de nove anos conforme pondera a Resolução CNE/CBE n.7/2010.

    Relato do fatos: aqui você relata os fatos.

    De modo que peço que não submeta meu filho a mais uma avaliação, pois psicologicamente ele está exausto e que ponderem o significado da introdução da alfabetização em um 1o ano com crianças de 6 anos.

    ——————————
    Renata, não há garantias porque o sistema de avaliação desta escola preve avaliação e recuperação. O que eles poderão fazer e vc deve explicitar em seu pedido é chamar o Conselho de Classe e aprová-lo por Conselho.

    Outra alterantiva caso o seu filho seja retido é o da escola que vc o matrículou reclassificá-lo.

    Mas é um absurdo essas escolas submeterem crianças tão pequenas a um sistema avaliativo quantitativo ao inve´s do qualitativo como recomenda a Resolução CNE/CBE n.7/2010.

    Espero que eu tenha ajudado.
    Abçs

  42. Renata comenta:

    dezembro 27, 2012 @ 15:29

    Fico imensamente grata e acolhida neste momento tão delicado. só Deus sabe o que passei este ano tentando proteger o meu filho. Irei te manter informada sobre caso. Abraços

  43. Renata comenta:

    dezembro 27, 2012 @ 15:41

    Sou muito grata pela sua orientação. Vc me fez sentir acolhida. Abraços

  44. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 27, 2012 @ 16:53

    Renata, agradeço por você compartilhar aqui este problema … muitos pais serão beneficiados pela sua experiência!

    Vamos ficar na torcida!
    bjs

  45. Renata comenta:

    dezembro 28, 2012 @ 16:32

    Seguirei suas orientações e assim que obtiver respostas irei repassar para o seu blog.
    Penso que a grande maioria das escolas não tem como objetivo o bem estar, desenvolvimento e aprendizado do aluno, pois se a mesma estivessem seguiriam as recomendações do MEC e CNE. O que observo são escolas se preocuparem apenas com alguns requisitos da LDB para que não sofram punição. As regras e normas especialmente para rede privada deveriam ser mais rígidas e claras.
    Conte comigo Sônia. A Educação sempre será o caminho para evolução. Não posso e não devo admitir tamanha injustiça no aprendizado de uma criança de 6 anos. Tiraram do meu filho a magia do descobrir, a curiosidade do saber , sua confiança, segurança e capacidade foram totalmente ameaçadas e danificadas. Farei o possível e impossível para trazer de volta o que roubaram do meu filho. Às vezes choro, mas não por me sentir derrotada, mas sim muito fraca e cansada. Retomo minhas forças e caminho. Nessa luta toda jamais perdi a Educação, o Amor, a Perseverança e o Discernimento. Desculpa o desabafo, mas às vezes me sinto só nessa jornada. Muito obrigada e conte comigo.Abraços

  46. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 28, 2012 @ 17:33

    Abraços Renata !!

  47. maria aparecida comenta:

    janeiro 2, 2013 @ 4:00

    Meu filho estuda em uma escola filantrópica do Rio de Janeiro (Legião da Boa Vontade – LBV) ele tem 10 anos e foi reprovado no 4 ano apenas em matemática a média da escola era 6 ele tirou 5,4 na recuperação posso recorrer de alguma forma . Obrigada

  48. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 2, 2013 @ 15:16

    Olá Maria Aparecida,

    Veja bem, o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente em seu artigo 53 , inciso III diz que o aluno tem o direito de contestar critérios avaliativos a instâncias escolares superiores de modo que vc pode invocando o ECA entrar com pedido de reconsideração.

    Entre com o pedido na propria escola endereçado a direção dizendo que reter uma criança em apenas um componente curricular por 0,6 é um descalabro porque toda a legislação do ensino do país indica e orienta para um sistema de avaliação qualitativo em detrimento de um quantitativo e que perder um ano por 0.6 em um único componente curricular é adotar o obscurantismo como proposta pedagógica.

    Diga que espera que a instuição de ensino convoque o Conselho de Classe para reavaliarem o seu filho e que aguarda uma devolutiva por escrito no prazo de 10 dias.

    Em geral, a escola mantém a retenção e fica furiosa com os pais que se atreveram a questionar uma decisão.

    Mas é assim mesmo que funciona, seu filho tem o direito e ponto.

    Quando a direção lhe der a devolutiva matendo a retenção você pega a devolutiva por escrito e faz um pedido de recurso junto a Região Metropolitana que supervisiona esta escola. No site da Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro vc encontra as regionais e verifique pelo bairro da escola qual é que supervisiona a escola.

    Encaminhe o pedido para lá endereçado ao dirigente e aguarde pronunciamento, ok?

    Abçs

  49. Jane comenta:

    janeiro 8, 2013 @ 22:45

    Olá, meu filho no COLÉGIO MILITAR DA BAHIA,o ano passado foi pr o conselho de classe em Inglês e foi aprovado esse ano foi novament para o conselho pois tirou 4,7 e seria necessário 5,0 e foi reprovado,tem alguma norma q posso utilizar para reivindicar um aprovação?A matéria foi geométria.

  50. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 9, 2013 @ 0:04

    OLá Jane,

    Não conheço a legislação específica da Bahia , muitos menos do Colégio Militar que deve ter diferença no sistema pedagógico.

    Mas , vivemos em país democrático de modo que acredito que você pode pedir recurso para o diretor do Colégio.

    Elabore documento , segue modelo

    Ilma Sra.

    ————————-

    Diretora do Sesi – Unidade ……

    P E D I D O D E R E C U R S O

    Eu , __________________, responsável legal do aluno _________________, estudante regularmente matriculado no _________________desta conceituada instituição de ensino, venho mui respeitosamente a V.Sa., pedir recurso diante da decisão pela retenção de meu filho de acordo com o que estabelece o artigo 53 , inciso III do Estatuto da Criança e do Adolescente.

    Meu filho…………………. (relate os fatos)

    Diante disso , peço a V.Sa que interceda convocando novamente o Conselho de Classe para que o processo de ensino/aprendizagem de meu filho seja reavaliado.

    Subscrevo-me

    É isso ! Abraços

  51. andreia comenta:

    janeiro 17, 2013 @ 18:57

    Boa tarde,

    Meu filho estuda em colegio particular, cursou o 3 ano fundamental, ficou de recuperacao porem nao passou conforme tenho lindo, nos tres primeiro ano nao e aconselhavel reter a criança, ele sabe ler escrever, horas, tabuada. So nao foi bem nas provas por ser muito dificies

  52. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 20, 2013 @ 0:37

    Andreia,

    A Resolução CNE/CBE n.7/2010 recomenda que não se deve reter nos três primeiros anos do ensino fundamental , porém é apenas uma recomendação e a escola pode reter. Agora que já estamos em meados de janeiro não há nada a ser feito é encarar mais um ano com ânimo e acompanhamento bem de perto do processo de ensino/aprendizagem, ok? Abraços

  53. danielle comenta:

    janeiro 28, 2013 @ 5:01

    oi eu estou no 2 ano do ensino medio e reprovei fiquei em 5 materias sendo elas matematica,geografia,filosofia sociologia e ingles so que durante o ano eu sofri bullying e o colegio nao solucionou o meu problema minha mae tentou recorrer e nao deu em nada sendo que eu vim de colegio publico e era bem mais facil sou de londrina do colegio marista

  54. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 29, 2013 @ 2:12

    Olá Danielle,

    Veja bem , reprovar em 5 matérias não há muito o que fazer , sobretudo, agora que já estamos no final de janeiro.

    E sendo você do Paraná eu desconheço se há uma legislação específica aí. Se fosse aqui em São Paulo eu saberia dizer para você que existe, porém vc também estaria fora do prazo.

    Então, Danielle , infelizmente agora não há o que fazer a não ser enfrentar novamente o 2o ano.

    Mas o que vc deve fazer , desde o início do ano ficar atenta e se houver bullying de imediato avisar a escola. A escola não fazendo nada vc vai com a sua mãe buscar a Procuradoria da Justiça da Infância e da Juventude,ok?

    Se acontecer algo do tipo , volte aqui para que eu oriente você ,ok?

    Agora , estudar , estudar , estudar … já no início do ano.. e deixe esses malas de lado , não ligue para eles … foco nos estudos Danielle ,ok?

    Abraços

  55. Márcia LIma comenta:

    janeiro 30, 2013 @ 10:01

    Gostaria de saber se um aluno com Sìndrome Daw pode ser reprovado no terceiro período da Educação Infantil. Quais vantagens dessa ação?

  56. Erika Hatakeyama comenta:

    janeiro 31, 2013 @ 8:16

    Olá Sônia, estou no Japão e gostaria de saber se existe alguma Lei válida que proiba o aluno de repetir de ano no ensino fundamental. É verdade que independente da capacidade do aluno, este deve seguir a ano escolar de acordo com a sua idade?
    Espero respostas…….obrigada!

  57. danielle comenta:

    janeiro 31, 2013 @ 22:46

    obrigada

  58. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 31, 2013 @ 23:09

    Olá Márcia Lima, não há retenção na Ed.Infantil, portanto, não havendo retenção não há vantagem.
    A escola está equivocada.

    Leia a legislação sobre educação de necessidades especiais,ok?

    Abraços

    1. Constituição de 1988 (consultar o artigo 208)

    2. Lei 7.853, de 1989, dispõe sobre o apoio às pessoas portadoras de deficiência, sua integração social

    3. Estatuto da Criança e do adolescente, de 1990

    4. Íntegra da Declaração de Salamanca, de 10 de junho de 1994, sobre princípios, políticas e práticas na área das necessidades educacionais especiais

    5. Capítulo da LDB, de 1996, sobre a Educação Especial

    6. Decreto nº. 3.298, de 1999, regulamenta a Lei no 7.853, de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência

    7. A lei 10.172, de 2001, aprova o Plano Nacional de Educação que estabelece vinte e oito objetivos e metas para a educação das pessoas com necessidades educacionais especiais

    8. Resolução número 2, de 11 de setembro de 2001 que institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica

    9. Íntegra do Decreto no. 3.956, de outubro de 2001, que promulga a Convenção Interamericana para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Pessoas Portadoras de Deficiência (Convenção da Guatemala)

    10. Resolução do Conselho Nacional de Educação nº1/2002, define que as universidades devem prever em sua organização curricular formação dos professores voltada para a atenção à diversidade e que contemple conhecimentos sobre as especificidades dos alunos com necessidades educacionais especiais

    11. A lei nº 10.436/02 reconhece a Língua Brasileira de Sinais como meio legal de
    comunicação e expressão

    12. Decreto No. 5.626/05 – Dispõe sobre a inclusão da Libras como disciplina curricular, a formação e a certificação de professor, instrutor e tradutor/intérprete de Libras

    13. Decreto número 6.571, de 17 de setembro de 2008, que dispõe sobre o atendimento educacional especializado

    14. A Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva

  59. Profa. Sônia Aranha comenta:

    fevereiro 1, 2013 @ 0:33

    Olá Erika,

    A capacidade do aluno é fundamental e determina, na maioria dos casos, a retenção ou aprovação, mas a relação idade x série é vista também de acordo com cada caso.

    Não há uma lei que proiba a retenção. O que há é um ato normativo do Conselho Nacional de Educação a Resolução CNE/CBE n.07/2010 que recomenda a não retenção nos três primeiros anos do ensino fundamental.

    Portanto, não há nenhuma proibição de reter os alunos. A escola e seus professores estão livres para reter quem queiram dentro de critérios avaliativos objetivos e de acordo com a Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional.

    Abraços

  60. Mariana comenta:

    fevereiro 1, 2013 @ 23:58

    olá, fiquei de recuperação em física, estudo no colegio anglo lider, em recife e fui reprovada. A cordenadora disse que eu estava muito fraca porque nao consegui atingir a nota 5 na ultima prova, e esqueceu completamente das minhas outras notas nos dois semestres, onde fiquei com 6 e 5, dividindo fico com media 5,5. Creio que se eu estivesse com uma media muito baixa nos dois semestres a reprovaçao seria valida, mas nao foi, ela simplesmente ignorou meu desempenho durante o ano letivo e me reprovou por uma nota baixa na ultima prova, queria recorrer, pois é apenas uma unica materia e meu ultimo ano escolar, poderia estar cursando direito na faculdade em que fui aprovada, por causa disso perdi a oportunidade.

  61. Profa. Sônia Aranha comenta:

    fevereiro 2, 2013 @ 3:18

    Mariana,

    Eu desconheço a legislação de ensino específica de Pernambuco, mas faça um pedido de recurso para a Gerência Regional de Educação http://www.educacao.pe.gov.br/?pag=1&men=77 – verifique qual bairro a sua escola fica e busque a Gerência que supervisiona a sua escola.

    Você clicando na região aparecerá o nome e o e-mail do responsável como também o endereço.

    Escreva um documento explicando o que ocorreu. O modelo do documento vc encontra em comentários do post O que posso fazer: meu filho repetiu. http://www.soniaranha.com.br/o-que-posso-fazer-meu-filho-repetiu/ post

    Neste recurso você pedirá que quer uma intervenção da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco junto a escola porque a mesma lhe reprovou em um componente curricular sendo que você é série terminal do Ensino Médio aprovada em vestibular para cursar a faculdade, ok?

    Se você for menor o documento deve ser feito pelo seu pai ou mãe. Se você já tem 18 anos pode ser feito por você mesma.

    Forte abraço e sucesso! Vai à luta porque você poderá reverter essa retenção, ok?

  62. ana cláudia - uberlândia/mg comenta:

    fevereiro 3, 2013 @ 13:16

    olá! Sonia, minha filha tem 9 anos e estava cursando o 3 ano do ensino fundamental, ficou de recuperação em matemática e foi reprovada, ela estudava na escola municipal prof. osvaldo vieira, desde o início do ano de 2012 eu estive procurando a escola, pois a professora mandava muitos recadinhos no caderno na minha filham eu sabia que ela estava com dificuldades , a professora e a diretora me disse que eu poderia ficar despreocupada pois minha estava indo muito bem, e quando chegou no final do ano ela foi reprovada , e a professora ainda disse , que era para procurar um psicólogo, e que tinha mãe que não aceitava que os filhos tinham problemas.Ela foi muito abusada, eu já havia procurado a professora, procurei vice diretora e procurei a diretora, o que me disseram foi pra ficar tranquila que ela estava desenvolvendo bem.Neste ano de 2013 matriculei minha filha em outra escola, pois ela não quis ficar na mesma, ela diz que os coleguinhas vai ficar rindo dela.Gostaria de saber se posso recorrer, e se tem um prazo para isso, pois já estamos começando as aulas novamente.

  63. Profa. Sônia Aranha comenta:

    fevereiro 4, 2013 @ 1:25

    Olá Ana Cláudia,

    No Estado de Minas Gerais eu não sei se há algum ato normativo que possibilite o recurso. Ocorre que agora já em fevereiro é muito difícil você conseguir recurso. Isso deveria ter sido feito em dezembro.

    Mas de qualquer modo você poderá tentar.

    Faça um documento pedindo recurso para a Secretaria de Educação Municipal se a escola for municipal e Estadual se a escola for estadual.

    No entanto, acho difícil eles alterarem alguma coisa em fevereiro e já com transferência de escola, ok?

    Abraços

  64. edna calisto comenta:

    fevereiro 8, 2013 @ 17:13

    minha filha fez recuperação e perdeu pela terceira vez ela esta retida no nono ano o devo fazer

  65. Profa. Sônia Aranha comenta:

    fevereiro 8, 2013 @ 23:32

    Edna, conte-me o caso com maiores detalhes e me diga de qual Estado você é ok?
    Facilita para eu lhe orientar melhor.
    Forte abraço

  66. Luiza de Matos Souza comenta:

    março 6, 2013 @ 19:18

    Oi, Eu sou aluna do COLEGIO DA POLICIA MILITAR DA BAHIA, não frequentei as aulas de educaçao fisica no ano passado. E acabei sendo reprovada. Tirei notas boas em todas as outras materias, e não frequentei as aulas de educaçao fisica por motivos de saude. O professoar não aceitou o meu atestado medico, e como eu sou de menor, eu acredito que o professor deveria mandar algum recado para os meu pais informando que eu poderia perder de ano por causa dessa materia.. O que nao aconteceu. Minha mae fez uma queixa na ouvidoria. E ainda nao recebeu nenhum retorno. Eu iria passar para o primeiro ano. E ja temho 3 semanas. Repetindo o nono ano. Por favor. Me ajude. O que eu devo fazer?

  67. Profa. Sônia Aranha comenta:

    março 6, 2013 @ 22:19

    Olá Luiza que situação!!

    Veja bem, para você fazer algum tipo de denúncia será preciso montar um processo.

    1) Pegue todas as suas notas de todos os bimestres e de todos os componentes curriculares;

    2) Pegue todas as faltas que você teve.

    3) Pegue também quais são os critérios do sistema de avaliação da sua escola, por exemplo, o aluno passa de ano com qual média?

    4) A partir destes dados é possível elaborar um recurso e enviá-lo ao Conselho de Educação do Estado da Bahia.

    Veja bem, um aluno não pode ficar retido por falta apenas em um componente curricular. A frequencia que a Lei de Diretrizes e Base fala é 75% do total de horas/aulas. Então, não é por matéria e sim no total.

    Veja bem, um aluno pode ficar retido em falta se ultrapassar 25% de faltas. No geral.

    Então tem um problema aí ou vco não compreendeu direito ou a escola está totalmente errada, ok?

    Envie esses dados que eu lhe ajudo a pensar se há alguma saída a esta altura do campeonato.

    Abraços

  68. Raul comenta:

    março 14, 2013 @ 2:33

    olá tenho uma duvida!
    formei em Análises Clínicas o ano passado, mais ainda não peguei Diploma porque estou retido na disciplina de Matematica, passei em todas outra materias com notas bouas, e só não passei em Matematica, lembrando que matematica não é materia espeficia do Curso! não pude trabalhar ainda pq não tenho Diploma, e pra pegar o Diploma eles alegam que eu tenho que fazer o curso de Verão, que é praticamente juntando o valor de todas as mensalidades que eu paguei no perildo! é mto caro, e não participei de nehum conselho de classe pois a gnt não era informado qndo tinha! Gostaria de saber mesmo eu não tando estudando mais, tem como eles me aprovado no Conselho?

  69. Profa. Sônia Aranha comenta:

    março 14, 2013 @ 6:00

    Olá Raul, eu não conheço muito bem as questões que envolvem o ensino superior mas:

    – A sua faculdade tem um Regimento. Nele consta o sistema de avaliação e os procedimentos. Vá até a faculdade e peça uma cópia para consulta.

    – Leia o contrato de prestação de serviço que vc tem com a faculdade e veja se consta este tipo de situação.

    Parece que o procedimento está ilegal. Se vc não passou em uma disciplina esta deveria ser oferecida ou neste semestre ou no seguinte e o pagamento seria feito apenas dela , razão pela qual pegue o contrato e leve no PROCON para saber se eles estão de acordo com o contrato que rege a relação de consumidor ,ok?

    Quanto ao Conselho acho que não há em faculdade…. não sei lhe dizer porque faculdade particular desconheço o funcionamento.

    Mas leia o Regimento e vá até o PROCON.

    Abraços

  70. Sandra silva souza comenta:

    março 20, 2013 @ 3:33

    Olá, gostaria de sanar uma dúvida: um aluno vindo de uma outra escola com declaração dizendo que ele está reprovado nas disciplinas de álgebra e geometria, e nessa escola não tem regime de Progressão parcial, posso fazer a matrícula na série em que ele ficou reprovado nessas disciplinas e também fazer um processo de reclassificação? Isso não irá interferir nas informações que foram lançadas no Censo Escolar?
    As Unidades Escolares ficam no município do rio de janeiro.

  71. Profa. Sônia Aranha comenta:

    março 20, 2013 @ 4:27

    Sandra, acho que está correto o procedimento que você está pensando em fazer. Quanto ao Censo, acho que não tem problema …

    Porém, todo procedimento de secretaria na dúvida deve ser compartilhado com o supervisor de ensino (não sei o nome deste cargo aí no Rio) isto é , deve ser esclarecido com o órgão que fiscaliza a escola,ok?

    Abraços

  72. Rinaldo Silva comenta:

    março 21, 2013 @ 0:19

    Olá, tenho um filho atualmente com 10 anos e que em 2012 frequentou o 4º ano fundamental numa escola particular em Rio Grande-RS, ficou em exame precisando de média 4,0 para ser aprovado, porém, tirou 3,5 numa prova conjunta de Portugues e Matemática sendo reprovado nesta escola. Em 2013 procurei outra escola que possui metodo de aproveitamento de estudos e o matriculei no 5º ano, porém, quando solicitei o histórico da escola anterior, esta trabalha com nota única (aprovado ou reprovado), não discrimina notas por disciplina. A escola atual necessita da discriminação das notas para aplicar o método somente nas disciplinas reprovadas. Solicitei uma DECLARAÇÃO da escola anterior acompanhando o histórico, informando que o aluno prestou exame em prova conjunta de Português e Matemática, sendo que ainda solicitei o desmenbramento das notas por disciplinas, já que o aluno poderia ter alcançado a média 4,0 numa ou outra disciplina da prova e a escola se negou a fornecer a Declaração que resolve o problema na atual escola. Você tem alguma sugestão de que procedimento eu busque antes do lento sistema judiciário, uma vez que o aluno possui este direito de carregar disciplina pelo método de aproveitamento de estudo e está impedido devido ao estatudo de uma determinada escola.

  73. Profa. Sônia Aranha comenta:

    março 21, 2013 @ 3:57

    Rinaldo, minha sugestão é você buscar o órgão que supervisiona a escola. A escola particular está subordinada a Secretaria de Educação do Estado do Rio Grande do Sul que está dividida em Coordenadorias Regionais (CRE) que supervisionam a escola.

    Abaixo segue o link da CRE-18 Rio Grande Rua Fernando Duprat da Silva 94 • CEP 96200-540
    Tel. 53 3231.3944 (Ped) • 3233.7650 (Gab) • Fax 3231.7777

    http://www.educacao.rs.gov.br/pse/html/cre.jsp?ACAO=acao2&CRE=18

    Você ligue lá e peça para falar com um coordenador que supervisiona a antiga escola de seu filho e explique o que está acontecendo e que vc precisa que a escola forneça um histórico escolar compatível com a outra escola, isto é , que detalhe nota por nota relativa aos componentes curriculares para que a escola de destino possa matricular o seu filho com as dependências.

    Abraços

  74. Marianna Gouveia comenta:

    março 21, 2013 @ 12:25

    Mariana, acho entendi perfeitamente o que aconteceu e te digo que neste caso a escola está correta sim. Mesmo que vc tenha obtido uma média de 5,5 (quando deveria ser 6 ou 7) a média da sua prova final não chega nem à isso (quando pelo que entendi vc deveria tirar pelo menos 5). Significa que vc não cumpriu com as exigências estabelecidas pela instituição em que vc estuda. Se estiver-mos falando de uma escola da rede pública de ensino então o caso eh REALMENTE este. Moro em pernambuco tb, Recife para ser mais exata e fiz parte da rede pública quando estudava há alguns anos.

    Tudo o que eu vejo aqui, com excessão de um ou doi casos, são mães que não querem pagar mais um ano de escola mas que não forçam seus filhos à estudar. Em vez de televisão e vídeo games, de baladas e cinemas com os amigos, eles deveriam estar estudando para buscar um futuro melhor. Fiquem de olho no interesse que seus filhos demonstram pela escola e pelo aprendizado em si. O fato de vcs colocarem-lhes nas barras de suas saias sempre que eles cometerem erros não contribuirá em nada para sua formação como cidadãos.

  75. Iara Azevedo comenta:

    março 21, 2013 @ 21:13

    meu sobrinho foi reprovado em uma materia por 2 décimos e minha dúvida é? pode um alundo ser reprovado por décimos? o que devo fazer e onde devo procurar solucionar essa situação? obrigada

  76. Profa. Sônia Aranha comenta:

    março 21, 2013 @ 21:39

    Olá Iará,

    Pode se o sistema de avaliação definir que é décimos, mas não é recomendável.

    O problema é que já estamos em Abril e agora será muito difícil reverter a situação.

    Entre com recurso no órgão público que supervisiona a escola, ok?
    Leia http://blog.centrodestudos.com.br/2011/12/o-que-posso-fazer-meu-filho-repetiu/
    Abraços

  77. Roberta comenta:

    março 22, 2013 @ 19:18

    Boa tarde,moro no RJ e minha filha estudava em uma escola particular até o dia 15/03,tirei ela da escola pois percebi somente agora com clareza no início do ano quando tirei ferias que minha filha não estava sabendo fazer nada nem dias da semana ,meses,números e junção das letras.Ela reconhece o alfabeto nas letras cursiva porem tem dificuldade em qualquer outro tipo de letra tem uma dificuldade muito grande nos sons,não sabe juntar as letrinhas nem para ler a palavra mais básica como “uva”.Fiquei totalmente fragilizada ao saber que minha filha estuda na escola a tres anos e ela nao sabe nem o basico,retirei minha filha da escola pois ao perceber que os professores nem a direçao estavam preparados pra fazer algo por minha filha ja q eu tentei desde o ano passado falar com eles q tinha algo de errado acontecendo pois eu estava percebendo que minha filha não estava evoluindo nos deveres.No inicio desse ano cheguei a perguntar se n era o caso deles reterem ela para q assim pudessem trabalhar novamente a alfabetizaçao com ela so q eles me afirmaram q minha filha sabia td e lia muito bem.Deixei ela até o meio de março na escola pois estava achando q eles tinham razao e que minha filha nao queria estudar comigo ja q eles disseram q ela lia td e so tirava notas boas.Retirei ela da escola após minha filha chegar em casa dizendo que uma professora disse pra ela q ela deveria ter ficado reprovada ja q ela nao sabia mta coisa e q ela tinha q dar graças a deus por ter passado,além da minha filha chorar e n querer ir pra escola tds os dias ela tbm reclamava dizendo q a professora segurava ela com força pelo braço e a colocava com raiva sentada na cadeira dela sem deixar ela ir ao banheiro.Bom juntou td isso e eu vi q além dela nao saber praticamente nada ela ainda tava sendo reprimida de uma forma um tanto abusiva.Agora minha filha foi para uma escola publica e fez uma avaliaçao para ver em q nivel ela estava,os professores e a direçao me perguntaram se minha filha estava realmente matriculada em alguma escola pois era inacreditavel q ela n soubesse fazer o basico.Me ajudem a entender pois chego a estar deprimida pois estes anos pagando escola pra minha filha ter sido esquecida e ainda mal tratada e o boletim dela ter notas otimas? Como eles passaram ela sem saber nd? faziam a prova com ela soletrando as letras,pq so assim q ela escreve mas n le.Isso foi correto? A atual professora diz q ela n esta nem acompanhando turma fraca,o que devo fazer em relaçao a antiga escola q contribuiu ate msm com a frustração q minha filha esta tendo na escola nova e minha cabeça q está a mil sem saber o que fazer. Me ajudem.

  78. Profa. Sônia Aranha comenta:

    março 22, 2013 @ 19:57

    Prezada Roberta, em qual ano a sua filha estava matriculada nesta escola particular?

    Me informe para eu entender melhor o caso e poder lhe orientar melhor, ok?

  79. Roberta comenta:

    março 22, 2013 @ 20:45

    ela estava matriculada la desde a pré escola e atualmente ela cursava o 2° ano.

  80. Profa. Sônia Aranha comenta:

    março 24, 2013 @ 3:04

    Prezada Roberta,

    1) Você pode constituir um advogado e tentar com ele construir uma ação por danos financeiros e morais , já que pagou mensalidade, as notas diziam que sua filha tinha conhecimento básico da alfabetização mas não é isso que ocorre.

    2) Por outro lado, não é o fim do mundo. O 2o ano é o início da alfabetização. É a 1a série antiga. Então, sua filha pode estar iniciando o entendimento dos conceitos de letras, sílabas, palavras.

    3) Recomendo você levá-la a fazer uma avaliação psicopedagógica para compreender se a dificuldade que ela tem está relacionado com trabalho pedagógico falho da outra escola ou se ela tem algum tipo de comprometimento.

    Com uma avaliação vc terá orientações melhores inclusive para fornecer para a nova escola, ok?

    Com a avaliação vc saberá se sua filha não sabe porque não aprendeu e daí basta um trabalho de reforço ou se há algum tipo de problema requerendo um trabalho psicopedagógico específico, ok?

    Abraços

  81. Roberta comenta:

    março 26, 2013 @ 21:37

    Obrigada,estarei fazendo o que for preciso pra ajudar minha filha neste momento de fragilidade. Ela está abalada pois diz q os novos amiguinhos estão chamando ela de burra mas já estou me dedicando totalmente a ela e fazendo ela entender melhor a situação e entender q td tem seu tempo e q agora ela terá meu apoio em tempo integral. Obrigada e abraços.

  82. Tânia Aparecida Mendes Lima comenta:

    abril 10, 2013 @ 19:49

    Professora sou secretaria em uma escola e gostaria de saber se um aluno que esta fora da faixa etária, sendo reprovado por rendimento escolar pode ser reclassificado no ano seguinte, já li e entendi que não, pois fala que ele pode ser reclassificado se ele apresenta rendimento escolar. aguardo sua resposta.

  83. Profa. Sônia Aranha comenta:

    abril 10, 2013 @ 21:23

    Olá Tânia,

    Digamos que um aluno está com 10 anos e matriculado no 2o ano do ensino fundamental. Isso significa que ele está defasado em relação ao ano escolar e sua idade.

    Neste caso se no Regimento Escolar da escola constar o expediente da reclassificação a escola poderá reclassificá-lo por intermédio de avaliações e avançá-lo para o 5o ano.

    Digamos que um aluno está com 8 anos e matriculado no 2o ano mas tem uma capacidade enorme e após avaliações constata-se que ele pode cursar o 4o ano.

    Neste caso (incrível, mas é verdade) não é possível reclassificar o aluno porque não há defasagem de idade em relação ao ano que está cursando.

    Espero ter respondido a sua questão. Mas estou aqui para quaisquer outros esclarecimentos.
    Abraços

  84. rosa m dias comenta:

    junho 5, 2013 @ 1:57

    boa noite mudei minha filha no meio do ano passado de escola (ela estuda na rede particular )e quando chegou no final do ano a secretaria da escola veio falar que minha filha na tinha condicoes de passar de ano ela cursava o primeiro ano (antigo pre ) sendo que trocaram de professor 3 vezes em 6 meses e colocaram o RA dela maticulado de novo no primeiro ano.troquei ela de escola e expliquei a situacao ela foi matriculada no segundo ano mas a poucos dias fui chamada na escola e disseram que o RA dela esta matriculado no 1 ano.o que faco.obrigada

  85. Profa. Sônia Aranha comenta:

    junho 5, 2013 @ 3:16

    Olá Rosa, você fala do Estado de São Paulo ,não?

    Então, vamos compreender a situação:

    – em 2012 a sua filha cursou o 1o ano e foi retida.
    – a escola fez a matricula em 2013 novamente no 1o ano.
    – você fez a transferência de escola e a escola atual fez a matricula no 2o ano em 2013 , porém no GDAE ela consta no 1o ano.

    Bem, aqui há inúmeros erros de secretaria de escola.

    1) Sua filha foi retida no 1o ano em 2012, então, a escola atual deveria ter solicitado de você a transferência que é um documento que a escola anterior faz para indicar qual é o ano que a aluna deve ser matriculada.Além disso, após 40 dias, mais ou menos, a escola anterior necessariamente tem que expedir o histórico escolar com as notas e este é entregue na escola nova para que a mesma saiba em qual ano deve ser feito a matrícula.

    2) A escola atual não fez esta checagem e matriculou a aluna no 2o ano apenas baseada em seu relato, de modo que a matricula foi feita de forma irregular;

    3) Agora no meio do ano a escola se dá conta que na verdade sua filha havia sido retida e, portanto, não pode cursar o 2o ano.

    Erro grave da escola.

    Bem, para resolver isso seria reclassificando a sua filha, mas em geral o 1o ano não é feito a reclassificação. O que deveria ter sido feito no final do ano passado é um recurso , mas agora também não resolve.

    Não há muito o que fazer neste caso… acho que sua filha terá que retornar para o 1o ano, mesmo isso sendo um grande problema para ela.

    Mas você poderá tentar falar com a direção para que ela resolva o problema com o supervisor de ensino alegando que a aluna não só cursou os 6 meses no 2o ano, como se saiu bem (ela foi bem?) nas avaliações atestando sua capacidade de continuar no 2o ano.

    Será difícil sair dessa do ponto de vista legislação de ensino, porque não há expediente que permita o avanço, a reclassificação ou mesmo o recurso neste momento do ano letivo, mas tente conversar com a direção da escola para que consigam resolver a questão.

    Outra saída é a Justiça. Entrar com mandado de segurança para garantir a matricula da sua filha. Suponho que esta será a saída mais fácil, mas há custas com advogado e a escola pode ficar irritada, no entanto parece ser uma solução possível desde que vc constitua um advogado que entenda de direito escolar, ok?

    Abraços

  86. Rosangela comenta:

    agosto 27, 2013 @ 19:35

    só para tirar duvida. Minha filha ficou retida no 2° ano do Fundamental de 2010.em 2 matérias Português e Ciências

    as notas foram o seguinte: Português
    (1° Bimestre 5,0 ) (2° Bimestre 4,0 ) (3° Bimestre 4,0 ) ( 4° Bimestre 4,0) ( MEDIA ANUAL 4,3) ( MEDIA FINAL 4,2 RETIDO)

    as Notas de Ciências
    (1° Bimestre 7,0) (2° Bimestre 5,0 ) (3° Bimestre 4,5) (4° Bimestre 4,5) (MEDIA ANUAL 5,3 ) (MEDIA FINAL 4,6 RETIDO ) nas outras a media minima que foi aprovada foi de 5,3 e a máxima foi de 8,9. sera que ela não tinha condições de dar continuidade aos estudos no 3° ano fundamental? essa minha pergunta?

    Essas abaixo foi em 2011 quando estava repetindo o 2° ano onde foi retida em 2010. ela hoje encontra se no 4° Ano onde poderia estar no 5° ano.
    LING PORT
    8,5
    8,5
    8,5
    8,5
    8,5
    APR
    ARTE
    8,5
    9,0
    9,0
    8,8
    8,8
    APR
    ED FIS
    9,0
    9,0
    9,0
    9,0
    9,0
    APR
    HIST
    8,5
    8,0
    8,5
    8,3
    8,3
    APR
    GEO
    8,5
    8,0
    8,5
    8,3
    8,3
    APR
    ENS REL
    9,0
    9,5
    9,0
    9,2
    9,2
    APR
    MAT
    9,0
    9,5
    8,5
    9,0
    9,0
    APR
    CIEN NAT
    8,5
    8,0
    9,0
    8,5
    8,5
    APR

  87. Profa. Sônia Aranha comenta:

    agosto 28, 2013 @ 2:17

    Rosangela,
    Sim, com certeza.
    O problema é que o sistema de avaliação da escola de sua filha é quantitativo, isto é, o que importa é a quantidade de pontos que sua filha conseguiu. Então, no Regimento Escolar da escola deve constar que não atingindo os pontos em duas disciplinas fica retido.
    Mas você poderia (se a escola tivesse lhe informado) ter entrado com pedido de reconsideração porque sua filha poderia ser aprovada pelo Conselho de Escola ,afinal em todas as demais disciplinas ela atingiu plenamente os objetivos.
    A escola foi muito rigorosa, infelizmente.

    Abraços

  88. Vivian comenta:

    setembro 11, 2013 @ 11:53

    Ola, gostaria de saber se existe alguma lei que proíba uma escola particular de reter meu filho na alfabetização?
    Estou desesperada pois a escola afirma que não vai conseguir e todos dizem que é péssimo para qualquer criança reprovar nessa fase…

  89. Profa. Sônia Aranha comenta:

    setembro 11, 2013 @ 18:03

    Boa tarde Vivian,

    A Resolução CNE/CBE n.07/2010 recomenda que não ocorra retenção nos três primeiros anos do ensino fundamental e é muito contundente. Porém ainda trata-se de uma recomendação, mas já é um bom argumento para você usar na discussão junto a escola.

    Mas de qualquer maneira você poderá ,caso ocorra retenção , recorrer na seguinte sequencia:

    1) Junto a direção da escola
    2) Junto a Diretoria de Ensino
    3) Junto ao Conselho Estadual de Educação

    Se você for de São Paulo há uma Deliberação que dá os procedimentos ,ok? Me avisa se vc for de São Paulo para eu lhe indicar a Deliberação.

    Abraços

    Leia:

    http://blog.centrodestudos.com.br/resolucao-cneceb-n-07-14122010-novas-diretrizes-curriculares-para-o-ensino-fundamental-de-9-anos/

    http://blog.centrodestudos.com.br/resolucao-no-7-de-14-de-dezembro-de-2010/

    http://blog.centrodestudos.com.br/abolida-a-retencao-nos-primeiros-tres-anos-do-ensino-fundamental-de-9-anos/

  90. maria do carmo comenta:

    outubro 4, 2013 @ 22:58

    Boa noite,gostaria de saber se o meu filho podera estar reprovado no 3 bimestre,ele esta cursando o 8 ano e a coordenadora da escola falou que ele nao tem mais chance esta correto? gostaria de saber o que fazer para ajudar o meu filho. sou de sao paulo e gostaria de saber se ele podera recuperar neste ultimo bimestre.

    obrigada maria do carmo.

  91. Profa. Sônia Aranha comenta:

    outubro 5, 2013 @ 17:17

    Olá Maria do Carmo,

    1) Peça o Regimento Escolar da escola para você ler o sistema de avaliação e verificar como ele é porque a priori qualquer aluno pode se recuperar em 1 bimestre que ainda temos para terminar o ano letivo. Se o sistema de avaliação for quantitativo, isto é, for por pontos/nota de 20 por exemplo, então, é preciso contar e verificar quantos pontos faltam para ele completar os 20 pontos… deve haver também um expediente de recuperação. Não dá para a escola dizer em início de outubro que um aluno vai reprovar .

    2) Marque reunião com a direção da escola com os seguintes argumentos:

    2.1) Estamos em início do 4o bimestre e a coordenadora já afirmou que meu filho será reprovado;
    2.2) Isso vai contra o Regimento Escolar da escola porque o ano letivo (200 dias) ainda não terminou e meu filho ainda não foi submetido a expedientes de recuperação;
    2.3) A legislação de ensino recomenda que todo o tipo de providências deve ser feita para promover a construção do conhecimento e os avanços necessários. Se a escola em outubro já diz que meu filho será retido ela tira a responsabilidade dela de ajudá-lo a sanar as dificuldades e ultrapassar os obstáculos, pois o ano letivo possui 200 dias e muito antes do seu final a escola já dá seu veredicto;
    2.4) Diante da minha recusa em aceitar uma retenção em outubro, solicito da escola os seguintes procedimentos:
    2.4.1) Uma lista de exercícios e tarefas ,com indicação de atividades e sugestões de colaboração para que eu possa ajudar o meu filho em casa;
    2.4.2) Submetê-lo,como reza a Lei de Diretrizes de Base da Educação n.9394/96, a recuperação paralela, com aulas no período contrário a sua aula normal com atividades de recuperação;
    2.4.3) Um relatório dos professores constando as dificuldades de aprendizagem do meu filho,com os conceitos que ele ainda não construiu e indicações de recursos pedagógicos que o façam ajudá-lo a avançar;
    2.5) Vou querer que o processo de ensino/aprendizagem do meu filho passe pelo Conselho de Classe antes de sua retenção;
    2.6) E após todos esses expedientes se ele for retido, ainda assim buscarei o direito que ele tem de contestar a retenção garantidos na Deliberação CEE 120/2013 , caso considere que os procedimentos propostos pela escola tenham sido insuficientes.

    Faça isso por escrito e entregue para a Direção da escola e guarde uma cópia protocolada.

    Leia ainda http://blog.centrodestudos.com.br/nova-deliberacao-n-1202013-reconsideracao-e-recurso-de-avaliacao-final/

    De modo que entenda… ele pode ficar retido após a escola ter feito de tudo e vocês em casa mais um pouco para ajudá-lo a construir os conceitos que foram estudados. Daí se isso não ocorrer, o melhor é a retenção, pois ele seguirá mais seguro.

    No entanto, a escola não pode dizer sem esforço que ele ficará retido, pois é responsabilidade dela promover recuperação paralela.

    Se você não concordar com a retenção, mesmo a escola fazendo de tudo para promovê-lo, mesmo assim você tem o direito de contestar e há este expediente com prazos bem definidos na Deliberação CEE n.120/2013, ok?

    Abraços

  92. Natalia comenta:

    outubro 14, 2013 @ 0:39

    Querida professora Sônia,
    meu filho está numa situação não muito comum. Eu trabalho no circo sempre mudando e ele muda de escola de 10 a 20 vezes por ano. Sempre matriculo ele nos melhores colégios particulares. Ele nunca ficou em recuperação sequer (até hoje).
    Este ano começaram as dificuldades pois ele começou estudar química, física e biologia. Na escola onde ele terminou 1 bimestre, química e biologia estudava-se alternado: um bimestre química, outro biologia. Ele ficou sem a nota de biologia no histórico escolar. Depois ele trocou mais 4 escolas até chegar em Recife no começo de junho.
    Entrou em um dos melhores colégios. Demorei 2 semanas para fazer xerox das apostilas. 13 de junho começaram provas de 2 bimestre (AV 2), ele não participou porque foi informado que faria a prova de segunda chamada com conteúdo de bimestre inteiro. No dia das provas tinha só duas primeiras aulas. Resumindo: teve muito poucas aulas. Nas provas tirou 5 notas baixas inclusive biologia – 4,2 e a pior em química – 2,8. Me surpreendeu muito mas quando peguei as apostilas percebi que são do 1 ano do ensino médio. Neste colégio estas matérias começam estudar no 8 ano.
    Meu filho ficou em recuperação semestral, depois das ferias fez prova de todo conteúdo do semestre e tirou 7,0 na biologia mas química não conseguiu recuperar. Contratei professora particular de química e neste bimestre ele obteve notas 6,5 e 7,0, que deu a media 6,8, alias foi uma das melhores notas já que a media da classe no gráfico da escola não passa 5,5 para este bimestre.
    O circo fica em Recife até final de outubro e depois vai para João Pessoa.
    Agora eu tenho duvidas em relação da nota de biologia já que no boletim a escola repetiu a nota do 2 bimestre no primeiro. Ele já não tirou nota boa e ainda repetir? A escola tem direito colocar nota que ele não ganhou? E aonde vai nota 7,0 da recuperação?
    E ainda o que vc me aconselha fazer em novembro: colocar meu filho na escola publica para não correr risco de reprovação ou pelo menos procurar escola particular com media para passar 6,0. Problema é que com certeza a escola mais fraca não vai estar estudando a mesma coisa que meu filho estuda agora, e a escola melhor vai ter a media 7,0

  93. Profa. Sônia Aranha comenta:

    outubro 14, 2013 @ 12:50

    Olá Natália,

    Quais são as notas dele em todas as disciplinas no 1o , 2o e 3o bimestres?

    Faça uma tabela.

    Eu acho que se ele não se importar matricular em escola pública para apenas 30 dias não fará diferença , com o dinheiro de mensalidade você contrata professor particular para ajudá-lo a terminar o ano.

    Com esta tabela (ou o boletim) em mãos você leve na escola na hora da matrícula e em reunião com a Direção da escola ou Coordenadora você apresenta as notas e solicita esclarecimento e vistas ao sistema de avaliação.

    Há escolas que o sistema de avaliação é quantitativo e o aluno precisa completar 20 pontos (média 5) para passar de ano.

    Há outras escolas que a média é 7,0 e outras 6,0 e há ainda escolas que a avaliação é qualitativa, isto é, não é por nota mas por competência.

    De modo que a primeira coisa a ser feita é encontrar uma escola que com as notas que ele já tem favoreça a aprovação, ok?

    A escola pode ser pública ou particular desde que as notas que ele já tem somadas com as que ele tirará facilite a aprovação.

    Escola com sistema de nota média 5,00 é mais apropriada.

    Com relação a repetição de nota : não sei se compreendi bem, mas o que ocorre é que na escola anterior ele só teve a nota de química. Biologia não teve. Quando chega em outra escola que há biologia , fica faltando um nota no histórico.

    Há várias maneiras de resolver esta questão: dando aulas para ele de biologia que estava faltando ou repetir a nota. Em geral a escola opta por esta segunda alternativa porque fica inviável e caro ministrar aula novamente de matéria já dada apenas para um só aluno.

    Não é correto pedagogicamente falando mas é um procedimento corriqueiro.

    De modo que para evitar este tipo de problema, já que cada escola tem um tipo de matriz curricular , você deve ao conhecer a escola que pretende matriculá-lo levar o boletim dele e pedir para escola que você quer er a matriz curricular (ou grade curricular) para verificar se todas as matérias/disciplinas que ele teve constam da matriz e se não há que ele não fez.

    As matrizes de todas as escolas que ele passar devem ser iguais para não ter problema com o histórico dele prejudicando o processo de ensino/aprendizagem.

    Outra observação é com relação ao sistema de avaliação. Escolha escolas que possuem sistema de avaliação semelhante e simples.

    Melhor escola não quer dizer necessariamente a melhor para o seu filho que tem uma vida peculiar. Como ele fica muito pouco em cada escola escolha uma bem simples: 20 pontos , média 5 . Há escolas que o sistema de avaliação é super complicado, cheio de nove horas e isso prejudica o seu filho, ok?

    Uma boa opção é o trabalho em casa. Matricule-o em escola pública com reforço com professor particular e estudo via internet , penso ser uma boa opção para ele.

    Até porque ele já está no Ensino Médio e pela escola pública ele conseguirá mais vantagens para o ingresso no ensino superior.

    Bem são apenas sugestões, ok?

    Forte abraço e sucesso!

  94. Rachel comenta:

    outubro 15, 2013 @ 18:00

    Olá Professora Sônia!
    Minha filha está no 9 ano de um colégio particular onde reprovou o ano passado por ter vindo de uma escola pública e não conseguir acompanhar. Este ano, está indo mal em algumas matérias, que seriam física e química. Na grade matriz do colégio consta como (Ciências Físicas e Biológicas e Prog. de Saúde). Eu imagino que física e química estejam embutidas nesta disciplina. Ela poderia reprovar novamente por ir mal nestas matérias?

    Obrigada,

    Rachel

  95. Profa. Sônia Aranha comenta:

    outubro 16, 2013 @ 16:54

    Olá Rachel,

    Sim, ela pode reprovar se não atingir os objetivos elencados no sistema de avaliação da escola.

    Mas, atenção se na matriz curricular do colégio o nome da disciplina é Ciências Físicas e Biológicas e Prog.de Saúde, deverá haver, portanto, apenas uma nota bimestral ou trimestral e não uma nota de Física e uma nota de Química.

    Física e Química fazem parte do componente curricular Ciências Físicas e Biológicas e Prog.de Saúde e portanto não podem contar com notas separadas.

    Fique atenta a isso ok?

    Abraços

  96. Taccy comenta:

    outubro 29, 2013 @ 19:43

    Olá professora, minha situação é a seguinte. No 8°ano do ensino fundamental eu fui reprovada, no primeiro ano do ensino medio passei pelo conselho de classe e agora que estou no segundo ano recebi a notícia pela secretaria da escola que fui reprovado por ficar abaixo da media em 3 materias (biologia, fisica e matematica). Porém, ja vou completar 18 anos e queria saber se tenho alguma alternativa à recorrer para a conclusão do ensino médio, e se agora que faltam dois meses para o termino do ano eu poderia fazer algum tipo de avaliação em outra escola para ir para o 3° anos E.M. Aguardo sua resposta ansiosamente. Obrigada.

  97. Profa. Sônia Aranha comenta:

    outubro 29, 2013 @ 20:40

    Olá Taccy,

    Em qual Estado você mora?
    A escola é pública ou particular.

    Aguardo.

  98. Paulo Corrêa dos Santos comenta:

    novembro 1, 2013 @ 0:49

    Professora, gostaria de saber que há alguma normatização(lei,artigo, parecer ou resolução) que oriente para a retenção de alunos com deficiência desde que amparada por profissional habilitado.

  99. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 1, 2013 @ 3:33

    Paulo, uma normatização específica sobre retenção não tem, mas toda a legislação de inclusão diz que as avaliações , planos de ensino devem ser adaptados para o aluno com deficiência visando sempre o avanço.

    Artigo 206 , inciso I da Carta Política diz que o ensino será ministrado com base no princípio da igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

    - Artigo 208, inciso III da Constituição Federal determina que a educação deve ser prestada mediante a garantia de atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino;

    - Artigo 227, § 1º, II, da Carta Maior estabelece que cabe ao Estado a criação de programas de prevenção e atendimento especializado para os portadores de deficiência física, sensorial ou mental;

    – A oferta de educação por instituições particulares possui caráter de prestação de serviço público;

    -Decreto Legislativo n.º 186/08 aprovou o texto da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova Iorque, nos termos do § 3º do art. 5º da Constituição Federal – status de emenda constitucional –, estabelecendo, em seu artigo 24, item 2, que, para a realização do direito à Educação, os Estados Partes assegurarão que as pessoas com deficiência recebam o apoio necessário, no âmbito do sistema educacional geral, com vistas a facilitar sua efetiva educação;

    – O Decreto n.º 7.611/11 que dispõe sobre o atendimento especializado aos discentes – estabelece que “a educação especial deve garantir os serviços de apoio especializado voltado a eliminar as barreiras que possam obstruir o processo de escolarização de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação”, compreendendo este atendimento “o conjunto de atividades, recursos de acessibilidade e pedagógicos organizados institucional e continuamente”, os quais devem constar da proposta pedagógica da escola;

    – A Política Nacional de Educação Especial que na Perspectiva da Educação Inclusiva, de janeiro de 2008 que assevera que “cabe aos sistemas de ensino, ao organizar a educação especial na perspectiva da educação inclusiva, disponibilizar as funções de monitor ou cuidador aos alunos com necessidade de apoio nas atividades de higiene, alimentação, locomoção, entre outras que exijam auxílio constante no cotidiano escolar”;

    – O Decreto n.º 3.956/01 que reafirma que as pessoas com deficiência tem os mesmos direitos humanos e liberdades fundamentais que as demais pessoas;

    – O artigo 8º, inciso I da Lei n.º 7.853/89 dispõe que constitui crime, punível com reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa, recusar, suspender, procrastinar, cancelar ou fazer cessar, sem justa causa, a inscrição de aluno em estabelecimento de ensino de qualquer curso ou grau, público ou privado, por motivos derivados da deficiência que porta;

    – A Nota Técnica n.º 02/2012 da Diretoria de Políticas de Educação Especial do MEC estabelece que:

    a) “as instituições de ensino privadas, submetidas às normas gerais da educação nacional, deverão efetivar a matrícula no ensino regular de todos os estudantes, independentemente da condição de deficiência física, sensorial ou intelectual, bem como ofertar o atendimento educacional especializado, promovendo sua inclusão escolar”;

    b) “assim como os demais custos de manutenção e desenvolvimento do ensino, o financiamento de serviços e recursos da educação especial, contemplando professores e recursos didáticos e pedagógicos para atendimento educacional especializado, bem como tradutores/intérpretes de Libras, guia-interprete e outros profissionais de apoio às atividades de higiene, alimentação e locomoção, devem integrar a planilha de custos da instituição de ensino”;

    c) “não encontra abrigo na legislação a inserção de qualquer cláusula contratual que exima as instituições privadas de ensino, de qualquer nível, etapa ou modalidade, das despesas com a oferta do atendimento educacional especializado e demais recursos e serviços de apoio da educação especial”, caracterizando “descaso deliberado aos direitos dos estudantes o não atendimento de suas necessidades educacionais especiais;

    De modo que toda a legislação de inclusão dirá que a escola deverá contribuir com os avanços.

    Abaixo um vídeo que achei muito bacana sobre o significado de escola inclusiva.

    http://blog.centrodestudos.com.br/escola-publica-inclusiva/

    Precisando estou à disposição. Abraços

  100. karla Cristina De Andrade comenta:

    novembro 4, 2013 @ 10:24

    Olá,Profª. Sônia Aranha.

    Bom Dia!Gostaria que me ajudasse a esclarecer a minha dúvida!Meu filho tem 7 anos,moramos em Piracicaba,SP,estuda em uma escola particular,está no 1° ano,pois desde de o PRÉ ,fui solicitada a procurar um psicopedagoga ,pois os rendimentos dele não estava bom,desde então ele está sendo acompanhado ,teve algumas melhoras,poucos dias agora passei por neuropediatra,na qual deu defict de atenção;Dislexia…Fui renovar a matricula e já consta no requerimento 2° ano,mas ele ainda tem dificuldades de ajuntar as letras,pois ele pode ser reprovadopela escola,ou eu tenho que escolher?Grata um abraço!!!

  101. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 4, 2013 @ 12:55

    Karla, bom dia!

    Se a escola aprová-lo ele segue para o 2o ano,mas você deve questionar a escola (se possível faça isso por escrito, sempre em duas vias e protocole uma) sobre.. como é o conteúdo programático do 2o ano, porque ele deveria ser o início da alfabetização e o 1o ano mais introdutório e lúdico, porém as escolas não estão a fazer isso, estão com exigências no 1o ano da antiga 1a série só que na 1a série antiga os alunos tinham 7 ou 8 anos.

    Aí é que está um grande problema.

    Em função disso, marque reunião com a coordenação da escola e questione se no 2o ano qual será a exigência, se o seu filho conseguirá acompanhar e se farão um trabalho mais personalizado para ele já que ele tem necessidades especiais por ser dislexo.

    Entregue seus questionamentos e análise por escrito e peça devolutiva por escrito porque durante o ano você poderá cobrar a escola mediante documento comprobatório, ok?

    Abraços

  102. Patricia Silva comenta:

    novembro 5, 2013 @ 18:23

    Boa tarde,
    Meu filho tem dificuldade em língua portuguesa, esta no quinto ano, a escola é particular,mais as notas dele sempre atinge o esperado que é media 7,mais na reuniçao ele falam em manda~lo para o conselho pis ele tem dificuldade na escrita, eles podem reprovar o meu filho mesmo tendo notas boas?
    Por favor me ajudem, obrigada Patricia

  103. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 6, 2013 @ 5:16

    Olá Patricia,

    Que estranho isso. Se o seu filho atinge a média não pode ser reprovado. Leia o sistema de avaliação da escola que consta do Regimento Escolar. Vá até a secretaria ,solicite o Regimento Escolar e leia a parte de aprovação e reprovação também.

    Se o sistema de avaliação diz que a média é 5,00 ou 6,00 ou 7,00 (depende da escola) e seu filho sempre atinge a média e no final a somatória equivale ao que diz no Regimento ele está aprovado com ou sem problemas na escrita.

    Leia o Regimento, entenda o sistema de avaliação da escola , pegue o boletim dele e se certifique do que está acontecendo , depois marque reunião com a direção pedagógica da escola e peça esclarecimentos.

    Sempre em reunião leve por escrito as sua dúvida e solicitação.

    Abraços

  104. Patricia Silva comenta:

    novembro 6, 2013 @ 9:52

    Muito obrigada,
    Mais meu filho teve problemas de estresse muito grande por conta de estar sempre estudando para atingir a média, ele atingiu nos três bimestres sempre 7,50. eu tive esse problema com ele na quarta serie, ele foi reprovado com média sete e eu concordei porque eles falaram que ele teria muita dificuldade no próximo ano, eu como leiga aceitei e ele foi reprovado e isso causou transtorno a ele psicologicamente. foi ai que uma médica me disse que não deveria ter aceito, então agora eu resolvi pesquisar, por que na reunião de ontem ela quase deixou bem claro que ele iria pra conselho pela dificuldade,
    mais eu logo deixei bem claro que não aceitaria, to assim super estressada ,tive que sair do emprego para ajuda-lo,desde que mudou a professora sinto que ela só reclama que ele conversa em sala , que ele é agitado, e ele acabou que tomando pavor dela, hj ele passa por psiquiatria e o neuro constatou um transtorno de nervosismo no cérebro mais em todas as matérias ele chega a atingir 9,75 , E ele estuda lá desde pequenino,parece um perseguição,mais pe lógico que a escola vai apoia-la, meu filho mudou muito esse ano, ficou até um pouco agressivo o que devo fazer e procuro a quem?
    é dificil expressar tudo por aqui mais espero que entenda, obrigada pela atenção

  105. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 6, 2013 @ 14:51

    Patrícia, você mora em qual Estado?

    Pergunto porque se for do Estado de São Paulo facilita para mim lhe orientar porque conheço bem a legislação de ensino daqui.

    Aguardo.

  106. Patricia Silva comenta:

    novembro 6, 2013 @ 23:51

    Boa Noite,
    eu sou de Campinas estado de são paulo

  107. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 7, 2013 @ 0:45

    Bem, orientação por passos:

    1) Vá na secretaria da escola e peça o Regimento Escolar e leia a parte do sistema de ensino – aprovação/reprovação. Verifique qual é a média para ser aprovado e como é que se dá a recuperação, exame final enfim…

    2) Marque reunião com a coordenação pedagógica e direção e leve por escrito um resumo do ano:

    Modelo de documento dirigido ao diretor pedagógico (coloque o nome completo)

    Eu , Patrícia Silva, responsável legal por fulano , regularmente matriculado no 5o ano, nesta conceituada escola, venho mui respeitosamente solicitar a V.Sa que meu filho seja aprovado de acordo com o Regimento Escolar.

    Meu filho (relata o que aconteceu com ele) e apesar disso atinge quase que a nota máxima em praticamente todos os componentes curriculares. Como sabem estuda nesta escola desde muito pequeno e tem sido acompanhado por mim na via cruzes de médicos: psiquiatra, neuro , dentre outros.

    De modo que ao ler o Regimento Escolar percebo que o meu filho atingiu os objetivos propostos, portanto, não pode ficar retido pelo Conselho de Classe como alegou a professora fulana de tal.

    Na certeza de que sua aprovação é certa, quero solicitar que no próximo ano 6o ano meu filho seja inserido em um programa de educação para necessidades especiais e que a escola o atenda em suas necessidades como exige a legislação de inclusão.

    Subscrevo-me Patrícia Silva

    3) Na reunião relate o que está no documento mas entregue o documento e peça o protocolo em uma das vias (faça o documento em 2 vias).

    4) Guarde este documento.

    5) Se seu filho for retido no dia que vc tiver ciência oficial da retenção vc tem 5 dias para entrar na escola (secretaria) com pedido de reconsideração e a escola terá necessariamente que chamar o Conselho de Classe para analisar novamente o processo de ensino/aprendizagem. A escola tem um prazo para lhe dar a devolutiva. Se a escola mantiver a retenção você poderá entrar com pedido de recurso , agora será dirigido ao Dirigente Regional e você pode entregar o documento na secretaria da própria escola. A Diretoria de Ensino tem um prazo para dizer para a escola que ela está correta e manterá a retenção ou não, ok?

    Leia: http://blog.centrodestudos.com.br/nova-deliberacao-n-1202013-reconsideracao-e-recurso-de-avaliacao-final/

    Se houver retenção volte aqui no blog para eu lhe orientar na elaboração do documento.

    Abraços

  108. Patricia Silva comenta:

    novembro 7, 2013 @ 10:32

    Bom dia, Muito obrigada por tudo que me ajudou a entender aqui,irei hj mesmo pedir o Regimento Escolar , sistema de ensino – aprovação/reprovação. Depois passo tudo pra você, desde já agradecendo muito pelo seu entendimento e a sua disposição em ajudar pessoas leigas como eu.
    Deus a abençoe grandemente.
    Abraços
    Patricia Silva

  109. Antonio José comenta:

    novembro 7, 2013 @ 13:06

    Bom dia. Meu nome é Antonio José. Tenho uma filha de 6 anos completados em outubro deste anos e que está terminando o 1º ano do ensino fundamental. Ela estuda em escola pública e, ano que vem, quero colocá-la em um colégio particular. O fato é que acho que ela não está em condições de entrar no 2º ano, pois o ensino público em minha cidade não é tão avançado quanto na escola particular. Queria saber se, mesmo com a aprovação dela no 1º ano, posso colocá-la para repetir o 1º ano na escola particular. Agradeço sua atenção!!!

  110. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 7, 2013 @ 14:02

    Olá Antonio,

    Não, não pode. Se ela for aprovada não há como outra escola retê-la.

    O que significa aprovação ? Que dentro dos critérios da escola que está ela atendeu os objetivos mínimos que foram propostos durante o ano letivo e está apta a cursar o ano seguinte.

    Nenhuma escola poderá contestar isso porque a escola é soberana em sua decisão.

    Agora, há um problema aí … se ela completou em 2013 6 anos em outubro, como é que ela está a cursar em 2013 o 1o ano do ensino fundamental? Como ela que ela não foi barrada pela data de corte ? Você mora em qual Estado? Rio de Janeiro? Paraná?

    Bom, se a vida escolar dela estiver regular, isto é, não houver problemas com a data-corte , ela deve ser matriculada no 2o ano na escola particular.

    Bem no início do ano letivo de 2014 você marque reunião com a professora dela e coordenação pedagógica (tudo por escrito e protocolado) esclarecendo que a sua filha precisará de um auxílio extra em função do 1o ano ter sido feito em escola pública e que você se predispõem a ajudar , razão pela qual precisa de orientação em como fazer o acompanhamento de estudos em casa.

    Este procedimento você deve fazer mensalmente e com a sua filha estudar com ela o alfabeto, leituras, escrita de palavras fáceis , acompanhar a lição de casa enfim… ajudá-la a caminhar. Se mesmo assim ela não atingir os objetivos ela ficará retida no 2o ano.

    É o que eu posso lhe orientar , ok?

    Abraços

  111. Samantha comenta:

    novembro 8, 2013 @ 22:57

    Professora, meu filho esta no 1 ano do ensino fundamental porem a coordenação quer q ele faça novamente o 1 ano ano que vem ja que ele não alfabeyizou a escoa é particular o q faço deixo ele repetir?

  112. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 9, 2013 @ 14:51

    Olá Samantha,

    Preciso de mais detalhes ok?

    1) Seu filho ingressou no 1o ano do ensino fundamental com quantos anos?

    2) Quais foram as notas dele no boletim? Ele atingiu a média do sistema de avaliação da escola? Qual é o sistema de avaliação da escola , vc conhece? Isto é, o aluno atingindo a nota 5 em todos os componentes curriculares atinge 20 pontos no final e é aprovado … algo do tipo..

    3) Você mora em qual Estado e Cidade?

    4) Você acha que ele se saiu bem , que ele poderá enfrentar o 2o ano ? Qual é a sua avaliação de mãe?

    Aguardo ! Abraços

  113. guilherme comenta:

    novembro 12, 2013 @ 0:01

    eu estudo numa escola particular de brasilia e tem uma materia chamada ingles conversao e eu corro risco de reprovar eu quero saber se a escola pode me reprovar so nesta materia ????? presiso muito saber disso

  114. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 12, 2013 @ 0:53

    Olá Guilherme,

    Em geral a escola não reprova em um único componente curricular, porque o processo acaba seguindo para o Conselho de Classe e o Conselho acaba aprovando.

    Mas, uma escola pode reprovar em um único componente curricular, sim.

    Você deverá saber como é o sistema de avaliação de sua escola, ok?

    Abraços

  115. alessandra comenta:

    novembro 13, 2013 @ 21:10

    Sônia
    O meu filho estuda em uma escola particular, em Cantagalo, interior do estado do Rio de Janeiro. A professora dele falou que ele será reprovado este ano (ele ainda não fez as provas de final de ano), apesar de ele já estar lendo.
    Essas são as suas notas bimestrais:
    português – c d c
    matemática – b d d
    história – a b c
    geografia – a c d
    ciências – a d c
    inglês – a a b
    ed. física – a a a
    Estou muito angustiada com esta situação.
    Atenciosamente,
    Alessandra.

  116. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 14, 2013 @ 1:52

    Olá Alessandra,

    Analisando as notas do seu filho não há motivos para ele ficar retido.

    Veja, ele atingiu os objetivos mínimos em todos os componentes curriculares ,supondo que a seja excelente , b bom, c médio/mínimo e d insuficiente, algo do tipo.

    Se observar ele só ficou retido em matemática.

    No restante ele atingiu a média ou os objetivos mínimos então está aprovado.

    Recomendo que você marque reunião com a direção e diga a ela que você não pode aceitar que seu filho fique retido apenas em matemática . Peça para ler no Regimento Escolar o sistema de avaliação – aprovação e retenção e verifique qual é o critério para o aluno ser aprovado.

    Diga a ela que você também quer saber a respeito da recuperação paralela se foi realizada e quando foi realizada.

    Enfim… não aceite a retenção porque as notas não mostram isso, ok?

    Abraços

  117. Jaqueline comenta:

    novembro 16, 2013 @ 1:32

    Olá professora Sonia.
    Gostaria muito de uma orientação sua.
    Meu filho no início do ano estava em uma escola pública (Santa Catarina), ele está no segundo ano do ensino fundamental. Fui chamada pelo professor e ele me disse que ele não estava acompanhando muito bem as aulas, e que achava ele um pouco estranho, “viajava” algumas vezes, talvez tivesse algum probleminha. Fiquei preocupada, pois a sala dele era uma sala superlotada, e por vezes via o professor estressado com os alunos. Percebia que meu filho não sabia ler ou escrever, nem mesmo conhecia as letras.
    Foi aí que decidimos tirá-lo dessa escola no segundo semestre do ano letivo(um pouco tarde). Colocamos ele em uma escola particular no intuito de recuperar algo que havia deixado para trás. Aproveitei também para leva-lo nos médicos especialistas, pois talvez precisasse mesmo de auxilio médico. Marquei neurologista, porém a consulta demorou para acontecer então levei ele em um oftalmologista, e descobrimos que ele tem astigmatismo e já iniciou uso de óculos de grau 4,5 nos dois lados. Fiquei bem surpresa, e depois disso notei que ele conseguia enxergar bem melhor a letras. Depois disso com a consulta já marcada para neuro, fomos atendidos e ela depois de consulta-lo diagnosticou TDAH, e pediu uns questionários para que eu preenchesse assim como a professora e a coordenadora da escola. Questionário preenchido levei eles no local onde esta médica trabalha, mas agenda sempre cheias dos neurologistas (liguei pra vários), estou esperando avaliação do questionário para poder iniciar o quanto antes com a medicação( Ritalina). Ela também fez um encaminhamento para psicopedagoga e para fonoaudióloga (ele fala, por exemplo, paia ao invés de praia, mas se pedir pra repetir ele corrige e fala certo).
    Enfim, fui chamada pela direção da escola, para conversar novamente com a coordenadora, e para minha surpresa ela me colocou que ele não tem condições de passar para o 3ª ano. Pois não notaram uma grande diferença desde que ele colocou os óculos, e como ele não iniciou ainda com a medicação, não sabe se realmente vai ter condições de passá-lo.
    Fiquei bem chateada, e desde então não paro de pensar nisso. Estou muito preocupada, pois quando decidimos coloca-lo nesta escola, que é muito boa por sinal, foi com a intenção de recuperar através de uma melhor qualidade de ensino já que na sala tem o número correto de alunos, professora calma, escola que oferece condições melhores de ensino. Só que o tempo está sendo nosso inimigo, tudo esta demorando. Demora para iniciar com a medicação, demora para começar o acompanhamento com a psicopedagoga, que ainda vou ter que pagar particular, e a coordenadora me deu um mês para trazer um laudo feito pela medica neurologista sobre ele, falando se ela concorda que ele tem ou não condições de passar. E pra dizer a verdade estou com medo da resposta.
    Já deu para reparar que eu (e meu marido), não gostaríamos que ele reprovasse não é? Sei que ele pode conseguir pois eu sou bem presente na vida no meu filho, acompanho todas as atividades dele, e tarefa, ajudo muito ele, mas como iria adivinhar que ele tinha problema de visão e défice de atenção(não é hiperativo). E por infelicidade o tratamento está começando tarde. Não concordo que ele não melhorou depois que colocou o óculos, acho que ele deu uma boa melhorada, já conhece as letras, já forma palavras e sabe lê-las. Mas a questão é que como os alunos da sala dele já estão produzindo textos, a professora acha que ele não tem condições de acompanhar a turma.
    Mas veja bem, se os alunos do segundo ano onde ele estuda, já são alfabetizados, é indiferente deixar ou não ele ir para o terceiro ano. Pois do mesmo jeito se ele ficar no segundo ano, eu vou ter que tratar com profissional e ou professor particular nas férias (já que esta era minha intenção caso ele passe para o terceiro ano). Temo também pelo fracasso escolar, acho muito provável que ele se desestimule a estudar quando ver os seus amigos indo e ele ficando.
    Por favor, professora de uma luz. Será que estou certa? Onde recorrer?
    Obrigada.

  118. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 16, 2013 @ 3:29

    Olá Jaqueline,

    Vamos iniciar pelo conteúdo programático do 2o ano e do 3o ano.

    No 2o ano objetiva-se chegar ao seu final com os alunos já dominando o alfabeto, as sílabas, palavras simples e as complexas e escrevendo frase e pequenos textos (2 ou 3 frases). Na matemática com compreensão dos números, operações simples.

    No 3o ano o aluno inicia com produção de textos curtos, trabalho com ortografia, ampliação do vocabulário, leitura de contos, crônicas e na Matemática as quatro operações, valor posicional de número, pequenos problemas, compreensão do significado de unidade, dezena, centena, milhar.

    De modo que se o seu filho até o meio deste ano nem mesmo conhecia as letras , como você relatou, mesmo que tenha ocorrido avanços em função do uso de óculos , da troca de escola ele não está preparado para enfrentar o 3o ano.

    Do meu ponto de vista pedagógico eu recomendaria a retenção dele no 2o ano nesta nova escola :

    1) primeiro porque agora é que ele está sendo preparado para a aprendizagem do ponto de vista clínico e com todos os laudos prontos no próximo ano ele atingirá os objetivos com tranquilidade.

    2) A escola é nova para ele, os laços com os amigos ainda não são tão estreitos a ponto de criar trauma. Se vocês (os pais) aceitarem a retenção e passarem para ele segurança ,certamente ele supera tranquilamente.

    3) Com os laudos em mãos a professora poderá preparar um trabalho mais específico, incluindo reforço de modo a ele construir com segurança a base da língua escrita e a leitura e da linguagem matemática.

    Veja bem, se ele segue para o 3o ano sem base ele estará em total desvantagem em relação aos demais , a professora do 3o ano não tem como objetivo a alfabetização e terá que alfabetizá-lo e ao mesmo tempo levar a classe para o estudo da língua já bem mais avançado.

    Esse sim é um quadro que o desestimulará porque sempre estará correndo atrás.

    Minha recomendação no seu caso seria retê-lo, as vantagens superariam as desvantagens.

    E com esta retenção você poderá solicitar da coordenação algumas garantias:

    1) Ele ficar com esta mesma professora pois ela já o conhece e poderá efetivar um trabalho de confiança , auto-estima e de ajuda mútua bem interessante.

    2) Ele deve sentar-se na frente da classe e no meio dela em função do elevado grau de deficiência visual. Ele não pode sentar-se na lateral da classe ou no fundo dela.

    3) A localização na sala é fundamental também se o diagnóstico for Déficit de Atenção. Pelo seu relato não acho que ele é hiperativo. O hiperativo é bem agressivo com os colegas, pois o social é bem complicado.. não parece , pelo seu relato ser o caso. De modo que observe muito bem se há necessidade de tomar Ritalina. Ritalina é um remédio potente e tira a potência da criança. Nos casos de hiperatividade grave é recomendável porque sem a Ritalina não é possível lidar com o aluno na sala devido a sua agitação e a agressividade com os colegas. Mas em casos que envolvem o déficit de atenção não sei se é o caso. A Ritalina é um remédio que tem muitos efeitos colaterais inclusive o raquitismo , então , antes de medicá-lo penso que estude bem o remédio e converse com a médica a sua preocupação. Digo isso porque há uma corrente médica que é totalmente contra o uso indiscriminado desta medicação,ok?

    Bem quanto a não retenção recomendada pelo MEC

    De fato o MEC entende que os três primeiros anos devem ser vistos como um único ciclo pedagógico. No entanto, as escolas, sobretudo, as privadas são seriadas e possuem muita dificuldade de compreender uma proposta pedagógica por ciclos.

    Eu recomendaria para você lutar pela aprovação e pela inclusão dele em um programa de necessidades especiais se ele estivesse estudado nesta escola desde o 1o ano.

    Como ele só tem meio ano nesta escola eu acho temerário você forçar uma aprovação porque pode desandar de vez. Isto significa que se os primeiros anos não forem tranquilos e sólidos estoura no 5o, 6o ou 7o ano.

    Então a minha recomendação é começar um 2014 favorecido pelo conhecimento das limitações dele , com uma escola nova e atenta e uma professora que já está ao par da problemática. Ele enxergando … porque não enxergar compromete a aprendizagem e cuidado clinicamente acredito que terá um ótimo 2o ano e daí para frente sem problemas.

    É isso! Um abraço!

  119. Bárbara comenta:

    novembro 20, 2013 @ 22:26

    Olá professora, queria saber com quantas faltas um aluno do 1º ano fundamental fica reprovado ou retido?

  120. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 22, 2013 @ 0:47

    Bárbara , a LDB diz que o aluno tem que frequentar a escola 75% a carga horária global.

    Portanto, poderá faltar 25% da carga horária global.

    Para fazer a conta é necessário saber na Matriz Curricular da escola quantas horas em 40 semanas , se forem 5 horas = 25 horas semanais x 40 semanas = 1.000 horas/ano

    O aluno necessariamente terá que ter frequentado 750 horas
    E faltado 250 horas.

    Se passar disso ele estará retido por falta.

    É isso! Abraços

  121. Sara comenta:

    novembro 26, 2013 @ 23:17

    Boa noite!
    No primeiro semestre a média da minha filha foi 3,73 e a escola arredondou pra 3,5. No segundo a média foi de 4,2 e a escola arredondou para 4,0. Na média final da escola ela ficou com 3,7, porém a média correta sem o arredondamento seria 3,96. A media da escola é 4.
    A minha pergunta é a seguinte:Ela será obrigada a fazer prova de recuperação ou a escola tem que aprovar direto?
    Aguardo retorno.
    Obrigada.

  122. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 27, 2013 @ 2:17

    Sara, o que está a valer é o que diz o Regimento Escolar da escola.

    Vá até a secretaria da escola e peça para ler o Regimento Escolar porque nele no capítulo de avaliação diz quais são os décimos que podem ser arrendados e qual é a média enfim.. tudo.

    Eu não estou acostumada com esse tipo de critério avaliativo que usa décimos, isso é muito, muito antigo, de modo que você terá que ler o Regimento Escolar desta escola para verificar o que ele diz a respeito de aprovação e sistema avaliativo,ok?

    Abraços

  123. Joao comenta:

    novembro 27, 2013 @ 11:14

    Ola
    Gostaria de saber se a escola pode reprovrar o aluno sendo q suas notas em todas as materias foram acima de 5 e moro no estado de SP
    Obrigado

  124. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 27, 2013 @ 12:56

    Olá João,

    Se as notas estiverem acima da média, que imagino ser 5,0 e o sistema de avaliação da escola expressar que a média é 5,00 para aprovação em todos os componentes curriculares, não há motivo para a reprovação.

    A reprovação não se apoia em subjetividade e sim em objetividade, isto é, há uma medida , a aprovação ou reprovação é mensurável , e esta medida está expressa no Regimento.

    Se o aluno atingiu os objetivos, por exemplo, média 5,0 em todos os componentes curriculares necessariamente ele deve ser aprovado.

    Abraços!

  125. Joao comenta:

    novembro 27, 2013 @ 20:54

    Sendo q a media da escola e 6

  126. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 27, 2013 @ 21:24

    Olá João, se nesta escola a qual você se refere constar no Regimento Escolar que a média é 6,0 , então, 5,0 é abaixo da média e daí é reprovação na certa já que este aluno ficou em todas as matérias.

    A média varia de escola para escola. Mais convencional é a média 5,0 , mas há escolas que tem média 6,0 , 7,0 e a métrica é essa:

    Acima da média aprovado
    Na média aprovado
    Abaixo da média reprovado

    Independentemente do valor da média , seja, 5,0, 6,0 ou 7,0 ok?

    Abraços

  127. Caroline comenta:

    novembro 27, 2013 @ 23:44

    Ola , gostaria de saber se eu posso ficar retida , eu estou no 9°ano e fiquei sem media nos 4 bimestres , em apenas 1disciplainas , matematica !

  128. Profa. Sônia Aranha comenta:

    novembro 28, 2013 @ 2:31

    Olá Caroline, sim você pode ficar retida, mas não é provável que fique porque é possível que o Conselho de Classe lhe aprove, porque reprovou em apenas uma matéria e está em série terminal que é o 9o ano.

    Vamos torcer para que o Conselho lhe aprove , ok?

    Abraços

  129. Gustavo comenta:

    dezembro 1, 2013 @ 22:58

    Olá!

    Meu filho tem 6 anos está no primeiro ano do ensino fundamental em uma escola bilingue em Campo Grande no MS. Depois de já termos feito sua matricula no 2o ano, fomos chamados pela pedagoga da escola para uma conversa onde a mesma disse que ele não teria condições ainda de acompanhar a turma e que iria reprova-lo. Que ele deveria cursar novamento o primeiro ano. Ele já está lendo e escrevendo claro que como apenas 6 anos ainda com um pouco de dificuldade. Ela pode reprova-lo?

  130. Cristina comenta:

    dezembro 2, 2013 @ 3:48

    Olá, professora! Como vai?
    Meu filho tem 13 anos está no 7o ano em uma escola particular aqui em curitiba
    Ele está com notas baixas em português e matemática
    Porém, ele faz tratamento com neurologista, toma remédio forte, tem psicopedagoga e professora particular que o acompanham e a escola tem ciência de tudo, pois tem deficit de atenção, uma grande dispersão e imaturidade . Ele já reprovou uma vez no quinto ano em outra escola
    Sou uma mãe muito presente e vejo de perto as dificuldades principalmente de interpretação
    A semana que vem ele fará as provas de recuperação final
    A diretora disse que o conselho de classe não pensa em aprova-lo porque ele e disperso, conversa bastante e não mostra interesse
    Não gostaria que ele reprovasse mais uma vez
    Gostaria de saber se, caso ele não atinja a média para aprovação, eu poderia contestar o conselho de classe caso decida pela retenção?
    Não teria como contestar visto que ele fez acompanhamento o ano todo e a escola sempre teve ciência de suas dificuldades? O resultado sai dia 13/12 e por isso já gostaria de estar preparada para uma contestação
    E no ano que vem ele irá para outra escola
    Agradeço antecipadamente pela sua atenção
    Grande abraço e ótima semana
    Cristina

  131. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 2, 2013 @ 15:49

    Olá Cristina,

    No Estado do Paraná eu desconheço um ato normativo que proponha procedimentos para reconsideração e recurso de avaliação.

    Mas tente fazer o seguinte:

    1) Escreva um documento como Pedido de Reconsideração. Ele é dirigido para o diretor pedagógico da escola , coloque seu nome completo, o de seu filho , enfim… um cabeçalho completo dizendo o seguinte:

    Meu filho faz tratamento neurológico cujo diagnóstico é déficit de atenção , sendo medicado diariamente pelo remédio tal , com apoio psicopedagógico tal… enfim… dar todas estes esclarecimentos … Meu filho portanto, encaixa-se em um programa de educação de necessidades especiais , isto é, ele necessariamente precisa de um trabalho pedagógico que atenda as suas especificidades, caso contrário não conseguirá atingir os objetivos propostos e encontrará pela frente apenas o fracasso escolar.

    Ele já foi retido e a retenção não promoveu melhorias, ao contrário. De modo que uma outra retenção neste contexto não será pedagogicamente benéfico.

    Julgar o meu filho de desatento visando sua retenção não está de acordo com as normas pedagógicas de inclusão, porque o que o meu filho é portador de déficit de atenção diagnosticado, de modo que a sua falta de atenção não é deliberada e voluntária, trata-se, no entanto, de um ato cerebral que não depende da vontade de meu filho, razão pela qual é medicado. O desatento é uma atitude voluntária de não querer prestar atenção, não é o caso de meu filho.

    Sendo assim, peço que V.Sa convoque novamente o Conselho de Classe e reconsiderem de forma coletiva o processo de ensino/aprendizagem de meu filho e deliberem a sua aprovação diante de um caso de inclusão, que necessita de uma educação para suas necessidades especiais.

    A retenção do meu filho nestas condições será um desastre para ele e em desacordo com a política de inclusão tão propagada pelos órgãos competentes da educação escolarizada.

    Na certeza de ser atendida neste meu pedido, aguardo uma devolutiva por escrito no prazo de cinco dias (05) úteis a contar a partir desta data.
    ___________________________________________________________
    Assine o documento e entregue uma cópia na secretaria . A outra cópia você protocola e guarde.

    Se no prazo de 5 dias úteis a escola não lhe der uma devolutiva por escrito, você entra com pedido de recurso junto ao órgão que supervisiona a escola que penso ser no Paraná Núcleos Regional de Educação…

    Em Curitiba
    Rua Inácio Lustosa, 700. São Francisco – 80.510-000
    Curitiba – PR | (0xx41) 3326-2328 FAX (0xx41) 3326-2330

    No pedido de recurso esclarece o problema diz que entrou com pedido de reconsideração na escola (anexe o pedido) mas que não teve resposta (ou se tiver resposta negativa) e que pede recurso junto a Secretaria de Educação do EStado do Paraná.

    Anexe na documentação do pedido de reconsideração ou de recurso todos os laudos que você tenha do diagnóstico de seu filho ou recomendação de não retenção dos profissionais que fazem o atendimento dele.

    2) Em paralelo a estes procedimentos você poderá tentar em uma outra escola a reclassificação dele.
    Se ele for retido na atual escola, veja qual escola em Curitiba que faz reclassificação dele. O procedimento é assim: a escola matricula ele no 7o ano e depois de um mês de aula aplica um exame e o reclassifica para o 8o ano. A reclassificação é um expediente legal mas nem toda escola usa deste expediente. O seu argumento deve ser no sentido de ser uma inclusão ok? Se ele ficar retido em duas ou três disciplinas é bem mais fácil, mas se for retido mais do que isso será difícil uma escola aceitar a reclassificação a menos que for uma escola que assuma de verdade a inclusão.

    É o que eu posso lhe ajudar.

    Abraços!

  132. vania comenta:

    dezembro 3, 2013 @ 2:37

    Olá professora Sônia, sou de nova Iguaçu rio de janeiro, meu filho tem 6 anos e estar cursando o 1º ano do ensino fundamental, porém estou muito triste e chateada com a escola que inciste em dizer que mesmo ele estando com boas notas em todas as matérias eles não vão passar ele devido ele não estar lendo tão bem. Estive com a diretora e perguntei se mesmo ele lendo frases como: O CAIO É UM MENINO MUITO BACANA E AMIGO. E ela com frieza me disse que isso não é ler, ler é ler de tudo. E perguntei se ela não estava sendo muito exigente para uma criança de 6 anos e ela disse que a secretaria de educação não permite que passe um aluno para o 2º ano sem ler de tudo. Será que é isso mesmo? Meu filhotinho vira e mexe ta chorando e fala que não quer ir mais estudar por que não vai ir para outra série com os amiguinhos dele. Por favor sou muito leiga e não sei o que fazer, me ajude a achar uma solução! bjs, fique com Deus

  133. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 3, 2013 @ 4:09

    Olá Vânia ele estuda em escola municipal ou estadual?

    Veja , me envie as notas dele do 1o bimestre, 2o bimestre , 3o e 4 bimestres para o e-mail sonia@centrodestudos.com.br e eu vou lhe enviar um documento para você apresentar na escola ,ok?

    Só poderei fazer isso na 5a ou 6a feira porque estou hospitalizada e aqui não é possível eu escrever o documento de forma correta (não eu não estou doente, mas acompanhando uma tia que fará uns exame e só sairei do hospital na 4a feira à noite).

    Ok? Fico aguardando Abraços

  134. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 3, 2013 @ 5:17

    Olá Gustavo,

    Ela pode reprovar se constar do Regimento Escolar esta possibilidade , porém não deveria do ponto de vista pedagógico.

    Vou lhe enviar por e-mail um modelo para fazer este documento. Você entrega na escola e aguarde uma devolutiva.
    É uma tentativa de não retenção. Se não surtir efeito, isto é, se a escola não aprovar o seu filho, pegue o mesmo documento acrescente apenas uma introdução e encaminhe para a Secretaria de Educação do Estado do MS e você poderá seguir com o processo até o Conselho de Educação do Estado do MS,ok?

    Abraços

  135. vania comenta:

    dezembro 3, 2013 @ 12:35

    Poxa Sônia é uma vergonha mais eu não estou conseguindo enviar sua solicitação pelo meu e-mail, eu tenho poucas experiências em computador, até tentei mais não consegui, por tanto vou responder através deste mesmo. Respondendo: Meu filho estuda em uma escola particular de austin nova Iguaçu rio de janeiro, CENTRO EDUCACIONAL ARGOLLO E MARQUES, conforme falei a diretora já deu a sentença de que ele não tem nota o suficiente para passar em leitura mesmo estando com boa pontuação nas outras matérias. Ele ainda estar fazendo as provas de 4º bim. por tanto vou lhe enviar só os 3 primeiros bimestres:

    1º 2º 3º total

    Português 8,0 3,5 3,4 14,9

    Matemática 8,6 6,7 4,9 20,2

    Ciências 8,1 5,9 4,2 18,2

    Geografia 4,5 4,7 5,7 14,9

    História 7,9 5,1 4,5 17,5

    Artes 10,0 10,0 8,5 28,5

    Religião 10,0 6,0 1,0 17,0

    Leitura perderam 1,0 1,5 2,5

    Inglês 8,0 7,0 6,8 21,8

    Ed. Física 10,0 5,0 perderam 15,0

    É Sônia, para diretora o simples fato dele não estar lendo de tudo é o suficiente para reprova-lo. Eu não sei o que fazer, pois quando falo com ela não levo muitas vantagens devido não entender de leis,direitos e a minha falta de experiência com palavras facilita dela me descartar com arrogâncias. Estou triste com a possibilidade do meu filho ter que se atrasar em 1 ano ou ter que bota-lo em outra escola, pois a atual é bem pertinho de casa e ele gosta dos amiguinhos de lá. Creio em Deus e em você que se tornou meu anjo socorro que irá haver uma solução. beijos
    Meu e-mail é vania08gg@gmail.com

  136. vania comenta:

    dezembro 3, 2013 @ 12:51

    Professora Sônia observei que as notas que mandei para você avaliar ficou um pouco embolado, mais a cada 2 números com vírgula no meio é um bimestre e aonde estar escrito perderam foi nota que eles sumiram e não me dão satisfação o que que houve, e os 2 números finais com vírgula no meio é o total dos 3 bimestres sendo que ainda tem as notas que vão entrar desta última prova que ele estar fazendo que por sinal ele estar com bastante pontuação de trabalhos e testes para se juntar a esta prova do 4º bimestre e que se juntando com os outros bimestres estará com uma boa média, eceto leitura. bjs

  137. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 3, 2013 @ 13:24

    Olá Vânia, continuo no hospital, razão pela qual vou demorar uns 2 dias para lhe passar o documento, mas enquanto isso pergunto… qual é a média desta escola? O que eu preciso saber é qual é a pontuação final para ele ser aprovado, ok? Aguardo abraços

  138. vania comenta:

    dezembro 3, 2013 @ 15:19

    Desculpe eu estar lhe incomodando neste seu momento delicado. A média da escola e 5 , ou seja, 20 pontos totais divididos por todos os 4 bimestres que dão os 5. Bjs

  139. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 3, 2013 @ 15:42

    Vania, sem problemas ..

    Vou analisar direito e lhe envio o documento na 5a o 6a feira para você dar entrada na escola, ok? Vamos tentar reverter a situação ..

    Abraços

  140. Elania Castilho comenta:

    dezembro 4, 2013 @ 13:05

    Bom dia!
    Meu filho está no 2º ano do ensino fundamental, a média da escola é 7.0 a escola pode reprova-lo com nota 6.0?
    O que o MEC recomenda sobre alfabetização sem reprovação é válido aqui no Rio de Janeiro também?
    Aguar resposta. Att. Elania

  141. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 4, 2013 @ 13:45

    Olá Elania, sim a escola pode reter o seu filho porque a média é 7,0 e ele não atingiu a média.

    Leia a respeito de sistema de avaliação: http://www.soniaranha.com.br/sistema-de-avaliacao-nas-escolas/

    A Resolução CNE/CBE n.07/2010 recomenda que os três primeiros anos do ensino fundamental seja compreendido como um único bloco pedagógico sem retenção.

    http://blog.centrodestudos.com.br/resolucao-no-7-de-14-de-dezembro-de-2010/

    Mas trata-se de uma recomendação e não de uma exigência. Mas você poderá usá-la para defender a aprovação de seu filho. Assim que souber da retenção, faça um pedido de reconsideração para a direção da escola usando os argumentos desta Resolução com relação aos três primeiros anos do ensino fundamental e também solicite que o Conselho de Classe seja convocado para reavaliar o processo de ensino/aprendizagem de seu filho.

    Se a escola relutar em atender o seu pedido você pode pegar este mesmo documento e encaminhá-lo para a Região Metropolitana que são órgãos do SEEDUC que supervisiona a escola .

    São tentativas , nada garante que você consiga reverter o quadro mas quem não arrisca não petisca, não é mesmo?
    Abraços

  142. isamara comenta:

    dezembro 7, 2013 @ 3:09

    OLá meu filho tem 7 anos e ta fazendo a 1 ano do fundamental ,ele tem que alcançar o total de pontos ;20 no total do ano letivo.
    Mais infelismente ele nao consigiu tirou 17,3 na media total em portugues,questionei sobre ele fazer recuperaçao ,mais na escola falou quer nao porquer 1 ano fundamental nao faz recuperaçao ,ele vai ter quer repetir o ano porquer apesar de tudo nao saber ler nem interpretar textos isso pode.

  143. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 7, 2013 @ 15:54

    Olá Isamara,

    Qual e o seu Estado?

    Você pode entrar com recurso.

    Veja o que deveria ser um 1o ano http://www.soniaranha.com.br/tag/1o-ano/

    Então, você entra com recurso. Entre em contato comigo por e-mail para eu poder ajudá-la melhor
    sonia@centrodestudos.com.br .

    Aguardo! abraços

  144. fabiana foster comenta:

    dezembro 7, 2013 @ 17:54

    Preciso de uma informação , minha filha ta cursando o 5 ano e sei que ele reprova mas soma de suas notas dos tresbimestre batem mais de vinte pontos, pois esse é o criterio de pontos da escola média 5,0.
    inclusive seu nome já consta na nova escola onde ela ir fazer o 6 ano , já fiz a te a matricula ela pode ser reprovada ainda, até já matricula da no novo ano, escola dela e estadual e fiquei sabendo que o nome dela estava já na outra escola quando fui renovar a rematricula de seu irmão ai a direção me pediu pra efetivar a matricula, assim o fiz , mas a professora dela me disse que ela não passou ainda sendo que sua irma que esta na quarta ano na mesma escola já esta de ferias, ela pode ser reprovada ainda?

  145. isamara comenta:

    dezembro 7, 2013 @ 18:34

    Olá prof.Sonia salvador ba ,o total dos ponto é 18 ele teria quer ter 6 no primeiro ,segundo e terceiro trimestre ,mais em portugues e redaçao ele só obteve 17,3 e ela coloçou no boletin ,recuperacao perguntei porque ele nao ia fazer a recuperaçao ela m e informou que na 1 serie memso ele tendo otimas notas nao ta apto a ir pra serie seguinte nao sabe ler frases mais elaboradas nem fazer intrerpretacao de texto pode isso .e as notas e os pontos da outras materias.me ajude.

  146. renata vieira comenta:

    dezembro 7, 2013 @ 20:17

    ola
    minha irmão tava fazendo o nono ano e passou em todos as matérias mais foi pra final em portugueses precisando de 4,5 ela n sabe direito mais pare-se que ela tirou um 2 , ela teve uma discussão no começo do ano com a mesma e a professora se recusa a faze o conselho de classe ,eu queria saber se ela pode mesmo não fazer o conselho de classe e ela não informou a minha irmã qual era mesmo o resultado da prova final dela e nem o direto da escola quis informa,o que podemos fazer pra que ela n repita o ano.
    nós somos de condado, paraíba pb

  147. SONIA comenta:

    dezembro 8, 2013 @ 22:50

    Ola boa noite, quero saber se aluno do 1 ano fundamental reprova por falta, se reprovar quantas faltas. grata bjs

  148. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 9, 2013 @ 3:52

    Olá Fabiana,

    Não sei lhe dizer porque depende do calendário escolar e cada escola tem um.

    Se ela teve média 5,0 nas oito disciplinas ela não ficará reprovada,ok?

    Abraços

  149. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 9, 2013 @ 3:58

    Olá Isamara,

    Você pode entrar com um Pedido de Recurso junto ao órgão que supervisiona a escola que na Bahia eu não sei como se chama porque em cada Estado há um nome: São Paulo = Diretoria de Ensino, Rio de Janeiro = Regional , Rio Grande do Sul = Delegacia de Ensino… então é no órgão ligado a Secretaria de Educação do Estado da Bahia.

    Leve a Resolução CNE/CBE n.07/2010 no artigo 30 que recomenda a não retenção no 1o ano do ensino fundamental. http://blog.centrodestudos.com.br/resolucao-no-7-de-14-de-dezembro-de-2010/

    Elabore um documento baseando-se nesta Resolução e peça Recurso do resultado que você não concorda com a avaliação, ok?

    Abraços

  150. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 9, 2013 @ 4:09

    Renata,

    Em geral, os Regimentos Escolares das escolas consta o expediente do Conselho de Classe. Toda escola faz o Conselho de Classe porque é um conjunto dos professores, mais a direção que preside o Conselho que analisarão o processo de aprendizagem do aluno como um todo.

    Então, é muito estranho essa professora se recusar a fazer o Conselho porque ela, enquanto professora, não tem esta autonomia , isto é, não lhe cabe se recusar a participar do Conselho.

    Você deverão fazer um documento formal endereçado para o responsável pelo órgão que supervisiona as escolas.

    O documento te um preâmbulo dizendo eu (o responsável legal pelo seu irmão)___________________ , residente à rua ______________ , portadora do documento __________________ responsável legal pelo aluno ________________ regularmente matriculado no _______ do colégio ____________________ venho solicitar a V.Sa. Recurso diante da reprovação do aluno em um único componente curricular no 9o ano , última etapa do ensino fundamental.

    Depois deste preâmbulo você relata o que aconteceu. (que seu irmão é esforçado, que não se saiu bem com o português devido a um atrito com o professor…etc.)

    No final você diz : Portanto, peço que V.Sa.intervenha junto a direção da escola ___________ que juntamente com a professora ______________________estão recusando a fazer o Conselho de Classe para uma melhor análise do processo de aprendizagem do aluno.

    Na certeza de poder contar com este órgão de supervisão, subscrevo-me

    data e assina.

    Faça o documento em duas vias. Uma você guarda e outra entrega neste órgão competente, ok?

    Mas o documento só poderá ser entregue depois que vocês tiverem a certeza de reprovação, certo?

    Quaisquer outras informações estou à disposição!

  151. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 9, 2013 @ 4:11

    Olá Sonia, sim reprova.

    Ele tem que ter 75% de frequencia e portanto 25% de falta. Para ser quantas são você terá que perguntar na secretaria da escola qual é a carga horária do ensino fundamental , se for 800 horas é fazer as contas de 25%,ok?

    Abraços

  152. renata vieira comenta:

    dezembro 9, 2013 @ 10:31

    OLA PROFESSORA SONIA O DIRETO DA ESCOLA FALOU PRA MINHA IRMA QUE ELES FIZERAO O CONSELHO MAIS COMO ELA NAO COMPLETOU A NOTA QUE ERA DE 4,5 E ELA TIROU 2,5 ELES DECIDIRAM N PASSA ELA PRA QUE ELA APRENDA A RESPEITA OS OUTROS

  153. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 9, 2013 @ 15:16

    Renata, diga para a sua mãe entrar com um pedido de recurso junto a Secretaria de Educação para ver se reverte esta situação como orientei no comentário posterior, ok?

    Abraços

  154. elaine comenta:

    dezembro 10, 2013 @ 1:48

    boa noite , minha filha tem 6 anos está 1ano, gostaria de saber se a escola particular pode reprovar ela.grato.

  155. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 10, 2013 @ 2:54

    Olá Elaine, pode mas não deveria.

    Pode porque deve constar retenção no Regimento da Escola, mas não deveria porque a Resolução CNE/CNE n.07/2010 recomenda veementemente que não ocorra a reprovação nos três primeiros anos do ensino fundamental.

    Mas a escola pode reter.

    Se reter, você entra com pedido de recurso. Qual Estado você mora?

    Aguardo

  156. Josi comenta:

    dezembro 10, 2013 @ 12:40

    Olá, Profa. Sônia.
    Meu filho tem 6 anos, estava cursando o 1° ano do ensino fundamental
    e foi reprovado por décimos em port, mat. e ciências. Teria como reverter essa situação? Me ajude.
    Grata.

  157. Josi comenta:

    dezembro 10, 2013 @ 12:41

    Sou do Rio de Janeiro.

  158. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 10, 2013 @ 17:25

    Josi, tente entrar com pedido de recurso.

    A escola é particular ou pública?
    Pública estadual ou municipal?

    Se for particular ou estadual entre no site do SEEDUC encontre qual é Regional que supervisiona a escola e encaminhe documento de recurso, ok?

    No documento você defenderá o seu filho visando que ele seja aprovado,ok?

    Abraços

  159. Josi comenta:

    dezembro 10, 2013 @ 19:52

    obrigada!

  160. Eliane Santos comenta:

    dezembro 11, 2013 @ 1:00

    Meu filho tem 4 anos e está no seu primeiro ano de escola(educação infantil)ele tem muita preguiça em aprender me aborreço muito com isso.Ele ficou na aula de reforço, isso é necessario na idade dele?

  161. renata vieira comenta:

    dezembro 11, 2013 @ 1:40

    ta obrigrado

  162. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 11, 2013 @ 1:50

    Olá Eliane, não , não é necessário.

    O problema é o modo como a escola de seu filho entende a Ed.Infantil. A Ed.Infantil é um lugar de aprendizado lúdico, lugar de aprender brincando , mas a escola do seu filho acha que a Ed.Infantil tem que ter um ensino tradicional ,formal e sistematizado.

    Se puder mude-o de escola porque ele não tem preguiça de aprender, mas ele não aceita aprender como esta escola está ensinado, ok?

    Abraços

  163. Juliane francis moreno comenta:

    dezembro 11, 2013 @ 15:54

    Olá estudo na escola adventista em Curitiba, estou no 2 ano do ensino médio, estudei em escola pública até completar o ensino fundamental depois fui para o adventista, o ano passado tudo mudou a escola é mais forte e tudo, no ensino fundamental nunca tive inglês e espanhol, no ano passado fiquei em muitas recuperação recuperei quase todas menos matemática que me passaram por 3,0 pontos depois de ter sido aprovada fui obrigada a assinar um termo que não poderia passar mais por conselho naquela escola caso ao contrário se não fosse assinado estaria reprovado, então assinei esse ano melhorei muito muito mais o ensino continuo forte me prejudiquei em 3 matérias química, inglês, e espanhol recuperei em química mais inglês e espanhol não, como não passo mais pelo conselho acho que fui reprovada, mais não tenho o porque fazer o segundo ano novamente pois já aprendi tudo, em inglês a prova final estava impossível coisa que nunca vi pois só tive um ano de inglês então acho injusto e espanhol comecei a ter esse ano também acho injusto pois sei que tenho total capacidade de ir para o último ano do ensino médio, será queda pra mudar isso? Grata Juliane Moreno

  164. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 11, 2013 @ 16:57

    Olá Juliane,

    Assim que souber de sua reprovação você entra com Pedido de Recurso junto a Ouvidoria do Núcleo Regional de Ensino de Curitiba .

    Você poderá fazer o pedido via site ou por escrito em papel e entregar lá na Ouvidoria.

    A recomendação é que seja entregue primeiro na escola, mas eu aconselho a entregar na escola e ,ao mesmo tempo, na Ouvidoria.

    Você tem direito garantido de solicitar recurso e quem garante é a lei . Veja o que o diz o Núcleo Regional de Ensino de Curitiba:

    A revisão dos resultados finais do ano letivo e dos critérios avaliativos está prevista na Lei 8.069/70 Art.53 inciso III. Primeiramente a solicitação deve ser requerida no próprio estabelecimento de ensino, após a publicação dos resultados, de acordo com o regimento escolar.

    Também pode ser requerida na Ouvidoria do Núcleo Regional de Educação ou na Ouvidoria da Secretaria de Estado da Educação. A última instância é a judicial.

    http://www.nre.seed.pr.gov.br/curitiba/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=252

    Você sendo menor de idade deve pedir aos seus pais que façam o pedido de recurso,ok?

    Ouvidoria:

    NRE Curitiba
    Ana Carolina Gomes
    Daniely de Cassia Parreira
    Maria Inês Gomes
    Sandra Mara Mena Barcellos
    (41) 3326-2463 E-mail: ouvicuritiba@seed.pr.gov.br

    Caso precisem que elaboremos o Pedido de Recurso entre em contato centrodestudos@centrodestudos.com.br pois podemos fazer isso mas há custas dos honorários, ok?

    Abraços

  165. Larissa Luft comenta:

    dezembro 11, 2013 @ 17:09

    OI! Boa tarde, gostaria de saber se é possivel reprova em ed.fisica?
    Passei em todas as materias sem exame com media boa, mas peguei em ed.fisica, estou no 1º ano do ensino medio.

  166. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 11, 2013 @ 18:26

    Larissa, sim é possível, mas improvável.

    Você ficará retida em Ed.Física, mas acabará sendo aprovada pelo Conselho de Classe.

    Mas compreenda Educação Física, Artes, Espanhol, Inglês reprovam. Todos componentes curriculares tem o mesmo peso e medida ,ok?

    Abraços

  167. Anderson Alves comenta:

    dezembro 12, 2013 @ 11:57

    Olá , bom dia! Gostaria de saber se a escola do meu filho pode aconselhar a reprovar o mesmo por conta da idade? Esse ano foi o primeiro ano dela na escola. Obrigado

  168. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 12, 2013 @ 13:47

    Olá Anderson Alves,

    Aconselhar ela pode , mas não devia.

    A escola deve ter claro quais objetivos quer atingir ministrando determinados conteúdos. O que a escola espera que a criança do 1o ano do ensino fundamental saiba ao término deste ano e como ela averigua isso.
    A idade não é critério adequado porque a idade não é fator determinante para a cognição.

    Em geral crianças com uma determinada idade estão mais aptas a aprender determinados conteúdos ou a construir determinados conceitos, mas há inúmeras variações aí, porque as pessoas não aprendem da mesma forma.
    Então, o critério não é idade , mas o cognitivo da criança, o que ela aprendeu , o que ela avançou , o que ela não avançou e o porquê.

    Abraços

  169. elaine comenta:

    dezembro 12, 2013 @ 19:01

    boa tarde profa sonia morro no estado do rio de janeiro ela ficou em recuperação em português e matemática eles podem reprovar ela , ela está no 1ano.grata.elaine

  170. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 0:56

    Olá Elaine, eles podem reprovar mas a Resolução CNE/CBE n.07/2010 recomenda que não o façam.

    Se eles reprovarem a sua filha entre com recurso.

    Me avise ,ok? abraços

  171. ISA comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 9:55

    Olá,meu filho cursou 2° ano do ensino médio, a menor média final dele foi 5,5 ele ficou de recuperação bimestral em 3 matérias e na final em 4 ,mas após fazer a primeira prova bimestral e não conseguir recuperar disseram que não era pra ele ir fazer as outras provas pois já estava reprovado, isso está certo? a escola pode deixar um aluno de recuperação e não ter aulas antes das provas? nessa escola eles só marcam o dia da prova e o aluno tem que estudar sozinho sem a ajuda de aulas de reforço. meu filho nunca tinha repetido de ano, tem algo que possa ser feito para reverter a situação? moramos em Goias. obrigada!

  172. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 10:39

    Olá ISA

    Você pode fazer um recurso baseado na lei federal 8069/1990 – ECA ,no artigo 53 , inciso III – direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores;

    O procedimento correto eu não sei lhe dizer aí em Goiás, mas recomendo que você clique no link abaixo e busque a a sua região clicando no mapa. Você vai encontrar a Subsecretaria Regional de Ensino de sua cidade com o telefones para entrar em contato

    http://www.seduc.go.gov.br/subsecretarias/

    Pergunte qual é o procedimento para você contestar o resultado final de avaliação ,isto é ,como você pode entrar com recurso.

    Depois que eles lhe orientarem você deverá elaborar um documento de recurso, bem formal, com um cabeçalho

    Eu ________________ portadora do RG _____________ residente à rua __________________ cidade de ___________ responsável legal pelo aluno ________________________ regularmente matriculado neste conceituado estabelecimento de ensino _______________________no ano ________ do Ensino Médio, venho mui respeitosamente solicitar recurso à V.Sa. do resultado final do processo de ensino/aprendizagem do ano letivo 2013 cujo resultado foi reprovado de acordo com a lei 8069/1990 em seu artigo 53, inciso III.

    Depois você relata os fatos , isto é, os argumentos que justifiquem o recurso e aprovação de seu filho, apresentando falhas no processo de avaliação se houver.

    Conclui , assinando e datando.

    Entrega no local que a Subsecretaria lhe disser ,ok?

    Caso preciso que elaboremos este serviço, entre em contato por e-mail saranha@mpcnet.com.br

    Abraços

  173. ISA comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 14:00

    gostaria de saber se pode ter 43 alunos numa sala de ensino médio

  174. Israel Faria comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 14:07

    Olá Professora,

    Meu nome é Israel, sou de Volta Redonda, RJ, tenho um filho no segundo ano que foi reprovado em matemática e português.

    O que queria saber é se posso contestar a qualidade de ensino que ele teve na escola, levei ele em psicologo para saber se ele tinha algum problema para aprender, porem o psicologo nos informou que ele era uma criança normal e que não tinha nenhum problema com ele, sendo assim procurei uma professora particular para ele, foi quando tive a surpresa pois a diferença do desempenho dele em relação a escola e a professora particular é gritante, quando olho o caderno da escola comparando com o da professora particular parece que estou olhando o caderno de duas pessoas diferentes.
    Com base nisto queria saber qual caminho seguir pois acho que a reprovação dele é injusta.

  175. Israel Faria comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 14:23

    Detalhe a escola dele é E. M. Prof. Waldyr Amaral Bedê

  176. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 14:29

    Olá Israel,

    Eu aconselho você entrar em contato com a Diretoria Regional que supervisiona a sua escola, ligada a Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro – SEEDUC, a menos que a escola seja municipal, daí você entra em contato com ela.

    Se a escola não for municipal , entre no site http://download.rj.gov.br/documentos/10112/157759/DLFE-58463.pdf/MAPAREGIONAIS2013.pdf e pegue o telefone Volta Redonda, ok?

    O que você precisa saber são os procedimentos para que entrar com o Recurso.

    Eles lhe orientando, você deve elaborar um documento bem formal e que conteste o ensino e o resultado final.

    Caso queira prestemos este serviço , entre em contato sonia@centrodestudos.com.br ,ok?

    Abraços

  177. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 14:31

    ISA,

    Não há até o momento nenhum ato normativo ou lei que proíba este número de alunos em sala de aula. Há um projeto de lei tramitando , mas ainda não foi aprovado. Há também Convenção de Trabalho que possui cláusula dizendo que o número de alunos deve ser 35 mas em algumas cidades apenas.

    Então, a escola pode matricular 43 alunos em uma classe porque não há uma lei que a impeça, no entanto, não deveria do ponto de vista pedagógico.

    Abraços

  178. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 13, 2013 @ 14:45

    Israel, a escola é municipal. Então , você terá que se informar junto a Secretaria de Educação Municipal como é que você faz o Recurso e se disserem que não há como fazer isso, você diz que é seu direito garantidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente , artigo 53 seu artigo 53, inciso III – direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores,oK?

    Para fazer o documento:

    Eu ________________ portador do RG _____________ residente à rua __________________ cidade de ___________ responsável legal pelo aluno ________________________ regularmente matriculado neste conceituado estabelecimento de ensino _______________________no ano ________ do Ensino Fundamental, venho mui respeitosamente solicitar recurso à V.Sa. do resultado final do processo de ensino/aprendizagem do ano letivo 2013 cujo resultado foi reprovado de acordo com a lei 8069/1990 em seu artigo 53, inciso III.

    Depois você relata os fatos , isto é, os argumentos que justifiquem o recurso e aprovação de seu filho, apresentando falhas no processo de avaliação .

    Conclui , assinando e datando.

  179. Éricka Almeida comenta:

    dezembro 15, 2013 @ 16:56

    Boa tarde…Minha filha tem 6 anos está com dificuldade na leitura,ela não sabe ler corretamente.A professora dela disse que ela vai ser reprovada porque não sabe ler.O que eu faço?

  180. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 15, 2013 @ 17:12

    Olá Éricka,

    Em qual Estado você mora?

    Abraços

  181. Éricka Almeida comenta:

    dezembro 15, 2013 @ 19:03

    Olinda-Pernambuco. A professora já disse a minha filha que ela irá reprovar.Aqui em casa estão me culpando por eu não ter ensinado leitura á minha filha,não tenho muita paciência o que eu pude fazer eu fiz,mas acho que á responsabilidade da leitura é do colégio.Não sei o que eu faço,estou triste não quero que minha filha perca um ano.

  182. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 15, 2013 @ 19:52

    Olá Érica, se a sua filha estuda em escola particular ou estadual ligue para a Gerência Regional de Educação de Olinda e pergunte qual é o procedimento para você entrar com recurso contra o resultado final de reprovação de sua filha,ok?

    Rua Acadêmico Hélio Ramos, 500 Cidade Universitária – Recife – PE CEP: 50540-530
    Fones: (81) 3182-2591/(81) 3182-2592/(81) 3182-2592 Fax: (81) 3182-2595 CGC: 10.572.071/0017-80
    Gestor SINÉSIO MONTEIRO DE MELO FILHO regional.mn@educacao.pe.gov.br

    Depois que souber , elabore um documento de Recurso e envie para a GRE de Olinda.

    Se a escola for municipal daí você terá que pedir a mesma informação mas na Secretaria de Educação do Município,ok?

    Abraços

  183. Jackson comenta:

    dezembro 16, 2013 @ 3:44

    Petrolina-Pe.Meu nome eh jackson estou cursando o 9 ano do ensino fundamental e sou um pouco danado nas aulas. So fiquei de recuperação em uma matéria: português e fiz a prova e acho q tirei 5.0.A media do meu colegio é 6 vc acha que irei ser reprovado?.ja assinei 10 fichinhas. obs: passei em todas as matérias exceto português e sei fazer contas de cabeça q nem alunos do segundo ano do ensino médio faz!

  184. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 16, 2013 @ 12:29

    Olá Jackson,

    Se você ficar reprovado apenas em Português provavelmente o Conselho de Classe lhe aprovará.

    Se porventura o Conselho de Classe não lhe passar porque você é danado , você terá que entrar com um pedido de recurso junto a Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco se a escola for particular ou estadual. Se a escola for municipal daí é na Secretaria de Educação Municipal,ok?

    É isso! abraços

  185. Nádia comenta:

    dezembro 16, 2013 @ 14:22

    Olá prof Sônia, sou de Chapadinha /Ma meu filho está no 9º de uma escola particular. Ficou em recuperação final em 5 matérias, sendo: Matemática,ciências,português,geografia e história, tirou 10 em ciências, 8,5 em matemática, 8,5 em geografia, 5,5 em história e 6,0 em português. Como sei que por um matéria não poder ter reprovação, como devo agir por esse 1 ponto que o conselho não deu em Português? Ou realmente não tem jeito?

  186. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 16, 2013 @ 16:22

    Olá Nádia,

    Você entra com um Pedido de Recurso baseando na Lei 8.069/70 (ECA) , em seu artigo 53 , inciso III que garantem a revisão dos resultados finais do ano letivo e dos critérios avaliativos.

    Como não sei como funciona a Secretaria de Educação do Estado no Maranhão não saberei lhe informar com toda a certeza, mas deve haver em sua cidade um braço , digamos assim , da Secretaria que supervisiona esta escola. Ou há em sua cidade ou em uma outra maior que a sua …

    Você deve conversar primeiro com a escola e se não conseguir entrar em contato com a Secretaria para saber qual procedimento a seguir para você fazer o recurso,ok?

    De modo geral um único componente curricular não reprova o aluno ele é aprovado por Conselho de Classe ok?

    abraços

  187. Luciana comenta:

    dezembro 16, 2013 @ 18:18

    Meu filho tem 6 anos e estuda no unico Colégio particular que tem em minha cidade,o Centro Educacional Frontinense (Cef),nesse ano de 2013 ele fez o primeiro ano que é alfabetização,e ñ teve total atenção da professora que ñ o ajudava em sala e por isso ele ficou reprovado eu gostaria de saber por lei se uma criança de 6 anos pode ficar reprovada.Obrigado

  188. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 16, 2013 @ 18:50

    Olá Luciana,

    Pode mas não deveria.

    Pode porque a escola deve contar em seu Regimento Escolar com seriação e deve ter incluido o 1o ano no sistema de avaliação seriado.

    Mas não deveria se acatasse a recomendação da Resolução CNE/CBE n.07/2010 que diz para as crianças não serem reprovadas nos três primeiros anos do ensino fundamental.

    Você poderá entrar com um pedido de recurso junto a Secretaria de Educação . Em qual cidade e Estado você mora?

    Aguardo.

  189. Joao Guilherme comenta:

    dezembro 16, 2013 @ 21:22

    gostaria de saber a media anual nacional para reprovaçao do aluno porque fiquei em 13 materia para recuperaçao , 7 para exame final e nao consegui a nota em 2 materias porem ouvi dizer que ah media anual final para reprovar um aluno pelo menos nos estados de santa catarina e sao paulo seria de 14 pontos na media anual e essa media eu tenho em todas as materias gostaria de saber se no estado de rondonia essa lei tbm entra em vigor ou se nao contara de nada e ficarei reprovado mesmo

  190. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 16, 2013 @ 21:39

    Olá João Guilherme,

    Não existe esta lei que disseram para você.

    As escolas são autônomas para optarem pelo sistema de avaliação que quiserem. Cada Estado do país, cada escola ou cada rede de ensino (municipal, estadual e particular) podem escolher e elaborar o sistema avaliativo que acharem mais conveniente para a sua proposta pedagógica.

    Há escola que a média é 5,0 outras 6,0 outras 7,0 . Outras ainda não tem nota e sim conceitos então não há uma unificação no país e nem sequer em uma rede de ensino.

    Leia o que escrevi a respeito: http://blog.centrodestudos.com.br/avaliacao-do-processo-de-ensinoaprendizagem/

    No seu caso parece que não atingiu os objetivos de dois componentes curriculares, portanto, deve ter sido reprovado.

    Em escolas mais abertas o Conselho acaba aprovando o aluno se ele se saiu bem nos outros componentes curriculares, se ele se mostrou um aluno interessado nas aulas e que não ter atingido os objetivos nestes dois componentes curriculares não comprometerá o próximo ano letivo.

    Tudo depende da escola e do aluno.

    Mas se você ficar reprovado aí sim há uma lei federal de n. 8.069/70 (ECA) , em seu artigo 53 , inciso III que garantem a revisão dos resultados finais do ano letivo e dos critérios avaliativos.

    Então, seu pais ou um deles , responsáveis legais por você ( a menos que você for maior de idade) poderá entrar com recurso baseado nesta lei federal e entrar com um pedido de Recurso.

    Daí este recurso deverá ser entregue (acho que porque desconheço as normas aí em Rondônia) na Secretaria de Educação do Estado . O Recurso é um documento que seus pais elaborarão em sua defesa visando que a Secretaria entre em contato com a escola e reverter esta reprovação sobretudo baseada em dois componentes curriculares.

    É difícil mas você tem este direito garantido em lei federal, ok?

    Mais detalhes se precisar entre em contato com sonia@centrodestudos.com.br

    Abraços

  191. DENISSE LIMA comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 2:25

    boa noite, meu filho faz o 7ºano e provavelmente será reprovado, porque a escola que ele estuda não existe recuperação! Gostaria de saber, se exiter alguma lei que fale sobre o assunto, da obrigatoriedade ou não da escola fazer recuperação com os alunos! Estou indignada, pois se houvesse recuperação ele não reprovaria.

  192. DENISSE LIMA comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 2:29

    Estou aflita, assim que puder me responda algo.
    Abraço

  193. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 3:10

    Olá Denisse, preciso saber onde você mora para lhe responder melhor,ok?

    Aguardo

  194. vania comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 10:52

    OLÁ SÔNIA, GOSTARIA DE SABER SE O RECURSO CONTRA REPROVAÇÃO DE UM ALUNO É FEITO PELA SECRETARIA DE ED. MUNICIPAL OU ESTADUAL, POIS O ALUNO É DE ESCOLA PARTICULAR. POIS QUANDO VOU PESQUISAR SOBRE A SECRETARIA PARA PEGAR TEL. ACABO SEM SABER QUAL É.

  195. Renata marques comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 14:14

    Bom dia !!!meu filho estuda em uma escola particular e ficou em Historia da arte.ficou na final pois tinha ficano no primeiro semestre e passou no segundo.o professor não deu aula de recuperação final e fez logo a prova e falou q não ia participar do conselho.gostaria de saber se meu filho pode ser retido no 1 ano do ensino médio.obrigada

  196. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 14:29

    Olá Renata,

    Pode mas é improvável ficar retido apenas em um único componente curricular, ele será aprovado pelo Conselho de Classe.

    Se isso não ocorrer entre novamente em contato informando qual Estado você mora,ok?

    Abraços

  197. Renata marques comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 15:02

    obrigada professora Sônia Aranha!!!o resultado sairá no dia 20.entro sim em contato.abraço

  198. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 15:07

    Olá Vânia,

    As escolas particulares que contam com educação infantil e ensino fundamental ou médio são supervisionadas pelas Secretarias de Educação Estadual.

    As escolas particulares que contam só com a educação infantil são responsabilidade das Secretarias de Educação Municipal.

    Abraço

  199. Lilian comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 16:16

    Boa Tarde,

    Estou no 3 ano do ensino médio peguei recuperação em 1 matéria ( matemática ) e hoje foi minha prova de recuperação mas não sei se fui muito bem, e eu passei numa universidade. Gostaria de saber se eles podem me reprovar, caso me reprovem posso recorrer ? sou de Minas Gerais bh.

    Obrigado.

  200. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 16:42

    Olá Lilian,

    É difícil você ficar reprovada em uma disciplina porque o Conselho acaba lhe aprovando, mas se reprovarem você tem o direito de recorrer segundo a ECA ,ok?

    Entre em contato com a Secretaria de Educação aí em BH e pergunte qual o procedimento, ok?

    Abraços

  201. Ana Lucia comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 20:21

    Profa. Sonia Boa noite. Meu filho estuda numa escola particular onde a média é 6,0 e ele ficou de recuperação em 4 matérias. Porém em todas obteve médias finais de recuperação, 5,7 5,6, 5,5 e 5,4. Ele foi o único a ser retido em todo 7ano. Mas pelo meu desespero essa repetencia está acontecendo pela segunda vez consecutiva. E ele já está desmotivado sem vontade mais de estudar. Será que posso recorrer? Obg

  202. jessica oliveira fabro comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 22:05

    ola!!! minha filha estava cursando o 3° ano fundamental… ela sabe ler escrever… quando ela começo a cursar o 3° ano ela estava com problemas e procurei orientação de um neurologista que ja esta em acompanhamento medico…a professora e a coordenadora da escola lhe deram esperanças que ela iria passar de ano e agora ela foi retida sendo que outras crianças que nem sabiam ler ela aprovo e outra que tem problemas psiquiatricos ela aprovo tbm… e ai lhe pergunto é certo ela fazer descriminação com ela… minha filha ja estava bem feliz que ia passar de ano….e sei que bullyng é crime mais achei o fim a professora fazer isso com os alunos…. queria uma orientação o que poderia fazer…. por favor ela esta triste diz que não quer mais estudar e que os coleguinhas dela vão chamar ela de burra… mais falei que irei trocar ela de colegio mais ela disse que não quer mais estudar e não para de chorar por favor me ajude desde ja lhe agradeço

  203. jessica oliveira fabro comenta:

    dezembro 18, 2013 @ 22:47

    sou do estado do rio grande do sul cidade caxias do sul

  204. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 19, 2013 @ 4:02

    Ana Lúcia,
    Sim , pode.
    Qual é o seu Estado?
    Aguardo.

  205. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 19, 2013 @ 4:14

    Olá Jéssica,

    Ligue para a CRE de Caxias do Sul

    Av. Júlio de Castilhos, 4020 • CEP 95010-002
    Tel. 54 3220 6700 Geral • 3225 4248(Ped) • 3225 1488(Rh) • Fax 3225.1794

    pergunte como você contesta o resultado final do ano letivo de sua filha. Como você deve fazer o Recurso.

    Eles lhe orientarão, ok?

    e-mail : gab04cre@seduc.rs.gov.br

  206. Ana Lucia comenta:

    dezembro 19, 2013 @ 10:27

    Prof. Sonia moro no estado de São Paulo. Obg

  207. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 19, 2013 @ 12:39

    Olá Ana Lucia

    Segue abaixo dicas de como proceder, ok?

    Leia : http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-n-1202013-reconsideracao-e-recurso/

    Como poderá notar na leitura da Deliberação , do dia que você souber oficialmente da reprovação você tem 5 dias úteis para entrar com o PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO. Não perca o prazo.

    A direção da escola convocará o Conselho de Classe para reavaliar o processo de ensino/aprendizagem de sua prima e terá 10 dias para lhe dar um deferimento ou um indeferimento.

    Se o Conselho de Classe mantiver a retenção , você entrará em seguida com o PEDIDO DE RECURSO junto agora a Diretoria de Ensino, mas o documento é entregue na própria escola e a escola encaminha para a Diretoria de Ensino.

    Se a Diretoria de Ensino mantiver a reprovação ainda assim você poderá pedir o recurso para o Conselho de Educação do Estado de São Paulo.

    Para elaborar o Pedido seguem dicas:

    Ilma Sra
    _________________ nome completo da direção

    diretora pedagógica do Colégio ________________

    Eu ___________________ , residente à rua ______________ , portadora do documento __________________ responsável legal pela aluna ________________ regularmente matriculada no _______ do colégio ____________________ venho solicitar a V.Sa. reconsideração da reprovação de minha filha de acordo com a Deliberação CEE n.120/2013.

    Depois deste preâmbulo você relata o motivo pelo qual ela não atingiu os objetivos propostos nas disciplinas.

    No final você diz : Portanto, peço que V.Sa.intervenha convocando o Conselho de Classe novamente e que o processo de ensino/aprendizagem de meu filho seja novamente analisado conforme a Deliberação CEE n.120/2013.

    Subscreve , data e assina.
    ———————————————————————–
    Entregue o documento em duas vias.

    Uma entrega na secretaria da escola e a outra protocole na secretaria e guarde.

    Se quiser que eu escreva este documento posso fazer isso mas cobro honorários. Meu e-mail sonia@centrodestudos.com.br.

    Abraços

  208. leiliene comenta:

    dezembro 19, 2013 @ 16:46

    Boa tarde professora sonia!

    Moro em Pernambuco.

    Sou professora e tenho cinco alunos que não constrói nada em sala de aula nem um caderno eles trazem, chamo a família, elas falam que não sabem o que fazer e outros responsável nem aparecem, eles são do 6 ano. Então eu gostaria de saber se pode, se é a melhor forma reter, eles falam que eles sempre fizeram isso e passaram me ajude por favor.

  209. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 19, 2013 @ 17:06

    Olá Leiliene,

    Se eles não atingiram os objetivos que você elencou em seu Plano de Trabalho, se nas avaliações eles demonstram que não compreenderam os conceitos estudados e como estamos em dezembro, não havendo mais possibilidade de você promover qualquer estratégia de recuperação ,então, a reprovação é a única alternativa.

    Sempre recomendamos que a reprovação seja a opção última.

    Se estamos diante de alunos ou uma classe, cujas famílias não podem ou não querem contribuir, temos que criar estratégias pedagógicas que atendam este perfil de aluno e de família.

    Não adianta nós educadores imaginarmos um aluno ideal e ficarmos a trabalhar no campo das ideias.

    Felizmente ou não, nossos alunos são concretos e do século XXI e as estratégias pedagógicas devem acompanhar este fato objetivo. Os alunos são constituídos em seu tempo.

    Então, para 2014 eu recomendo revisão da metodologia de ensino.

    Mas este ano não há nada a ser feito, diante de seu relato, exceto reprovar estes alunos e provando , se for preciso, que mesmo diante de todo o seu empenho de professora eles não atingiram os objetivos propostos.

    Tenha sempre em mãos um bom Plano de Trabalho constando os objetivos , as estratégias ,os critérios avaliativos de cada bimestre ou trimestre. As propostas de avaliações com diferentes possibilidades: oral, escrita, individual, coletiva , com apoio, sem apoio, enfim…

    O ideal é que a reprovação não ocorra, mas se ela for inevitável deve ser usada, ok? Ela é legal, isto é, prevista na legislação de ensino.

    Forte abraço!!

  210. Juliane francis moreno comenta:

    dezembro 19, 2013 @ 23:25

    Olá obrigada mais fui aprovada, graçasa Deus era o melhor a ser feito mesmo obrigada pela atenção !

  211. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 19, 2013 @ 23:31

    Que Maravilha!!
    Parabéns Juliane!!
    Tin!Tin!!
    Ótimo 2014!!

  212. andrick cordeiro comenta:

    dezembro 20, 2013 @ 3:02

    Olá prof Sônia, faço o 8° ano e ja fui reprovado ano passado nesta série, e este ano eu fiquei em 3 matérias (português, matemática e ciências), eu posso ser reprovado, ou eu posso recorrer para não ser reprovado, estudo no Colegio Adventista, Goiânia, GO.

  213. Renata marques comenta:

    dezembro 20, 2013 @ 15:16

    boa tarde !!!!
    Oi querida meu filho foi aprovado em história da arte não precisou ir para o conselho muito obrigada por sua atenção .bjsssssssfeliz 2014

  214. andrick cordeiro comenta:

    dezembro 20, 2013 @ 16:08

    em prof Sônia ?

  215. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 20, 2013 @ 18:54

    Olá Andrick

    Você pode entrar com recurso porque a lei federal Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990 em seu artigo 53, inciso III diz que a criança ou adolescente pode contestar critérios avaliativos.

    O problema que eu não conheço ato normativo em Goiás que disciplina o pedido de recurso.

    Então ,você deve buscar a Secretaria de Educação do Estado de Goiás que perguntar quais são os procedimentos, ok?

    É isso! Abraços

  216. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 21, 2013 @ 2:25

    Obaaaaaa!!
    Que ótima notícia!
    Vamos comemorar!! Tin-Tin!
    Um feliz natal e um ótimo 2014!
    Abraços

  217. natiele comenta:

    dezembro 22, 2013 @ 13:59

    ola minha irma esta 6 serie
    e reprovou no provao
    em portugues por 0.2 decimos
    e em matematica com 0.3 decimos
    é uma injustiça pq tera que sair da escola
    isso pode acontecer ???
    ou eu posso procurar meus direitos???
    pelotas
    rio grande do sul

  218. Bruna comenta:

    dezembro 22, 2013 @ 14:09

    Olá, boa tarde professora Sônia.

    Moro em São Paulo e minha filha cursa o primeiro ano do Ensino Medio em uma escola particular. Ela foi reprovada em 2 matérias. Língua Portuguesa com 5,8 e Geografia com 5,0, sendo a média da escola 6,0. É possível entrar com um recurso para reverter essa reprovação?

  219. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 22, 2013 @ 16:06

    Bruna,

    Há, mas é possível que você já perdeu o prazo.

    Quanto é que você teve ciência oficial da reprovação?

    Conte 5 dias úteis , se ainda der tempo siga a Deliberação CEE n.120-2013. http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-n-1202013-reconsideracao-e-recurso/

    Leia os comentários deste post que encontrará mais informações.

    Se quiser que eu mesma faça o pedido cobro honorários para isso então entre em contato saranha@mpcnet.com.br E teremos que correr porque estamos em véspera de natal e eu também estou saindo do ar!

    Abraços

  220. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 22, 2013 @ 16:08

    Natiele,

    Pode buscar seus direitos baseado na lei federal Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990 que em seu artigo 53, inciso III diz que é direito do aluno contestar critérios avaliativos em instâncias superiores.

    O problema é que eu não sei qual procedimento você deve seguir no Estado do Rio Grande do Sul.

    Você terá que entrar em contato com a Secretaria de Educação do Estado do Rio Grande do Sul e perguntar como você faz para entrar com o recurso contra a reprovação, ok?

    Não será fácil mas vocês devem tentar.

    Abraços


    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

  221. Bruna comenta:

    dezembro 22, 2013 @ 16:24

    Tive ciência na sexta-feira, dia 20/13

  222. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 22, 2013 @ 18:41

    Olá Bruna,
    Respondi e-mail para o seu pai dando orientações, ok?
    Abraços

  223. Letícia comenta:

    dezembro 23, 2013 @ 16:53

    fiquei reprovada em física por 1,2 na média, 1,4 em matemática e 2 em química. Conversei com meu professor de história e ele me dei o 1 ponto que faltava para eu passar, você acha que tenho alguma chance se recorrer? não sou bagunceira e me esforço nas aulas deles, enquanto alunos da minha sala já foram pegos colando no celular foram aprovados. Caso não consiga a aprovação após a conversa com eles e a revisão da prova o que você acharia melhor, reprovar o ano ou mudar de escola para fazer dependência? minha escola não tem dependência, estudo lá há 6 anos, meus professores são execelentes e bem preparados com matéria de vestibular, ainda tenho uma amizade muito forte com as pessoas de lá (estou no segundo ano do ensino médio e moro no RJ)

  224. Letícia comenta:

    dezembro 23, 2013 @ 17:36

    Fiquei reprovada em física por 1,2 na média, 1,4 em matemática e 2 em química. Conversei com meu professor de história e ele disse que vai me dar o 1 ponto para ser aprovada. Nunca passei por essa situação, não faço bagunça durante a aula enquanto pessoas que colavam nas provas através (o professor era ciente disso) foram aprovadas, dia 26 está marcada a revisão da prova e vou conversar com meus professores. Caso eles não me aprovem eu posso entrar com um recurso? (sou do 2º ano do ensino médio e moro no RJ)

  225. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 23, 2013 @ 18:13

    Olá Letícia,

    Melhor mudar de escola e fazer dependência porque você ganha um ano, não é mesmo?

    Abraços

  226. Luana Rabelo comenta:

    dezembro 25, 2013 @ 5:11

    Boa noite .

    Minha amiga esta no 9º ano, e reprovou por faltas. Gostaria de saber se tem como recorrer essas faltas? Pois ela passou em todas as matérias, e tem o aprendizado apesar das faltas. Tem algo a ser feito para que ela comece 2014 no ensino médio ?

    obrigada.

  227. Luana Rabelo comenta:

    dezembro 25, 2013 @ 5:18

    São José dos Pinhais – PR

  228. monica santos comenta:

    dezembro 25, 2013 @ 23:30

    Oi meu filho tem 9 anos estuda no colégio particular do Rio de Janeiro,o mesmo ficou reprovado em Matemática. A Média do colégio é (6.0) ele tirou (5,2), na recuperação.
    1º Bimestre (6,0)
    2º Bimestre (7,2)
    3º Bimestre (5,7)
    4º Bimestre (4,7)

    Eu queria saber se a Reprovação está correta ou tenho como reverter está situação.

  229. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 26, 2013 @ 13:40

    Olá Luana,

    Reprovar por falta é complicado porque este assunto está disciplinado em lei federal , a LDB que determina frequencia de 75 % do total da carga horária.

    O que sua amiga pode fazer é pedir recurso. No Paraná não sei como isso é feito, mas entre me contato com a Secretaria de Educação do Estado do Paraná e peça informação a respeito de recurso contra reprovação e veja se há algum procedimento.

    Solicitar recurso é direito concedido pela lei federal http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm em seu artigo 53 , inciso III.

    Então o caminho , se houver, é via recurso.

    Abraços

  230. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 26, 2013 @ 13:50

    Olá Monica, deve estar porque o sistema de avaliação adotado por esta escola é quantitativo teve ter peso 1 e peso 2 essas pirotecnias matemáticas para avaliar.

    Infelizmente este sistema de avaliação conta do Regimento Escolar e, portanto, homologado pela SEEDUC e , portanto, legal.

    O que você pode fazer é entrar em contato com o SEEDUC via Diretoria Regional . Encontre a sua aqui
    http://www.rj.gov.br/web/seeduc/exibeconteudo?article-id=375402

    E peça informações sobre pedido de recurso contra a reprovação por uma matéria no ensino fundamental.

    Ok!

    Abraços!!

  231. elaine comenta:

    dezembro 26, 2013 @ 22:40

    boa noite, profa. sonia , já tinha lhe enviado um email sobre a situação da minha filha que está no 1ano e a escola reprovou ela a média na escola é 60 e ela ficou em português com 58, e matemática com 49 gostaria de saber se posso entrar com recurso e como faço me ajude por favor moro no estado do rio de janeiro grato elaine.

  232. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 26, 2013 @ 22:54

    Olá Elaine, sim você pode, porém eu penso que no Estado do Rio de Janeiro não há um ato normativo do CEE que discipline esta matéria. Hoje fiquei a tarde toda lendo os Pareceres e Deliberações do CEE do Rio de Janeiro e não encontrei nada a respeito.

    Bem, você deve usar a lei federal n. 8069/90 em seu artigo 52, inciso III, que diz que criança e adolescente podem contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores.

    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

    Você deve entrar com pedido de recurso na própria escola fundamentando o seu pedido pela lei federal acima e pela Resolução CNE/CBE n.07/2010 http://blog.centrodestudos.com.br/resolucao-no-7-de-14-de-dezembro-de-2010/

    Veja bem, como não há um ato normativo disciplinando esta matéria aí no Rio de Janeiro não há nenhuma garantia de que a escola lhe dê uma devolutiva com rapidez, mas não custa tentar, ok?

    abraços

  233. sonia comenta:

    dezembro 28, 2013 @ 0:04

    por favor mi ajude minha filha ten 11 anos e esta fazendosetimo ano ficou em matematica na final nao conseguiu a media e a professora reprovou ela tem algo que eu possa fazer para que ela nao repetir de ano.A escola e publica…

  234. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 28, 2013 @ 14:49

    Olá Sônia,

    Qual Estado você mora?
    Aguardo

  235. José Wellington Silva Xavier comenta:

    dezembro 31, 2013 @ 2:12

    Meu filho faz o 9. Ano do ensino fundamental. Ficou rm prova final em 06 matérias, e foi retido por apenas duas matérias. Matemática e ciências. O conselho reuniu se é resolveu reprova lo.ele pode recorrer?a escola é a adventista do 7 dia em natal RN.

  236. Profa. Sônia Aranha comenta:

    dezembro 31, 2013 @ 3:18

    Olá José Wellington,

    Recomendo que entre em contato com a Secretaria de Educação do Estado do Rio Grande do Norte que supervisiona as escolas públicas estaduais e as privadas.

    Peça orientação para entrar com Recurso contra a reprovação por duas matérias apoiando-se na lei federal n. 8.069/1990 em seu artigo 53 , inciso III que diz que a criança ou adolescente tem ” direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores.”

    Abraços!

  237. Mônica comenta:

    janeiro 2, 2014 @ 17:51

    Gostaria de saber se existe escola no RJ com ensino Diferenciado para crianças com deficit de atenção,aguardo contado.

  238. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 2, 2014 @ 19:05

    Mônica, infelizmente não sei lhe responder, mas você com atestado de que a criança tem déficit de atenção poderá exigir um trabalho diferenciado para qualquer escola. Leia aqui: http://www.soniaranha.com.br/meu-filho-tem-deficit-de-atencao-e-agora/

    Abraços

  239. CASSIA comenta:

    janeiro 4, 2014 @ 21:04

    Boa noite!
    o meu filho está no 8 ano da 7 série e ele estudava em uma escola que a média era 7,0 e no primeiro bimestre ele não conseguiu atingir as média e eu voltei ele para a antiga escola que é por conceito I, M, O e no momento da matricula fui informada pela a coordenação ao avaliarem as notas dele, ele somente ficaria com I em inglês e Matematica.
    O meu filho perdeu umas das provas, tendo em vista que a escola já havia aplicado e estava aplicando a 2 prova do 2 Trimestre, onde por meu ver ele foi prejudicado, pois se ele tivesse feito todas as avaliações do 2 trimestre tenho certeza que ele teria conseguido e como ele chegou antes não conseguiu atingir as notas, porém ele veio se esforçando para passar e pensávamos que eles somente ficaria de recuperação somente de duas materias, mas no final do ano letivo fui informada pela a escola que ele estaria de recuperação de todas as materias…foi um choque pra mime para o meu filho, onde ele ficou muito abalado psicologicamente, pois não foi o que eles nos informaram e o meu filho ficou completamente arrasado, e ele fez a recuperação, mas infelizmente ele foi reprovado em 4 materias, em produção de texto, portugues, inglês e historia …fiquei louca pois a escola esta sendo muito injusta com ele e eu solicitei a por carta um recurso para a escola em 18/12/13 conselho de classe e a escola me informou que a resposta ocorrerá em 21/01/14, só que eu verifique que o prazo para o” caput” somente de 10 dias a contar da data do pedido e …gostaria em saber o que devo fazer agora.
    Moro em campinas/sp.
    grata, aguardo a resposta.

  240. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 5, 2014 @ 0:27

    Olá Cássia,

    Se você entrou com o Pedido de Reconsideração de acordo com a Deliberação CEE n.120/2013, isto é , no 5o dia útil após a ciência da reprovação, a escola necessariamente teria que lhe dar uma devolutiva 10 dias corridos da entrega do Pedido de Reconsideração.

    Se isso procede e já se passaram os 10 dias elabore um documento requerendo a aprovação automática segundo o artigo 3o , parágrafo 3o da Deliberação CEE. n.120/2013 http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-n-1202013-reconsideracao-e-recurso/

    Protocole o documento na secretaria da escola e faça o endereçamento do mesmo para a Dirigente Regional de Ensino.

    Em Campinas há duas Diretorias de Ensino – a Leste e a Oeste, veja qual delas supervisiona a escola.

    Abaixo segue um modelo e uma orientação que eu já havia feito para um outro caso semelhante ao seu:

    _______________________________________________________________

    Ilmos Srs.

    ________________Dirigente de Ensino da Diretoria de Ensino
    _________________Diretor do Colégio _________________

    Eu ______________________, RG _______________, residente à rua ________________n,______na cidade de Campinas, responsável legal pelo aluno ______________________ regularmente matriculado em 2013 no 8o ano do Ensino Fundamental venho requerer sua aprovação mediante o artigo 3o, parágrafo 3o da Deliberação CEE n.120/2013.

    Conforme a Deliberação CEE n.120/2013 entrei com o Pedido de Reconsideração no dia ___/___ ___o dia útil após a ciência da reprovação no dia _________.

    Segundo a Deliberação CEE n.120/2013 a escola teria 10 dias corridos para informar da decisão diante do Pedido de Reconsideração que solicitava a aprovação do meu filho.

    Hoje estamos no dia 04/01 , portanto, ____ dias após a data a entrada do Pedido de Reconsideração e não a escola informou que somente no dia 21/01 é que irá dar uma resposta descumprindo a Deliberação.

    De modo que solicito a aprovação do meu filho mediante o artigo 3o , parágrafo 3o da Deliberação que diz que

    ” § 3º A não manifestação da escola no prazo estabelecido implicará no deferimento do pedido.”

    Na certeza de que a determinação feita pelo Conselho de Educação do Estado de São Paulo por intermédio da Deliberação CEE n.120/2013 seja cumprida em sua íntegra, subscrevo-me na presente data aguardando a documentação do meu filho visando a efetivação de sua matrícula no 9o ano do Ensino Fundamental.

    ____________________ assina e data.

    ___________________________________________________________________________________________

    Se a escola se recusar em receber , envie carta registrada para que fique registrado o envio.

    E aguarde.

    Claro que a escola vai chiar… mas eu penso que você deve se valer da Deliberação.

    E se for o caso brigue junto ao Conselho de Educação que fez a deliberação, ok?

    É o que eu faria ,pois a escola não pode mais determinar quando ela tira ou não o recesso ,se a Deliberação diz que ela deve estar a postos para cumprí-la na íntegra.

    Você poderá também ligar para a Diretoria de Ensino ou ir pessoalmente com a Deliberação de baixo do braço e com este documento e entregar lá… pedir para conversar com o Dirigente e fazer valer a Deliberação.

    Peço para nos informar do que vai acontecer ,ok?

    Abraços

  241. Raquel conde comenta:

    janeiro 6, 2014 @ 9:36

    Olá,meu filho tem 7 anos e está no 1° ano no dia 16 dezembro apanhei resultado e a professora me disse que tinha reprovado porque ele não tinha conseguido tirar 5 na recuperação em português,meu filho tem dificuldade na leitura e escrever ,a professora me chamou na escola algumas vezes para fala da da dificuldade dele,então resolvi colocar ele na explicadora na parte da manhã e depois que chegava da escola ele melhorou muito em relação ao que era,mas mesmo assim a professora me disse que não dava mais tempo porque ele só tinha conseguido se desenvolver em novembro.Agora o que faço, meu filho já sofria de bulling agora então…
    Sou do rio de janeiro ,meu filho estuda no colégio particular obrigada

  242. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 6, 2014 @ 13:44

    Olá Raquel,

    Você pode entrar com um pedido de recurso.

    Ligue para uma Diretoria de Ensino Metropolitana VII e uma supervisora informou-me que no Estado do Rio de Janeiro o procedimento de recurso se dá da seguinte maneira:

    1) O responsável legal pelo aluno entra com pedido de recurso junto a escola;
    2) A escola mantendo a reprovação o responsável legal entra com o recurso junto a Diretoria Regional de Ensino

    Então, Raquel faça isso. Se precisar que elaboremos o Recurso para você entre em contato com nosso e-mail centrodestudos@centrodestudos.com.br , porém cobramos honorários para este serviço,ok?

    Abraços

  243. Raquel conde comenta:

    janeiro 6, 2014 @ 13:58

    Obrigada!

  244. andréa cristina comenta:

    janeiro 6, 2014 @ 23:03

    boa noite!
    gostaria de saber se tem como meu filho ser reprovado no segundo ano fundamental pois sua professora falou que ele vai reprovar por faltas. mas suas notas foram boas, e na verdade eu não acho que ele faltou 25% de suas aulas o que eu deveria fazer.eu já falei com ela pois a escola que eu vou matricular ele mim orientou a falar com a professora sobre o caso dele ser reprovado por falta pois se as notas dele foram boas. se ela não quiser mim ajudar o que eu devo fazer.
    obrigada dela atenção.

  245. Raquel conde comenta:

    janeiro 6, 2014 @ 23:51

    Eu teria que ir direto na escola e entrar com o recurso sobre a reprovacao

  246. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 7, 2014 @ 6:06

    Olá Andréa,

    Tem sim.

    A lei federal LDB é clara : a frequencia tem que ser necessariamente 75% , se não for é reprovação.

    Infelizmente a reprovação por falta não tem muito a ser feito. Você poderá entrar com Recurso e tentar discutir, mas é uma das reprovações mais difíceis de serem revertidas.

    Abraços

  247. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 7, 2014 @ 6:16

    Olá Raquel,

    Você escreve um documento chamando Recurso explicando o motivo pelo qual você considera que deva haver aprovação ao invés de reprovação. Bem formal , com dados completos e entrega na escola . Faz o documento em duas vias e uma delas fica na escola a outra você protocola e guarda.

    E entrega na escola.

    Se a escola mantiver a reprovação, você faz outro documento pedindo Recurso para a Diretoria Regional de Ensino,ok?

    Abraços

  248. Rayane S. comenta:

    janeiro 7, 2014 @ 12:15

    Olá professora,sou de Recife estudo em escola pública desde sempre,estou no 3 ano do ensino medio,numca fui reprovada e nesse ano,o ultimo ano da escola fui reprovada em matemática não achei justo póis numca tive uma reprovação e no ultimo ano eles me reprovarem achei absurdo.estou muito abatida e não sei oq devo fazer preciso de ajuda….obrigado

  249. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 8, 2014 @ 0:26

    Olá Rayane S.

    Você pode tentar entrar com o Pedido Recurso junto a escola e depois junto a Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco.

    Ligue para a Secretaria de Educação do Estado para saber qual é o procedimento,ok?

    Abraços

  250. vania comenta:

    janeiro 8, 2014 @ 14:06

    OLÁ SONIA,SOU DO RIO DE JANEIRO E JUNTO COM SUA AJUDA TENTEI REVERTER O QUADRO DE REPROVAÇÃO DO MEU FILHO QUE TEM 6 ANOS E QUE JÁ FARÁ 7 ANOS 18 DE JANEIRO DESTE ANO E FOI RETIDO NO 1º ANO POR NÃO SABER LER DE TUDO, POIS ELE TEM DIFICULDADES COM 2 CONSOANTES JUNTAS, MEU ESPOSO FOI CONVERSAR COM A DIRETORA E TENTAR UM ACORDO,MAIS ELA É SUPER ORGULHOSA EM DIZER QUE A ESCOLA DELA É UMA ESCOLA DE RIGOR E QUE NÃO TEM MAIS JEITO. MAIS POR FIM DEPOIS DE MUITO MEU ESPOSO QUASE EMPLORAR UMA SEGUNDA CHANCE ELA DECIDIU FAZER UMA NOVA PROVA COM ELE 30 DE JANEIRO, SÓ QUE ELA JÁ DEIXOU MUITO CLARO QUE NÃO VAI FACILITAR, INCLUSIVE ELA EMPRESTOU UM LIVRO DO 2º ANO PRA ELE TREINAR NELE. FICA DIFÍCIL ASSIM, COMO PODE, SE ELE ESTAVA COM DIFICULDADES COM ELES, COMO VOU CONSEGUIR FAZER UM MILAGRE DELE APRENDER EM CASA EM MENOS DE UM MÊS E COM LIVRO JÁ DE 2º ANO. POXA SONIA TÁ MUITO COMPLICADO PRA MIM, POIS JÁ TENTEI OUTRAS ESCOLAS E ATÉ CONSEGUI QUE ELES ACEITASSEM ELE NO 2º ANO MAIS É TUDO MUITO MAIS LONGE E COM MENOS CONFORTO E SEGURANÇA, OU SEJA, APESAR DESTE PROBLEMA QUE TA ME TIRANDO O SONO, LÁ É SUPER CONFORTÁVEL E SEGURO. SONIA JÁ NEM TO MAIS PRECISANDO DE CONSELHO PROFISSIONAL E SIM UM CONSELHO DE UMA PESSOA EXPERIENTE COMO VOCÊ. DEVO ACEITAR ESSA REPROVAÇÃO, ENCARAR OUTRA ESCOLA MESMO,MESMO SENDO INFERIOR, OU EXISTE OUTO RECURSO! POIS SÓ EU TER AMOSTRADO O DOCUMENTO QUE VOCÊ ME ENVIOU JÁ FEZ COM QUE ELA FICASSE COM CERTEZA QUE IRIA REPROVÁ-LO. SÓ VOCÊ MESMO E DEUS PRA ME TIRAR ESSE FARDO DA MINHAS COSTAS. OBRIGADO DESDE O INÍCIO DA SUA AJUDA A QUASE 2 MESES ATRÁS!

  251. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 8, 2014 @ 15:03

    Olá Vânia,

    Eu me lembro do caso!

    Você vai continuar com o processo.

    Você entrou com um pedido de Recurso e a escola quer submeter o seu filho de 6 anos a uma nova aprovação em tom de ameaça.

    Você vai levar o documento para a SEEDUC , ok?

    Vou lhe enviar por e-mail.

    Abraços

  252. monica comenta:

    janeiro 10, 2014 @ 16:32

    gostaria de saber se alfabetizacao poder reprovar

  253. Profa. Sônia Aranha comenta:

    janeiro 10, 2014 @ 16:45

    Olá Monica, sim pode , não deveria , mas pode.

    Pode porque a escola é autônoma para escolher a sua concepção pedagógica e expressá-la em seu Regimento Escolar assumindo um sistema de avaliação quantitativo e seletivo.

    Não deveria porque o MEC recomenda na Resolução CNE/CBE n.7/2010 que os três primeiros anos devem ser vistos com um único bloco pedagógico sem reprovação mesmo em escolas que adotam a uma organização seriada.

    Mas infelizmente podem reprovar a criança no 1o ano , no 2o ano e no 3o ano, porém sempre cabe Recurso pois a criança tem direito , representada pelos seus pais, a contestar os critérios avaliativos da escola segundo a lei federal n.8069/90 , artigo 53, inciso III.

    Qual Estado você mora? Se for no Estado de São Paulo ou Santa Catarina o prazo já expirou.

    Abraços

  254. Nádia comenta:

    janeiro 13, 2014 @ 13:55

    Olá Sônia, sou Nádia de Chapadinha /Ma ainda com o caso do meu filho que reprovou no 9º, ele fez uma prova de seleção p/ outra escola também particular a nível de 9ºano, de 26 aprovados ele ficou em 5º , fui ate a escola dele pedir que me dessem um documento p/ ele pagar as duas matérias pendentes lá, já que essa escola aceita, mas a escola antiga disse que não pode emitir porque não faz parte do regimento deles.Como devo agir? Acho uma injustiça ele reprovar se a outra escola aceita.

  255. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 13, 2014 @ 14:41

    Nádia,

    Cada escola é autônoma para escolher sua forma de avaliação.

    A escola que ele foi reprovado não conta em seu Regimento Escolar o expediente de dependência. De modo que ele ficou reprovado.

    A outra escola tem.

    A escola que reprovou o seu filho está correta, porque ela constando dependência do Regimento Escolar ela só pode reprová-lo.

    O que é possível fazer:

    1) Pedir para a escola nova reclassificar o seu filho.

    Ela matricula o seu filho no 9o ano e após 30 dias + ou – submete-o a uma avaliação simples e o aprova matriculando-o no 1o ano do Ensino Médio.

    A reclassificação é um expediente que consta da lei federal n.9394/96 e é legítimo.

    Abraços!

  256. monica comenta:

    janeiro 14, 2014 @ 13:08

    ola prof sonia mora no estado do rio de janeiro … o colegio do meu filho e particula como faco para entra com recurso de reprovacao aonde tenho quer ir

  257. simone comenta:

    janeiro 14, 2014 @ 14:09

    Ola bom dia eu gostaria de saber se uma crianca com 19 pontos em portugues se eles podem reprovar sedo que ele so ficou em portugues

  258. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 14, 2014 @ 15:37

    Ok Monica, no Rio de Janeiro você pode tentar .

    Leia a respeito ok? http://www.soniaranha.com.br/estado-do-rio-de-janeiro-e-o-recurso-contra-reprovacao-escolar/

    Abraços

  259. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 14, 2014 @ 15:42

    Simoni, depende da escola e do sistema de avaliação expresso no Regimento Escolar.
    Pode reprovar em um único componente curricular , mas não é recomendando, ok?
    Abraços

  260. Bruna Aguiar comenta:

    janeiro 21, 2014 @ 14:55

    Olá professora, gostaria que me tirasse uma duvida!
    Sou de Fortaleza, meu filho estudou numa instituição´particular e teve que repetir o infantil 3, aos 3 anos de idade, eles alegaram que ele ainda nao tinha coordenação motora para acompanhar o infantil 4, isso iria prejudica-lo, busco informações para um possivel processo!
    Obrigada!

  261. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 21, 2014 @ 17:29

    Olá Bruna,

    Eu recomendo que você entre em contato com a Secretaria de Educação do Estado do Ceará responsável para supervisionar as escolas particulares porque não há retenção na Ed.Infantil, ok?

    Se a escola for particular e apenas do Infantil você busque a Secretaria de Educação do Município de Fortaleza, ok?

    Entre em contato e peça esclarecimento e faça denúncia.

    Abraços

  262. mariana castro comenta:

    fevereiro 1, 2014 @ 11:22

    Oi professora, sou de São Luís do Maranhão e gostaria de saber se o meu irmão pode entrar com algum pedido pra que a direção da minha escola reavalie a reprovação do mesmo pois ele ficou de recuperação final em 2 disciplinas (português e matemática) a nossa média aqui é 7 e na prova final dele de prt. ele tirou 6,0 e na de mtm. ele tirou 6,5 só q ele tinha o direito à conselho de classe tanto que no começo do ano letivo de 2013 ele assinou um documento garantindo à ele a usar o conselho pois na minha escola pode usar o conselho um ano sim e outro não só q na sexta feira 31 de jan de 2014 ele recebeu o resultado final como reprovado, então ele tentou conversar com alguns professores e muitos deles foram solidários à ele tentando rever à questão e ele pediu o auxílio de uma professora pra ir junto com ele conversar com o nosso diretor geral e ele simplesmente disse que não iria fazer nada pra mudar isso pois quando houve um protesto dos estudantes contra a má administração dele referente a distribuição de verbas para escola e a contratação de professores pra que os alunos não ficassem sem os mesmos, ele disse que não iria mover uma palha pois eles participaram juntos com outros alunos do protesto porém muitos outros alunos que tiraram notas bem menores que o meu irmão passaram pelo conselho. Então professora gostaríamos de saber se podemos contestar isso??? Desde já lhe agradeço…
    o nome da nossa escola é Centro Integrado Do Rio Anil (CINTRA) e o meu irmão cursa o 2° ano do ensino médio.

  263. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 2, 2014 @ 2:12

    Olá Mariana,

    Eu desconheço se há um ato normativo do CEE do Maranhão que discipline a matéria do recurso contra reprovação escolar.

    Recomendo que ligue para o Conselho Estadual de Educação CEE e peça informação para verificar qual procedimento que seus pais podem fazer garantindo que a lei federal 8069/90 em seu artigo 53, inciso III seja cumprida pois ela diz que o aluno pode contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores.
    (98) 3214-1623
    (98) 3214-1624
    (98) 3232-6656
    (98) 3212-3643

    Abraços

  264. mariana castro comenta:

    fevereiro 2, 2014 @ 11:29

    Muito obrigado professora vou ligar sim.

  265. leticia araujo comenta:

    fevereiro 3, 2014 @ 4:03

    ola,eu fiquei de recuperação final ,se eu não conseguir atingir a nota na matéria eu reprovo??

  266. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 3, 2014 @ 4:12

    Leticia, sim, com certeza.

  267. mariana castro comenta:

    fevereiro 3, 2014 @ 9:29

    professora poderíamos também entrar com um pedido de deliberação cee ????

  268. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 3, 2014 @ 16:14

    Olá Mariana,

    É Pedido de Reconsideração e Recurso e não Deliberação.

    Você pode reformular a sua pergunta?

  269. mariana castro comenta:

    fevereiro 4, 2014 @ 19:40

    desculpa era mesmo o pedido de reconsideração, mas já conseguimos resolver o problema graças à Deus e a senhora também, bom professora muito obrigada mesmo por todas as recomendações que a senhora nos deu ajudou bastante à resolver tudo…
    OBRIGADO.

  270. Ana comenta:

    fevereiro 5, 2014 @ 19:27

    olá meu filho cursou o 1 ano do fundamental ano passado numa escola particular ele não aprendeu a ler e por isso teve dificuldades em outras matérias visto que, não sabia ler, ele ficou reprovado moro no rio de janeiro, como posso proceder? esses dois 1 dias de aula esta sendo terrível para ele, pois ele chora e diz que não quer estudar com os pequenos

  271. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 6, 2014 @ 3:34

    Olá Ana,

    É o fim reprovar a criança no 1o ano do ensino fundamental. Ele tem quantos anos?

    A Resolução CEE.07/2010 e o Parecer CNE/CEB Nº 11/2010 recomendam que não ocorra reprovação no 1o ano do ensino fundamental.

    http://blog.centrodestudos.com.br/abolida-a-retencao-nos-primeiros-tres-anos-do-ensino-fundamental-de-9-anos/

    http://blog.centrodestudos.com.br/resolucao-no-7-de-14-de-dezembro-de-2010/ – artigo 30

    3) Escreva um documento chamado RECURSO contra a reprovação de seu filho e entregue na Diretoria Regional de Ensino. Antes ligue para saber quais são os procedimentos.

    http://download.rj.gov.br/documentos/10112/157756/DLFE-41611.pdf/Regionais_Administrativas_Pedagogicas_2.pdf

    3) Dicas de como escrever o documento de RECURSO:

    Ilmo Sr.
    ___________________ dirigente regional de ensino
    ___________________ diretor escolar

    RECURSO

    Eu ____________________________ , RG _________________, brasileira , residente à rua _______________________, bairro __________, cidade do Rio de Janeiro, responsável legal pelo aluno_________________________ ___________________________________ do colégio ________________________, localizado à rua __________, bairro_______ na capital fluminense, venho mui respeitosamente requerer Recurso contra a reprovação do meu filho baseando-me na Resolução CNE/CBE n.07/2013, artigo 30 , inciso III, parágrafos 1 e 2 , bem como na lei federal n.8069/90 , artigo 53, inciso III que concede o direito de meu filho contestar critérios avaliativos a instâncias escolares superiores.

    Histórico : (aqui você descreve os motivos que levam você a pedir a aprovação de seu filho)

    Na certeza de que V.Sa intercederá junto ao colégio ____________________ visando a aprovação de meu filho , subscrevo-me na presente data.

    _______________________
    assina e data.

    4) Faça o documento em duas vias e protocole-o na secretaria da escola ou na Diretoria Regional de Ensino conforme orientação da DRE.

    5) O problema será o prazo da devolutiva. Com isso as aulas já iniciaram e seu filho perderá conteúdo ministrado no 2o ano, porque eles certamente demorarão para lhe dar uma resposta de seu pedido de recurso.

    6) Presto o serviço de escrever o documento. Caso queira contratar meus serviços, mas cobro honorários.Mas para isso vou precisar de uma série de documentos que você deverá me enviar: boletim com as notas, o período de recuperação final , se houve recuperação durante o ano , enfim… dados para que eu possa fundamentar o RECURSO de modo a mostrar que a escola falhou no procedimentos e que não está a seguir a legislação de ensino, ok?

  272. queila costa comenta:

    fevereiro 7, 2014 @ 14:16

    oi eu não estou entendendo como está funcionando o ensino nas escolas publicas aqui de Belém (PA) a minha filha tem 6 anos e ela vai fazer o 2 ano ou a 2 serie ? por favor me ajudem atirar essa dúvida

  273. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 7, 2014 @ 20:24

    Olá Queila, ela cursará o 2o ano porque atualmente o que está a valer é o Ensino Fundamental de 9 anos, de modo que caiu a terminologia série e é ano. 1o ano , 2o ano, 3o ano, 4o ano , e assim sucessivamente até o 9o ano, ok?

    Abraços

  274. mauricio pizzato comenta:

    fevereiro 10, 2014 @ 23:28

    ola moro em santa catarina e meu filho foi reprovado no sexto ano já tentei conversar com a escola mas eles não aceitam recorrer falam se meu filho for aprovado ele aprovara todos não sei onde recorrer mais

  275. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 11, 2014 @ 0:53

    Olá Maurício, o problema é que em Santa Catarina o prazo para entrar com o pedido de recurso expirou.

    Leia a respeito: http://www.soniaranha.com.br/estado-de-santa-catarina-e-o-recurso-contra-a-reprovacao-escolar/

    Este matéria, a do pedido de revisão e de recurso, no Estado de Santa Catarina é disciplinado pela Resolução CEE n.n. 183/2013.

    Quando você soube da reprovação?

    Há quatro passos a serem feitos:

    1) Ao ter ciência da reprovação os pais terão 2 dias úteis para entrar com o Pedido de Revisão na própria escola.
    2) Depois se mantido o Pedido de Revisão os pais podem entrar com o Recurso junto ao Gerência Regional de Educação – GERED
    3) Após podem recorrer junto a Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina.
    4) E por último ainda pode recorrer ao Conselho Estadual de Educação.

    Porém para tudo isso há prazos bem precisos iniciando pela ciência da reprovação.

    Leia com atenção a Resolução http://www.centrodestudos.com.br/Artigos/Resolu%C3%A7ao%20183%20de%202013%20avalia%C3%A7%C3%A3o.pdf

    O que você pode tentar é buscar na Gerência Regional de Ensino que supervisiona a escola de seu filho e dizer que somente agora soube que há a Resolução CEE-SC n.183/2013 , que a escola não lhe informou e se recusa a receber o Pedido de Revisão (veja que em Santa Catarina é revisão e em São Paulo é reconsideração) e que você perdeu o prazo e se mesmo assim poderá entrar com o Recurso junto ao GERED?

    Se conseguir o prazo e quiser prestamos serviço de escrever o documento para o recurso, no final do ano fizemos inúmeros mas aqui para São Paulo que também possui um ato normativo assemelhado, porém cobramos honorários por isso. Caso tenha interesse e for possível ainda entre em contato: sonia@centrodestudos.com.br

    Abraços

  276. Alcineide Borba de Lucena comenta:

    fevereiro 22, 2014 @ 1:26

    Gostaria de saber se uma escola da rede privada do Estado de PE pode reprovar uma aluna no ensino fundamental II em geometria, dado que este eixo não é considerado componente curricular da parte diversificada nem do núcleo comum e sim dentro da matemática são vivenciados habilidades referentes ao assunto.
    Como proceder?

  277. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 22, 2014 @ 3:50

    Olá Alcineide, você deve verificar junto a Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco , eles são os responsáveis por supervisionar as escolas e homologar a matriz curricular e o Regimento Escolar , de modo que saberão lhe orientar , mas de qualquer maneira penso caber um recurso ,ok?

    Abraços

  278. Alcineide Borba de Lucena comenta:

    fevereiro 22, 2014 @ 17:41

    Obrigada pela informação.
    Tenho uma outra dúvida. Os sistemas de ensino ex. Sistema positivo de material, têm liberdade perante a lei para normatizar a matriz curricular de uma escola que utiliza seus materiais de acordo com os eixos que compõem seus livros?

  279. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 23, 2014 @ 3:50

    Alcineide, a escola é autônoma para construir a sua matriz curricular, se ela adota um sistema de ensino é possível que construa a sua matriz de acordo com o sistema de ensino adotado, o que é ruim para os profissionais da escola, a meu ver, que ficam meros executores de um modo de ensinar , mas não é ilegal fazer isso.

    Abraços

  280. Aline comenta:

    março 11, 2014 @ 19:41

    Olá, comecei a fazer Eja do Ensino Fundamental 9 ano a distancia no Instituto Monitor ano passado , fiz todas as provas , passei em todas , dei TODOS os documentos que estavam faltando e pedi a minha declaração de conclusão do fudamental para mim poder estar me matriculando em uma escola de ensino medio regular pois sou menor de idade não posso fazer eja do ensino medio , a mulher que me atendeu disse que estava tudo ok , que no prazo de 5 dias uteis a declaração iria chegar , ai se passaram 5 dias e nada , ai ela me ligou dizendo que não seria possivel mandar minha declaração pois provalmente na escola que fiz o 5 ano não tinha a disciplina de ciencias na grade da escola que eu estudei ( na escola que eu estudei era publica ) , sendo que eu tenho a copia do meu historico escolar eu tive nota sim , média foi de 4,5 e na epoca passei de ano normal , e agora eles falaram que eu tinha que fazer uma prova de adaptação , depois mudou de ideia disse que iria me mandar um email em ate 72 horas, esperei 72 horas e nada , ai vai ela e me liga de novo falando que não poderia mandar o email , que eu teria que fazer a prova com isso ja tinha começado as aulas esse ano , ta , fui , fiz a prova , a prova era 7 dia uteis para ser corrigida fiquei sabendo ontem da nota da prova , demorou 2 semanas , ai eu liguei no polo daqui da minha cidade , a outra que me atendeu disse que estava tudo certo que eu tinha passado de ano que eu estava perdendo tempo , que constava no sistema dela só o 9 ano , o que eu paguei para fazer ! Ai ta ,ate ai tudo bem , ai falei com a moça que esta responsavel pela minha situação ontem ela , disse que minha nota foi 5,0 e que eu teria que fazer a prova novamente pois minha média é 6,0 , sendo que no meu historico a maioria das minhas notas são 5,0 , se for assim , vou ter que fazer adaptação em tudo , quando fui fazer minha matricula a mulher me disse que a media era 5 e no meu guia do aluno que eu recebi junto com os materias didaticos tambem esta escrito que é 5 , cada hora essa mulher fala uma coisa , e eu fico mais prejudicada , pois era pra mim estar no 2 ano do ensino medio ja , e agora esse ano não posso mais entrar na escola , pois as aulas começaram no dia 27/01 e hoje ja e dia 11/03 , existe alguma lei que obrigue a esta prova de adaptação , pois passei de ano normal , o que você me aconselha a fazer , estou DESESPERADA ! Obrigada …

  281. Sara comenta:

    março 12, 2014 @ 13:25

    Olá, Sônia!

    Gostaria de saber se uma escola particular pode reprovar nos 3 primeiros anos do ensino fundamental ( principalmente 3° ano). Mas, preciso me respaldar em algum documento que me assegure essa medida para que eu possa colar no Regimento da escola.
    Obrigada!

  282. Sônia R. Aranha comenta:

    março 13, 2014 @ 5:11

    Aline, eu recomendo que você entre em contato com a Diretoria de Ensino que supervisiona o Instituto Monitor para intermediar esta sua situação.

    Endereço: R. Olavo Fontoura 2222 – CASA VERDE – Diretoria de Ensino Centro – São Paulo

    Telefone: (11) 3855-3620 – (Central – PABX)
    (11) 3855-3645/3644

    Ligue lá e explique o que está acontecendo e que você não consegue estudar no Ensino Médio porque a escola não lhe confere o certificado,ok?

    Peça para que eles façam uma mediação no seu caso.

    Abraços

  283. Sônia R. Aranha comenta:

    março 13, 2014 @ 5:21

    Sara, a escola pode reprovar em todos os anos do ensino fundamental e pode também não reprovar em nenhum ano, caso queira , porque a escola é autônoma para escolher a sua linha pedagógica e seus argumentos educativos.

    Por exemplo: uma escola ciclada pode se organizar:

    1o ciclo em 3 anos e apenas no último ano ter uma reprovação (recomendação da Resolução CNE/CBE n.07/2010)
    2o ciclo em 3 anos e apenas no último ano pode ter reprovação
    3o ciclo em 3 anos e apenas no último ano pode ter reprovação

    1o ciclo de 5 anos e apenas no último ano pode ter reprovação
    2o ciclo de 4 anos e apenas no último ano pode ter reprovação

    1o ciclo de 9 anos sem nenhum reprovação.

    A escola também pode se organizar por séries e em todas elas há reprovação.

    Depende do Projeto Político/Pedagógico da Escola e qual é a linha pedagógica adotada, qual é a visão de mundo, de educação, de avaliação.

    A Resolução CNE/CNE n.07/2010 recomenda que não ocorra reprovação nos três primeiros anos do ensino fundamental e diz o motivo pelo qual faz esta recomendação.

    Mas se a sua escola quer reprovar pode, pelo menos por enquanto.

    Abraços

  284. Sara comenta:

    março 13, 2014 @ 13:42

    Muito obrigada pelo esclarecimento, querida!

    Abraços.

  285. poliana comenta:

    março 17, 2014 @ 17:39

    oi boa tarde minha filha tem 6 anos está no primeiro ano do ensino fundamental em uma escola particular, mas decide colocá-la em uma escola pública, pois me falaram que a escola é muito boa. A escola é de alfabetização de primeiro ano ao terceiro, mas fiquei em dúvida pois a escola no primeiro ano somente usar 2 livros só português e matemática devo deixaá-la nesta escola ou deixo na particular essa escola pública tem uma referência muito boa dizem ser ótima, mas é longe da minha casa minha filha vai ter que pegar transporte as 6:30 da manhã sendo q na outra moramos ao lado isso prejudica ela também? a particular tem somente 12 crianças na sala sendo que a pública tem 20 por sala o que eu faço msm mim ajudem essa escola publica fica na periferia enquanto eu moro em um bairro mais tranquilo.

  286. poliana comenta:

    março 17, 2014 @ 19:03

    Na verdade não vai ter nem um livro so usa cadernos e atividade na folha será que minha filha vai ser bem alfabetizada ou eu a deixo na escola particular que ela sempre estudou ela tem 6 aninhos

  287. Sônia R. Aranha comenta:

    março 18, 2014 @ 2:46

    Poliana se você fizer uma tabela de prós e contras você perceberá que elencou mais contras para a escola pública.

    prós da escola particular: 1) mais perto de casa,2) 12 alunos por sala,3) em bairro mais tranquilo.

    prós da escola pública: 1) dizem que é ótima.

    contra a escola particular: 1) metodologia de ensino parece ser mais fraca (2 livros português e matemática)

    contra a escola pública: 1) longe de casa, 2) precisa de transporte para chegar,3)é necessário acordar muito cedo, 4) fica na periferia, 5) tem 20 alunos por sala.

    Veja que você elencou 1 contra para escola particular e 5 contra para a escola pública.

    E prós 1 para escola pública e 3 para escola particular.

    Então, eu acho que é a escola particular que você deve ficar porque você mesma considera mais vantagens do que desvantagens para a sua filha.

    Quanto ao conteúdo estamos falando de 1o ano e é um introdutório , um antigo pré, para crianças de 6 anos de modo que não vejo problema , as áreas de história e geografia e ciências devem ser estudadas por outro meio sem usar livro até porque as crianças ainda não leem ,ok?

    Abraços

  288. Sônia R. Aranha comenta:

    março 18, 2014 @ 2:48

    Poliana, é início de alfabetização …tudo a seu tempo e ela será sim alfabetizada.

    Abraços

  289. poliana comenta:

    março 18, 2014 @ 12:55

    teve um equivoco hs os 2 livros é na publica mas na verdade ñ vai ter nem livros na particular são todos os livros português,mat,geo,ciencias ,ingles todas na publica se pediu 2 cadernos mas dizem que a cordenadora da publica é doutora em alfabetizaçao e tem outro detalhe minha filha ja sabe escrever um pouco conhece as letras ja ta mais adiantada que os da publica ela foi ontem na publica é a professora nao mandou atividade de casa nem fez agenda enquanto na particular a propria criança fazia a agenda e tarefa tinha todos os dias.. mim der um conselhooooooooooooo

  290. poliana comenta:

    março 18, 2014 @ 13:16

    nem um livro na publica e todos na particular

  291. Sônia R. Aranha comenta:

    março 18, 2014 @ 14:57

    Poliana,

    Eu recomendo que fique na particular porque é perto de sua casa e isso faz muita diferença para uma criança pequena. Se for para a pública sua filhinha terá que enfrentar trânsito de madrugada porque para mim acordar 6 horas da manhã é terrível ainda mais quando chega o frio, enfim..

    Se puder arcar com as custas da particular deixe-a na particular.

    Este é o meu conselho.

    Abraços

  292. poliana comenta:

    março 18, 2014 @ 16:18

    obrigada vc me ajudou bastante é que sou muito insegura eu ñ fui bem alfabetizada quando pequena e tenho medo que aconteça o msm com minha linda pois eu a amo muito…..Mas na verdade so coloquei-a na publica pq minha tia é professora la e disse ser muito boa mas quando eu fui conhecer a escola q é própria para alfabetizar achei a diretora muito cara fechada e a escola publica nos pais não podemos exigir muito pois é publica ne na particular creio que o cuidado com as crianças é mais …..
    Outro ponto é que os professores da publica são todos universitários é os da particular estão estudando ainda isso tb influencia ñ é msm? tenho muitas duvidas mas pela metodologia de ñ usar livros achei muito estranho e minha filha acho q esta mais adiantada O QUE FAçO pois minha tinha conseguiu essa vaga na publica com muito esforço pois lá só foram 45 vagas para toda a escola é eu consegui de mãos beijada tenho medo q ela fique chateada pela minha decisão de tira-la da escola….Mim ajuda por favor………

  293. Sônia R. Aranha comenta:

    março 18, 2014 @ 18:23

    Olá Poliana,

    1) Você poderá dizer para a sua tia que está sendo muito sacrificado o transporte e o horário e que você está considerando melhor para a sua filha ficar em escola mas perto mesmo que seja particular.

    2) Ou você pode deixá-la na pública este ano de 2014 e se durante o ano verificar que o ensino não está bem transferi-la no final do ano letivo para a particular.

    Não há Poliana certezas e sim dúvida em tudo. E não há a melhor opção há opções porque todas elas haverá vantagens e desvantagens.

    Não sabemos qual é a melhor escola para nossos filhos depende de inúmeros fatores porque cada criança é uma criança e cada professor um professor.

    Às vezes a escola é ótima em um ano e ruim em outro.. tudo depende porque estamos a tratar com gente e gente é muito instável.

    ok?

    Abraços

  294. poliana comenta:

    março 18, 2014 @ 21:07

    verdade adorei seu esclarecimentos obrigado vc foi 10.

  295. poliana comenta:

    março 19, 2014 @ 16:29

    Oi Sonia ainda estou cheia de duvidas acredita ,eu gostaria de te perguntar será que uma professora que deu aula para outras séries e este ano de 2014 ela tem a função de da aula para turma de alfabetização isso implica o aprendizado da criança ,ja que é a primeira vez que ela dá aula para a serie.
    Outra coisa a escola tem seu curriculo da serie todo planejamento a professora seguindo o que a cordenadora prever o apredizado da criança vai ser bom .
    Falei com minha tia a respeito de tirar minha filha o que ela falou foi que a escola realmente é muito boa sim as professoras todas universitárias sabe ela falou para eu levar tudo em consideração pois o horario tb influencia BASTANTE ,,,…..
    o Sonia esclareça minhas duvidas por favor outra coisa minha filha se apaixonou pela escola publica é ñ quer sair ñ de jeito algum o que fasso …..

  296. poliana comenta:

    março 20, 2014 @ 16:32

    Sonia deixei minha filha na escola particular msm, ñ sei se fiz certo mas pedi a Deus que me iluminasse sabe dai então decidi ñ colocar minha filha para estudar tão longe pois pode ser um barato que sai caro ñ é msm como ser mãe é difícil viu meu Deus nunca fiquei indecisa como to agora ainda tenho duvidas se fiz certo se foi o melhor mas pelo menos minha filha tá perto de mim…..

  297. Sônia R. Aranha comenta:

    março 21, 2014 @ 17:57

    Oi Poliana,

    Vai dar certo e Deus de fato está no controle, fique tranquila.
    Abraços

  298. Alexandre Dutra comenta:

    março 31, 2014 @ 15:44

    Fui reprovado no terceiro ano do E.M, mas com todas a médias acima de 5,0 sendo que estudo em uma escola particular de média 6,0 posso recorrer a secretária da educação e conseguir o meu diploma?

  299. Evellyn Gomes comenta:

    abril 2, 2014 @ 14:25

    Olá professora Sônia!!

    Tenho uma sobrinha de 7 anos que saiu da educação infantil e foi para o fundamental, ano passado a escola em que estudava trocou de professora três vezes, fazendo assim com que minha sobrinha tivesse dificuldade na leitura, como não pode reter a criança, passaram ela para série seguinte sem ser alfabetizada, minha sobrinha sabia escrever o nome e hoje ela esta tendo um bloqueio por que até o nome ela esta errado, minha mãe é professora aposentada do GOV ES ficou chocada com atraso da minha sobrinha por não esta lendo foi na escola diretora, pedagoga e professora disseram que não poderia ajudar, então minha mãe procurou uma alfabetizadora, só que eu achei um absurdo da escola não ajudar minha sobrinha na alfabetização, e ainda informaram que minha sobrinha tem deficit de atenção, levamos na psicologa que, a mesma nos informou que irá avaliar minha sobrinha…O que me deixa mais revoltada é que a professora classificou a sala em alunos lesmas e alunos leopardos, os lesmas são os que atrasam para copiar do quatro e os leopardos são os rápidos. Minha sobrinha chora não querendo voltar para escola, então tomei a medida de retirar da escola antes que o bloqueio dela seja pior, na nova escola terá professora de alfabetização. Mas eu gostaria da saber como eu faço para denunciar a escola, qual orgão procuro pois existe outros alunos com a mesma dificuldade de aprendizado por a professora não quer ajudar os alunos lesmas.
    Grata.

  300. Sônia R. Aranha comenta:

    abril 4, 2014 @ 7:53

    Ola´Alexandre , depende do Estado que você mora. Se for no do Estado de São Paulo o prazo já expirou para solicitar recurso. A média que vale é aquele que seu colégio adotou, ok? Se é 6,0 é 6,0 e não 5,0.

    Acho mais fácil você prestar o ENEM e solicitar o seu certificado de conclusão do Ensino Médio.

    Leia a respeito http://blog.centrodestudos.com.br/enem-2014-certificacao-para-concluir-o-ensino-medio/

    Abraços

  301. Sônia R. Aranha comenta:

    abril 4, 2014 @ 8:11

    Evellyn, que situação… tenho vergonha de profissionais da área da educação com este procedimento…

    O que a professora está a fazer é discriminação ..

    A escola é pública municipal ou estadual ou particular?

    Se for pública estadual ou particular você deve fazer a denúncia na Secretaria de Educação do Estado

    Se for municipal denúncia na Secretaria de Educação do Município

    Além desta denúncia deve buscar a OAB e eles orientarão você como mover ação contra a escola, ok?

    É um verdadeiro absurdo …

    Abraços

  302. Sônia R. Aranha comenta:

    abril 8, 2014 @ 17:11

    Poliana,

    Tudo depende do profissional.

    O pedagogo é formado para lecionar de 1o ano 5o ano.

    De modo que o profissional está apto a lecionar alfabetização também.

    Mas cada profissional é um profissional e depende muito. Não há 100% de certeza que um profissional exercerá a sua profissão bem ou não. seja em escola pública ou privada e mesmo na mesma escola, em cada ano, é um profissional diferente…

    Enfim…

    Se a sua filha se apaixonou pela escola pública, leve-a para a escola pública .. mas você terá que tomar uma decisão porque estamos em Abril e será muito ruim para a sua filha a sua insegurança. Escolha a escola seja pública ou privada e confia, porque não é possível mudá-la de escola depois de uma adaptação e já estamos em abril ,isto é , finalizando o 1o bimestre,ok?

    Abraços

  303. Maria comenta:

    abril 22, 2014 @ 17:00

    Boa tarde, em 2011 matriculei meu filho para cursar o 2º ano numa nova escola, em duas semanas fui chamada na escola e me informaram que ele não teria condições de seguir.

    Meu filho repetiu o primeiro ano mesmo matriculado no segundo.

    De lá pra cá continua com reclamações pois é muito comportado mas tem dificuldades no aprendizado, principalmente em português. Durante este tempo fez três avaliações com psicopedagogas, somente agora (4º ano) foi constatado que ele tem Dislexia, ocorre que no teste Wisc 4, teve nota 95 e o neurologista disse que está ótimo.

    Sinto-me culpada por ter permitido a reprovação. Ele é muito imaturo, segundo avaliações sua inteligencia é um ano acima em alguns aspectos e um ano abaixo em outros, ele realmente tem pensamento muito bobo e às vezes muito muito surpreendente.

    Não conhecia o CBA, as escolas particulares tbem devem seguir sem reprovação? Somos de Curitiba – PR

  304. Sônia R. Aranha comenta:

    abril 22, 2014 @ 20:14

    Oi Maria,

    Veja , o MEC recomenda que as escolas não reprovem as crianças nos três primeiros anos do ensino fundamental porque entendem que trata-se de um introdutório e que, portanto, estes três anos deveriam ser vistos como um único bloco pedagógico em função da idade de 5 anos e 6 anos que chegam no fundamental. Mas é uma recomendação e não uma exigência.

    As escolas são autônomas para escolherem a proposta pedagógica e infelizmente a maioria opta por seriação com reprova no 1o ano do ensino fundamental. É legítimo porque são autônomas para fazerem sua escolhas pedagógicas e o MEC ainda não exigiu que os três primeiros anos sejam efetivamente um único bloco pedagógico.

    Recomendo o seguinte:

    1) Com o laudo médico de que é disléxico peça para a escola o inserí-lo no programa de inclusão para alunos com necessidades educacionais especiais;

    2) Desse modo ele terá que ser atendido de uma melhor forma e de acordo com as dificuldades que ele tem por ser disléxico, ok?

    Leia http://blog.centrodestudos.com.br/obrigacao-da-escola-aceitar-matricula-de-alunos-com-necessidades-especiais/

    http://blog.centrodestudos.com.br/inclusao-escolar/

    Abraços

  305. Rinaldo Moreira da Nóbrega comenta:

    abril 28, 2014 @ 19:44

    Professora Sônia existe na LDB algum artigo sobre reprovação, sou Rinaldo da Nóbrega de Almas-TO.

  306. Sônia R. Aranha comenta:

    abril 30, 2014 @ 15:20

    Olá Rinaldo,

    Não que eu saiba.
    Abraços

  307. GABRIELA comenta:

    maio 11, 2014 @ 0:26

    Olá,
    Minha filha tem 7 anos estuda em escola particular mudei ela de escola ano passado fez o 1º ano, vi que tinha muita dificuldade, a mudança também não ajudou, sofreu bullying por todos os colegas ler e ela não, da professora por as comparações teve um bloqueio. Este ano trouxe ele de volta pra a antiga escola fiz a matricula no 2º ano fund. não mim pediram nem comprovação de que ela tivesse sido aprovada. Fiquei surpresa quando fui pegar a transferência agora dia 08-05-2014 e estava reprovada sendo que devido as festas do final de ano sempre que eu procurava a instituição de ensino pra pegar o boletim nunca tinha ninguém pra entregar. Agora no meio do ano estão querendo que ela volte a repetir o 1º ano, ela é uma criança que vários problemas de saúde faz tratamento com gastroenterologia, pneumologista e neurologista, e muito sensível. Tem muito medo de tirar ela de um convivo que já esta habituada para um regresso o que posso fazer mediante esta situação ?? POR FAVOR MIM AJUDE ESTOU DESESPERADA ??

  308. GABRIELA comenta:

    maio 11, 2014 @ 0:33

    Não mencionei que quando fui fazer a matricula pedir para que ela repetisse o1º ano por que eu sabia da dificuldade e mesmo assim e mim falaram que não. Argumentaram que tinha 1001 lei que protegia a criança para a não reprovação. Moro no CE.

  309. Sônia R. Aranha comenta:

    maio 12, 2014 @ 12:56

    Olá Gabriela,

    Em que Estado e cidade você mora?

    A escola é pública ou privada?

    Aguardo.

  310. Sônia R. Aranha comenta:

    maio 12, 2014 @ 12:57

    Ok Gabriela você mora no CE.
    Qual cidade? Escola pública municipal ou particular?
    Aguardo.

  311. Diego comenta:

    junho 5, 2014 @ 1:03

    Meu filho repetiu o 3ºano do Ensino Médio. Gostaria de saber se é permitida a reprovação do aluno no Ensino Médio? se tem algum jeito de recorrer da decisão da escola? – Meu filho foi reprovado em 2 matérias, mas a média geral dele (aquela que faz com a soma das médias finais, dividida pelo o número de matéria) da um número superior a média exigida pela escola particular.
    Por favor, tire essa dúvida minha, ele está fazendo novamente o 3º ano do Ensino Médio, mas se ocorrer novamente, vou ter uma noção do que fazer para recorrer a decisão da escola de reprovação.

  312. Sônia R. Aranha comenta:

    junho 5, 2014 @ 4:41

    Olá Diego, respondendo as suas questões:

    1) é permitida a reprovação do aluno no Ensino Médio? Sim, é permitida.

    2) se tem algum jeito de recorrer da decisão da escola? Sim, tem mas há prazos para fazer e depende do Estado. Qual é o seu Estado?

    O problema é que não há média geral, ok? Há média em cada componente curricular.

    O que você terá que ler , para conhecer, é o sistema de avaliação que consta do Regimento Escolar desta escola que o seu filho está estudando.

    Você deve estar considerando a possibilidade de uma nova reprovação. Então, para eu lhe informar melhor preciso saber de qual Estado você porque alguns possuem atos normativos do CEE que disciplina esta questão de recurso.

    Leia o que já escrevi a respeito:

    Santa Catarina http://blog.centrodestudos.com.br/santa-catarina-resolucao-cee-sc-n-15808-sobre-avaliacao-e-recurso-contra-a-reprovacao/

    Rio de Janeiro http://blog.centrodestudos.com.br/recurso-contra-reprovacao-escolar-no-estado-do-rio-de-janeiro/

    São Paulo http://blog.centrodestudos.com.br/nova-deliberacao-n-1202013-reconsideracao-e-recurso-de-avaliacao-final/

    De qualquer modo, toda reunião na escola faça primeiro por escrito e protocole e guarde. Se o seu filho tiver algum problema de saúde (dislexia, hiperatividade, déficit de atenção, etc..) você deverá informar a escola por escrito , apresentar laudo médico com indicação de acompanhamento pedagógico e solicitar inclusão.

    Da ciência da reprovação você terá um prazo para interpor o Recurso , por isso fico bem atento.

    Precisando de mais informações pode entrar em contato.

    Abraços

  313. leticia comenta:

    junho 10, 2014 @ 11:17

    olá professora gostaria de saber , minha filha esta no 1 ano do ensino fundamental, mais como no começo do ano tive uns problemas de saude ela mais faltou do que foi na escola , pois não tinha quem a levasse , agora esta entrando as ferias queria saber se ela podera repetir de ano por faltaas , pretendo agora depois que ela voltar das ferias não deixa- la flatar mais nenhum dia , isso a salvara pois nesse bimestre ela faltou mto. obrigada

  314. Sônia R. Aranha comenta:

    junho 10, 2014 @ 14:44

    Olá Letícia, a sua filha poderá ficar reprovada por falta. Além disso a escola poderá denunciar você ao Conselho Tutelar.

    Toda vez que a sua filha for obrigada a faltar na escola você tem, necessariamente de fazer um comunicado por escrito sabendo que mesmo assim as faltas ficam.

    Ela tem que frequentar a escola 75% do total do ano e faltar 25% ok?

    Vá até a escola e faça um pedido por escrito do número de faltas dela e quantas ela ainda poderá dar para não ficar reprovada.

    Esta questão de presença e falta é muito importante porque é determinada por lei federal. A escola não tem o que fazer a não ser cumprir a lei ,ok?

    Cuidado também porque a escola poderá lhe denunciar no Conselho Tutelar porque é obrigação dos pais levar as crianças na escola. Na impossibilidade de fazer isso é preciso comunicar à escola e pedir auxílio a assistente social do município. Enfim… é preciso deixar um rastro de que você se interessa mas está impossibilitada de cumprir a lei ,ok?

    Abraços

  315. Gabrielle comenta:

    julho 2, 2014 @ 14:19

    Olá ! Gostaria de uma informação:
    Sou do Primeiro ano e estudava em escola do estado, mudei a pouco tempo para escola particular porém entrei em semana de prova na escola (sem ser avisada) tive que realizar as provas mesmo assim, e creio que tirei notas baixas, até porque não tinha conteúdo .. A escola pode me colocar de recuperação ? Mesmo não fazendo nem 1 mês que estou lá ?
    Obrigada , sou de São Paulo .

  316. Sônia R. Aranha comenta:

    julho 3, 2014 @ 4:41

    Gabrielle,

    Se você não tem 18 anos , peça para um de seus pais redigir o seguinte documento:

    Ilmo Sr. diretor ……

    Eu ……….. brasileiro, RG …… residente à rua …….. cidade ….. responsável legal da aluna Gabrielle……. venho mui respeitosamente solicitar providências para o caso da minha filha.

    Histórico: minha filha foi transferida do EE……… para esta renomada escola faz …… meses e justamente na semana de sua chegada foi submetida a sucessivas avaliações dos seguintes componentes curriculares: …..,…..,…..,…..,…..,….
    Ela não teve tempo de adaptação, de conhecer os conteúdos estudados e de estudar de forma adequada para atingir os objetivos essências de cada componente curricular.

    De modo que solicito que estas avaliações sejam anuladas e que seja elaborado um cronograma de avaliação substitutivas com a descrição de conteúdo programático de cada componente curricular para que ela possa estudar e ser avaliada em iguais condições de outros alunos.

    Aguardo um devolutiva e uma reunião com V.Sa. para estabelecermos o melhor para a minha filha.

    Subscrevo-me na presente data.
    ———————————————–

    Faça o documento em duas vias , um protocole na secretaria da escola e guarde o outro deixe na escola.
    Aguarde o diretor da escola entrar em contato com um de seus pais.
    Se ele não fizer isso ,tente novamente, mas tudo documentado, protocolado e guardado porque se precisar usar no final do ano , caso você fique reprovada , saiba que há como recorrer e esta documentação será importante,ok?

    Abraços

  317. Danielle comenta:

    julho 16, 2014 @ 5:36

    Olá ! gostaria de uma informação, em 2012 meu filho estava cursando o terceiro ano primário e a professora repetiu ele, pois ele faltou bastante e teve um problema no joelho, eu tenho as tomografias dele ainda , e logo depois meu sogro veio a ter câncer e eu tiver que ficar com ele no hospital e logo após veio a falecer,mas a professora sabia da situação toda e mesmo assim ela o repetiu sendo que ele tinha falando pra minha irmã que ele tinha passado de ano ,nem o direito de recuperação ele deu pra ele sabendo de tudo que ele tinha passado naquele ano. A filha da minha cunhada também passou pela perda do avô e faltou o mesmo ou até mais do que ele ,e a diretora falou que ela iria repetir mas minha sogra que é amiga dela falou com a mesma e ela não repetiu a filha da minha cunhada, mas, o meu filho sim eu queria saber se posso fazer alguma coisa a respeito disso; pois meu filho teve dengue e agora vai operar e a professora esta ameaçando meu filho dizendo que ele vai repetir de novo,eu queria saber se eu posso fazer algo por ele e também fazer algo sobre esse ano de 2012 pois ele esta atrasado de série e ele se senti muito frustrado !ME AJUDE POR FAVOR !!

  318. Sônia R. Aranha comenta:

    julho 16, 2014 @ 15:44

    Olá Danielle,

    Quanto a 2012 , não há o que fazer.

    Quanto a este ano de 2014 que ele não está se saindo bem.

    Em que lugar você mora , cidade e Estado?
    A escola é pública municipal ou estadual ou a escola é particular?

    Me dê estas informações e depois eu lhe digo como deve fazer neste ano de 2014 ok?

    Aguardo.

  319. michelly larissa dos reis garcia comenta:

    julho 28, 2014 @ 16:57

    oi eu faço dois curso técnico um pela manha e outra a tarde consegui um estagio num desses curso, mas só que o estagio era de manha então não dava para eu assiste as aulas do curso de manhã conversei com uns professores e eles deixaram eu assiste as aulas a noite, mas que tinha um professor que não dava aula a noite então convencei com ele e ele mim deixo a atividades, mesmo assim fiquei recuperação fiz a recuperação mas por não assiste as aula tirei nota baixa e agora ele que mi deixa reprovada sendo que nunca me deu uma aula sequer.. o que eu posso fazer eu tenho direito mesmo o estagio sendo de outra escola.

  320. Sônia R. Aranha comenta:

    julho 29, 2014 @ 21:24

    Michelly, mas quando que você ficou reprovada? Agora em junho? No início do ano?

    Você pode tentar pedir um recurso contra a reprovação que é um direito lhe concedido pela lei federal n.8069/90, art.53, inciso III.

    Verifique na secretaria de sua escola como proceder, mas de qualquer forma escreva um documento alegando o que você considera injusto e enderece para a diretora da escola ,ok?

    Abraços

  321. enzo porto comenta:

    agosto 14, 2014 @ 15:05

    Eu perdi na re paralela da segunda unidade
    eu fico sem minha media ou com a media da prova

    me ajude por favor

  322. Sônia R. Aranha comenta:

    agosto 14, 2014 @ 22:01

    Olá Enzo, preciso de mais detalhes para eu poder lhe ajudar ok?

    Me informe:
    1) Em que ano você estuda?
    2) Em que escola? Pública ou privada?
    3) Você perdeu a recuperação paralela e ficou sem média em quantas disciplinas ? E quais disciplinas?
    4) Qual é a média da sua escola?
    5) Você perdeu a recuperação paralela por qual motivo?

    Aguardo.

  323. ROSANGELA XISTO comenta:

    agosto 22, 2014 @ 13:31

    olá minha filha tem 6 anos e esta cursando a 1o.SERIE não conseguiu ainda se alfabetizar vai na fono na pedagoga mas conhece as letras mas está com dificuldades de formar as familias a escola cobra uma solução ja levei no neuro que ate indicou a ritalina q parece q é um pouco de deficit de atenção ela não é agitada fica na sala presta atenção e tudo eu conversei com os profissionais e eles não aconselharam a dar a medicação a escola falou para a pedagoga q quer um laudo pra repetir a MINHA FILHA ISSO É CERTO? EU NÃO VOU DAR UM LAUDO FALANDO QUE MINHA FILHA NÃO É CAPAZ PQ EU SEI QUE NO TEMPO DELA ELA IRÁ APRENDER O QUE EU FALO NA ESCOLA?

  324. Sônia R. Aranha comenta:

    agosto 22, 2014 @ 17:15

    Rosangela, você está correta.

    1) Ministre remédio só em último caso e passe por 3 médicos para ter certeza. A Ritalina é uma medicação muito forte e traz sequelas, portanto, só se for muito, mas muito necessário.

    http://www.soniaranha.com.br/medicalizacao-cresce-para-tratra-problemas-de-aprendizagem/

    2) No 1o ano do ensino fundamental com 6 anos a sua filha não tem a obrigação de estar alfabetizada. O 1o ano é um início de alfabetização que se estende até o 9o ano.

    A Resolução CNE/CBE n.07/2010 recomenda que não tenha reprovação nos três primeiros anos do ensino fundamental e que estes anos devem ser vistos em um único bloco pedagógico.

    Então, faça o seguinte:

    1) Escreva um documento para a direção da escola em duas vias e protocole um na secretaria da escola solicitando recuperação paralela e atividades de reforço para a sua filha.

    2) Se tiver laudo de déficit de atenção você pedirá neste documento a inclusão dela em um programa específico de acordo com a política da inclusão.

    Leia a respeito aqui: http://www.soniaranha.com.br/meu-filho-tem-deficit-de-atencao-e-agora/


    http://www.soniaranha.com.br/escola-e-obrigada-a-matricular-criancas-com-necessidade-educacional-especial/

    http://www.soniaranha.com.br/perguntas-e-respostas-sobre-retencao-no-1o-ano-do-ensino-fundamental/

    Assista: http://www.soniaranha.com.br/inclusao-nao-sei-fazer-isso-mas-sei-fazer-aquilo/

    Se precisar podemos escrever o documento, mas compramos honorários, ok? Entre em contato centrodestudos@centrodestudos.com.br

    Abraços

  325. natascha rodrigues comenta:

    agosto 25, 2014 @ 22:00

    ola ,eu queria saber se colegio estadual SO reprova por causa de falta ou se for ruim em alguma materia reprova

  326. Professora comenta:

    agosto 26, 2014 @ 23:03

    Prezada,

    Recebi uma aluna agora no mês de agosto, 3º bimestre já.
    A mesma é diagnosticada com Transtorno Desafiador Opositivo. Não consegue ficar em grupo por muito tempo, é agressiva(verbalmente), não quer fazer nada. Não sabe lê… não atingiu os objetivos pertinente a fase escolar que está.

    Está aluna pode ficar reprovada ou devido ao laudo ela passa ?

  327. Sônia R. Aranha comenta:

    agosto 28, 2014 @ 5:11

    Natascha,

    Sim, qualquer colégio brasileiro segue lei federal 9394/96 que diz que o aluno tem que ter frequência de 75% se não tiver ficará reprovado.

    E toda escola tem em seu Regimento Escolar o seu sistema de avaliação. Se o aluno não atingir os objetivos essenciais ficará retido.

    Então, respondendo : sim, pode ficar retido ou reprovado por falta e desempenho ruim.

    Abraços

  328. Sônia R. Aranha comenta:

    agosto 28, 2014 @ 6:05

    Professora,

    1) A criança com necessidade especial tem direito de ter um Plano de Desenvolvimento Individual PDI , isto é, de acordo com as características da criança todo o currículo deve ser adaptado (conteúdos, atividades, avaliações).

    O PDI é bem disciplinado na Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais, mas todos as demais secretarias também devem seguir porque está no Parâmetros Curriculares Nacionais , no capítulo adaptação curricular.
    A legislação da inclusão é vasta e aponta para este caminho.: Título VIII, incisos III, IV e V do artigo 208 e os §§ 1º e 2º do inciso II do artigo 227 da Constituição Federal, de 05 de outubro de 1988, nos incisos IV e V do artigo 305da Constituição Estadual, de 05 de outubro de 1989, no inciso III do artigo 4º, nos capítulos I, II e III do Título V e nos artigos 58 a 60 da Lei Federal nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, no Decreto Federal nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, que regulamenta a Lei Federal nº 7.853/89 e com fundamento na Resolução CNE/CEB nº 02/2001, aprovada em 11 de setembro de 2001,

    Leia:

    Constitui Federal, no Título VIII, incisos III, IV e V do artigo 208 e os §§ 1º e 2º do inciso II do artigo 227 pois eles conferem direitos fundamentais de uma pessoa humana em condições especiais em fase de desenvolvimento. É, portanto, singular a proteção destinada às crianças e adolescentes e nossa Constituição, assim como a lei federal n.8069/90, assumem o princípio da proteção e da prioridade absoluta à criança e o adolescente. De modo que um aluno em sala de aula sem atendimento específico a sua necessidade especial afronta a juridicidade e a proteção integral de pessoa em desenvolvimento.

    2) O que é preciso saber: qual é a série que ela está? qual o motivo desta transferência em agosto? quantos anos ela tem? quantos anos já ficou retida?

    Trata-se dos primeiros anos do ensino fundamental? Se for há a recomendação do MEC de não ter reprovação por ser entendido os três primeiros anos como um único bloco pedagógico.

    Estas respostas conduzirão para uma decisão.

    Dependendo destas respostas eu recomendaria dois caminhos a seguir:

    1) Reprovação:

    Conhecer tudo a respeito do Transtorno Desafiador Opositivo para saber qual é a melhor forma de lidar com a aluna, quais são as características , as habilidades e competências que ela tem e a parti da daí elaborar um PDI de acordo com ela e não com o restante da classe porque ela tem uma especificidade que difere dos demais… ela aprende de uma outra forma que não é igual aos demais aluno por isso que o modo de ensinar para ela terá que ser diferente.

    Elaborando este PDI para este semestre você observará se ocorrerão avanços ou não e dependendo ,como disse anteriormente, do histórico escolar dela e idade, você poderá conversar com os pais e propor uma retenção, se no próximo ano se comprometer em ficar com ela novamente para não partir do zero com um PDI bem adaptado e estruturado. Mas se os pais não aceitarem será preciso aprová-la.

    2) Aprovação:

    Quero dizer que se ela for uma aluna que já tem várias reprovações e está em defasagem idade x série não reprove porque não vai resolver nada…

    O que resolve é compreender como é que esta aluna aprende e de novo o que eu disse anteriormente, conhecer tudo a respeito do Transtorno Desafiador Opositivo para saber qual é a melhor forma de lidar com a aluna, quais são as características, as habilidades e competências que ela tem e a partir daí elaborar um PDI de acordo com ela para passar para a professora da série seguinte não ficar como você sem saber o que fazer.

    3) Como disse, a legislação da inclusão é vasta e se o professor e escola reprovar a aluna sem ter feito um programa de inclusão, ou seja, um PDI daí os pais poderão acionar a escola judicialmente, ok?

    4) Não é que “com um laudo ela passa”, ela será aprovada dentro das condições que informei acima e será reprovada se for melhor para ela e se você estiver cumprindo a legislação vigente. A lei está a favor do mais fraco e do mais frágil que neste caso é a aluna,ok?

    Assista este filme lindo para entender melhor do que se trata crianças com necessidades especiais:
    https://www.youtube.com/watch?v=O2i3Jv9Rdrc

    Estamos também com um curso sobre Judicialização das Relações Escolares: como evitar, isto é, como evitar sofrer uma ação judicial por não ter cumprido a lei e há uma aula exclusiva para inclusão.

    Convido você para fazer o curso a Turma 4 começa agora no dia 08/09/2014 , acesse o programa:

    http://www.centrodestudos.com.br/Ead/Aberto/DetalheCurso.aspx?Codigo=25

    Abraços

  329. Felipe comenta:

    agosto 31, 2014 @ 6:58

    Professora, vc sabe se eu posso fazer uma reclassificação pela segunda vez?
    eu fiz uma vez e passei, só que reprovei no ano seguinte por alguns problemas pessoais

    e toda escola tem obrigação de fazer a reclassificação ou ela só faz “se quiser”?

  330. Sônia R. Aranha comenta:

    setembro 4, 2014 @ 2:57

    Felipe,

    A reclassificação pode ser feita , não conheço nenhum ato normativo que diga ao contrário, porém dependerá da escola e cada escola opta ou não pela reclassificação. A escola não é obrigada a fazer a reclassificação,ok?

    Mas se você tem 18 anos ou está perto de fazer 18 uma estratégia é prestar o ENEM e pedir o certificado de conclusão do ensino médio porque não é preciso ter terminado o ensino fundamental.

    Abraços

  331. Patrícia Silva comenta:

    setembro 11, 2014 @ 2:07

    Boa noite, minha filha de 6 anos está no 1º ano do ensino fundamental e a escola escola particular disse que pelo mal rendimento dela no 1º e 2º bimestre ela já não poderá participar mais da festa do livro e mesmo se ela for a recuperação e tirar nota máxima que é 10 seu boletim virá com média 6 e não 10. Como ela precisa muito tirar no mínimo 8 nos em cada dois últimos bimestre , por este método ela não poderá ir a recuperação pois não alcançaria pontos para passar que são 24.Agora minha pergunta é, essa escola pode fazer isso ? Mesmo o aluno na recuperação tirar 10 sua média automaticamente será sempre 6???

  332. marcos comenta:

    setembro 15, 2014 @ 17:42

    Olá meu filho está no primeiro ano do colegial ele ficou retido em quatro matérias a escola tem direito de colocar ele no reforço escolar antes que reprovam ele ? Se ele for reprovado eu posso lutar para que passem ele de ano ?

  333. Sônia R. Aranha comenta:

    setembro 15, 2014 @ 17:55

    Olá Marcos, sim pode sim. Se você for do Estado de São Paulo há a Deliberação CEE n.127/2013 que altera a n.120 e que disciplina o recurso contra o resultado final.

    Se for de um outro Estado há a lei federal n.8069/90 que em seu artigo 53,inciso III diz que a criança e o adolescente podem contestar critérios avaliativos em instâncias superiores.

    Presto este tipo de serviço na elaboração da defesa ,caso precise entre em contato com sonia@centrodestudos.com.br . Abraços

  334. Sônia R. Aranha comenta:

    setembro 15, 2014 @ 18:50

    Patrícia,

    Depende do Regimento Escolar .

    Você leu o Regimento Escolar na parte de avaliação ?

    Vou entrar em contato com você por e-mail ,ok?

    Abraços

  335. Kátia Regina comenta:

    setembro 17, 2014 @ 14:40

    Bom dia, eu trabalho como professora na rede pública do município de Magé e leciono em uma escola longe da minha residência, sendo que na minha rua tem uma escola, gostaria de saber como posso diante à secretaria de educação estar nessa escola, pois, o meu filho precisará fazer uma operação nas pernas e eu sei que há um artigo no eca que ampara essa situação, só não sei qual é esse artigo. Já soube que com este artigo nas mãos posso pedir transferência de uma escola para outra, gostaria de saber como deverei agir neste momento. Obrigada!

  336. Sônia R. Aranha comenta:

    setembro 19, 2014 @ 21:25

    Olá Kátia,

    Desconheço se há esta menção no ECA.
    Recomendo que você busque auxílio junto ao OAB ou na Procuradoria da Justiça da Infância e do Adolescente.
    Caso eu saiba de algo entrarei em contato,ok?

    OAB R. Pastos Domingos Corrêa Laje, 155, Magé – RJ, 25900-000 (21) 2633-4846

    Procuradoria da Justiça Infância e da Juventude http://www.cedca.rj.gov.br/Promotoria.pdf

    Abraços

  337. Carolina Lima Cunha comenta:

    setembro 22, 2014 @ 20:56

    Sonia,
    Boa noite, minha filha de 6 anos está no 1º ano do ensino fundamental e a escola escola particular disse que pelo mal rendimento dela no 1º e 2º bimestre ela já não poderá participar mais da festa de formatura..
    Isso é possivel mesmo? Ela não terminou nem os outros bimestres.

  338. thiago comenta:

    setembro 29, 2014 @ 19:33

    oi
    gostaria de saber se a pessoa reprovar no 9 ano com15 anos pode fazer a prova do mec. E se a pessoa fizer a pessoa pode passar de ano ? ( numa escola particular)
    queria saber tbm se a pessoa tem medias acima de 5 na media e o colegio e media 7 de a cordo com o mec a pessoa pode recorrer a algum lugar e assim passar de ano?

  339. thiago comenta:

    setembro 29, 2014 @ 19:35

    gostaria de saber como fazer se por acaso reprovar no 9 ano tteria como recorrer ao mec para fazer a prova e passar de ano?

  340. Sônia R. Aranha comenta:

    setembro 30, 2014 @ 5:26

    Olá Thiago , não, não pode. Só com 18 anos ou mais.

    Não há isso de média nacional.

    Cada escola é autônoma para assumir um sistema de avaliação e se na sua escola é 7 infelizmente tem quer tirar 7 , caso contrário fica reprovado, ok?

    Abraços!

  341. Sônia R. Aranha comenta:

    setembro 30, 2014 @ 5:27

    Thiago se você reprovar no 9o ano você pode recorrer da reprovação.
    Qual é o seu Estado?
    Não pode prestar o ENEM porque vc não tem 18 anos,ok?
    Abraços e aguardo

  342. KATIUSCIA comenta:

    outubro 7, 2014 @ 19:05

    Boa tarde!
    Meu filho fez 6 anos em janeiro, está no 1° ano. O ano está acabando e ele não sabe ler e escrever. Copia direitinho a letra cursiva,Junta silabas, mas não forma palavras e nem lê. Matemática ele sabe um pouco. A escola está sugerindo que ele repita o ano. Eu estou querendo que ele repita mas em outra escola. Lendo essa matéria fiquei preocupada dele repetir. O que faço. Me ajuda!!

  343. KATIUSCIA comenta:

    outubro 7, 2014 @ 19:10

    A escola é particular.

  344. Ana Paula comenta:

    outubro 7, 2014 @ 21:17

    Minha filha tem 6 anos e cursa o 1º ano fundamental em uma escola particular, município de Barra Mansa-RJ. Conversei com a professora dela, e ela disse que a maioria dos alunos já sabem ler frases e textos, e minha filha ainda não consegue. Ela acha que minha filha não tem maturidade para ir pro 2º ano, mas também não vai reter se eu achar que não deva. Disse apenas que eu terei que assinar um termo constando que estou ciente das dificuldades dela.
    Realmente não sei o que fazer. Ela é uma criança com desenvolvimento diferenciado. Até os 4 anos não falava nada, nem mamãe, depois que entrou na escola começou a falar de tudo em 1 ou 2 meses. Fico ansiosa para que ela comece a ler de repente, mas não sei se isso vai acontecer.
    O que seria melhor para ela, fazer o 1º ano novamente ou ir para o 2º ano, respeitando o ritmo dela?

  345. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 8, 2014 @ 0:37

    Katiuscia,

    É apenas uma recomendação do MEC. Para o MEC os três primeiros anos deveriam ser entendidos como um único bloco pedagógico e não haver reprovação, mas infelizmente as escolas insistem em manter esse raio de reprovação …

    Se a escola for seriada e prever em seu Regimento Escolar a reprovação no 1o ano tudo bem, seu filho fica reprovado no 1o ano e vc pede a transferência de escola , sem problemas.

    Abraços

  346. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 8, 2014 @ 0:47

    Ana Paula,

    Não conheço a sua filha , suas características enfim… mas penso que eu arriscaria deixá-la seguir para o 2o ano.

    Sempre uso o seguinte critério: na dúvida, avante!

    Se há dúvida o melhor é seguir adiante porque se houver erro de avaliação ela fica retida no 2o ano e pronto.

    Como ela tem ritmo mais lento, ela seguindo para o 2o ano pode ter um insight e deslanchar … o aprendizado se dá muitas vezes aos saltos.

    Recomendo que você faça uma avaliação psicopedagógica porque ela pode ter necessidades educacionais especiais o que lhe conferirá direitos de um trabalho pedagógico específico para ela, ok?

    Eu acho que ela deva seguir com os colegas para o 2o ano e nesses meses leia com ela, faça brincadeiras de palavras , enfim… brinque com ela de escolinha para estimulá-la nesse mês de férias ok?

    Abraços

  347. Priscila Reis comenta:

    outubro 9, 2014 @ 12:25

    Ola gostaria de saber se uma escola pode reprovar uma criança de 6 anos que esteja com boas notas, porem nao quer copiar dever algum,ela esta no 1° ano antigo cea.minha filha disse que ja sabe e que é chato mais ela ler e esta com boas notas na prova a escola disse que ira reprovar pois por falta de comportamento por ela nao querer copiar os deveres oque faço preciso muito de sua ajuda.

  348. Lizandra Ferreira comenta:

    outubro 12, 2014 @ 16:59

    Ola eu só de Mg estou no 7ª , queria saber sé ainda existe reprovação nas escolas do governo ! … ainda existe reprovação no 7ª ?

  349. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 14, 2014 @ 18:47

    Priscila,

    Não pode não. Se a sua filha atingiu os objetivos mínimos propostos para o ano não tem que ser reprovada, não.

    Entre com recurso junto a escola e prove que a sua filha está apta para seguir para o 2o ano,ok? Escola é pública ou particular? Qual cidade e Estado?

    Eu presto serviço de elaborar a defesa da criança, mas cobro honorários para isso. Se quiser entrar em contato sonia@centrodestudos.com.br ,ok?

    Abraços

  350. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 14, 2014 @ 18:54

    Olá Lizandra, eu acho que sim… não soube que a reprovação em Minas Gerais acabou…

    Abraços

  351. Victória comenta:

    outubro 14, 2014 @ 21:02

    OI Bom tarde.
    Gostaria de saber se tem algum recurso para concluir o ensino médio mesmo tendo “reprovação” na Progressão Parcial em escola estadual no caso a instituição Centro Paula Souza.

  352. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 15, 2014 @ 1:41

    Victória, o Centro Paula Souza não é supervisionado pela Secretaria Estadual de Educação e sim pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, o que é bem diferente.

    De modo que as Deliberações do CEE não cabem aí.

    Você terá que se informar com o Grupo de Supervisão Educacional.
    Tente por este e-mail pessoal.supervisao@centropaulasouza.sp.gov.br elefones: (11) 3324-3833 / 3324.3999 / 3324-4000 / 3324-4005

    pergunte como você faz para interpor recurso de reprovação,ok?

    Abraços

  353. Natiele comenta:

    outubro 15, 2014 @ 22:22

    Olá Sônia

    Meu filho tem 8 anosm, está no 3° ano do fundamental, suas notas em Matemática e Português não estão atingindo a média da escola particular, ele está com acompanhamento com uma Psicopedagoga e foi diagnosticado com TDAH, a escola não aceita o laudo devido não ter consultado com o neurologista ainda, e foi solicitado realização de prova individual com ele, mas a escola diz que ele não pode fazer as provas dessa forma devido a falta do cid do neurologista. Ele faz leitura silábica por enquanto, reconhece as letras, e sabe o conteúdo do que é ensinado, mas infelizmente não faz leitura de texto. A grandes chances de ele repetir de ano, devido as notas, até onde torna válido a retenção nessa série?

  354. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 16, 2014 @ 0:23

    Olá Natalie,

    Ele deveria ter sido inserido em um programa de inclusão com PDI (plano de desenvolvimento Individual).

    Qual é a sua cidade e Estado?

    Seria bom eu saber para verificar se há um ato normativo que discipline o recurso contra a reprovação.

    Aguardo.

    Abçs

  355. DALVA V. comenta:

    outubro 17, 2014 @ 19:59

    Gostaria de saber a base legal onde uma matéria a criança não pode ser retida, pois meu filho talvez fique em matemática e quero me precaver se caso quiserem reprova-lo. Ele esta no 4ºano do ensino fundamental escola particular SP.

    Aguardo

    Abçs

  356. Ester comenta:

    outubro 17, 2014 @ 20:05

    meu filho vai fazer 7 anos e não sabe ler,gostaria de saber se tem necessidade de ele repetir a alfabetização. ele sabe escrever o nome dele,tem as letras bonita,faz continha e todas as atividade… A professora dele disse que ele tem que repetir de novo mais eu não concordado.o que devo fazer?

  357. Paulo comenta:

    outubro 17, 2014 @ 20:06

    meu filho vai fazer 7 anos e não sabe ler,gostaria de saber se tem necessidade de ele repetir a alfabetização. ele sabe escrever o nome dele,tem as letras bonita,faz continha e todas as atividade… A professora dele disse que ele tem que repetir de novo mais eu não concordado.o que devo fazer?

  358. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 17, 2014 @ 20:51

    Olá Dalva, você precisa ler o Regimento Escolar da escola. Verifique se consta a reprovação por uma matéria e se isso pode ocorrer em todas as disciplinas, ok?

    Depois que você obtiver esta informação … se no Regimento Escolar constar com esta possibilidade seu filho poderá ser reprovado por um disciplina , caso contrário não.

    De qualquer modo é melhor você garantir escrevendo documento para a direção da escola dizendo que não considera oportuno seu filho reprovar por uma disciplina.. faça o documento em duas vias e protocole uma delas na secretaria da escola e guarde.

    Porque ele poderá ser aprovado pelo Conselho de Classe.

    Se ele for reprovado , entre com a Deliberação n.127/2014 logo após a ciência da reprovação http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-sp-n-1272014-altera-a-120/

    Se precisar, presto serviço de elaboração do Pedido de Reconsideração e Recurso, mas cobro honorários ,ok? Entre em contato pelo sonia@centrodestudos.com.br

  359. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 17, 2014 @ 20:55

    Olá Ester ,

    Ela pode reprovar e você pode entrar com recurso. Se vc for do Estado de São Paulo ou Santa Catarina melhor porque há ato normativo que disciplina o recurso para reprovação . Se for de outros Estados é mais difícil mas poderá entrar com a lei federal n.8069/90 , artigo 53, inciso III que diz que a criança tem direito de contestar critérios avaliativos em instâncias superiores.

    Você pode agora elaborar documento para a direção e argumentar que não considera viável uma reprovação agora … enfim.. e ver o que acontece.. se ele for reprovado você ao ter ciência entrar com recurso .

    Ele está em qual ano? Você é de qual Estado? Escola pública ou particular ? Pública municipal ou estadual?

    Aguardo

  360. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 17, 2014 @ 20:55

    Olá Paulo,

    Ela pode reprovar e você pode entrar com recurso. Se vc for do Estado de São Paulo ou Santa Catarina melhor porque há ato normativo que disciplina o recurso para reprovação . Se for de outros Estados é mais difícil mas poderá entrar com a lei federal n.8069/90 , artigo 53, inciso III que diz que a criança tem direito de contestar critérios avaliativos em instâncias superiores.

    Você pode agora elaborar documento para a direção e argumentar que não considera viável uma reprovação agora … enfim.. e ver o que acontece.. se ele for reprovado você ao ter ciência entrar com recurso .

    Ele está em qual ano? Você é de qual Estado? Escola pública ou particular ? Pública municipal ou estadual?

    Aguardo

  361. Thamires Vieira comenta:

    outubro 20, 2014 @ 19:03

    Boa Tarde!

    Meu filho esta no 1º ano do ensino fundamental, tem 6 anos. Entrou na Escola Adventista em janeiro deste ano, sem saber nada, a dois meses frequenta as aulas de reforço. porem ele não consegue ler, somente “silabando” ele consegue. Ele tem notas boas no boletim, somente em Português, por causa da questão de não saber a ler ele esta com 4 na média. A orientadora disse que irá reprova-lo, pois ele não sabe ler e vai “sofrer” no segundo ano. MAs eu não concordo, tenho certeza que será traumatico para ele, até pq ele ainda está na fase de alfabetização. Por favor me diga como devo proceder, e onde posso recorrer, caso ele venha a reprovar o 1º Ano.

    Att, Thamires

  362. Thamires Vieira comenta:

    outubro 20, 2014 @ 19:04

    Sou de Cotia – SP

    Att., Thamires

  363. Thamires Vieira comenta:

    outubro 21, 2014 @ 1:10

    Boa noite, sou de Cotia -SP, meu filho estuda no colegio adventista, no primeiro ano do ensino fundamental, tem notas boas, mas somente em portugues que a nota esta baixa, por conta de não saber ler. Ele sabe silabar, e ai consegue ler, porem a orientadora disse que não pode aprova-lo pois ele irá “sofre” no segundo ano, eu não concordo e tenho convicção que será muito mais traumatico.

    Atenciosamente, Thamires

  364. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 21, 2014 @ 2:27

    Olha Thamires,

    Você poderá usar a Deliberação CEE n.127/2014 mas logo depois de ter a ciência da reprovação. Isto é, quando seu filho for reprovado e sair a reprovação oficial vc tem 10 dias corridos para entrar com Pedido de Reconsideração na escola. Depois com Recurso junto a Diretoria de Ensino.

    No primeiro documento vc deve alegar os motivos pelos quais vc considera que não deva ocorrer a reprovação. Se a escola mantiver a reprovação vc entra com recurso junto a Diretoria de Ensino.

    Para que você consiga ganhar a defesa de seu filho terá que mostrar uma falha da escola ou discriminação. Se não houver isso ficará difícil reverter.

    Eu presto este tipo de serviço, isto é, escrever o documento e acompanhar o caso mas cobro honorários para isso, ok? Caso queira contratar meus serviços entre em contato com sonia@centrodestudos.com.br

    Se quiser fazer sozinha segue a Deliberação CEE-127/2014 http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-sp-n-1272014-altera-a-120/

    Abraços

  365. Thamires Vieira comenta:

    outubro 23, 2014 @ 18:53

    Boa Tarde Sonia,

    Muito obrigada, vou aguardar até o fim do 4º Bimestre, e então caso ele realmente for reprovado, entro em contato com você.

    Atenciosamente,

    Thamires

  366. fernanda comenta:

    outubro 27, 2014 @ 16:50

    Oi meu nome é Fernanda ,meu filho tem seis anos está cursando o 1ª ano em uma escola particular ,sou privilegiada com uma bolsa cuja a dona do estabelecimento me deu ao me perguntar qual valor poderia pagar de mensalidade ,disse a ela tal valor e ela aceitou ,até então meu filho frequente a escola dois anos ,tenho algumas dívidas com a escola mas as mesmas estão sendo pagas em acordo .Mas agora final de 2014 resolveram aumentar o valor da minha bolsa em um valor que não posso pagar enquanto estou pagando o acordo e se eu tiver que matricular meu filho na escola pública no ano de 2015 ele terá que fazer novamente o 1ª ano pois a escola publica diz que ele não esta na idade de fazer o 2ª que seria a série para qual ele passará .Oque devo fazer estou desesperada.

    Enviado do Email do Windows

  367. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 28, 2014 @ 19:50

    Olá ,

    O problema é que a escola que o seu filho está atualmente fez uma matricula que não podia fazer.

    Entenda , a data-corte ocorre em todo o país. Cada Estado adotou uma, alguns o MPF impetrou ação civil pública , há outros que possuem lei estadual, mas todos tem uma data-corte que só se refere a data de nascimento da criança sem se importar com o aprendizado ou com o cognitivo.

    Embora a escola tenha tentado contribuir ela errou porque ela não poderia ter avançado o seu filho porque estava impedida pela data de nascimento dele se ele nasceu depois de 31/03 que é a data-corte em Santa Catarina.

    Se o seu filho completou 6 anos em 2014 depois da data-corte de Santa Catarina que é 31/03 a escola não poderia ter efetivado a matrícula dele no 1o ano.

    Como fazer para corrigir esse erro da escola:

    1) Entre em contato com a Gerência de Educação (braço da Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina que supervisiona escolas particulares e públicas estaduais) Rua Jorge Matos, 21 – Centro – CEP: 88302-140 – Fone: (47) 3398-5915 / 3398-5996 , peça para falar com a gerente ISABEL BELIZÁRIO – informe o que aconteceu e verifique como será possível regularizar a vida escolar de seu filho que será aprovado no 1o ano visando a matrícula em 2015 no 2o ano em uma escola pública. Se eles regularizem ok… Se eles não regularizarem..

    2) 1a opção: Seu filho terá que repetir o 1o ano.

    3) 2a opção: Você poderá impetrar mandado de segurança e para isso constituir um advogado, caso precise posso indicar uma de São Paulo, mas que atua em todo o Brasil e os honorários dela a escola é que deverá assumir, afinal, foi a escola que errou e seu filho não pode pagar pelo erro da escola que não foi atenta a data-corte que é um exigência desde 2012!! Se a escola não quiser arcar com os honorários e custas do advogado você poderá acionar a escola por danos morais, caso queira.

    4) Você pode ainda buscar a Defensoria Pública para impetrar o mandado de segurança gratuitamente Rua Brusque, 290, salas 01, 02 e 04 Centro – Itajaí – SC – CEP: 88303-000 | Fone: (47) 3398-6243 . Se a sua faixa salarial estiver dentro do critério deles , eles pegam o caso.

    5) Você ainda pode buscar o MPF Maurício Pressutto pessutto@mpf.mp.br e informar o ocorrido e pedir uma intervenção para que o seu filho não seja reprovado. Não sei se ele poderá fazer algo, mas pelo menos você tenta,ok?

    Infelizmente são essas as possibilidades de regulariza a vida escolar de seu filho, ok?

    Qualquer dúvida entre novamente em contato! Abraços

  368. Estela Marta Masssotti comenta:

    outubro 29, 2014 @ 19:20

    Trabalho com um aluno autista,9 anos na sala de AEE e acompanho o seu desenvolvimento em sala de aula regular há 3 anos. Ele ainda não consegui se alfabetizar.( reconhece so algumas letras do alfabeto)Para o bem do aluno nesse caso, ele pode ser retino no 2º ano.obrigado

  369. angela maria c. mendonça comenta:

    outubro 29, 2014 @ 22:09

    Sou professora de uma escola municipal na cidade do Rio de Janeiro.Gostaria de saber se um aluno com necessidades educativas especiais que foi aprovado no 5º ano no ano de 2012 , em 2013 foi para o 6º ano em outra U.E sendo reprovado e no ano de 2014 voltou para uma classe de ensino especial pode retornar em 2015 para uma turma de 5ºano na mesma escola em que o aprovou no ano de 2012.Existe retrocesso de serie?

  370. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 30, 2014 @ 16:32

    Estela, não , não pode.

    1) Não pode porque ele já tem 9 anos e a distância entre a idade e a série começará a comprometer a permanência dele em ensino fundamental regular.

    2) Ele deveria ser inserido em um programa de inclusão e deveria ter sido feito para ele o Plano de Desenvolvimento Individual – PDI conforme determina a política de inclusão.

    3) Leia o meu relato sobre caso que tive quando diretora de escola particular:

    http://blog.centrodestudos.com.br/a-inclusao-dos-alunos-com-necessidades-especiais-e-irreversivel/

    4) Para o bem do aluno a reprovação não deve ser proposta. Ele deve ter um programa específico para ele que o acompanhará em todas as séries.

    5) Assista :

    http://blog.centrodestudos.com.br/obrigacao-da-escola-aceitar-matricula-de-alunos-com-necessidades-especiais/

    http://blog.centrodestudos.com.br/escola-publica-inclusiva/

    Abraços

  371. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 30, 2014 @ 16:39

    Angela,

    1) 2012 – aluno aprovado no 5o ano;
    2) 2013 – aluno reprovou no 6o ano;
    3) 2014 – foi para classe ensino especial ;
    4) 2015 voltar para o 5o ano.

    Não, não pode. Não existe retrocesso e ele já está sendo prejudicado porque foi para esta sala especial que não sei do que se trata… perdeu um ano de escolaridade.

    Ele foi aprovado no 5o ano como retorná-lo ao 5o ano. Isso é um crime no sentido de não cumprimento da política de inclusão.

    Este procedimento poderá gerar uma ação judicial por discriminação e danos morais.

    Abraços

  372. Ana Paula comenta:

    novembro 3, 2014 @ 13:56

    Professora, minha filha vai fazer 7 anos em Janeiro/2015. Ela estuda em uma escola particular no Rio de Janeiro cursando no momento o primeiro ano. Ela completará este ano sem estar alfabetizada, não lê ainda, tem dificuldades com sequencias numéricas. Ela teve professora particular desde o início do ano e a escola não a acolheu nesta luta. Pelo contrário, ela tem notas boas porque a professora a ajudou em todas as provas, ela não conseguia fazer as provas sozinha. Agora estamos nos mudando para São Paulo. A escola do RJ me diz que ela não tem maturidade para ir para o segundo ano, mas não vai retê-la porque as notas dela são boas. As escolas que procuro em São Paulo não querem aceita-la no primeiro ano porque ela foi “aprovada” no segundo ano e ela vai continuar este sofrimento de aulas particulares e com baixa estima. Fiquei sabendo que a partir do meio do ano foi aprovada lei que regulariza a aprovação automática nas escolas particulares. isso é verdade? Qual a melhor saída neste caso? Obrigada, Ana Paula

  373. Ana Paula comenta:

    novembro 3, 2014 @ 13:58

    Que fique claro, quero que minha filha seja retida e refaça o primeiro ano porque ela não está alfabetizada e assim poderá tentar recuperar sua auto estima e prazer pelos estudos que este ano foi totalmente bloqueado.

  374. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 3, 2014 @ 15:08

    Olá Ana Paula,

    Bem, temos aí um erro da escola porque se a sua filha não atingiu os objetivos propostos não poderia ser aprovada.

    Sendo aprovada no 1o ano não há o que fazer , a matrícula deverá ser feita no 2o ano do ensino fundamental.

    Ela está com a idade certa, 7 anos completos no 2o ano.

    As dificuldades de aprendizagem devem ser investigadas logo no início do ano letivo para que a escola, a partir de laudos de psicopedagogos, possa atuar no sentido de assisti-la .. não com professor particular, a escola é que deve dar conta, pois a responsabilidade é da escola, ok?

    Quanto a sua pergunta: Fiquei sabendo que a partir do meio do ano foi aprovada lei que regulariza a aprovação automática nas escolas particulares. isso é verdade? Não, não é.

    Qual a melhor saída neste caso?

    A única saída é matriculá-la no 2o ano e logo no início do ano verificar se ela tem algum comprometimento cognitivo por intermédio de avaliação com psicopedagoga. Como estará em São Paulo , capital, indico uma super profissional que poderá verificar se há algum problema ou se foi a escola que não conduziu bem o ensino.

    Esta profissional chama-se Nadia Bossa , http://www.nadiabossa.com.br/ ela é uma referência na psicopedagogia e faz avaliação. Ela pode ter dislexia leve ou moderada, enfim… seria bom investigar.

    Com esta avaliação você poderá conduzir junto com a escola um melhor processo de ensino/aprendizagem ok?

    Alerte a escola desde do início que a sua filha tem características específicas e que precisam ser levadas em consideração.

    Quaisquer outras dúvidas estou aqui.. abraços

  375. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 3, 2014 @ 15:11

    Ana Paula,

    Para a sua filha ficar retida só se a escola atual reprová-la. Para isso, peça formalmente para a direção da escola que reprove a aluna por Conselho de Classe ou impetre mandado de segurança (que será difícil obter êxito) com avaliação psicopedagógica que ateste a incapacidade de sua filha de seguir para o 2o ano do ensino fundamental.

    att

  376. Thiago comenta:

    novembro 3, 2014 @ 19:03

    Meu estado é o RN. Gostaria de saber se a pessoa reprovar no 9ª ano teria como recorrer com a prova do mec para não reprovar. Ou então se teria outra maneira para recorrer. Tenho 15 anos. Com tudo existiria uma maneira da pessoa q reprovou o 9ª recorrer com alguma coisa e assim passar para o 1ª ano do ensino médio ?

  377. Thiago comenta:

    novembro 3, 2014 @ 19:06

    O enceeja pode ajudar uma pessoa que reprovou esse ano (2014) no 9ª ano para passar para o 1ª ano ? Com a idade de 15 anos no estado do RN? Saberia dizer como se escrever e a data de se escrever ?

  378. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 3, 2014 @ 22:41

    Thiago, como você é menor, peça para os seus pais para perguntarem na DIRED de sua cidade se há uma ato normativo do Conselho Estadual de Educação que discipline o recurso de resultado final.

    Diga que você quer fazer valer a lei federal n.8069/90 artigo 53 , inciso III que diz ” direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores” http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm

    Então, é seu direito interpor recurso contra a reprovação, sobretudo, sendo em ano terminal, isto é, o último ano do ensino fundamental.

    Fora isso não há o que fazer .. não há prova do MEC para não reprovar.

    Você pode recorrer da forma como eu falei acima .

    Eu presto serviço de escrever documento em defesa do aluno, mas cobro honorários, ok?

    Caso precise entre em contato sonia@centrodestudos.com.br

    Abraços

  379. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 3, 2014 @ 23:02

    Thiago , como é que vc já sabe que está reprovado se ainda não terminou o ano letivo?

    Leia o edital do ENCEEJA 2014 e verifique se tem http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/676.pdf parece que sim.

    A inscrição é feita provavelmente em maio porque o exame deste ano de 2014 ocorreu em junho.

    Fique ligado a partir de fevereiro de 2015 para ter as informações, ok?

    Abraços

  380. Elaine Gaioso comenta:

    novembro 4, 2014 @ 2:18

    Professora, minha filha está cursando o primeiro ano, ela está no 3 bimestre na escola e as notas dela estão ótimas, porém vou mudar de cidade com urgência a trabalho. Para realizar uma transferência em final de ano não sei se vou consegui. Tem alguma lei que faz a escola avaliar e fechar a nota dela e na outra escola ela ficar no 4 bimestre como ouvinte? Sou do estado de MG. Aguardo seu retorno!

  381. Elaine Gaioso comenta:

    novembro 4, 2014 @ 12:16

    Preciso do seu retorno, por favor!

  382. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 4, 2014 @ 16:28

    Olá Elaine, não há lei ou ato normativo específico para o fechamento de bimestre em função de transferência de trabalho dos pais.

    Mas a escola deveria usar o bom-senso e aplicar algum trabalho para ela fazer, mesmo a distância.

    Veja, você poderá pedir que seja encaminhado por e-mail trabalhos que possam servir para fechar o 4o bimestre, afinal a avaliação não é feita apenas pelo produto final mas sim pelo processo e a professora deve ter várias avaliações de atividades realizadas em outubro que possam compor a nota do 4o bimestre,pois faltam poucos dias letivos.

    Quanto as faltas não é preciso se preocupar, caso ela não tenha muitas faltas nos outros bimestres.

    Recomendo: faça um documento formal endereçado a diretora pedagógica da escola , em duas vias, um entregue na secretaria da escola e o outro protocole e guarde explicitando a situação e pedindo para que seja facilitado o fechamento do 4o bimestre para que vc possa efetivar a sua transferência sem prejudicar a sua filha.

    Prestamos serviço de elaboração de documento em defesa do aluno em nome dos pais, caso precise nos avise, porém cobramos honorários por este trabalho,ok? Entre em contato : sonia@centrodestudos.com.br

    Abraços

  383. Ana Paula comenta:

    novembro 5, 2014 @ 14:18

    Boa tarde, meu filho estuda em uma escola particular em São Gonçalo, ele está no primeiro ano do ensino fundamental, e a escola que reprovar ele em Português, ele só me comunicaram a respeito disso agora, quase no final do ano. Gostaria de saber se eles tem o direito de fazer isso? Não deixarão nem ele tirar a foto pra formatura. Como eu consigo reverte isso?

  384. Pietra comenta:

    novembro 5, 2014 @ 18:45

    Olá, eu gostaria de saber… Se a minha freqüência for menos de 75% e eu tiver notas boas em todas as matérias, nota suficiente para passar, eu rodo ou passo? Obrigada

  385. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 5, 2014 @ 19:43

    Olá Pietra, roda sim!

    Leia a respeito http://www.soniaranha.com.br/posso-reprovar-por-falta-no-3o-ano-medio-mas-com-boas-notas/

  386. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 5, 2014 @ 20:04

    Ana Paula, direito tem, mas você poderá recorrer. Quanto a formatura… não há formatura no 1o ano do ensino fundamental, somente no 9o ano que é o último ano do fundamental e mesmo assim pro-forma.

    Bem, você pode escrever documento endereçado a direção da escola em defesa do seu filho chamando a lei federal n.8069/90 que em seu artigo 53, inciso III diz que a “criança e o adolescente tem o direito de contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores.”

    Na defesa você deve encontrar falhas nos procedimentos da escola e dizer que não aceita a reprovação. Faça o documentos em duas vias e uma delas protocole na secretaria da escola e guarde para poder posteriormente usar na juntada do processo rumo Diretoria Regional de Ensino e o outro entrega.

    Aguarde a devolutiva. Se a escola não voltar atrás na decisão de reprovação, você poderá entrar com recurso junto a Diretoria Regional de Educação que em São Gonçalo fica Telefones: 3601-7894 / 3607-1006 / 1010
    Endereço: Rua: José Joaquim de Oliveira, s/nº – Paiva – São Gonçalo.

    Infelizmente o CEE do Rio de Janeiro não tem um ato normativo que discipline o recurso contra a avaliação final como há no Estado de São Paulo, mas você deverá tentar junto a DRE,ok?

    Será fácil reverter uma reprovação? Não, não é ,mas é direito de seu filho contestar critérios avaliativos.

    Eu presto este tipo de serviço, o de elaborar documento em defesa do aluno em nome do responsável, porém cobro honorários para isso. Caso tenha interesse em contratar meus serviço entre em contato: sonia@centrodestudos.com.br

    Abraços

  387. Iris comenta:

    novembro 9, 2014 @ 13:56

    Bom dia, professora, adorei seu blog!
    Minha filha está no 3° ano do ensino médio, estuda na Etec em SP. Desde de setembro do ano passado foi diagnosticada com epilepsia e vem fazendo tratamento. Por conta dos ajustes dos medicamentos e doses teve que faltar muito durante esse período. Algumas faltas foram justificadas com atestados, outras não. Entreguei na escola uma declaração da neuro que ela faz acompanhamento e tratamento para epilepsia.
    No fim do mês passado ficou internada por 12 dias na UTI e ficou mais duas semanas em casa s recuperando (com atestado). Ela perdeu as provas do 3° bimestre, muita matéria e vai retornar agora, quando iniciam as provas do 4° bimestre. Devido a sedação recebida nesse período, ela tem ainda certa dificuldade de concentração.
    Tenho algumas dúvidas: Ela pode reprovar por falta? Ela terá que fazer as provas, mesmo não tendo assistido às aulas? Tem alguma lei que ampare alunos com alguma enfermidade?

    Muito obrigada,

    Iris

  388. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 10, 2014 @ 2:24

    Iris, as Etecs são supervisionadas por uma outra Secretaria e não seguem as mesmas normas da Secretaria de Educação.

    Mas quanto as faltas sim, pode ficar retida porque terá que ter 75% de frequência, exigência de lei federal n.9394/96.

    Com relação as faltas, provas e conteúdo ministrado e enfermidade… eu teria que fazer uma busca para saber como é que as Etecs disciplinam isso.

    Recomendo que você marque reunião com a direção para obter estas informações mais técnicas: quantidade de falta que ela tem em relação a aula dada, como serão as provas para ela , haverá alguma reposição de conteúdo… essas coisas, ok?

    Ela prestou o ENEM neste final de semana? Ela prestará algum vestibular? Ajudaria muito se pelo menos fizesse o ENEM para que os professores a aprovassem no Conselho.

    Eu presto serviço de elaborar a defesa do aluno. Ano passado consegui reverter uma reprovação em uma ETEC de São Paulo, caso ocorra uma reprovação me procure, ok? Cobro honorários para fazer a defesa, não há garantias de êxito,mas 70% de casos de clientes do ano passado consegui reverter sem entrar com recurso junto a Secretaria.

    sonia@centrodestudos.com.br – se precisar.

    Abraços

  389. tania comenta:

    novembro 13, 2014 @ 15:20

    ola boa tarde minha filha ta fazendo o 5 ano no colegio particular nossa senhora de fatima em santa cruz da serra rio de janeiro,a media dele e de 21 ponto para passa so que ela so atingiu 15 pontos em matematica eles podem reprovar ela por isso,ela so ficou em matematica.

  390. tania comenta:

    novembro 13, 2014 @ 15:24

    ai tem o tal de paff que ela vai ficar uma semana estudando a materia que ficou e depois eles zeram a nota do ano todo e aplica uma prova valendo 7 pontos que e a media deles e se ela nao conseguir tirar os 7 ponto vai ficar reprovada so em uma materia eles podem fazer isso.

  391. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 13, 2014 @ 15:25

    Tania, podem sim se no Regimento Escolar da escola disser que há reprovação em um única disciplina.

    Mas, em geral , o Conselho de Classe aprova.

    Caso ela fique reprovada por uma única disciplina, você poderá recorrer em um primeiro momento junto a escola e depois junto a Diretoria Regional de Ensino e também no Conselho Estadual de Educação.

    Prestamos serviço de elaborar o documento de defesa caso precise, mas cobramos honorários para isso, ok?
    Entre em contato com: sonia@centrodestudos.com.br

    Abraços

  392. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 13, 2014 @ 15:37

    Olá Tania,

    Podem. A escola é autônoma para adotar o sistema de avaliação que compreender o melhor.

    Se constar do Regimento Escolar que o aluno fica reprovado em uma só disciplina pode sim ficar reprovado.

    Porém, sempre você poderá recorrer em nome de sua filha, ok? É direito dela contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores.

    Abraços

  393. ANDRÉ comenta:

    novembro 13, 2014 @ 16:10

    estou no 2º ano E.M vou ficar em recuperação final só em filosofia sendo assim posso ser reprovado(escola particular

  394. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 14, 2014 @ 4:16

    André , pode sim ser reprovado se no Regimento da sua escola constar que haverá reprovação em um único componente curricular, porém acho improvável reprovarem você em filosofia , o Conselho de Classe provavelmente irá lhe aprovar, ok?
    Abraços

  395. Paula comenta:

    novembro 14, 2014 @ 19:51

    Gostaria muito de saber se estou agindo de forma correta ao matricular minha filha que completará 6 anos no inicio de junho do ano q vem no primeiro ano…..assinei na escola um termo de compromisso, pois segundo a escola ela iria inicialmente p o pre 2 , não quero pular estapas, porem ela ja reconhece as vogais e numeros muito bem e fez o pre 1 por 2 anos consecutivos por conta da idade……mas enfim eu não quero prejudica – la….será que o ensino do primeiro ano é muito intensivo…..
    desde ja agradeço

  396. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 15, 2014 @ 16:32

    Paula, depende da escola e depende da criança. Não há uma norma geral, cada escola é uma escola e cada criança é uma criança.

    Agora, não há termo de compromisso a ser assinado para o ingresso no 1o ano do ensino fundamental.

    O que há é uma data-corte e a escola não pode matricular a criança fora desta data.

    Então, recomendo que observe qual é a data-corte no seu município e para o tipo de escola que sua filha está pública ou privada , porque não é uma escolha dos pais, exceto se for em Minas Gerais, ok?

    Abraços

  397. Gustavo Rosemberg comenta:

    novembro 19, 2014 @ 19:42

    Professor, a média na minha escola é 7, na pública é 5, se eu reprovar posso usar o argumento que eles não podem me reprovar ? Tendo em vista que a média brasileira é 5 ?

  398. fernanda comenta:

    novembro 19, 2014 @ 20:53

    Ola Sonia Minha Filha esta no 1º Ano Do ensino medio e ficou de recuperação em 2 materias que desde o começo do ano falou que tinha dificuldade foi ao psicologo do colegio e agora ela esta fazendo recuperação, eu gostRIA de saber se a escola reprova-la eu poderia recorrer vc acha que eu ganharia ?

  399. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 20, 2014 @ 5:18

    Gustavo, não , não pode.
    Cada escola adota o sistema avaliativo que queira.
    Se na sua escola a média é 7,0 tem que atingir 7,0, ok?
    O que você pode fazer é recorrer porque é seu direito garantido pela lei federal n.8060/90 artigo 53, inciso III. Qual é a sua cidade? Aguardo

  400. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 20, 2014 @ 5:19

    Olá Fernanda, depende de vários fatores.
    Qual cidade e Estado você é? Dependendo do Estado é mais fácil.
    Aguardo.

  401. monica soares comenta:

    novembro 22, 2014 @ 11:39

    eu ta entendo o processo de alfabetização em 3 anos, mas como posso avançar um aluno do 1 ano para o 2º se o mesmo encontra-se o nível pré- silábico, ainda não consegue compreender o nosso sistema de leitura e escrita

  402. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 22, 2014 @ 14:15

    Monica, é preciso primeiro mudar a sua concepção de alfabetização.

    Estamos lidando com crianças de 5 a 6 anos no 1o ano. O 1o ano do ensino fundamental de 9 anos não é a 1a série do ensino fundamental de 8 anos. Naquela época as crianças chegavam no 1o ano com 7 e 8 anos, agora não.

    A criança com 6 anos não tem a obrigação de estar no nível alfabético e nem no silábico. Era essa a exigência do pré antigo?

    Essa é a razão do MEC dizer que não é para reprovar.

    Recomendo estudo sobre alfabetização e letramento.

    Abaixo link com vários cadernos gratuitos.
    http://www.ceale.fae.ufmg.br/pages/view/colecao-alfabetizacao-e-letramento.html

    E se for de São Paulo não reprove porque o CEE publicou em setembro Parecer CEE n.285/2014 deixando claro que não é para reprovar no 1o ano do ensino fundamental.

    Abraços

  403. yasmin santos comenta:

    novembro 23, 2014 @ 16:30

    Olá,eu fiquei de prova final em ingles e provavelmente irei para a recuperaçao, gostaria de saber se terei que fazer a recuperaçao ou se pela lei poderei passar de ano sem a recuperaçao colocando a escola ja justiça, gostaria de saber a resposta.. obrigada

  404. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 24, 2014 @ 17:47

    Yasmim, recomendo que faça a recuperação de inglês e seja aprovada.

    Uma ação judicial para ser impetrada custa no mínimo R$ 3.600,00 e acho que um pouco cara para arriscar não é?

    Se você fizer a recuperação e não for aprovada , provavelmente o Conselho de Classe aprovará, mas se não fizer poderá ser reprovada.

    Se for reprovada você poderá recorrer sem entrar na Justiça em um primeiro momento.

    Então, eu recomendo que faça a recuperação a menos que esteja com viagem marcada para o exterior e não será possível adiá-la.. em um caso desse entre novamente em contato para que eu lhe diga como é o procedimento de recurso, ok?

    Abraços

  405. janaina sousa comenta:

    novembro 24, 2014 @ 18:52

    Boa tarde, meu filho estuda em uma escola municipal, somos do rio de janeiro. Quero transfiri lo de escola para outra municipal mesmo. Porém não sei se ele vai passar de série, a tranferencia é feita pelo site, ele esta no 7 ano, se eu tranfiri lo e ele não passar de ano ele perde a vaga? estou sem saber o q fazer pois a transf é até o dia 07/12/2014.
    obrigada.

  406. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 24, 2014 @ 20:25

    Janaina, também não sei os procedimentos da SME do Rio de Janeiro.

    Recomendo que vá até a escola de seu filho e pergunte para a coordenação quais são as chances de ficar reprovado. Se há uma forma de aprová-lo por Conselho e quando você terá essa informação.

    Com esta informação você poderá fazer a transferência no site.

    Você também poderá recorrer da reprovação se assim considerar adequado, caso queira recorrer da reprovação presto serviço de elaboração de recurso, entre em contato saranha@mpcnet.com.br

    Abraços

  407. renata comenta:

    novembro 25, 2014 @ 0:44

    oi meu filho foi reprovado na setima serie em uma disicplina mas ele foi pegar o resultado e disseramq ele tinha passado,como estava em debito com a escola nao voltei pra pegar a documentaçao..mas consegui matricula-lo na serie seguinte hj ele esta no segundo ano e quando voltei pra pegar a docuemntaçao descubro q ele foi reprovado na setima serie e agora o q eu faço? ele vai repetir tudo de novo ou so a oitava ele pode fazera oitava e terceiro anos no mesmo ano…

  408. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 25, 2014 @ 1:34

    Nossa Renata, como que a escola atual matriculou o seu filho sem documento de transferência?

    Ele não tem ensino fundamental e não poderia estar a cursar o 2o ano do ensino médio.

    Com a vida escolar irregular ele não conseguirá ingressar na faculdade. De modo que é preciso regularizá-la.

    Um caminho é via Secretaria de Educação. Qual é o seu Estado e cidade? Ele foi para outra escola particular ou pública.

    Enfim… entre em contato, explique o que ocorreu e verifique o que eles dizem.

    Se a solução que derem é o retorno vc terá que impetrar um mandado de segurança para regularizar a vida escolar dele. Não é fácil porque poderá ser considerado má fé por um lado e negligência da escola atual do outro porque não percebeu até agora o erro.

    Caso precise de um advogado entre em contato.

    Abraços

  409. Cecilia Moura comenta:

    novembro 25, 2014 @ 2:35

    Bom, soltaram uma lista na escola que diz que posso reprovar por faltas, mas tenho média final pra passar de ano, tenho hiperatividade e déficit de atenção, posso recorrer?

  410. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 25, 2014 @ 2:59

    Olá Cecília,

    Falta é uma coisa, média final de desempenho é outra e TDAH é outra.

    Vamos compreender:

    1) Falta reprova, pois é determinação de lei federal n.9394/96;
    2) Para um aluno ser aprovado, diz a lei, ele tem que ter a média de desempenho estipulada pela escola (cada escola opta por uma) e frequência de 75% se não tiver um desses itens o aluno é reprovado.
    3) Se você tem TDAH diagnosticado, com laudo médico e levou o diagnóstico para a escola no início do ano letivo ou pelo menos no meio do ano poderá usar isso para ser aprovada.
    4) Pode recorrer. Todo aluno tem direito a contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores, direito esse expresso na lei federal n.8069/90, artigo 53, inciso III.

    Presto serviço de elaborar documento de defesa do aluno. Caso queira contratar meus serviços estou à disposição saranha@mpcnet.com.br .

    Mas seus pais poderão recorrer junto a direção sem problemas, basta escreverem documento apresentando a sua defesa.

    Dependendo do Estado é mais fácil ou não, ok?

    Abraços

  411. marcos cesar comenta:

    novembro 25, 2014 @ 10:53

    Estou estudando em uma escola particular,no estado de SP mas esse ano a escola vai fechar,estou no 1° ano do ensino médio passem quase todas as matérias,mas fiquei com nota baixa em matemática ,e queria asaber se a escola pode reter um aluno com uma matéria.

  412. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 25, 2014 @ 16:44

    Olá Marcos,

    A escola pode se isso constar do Regimento Escolar.

    Mas em geral o Conselho de Classe aprova o aluno.

    Se, por ventura, você reprovar mesmo pelo Conselho me avise para instruções de como recorrer ok?

    Abraços

  413. ANDRÉ comenta:

    novembro 27, 2014 @ 14:51

    Querida professora bom dia.
    tenho um filho de 11 anos deficiente visual, hoje ele esta no 5° ano, mas não está preparado para enfrentar o 6° ano ano que vem, morávamos em uma pequena cidade no interior de SP e o tempo que ele estudou em uma escola municipal da cidade, ou seja até setembro deste ano ele não aprendeu nada, está muito atrasado tanto no aprendizado como nos demais fatores de convivência e ensino, em setembro nos mudamos para uma cidade maior buscando mais recursos para ele, ele se adaptou bem a nova escola e está aprendendo tudo que não aprendeu nos últimos anos, porém, como ele esta muito atrasado, esse pouco tempo que falta para acabar o ano letivo vai ser pouco para ele se preparar para enfrentar o 6° ano, será uma mudança grande, vários professores varias aulas diferentes, etc, e além do atraso no ensino ele ainda esta com problemas de comportamento e convivência com as pessoas, onde ele estudava ele fazia tudo que queria e quando queria, quase não participava da aula e agora esses problemas estes que estão sendo amenizados pelo empenho de sua atual professora.
    A pergunta é a seguinte, gostaríamos que ele fosse RETIDO este ano, para frequentar o 5° ano novamente, porém ano passado ele já foi retido justamente pelo seu atraso, em contato com o diretor da escola que ele estudava retivemos ele por falta, ele deixou de ir a escola por vários dias para isso, mas como ele continuou na mesma escola com os mesmos professores não teve progresso. Agora queremos que ele seja retido novamente, pode? lembrando que seria de extrema importância que isso ocorresse e que esta é uma decisão conjunta aprovada pelos pais e professores, pois com isso ele teria a oportunidade de estudar em uma escola com experiência com alunos inclusivos.
    Mais uma coisa, a diretora da escola se nega a retê-lo, o que fazer? ele poderia ser retido mais um ano? quem podemos procurar para que isso ocorra? Desde já obrigado pela atenção.

  414. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 27, 2014 @ 16:35

    Olá André, a pergunta a ser feita é : quantos anos ele tem? O problema de retê-lo é a defasagem que se cria entre a idade x série.

    Escola é pública ou particular?

    Tem como a escola reter o aluno? Ele atingiu os objetivos propostos , isto é, tem nota para ser aprovado?

    Este é um baita problema porque ele tem direitos como deficiente visual e o direito dele é ser assistido pela escola garantido pela política de inclusão.

    Qual é a extensão da deficiência visual dele? Precisa de braille? Quais são as necessidades educacionais especiais que ele precisa?

    A escola é obrigada a assisti-lo. Não é ele que se adapta a escola e sim a escola a ele , desde o currículo e tudo o mais e mais um pouco.

    Eu sou contra a reprovação de todas as formas e para qualquer aluno, mas eu entendo a situação.

    Veja que quem está sendo punido é ele. As escolas não sabem como lidar com a diversidade (e é lei e crime não atendê-los) e quem sofre as consequências é ele. Deixo isso bem claro. As escolas estão erradas e ele certo, ok?

    Bem, dito isso recomendo:

    A escola faz um Conselho de Classe com todos os professores que deram aula para ele e reprovam baseados não só na avaliação que possuem mas também no artigo 208, inciso V, da Constituição federal “acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da criação artística, segundo a capacidade de cada um;” De acordo com a capacidade dele não é possível avança-lo.

    Pronto, com ata do Conselho a escola o reprova novamente.

    Mas se a diretora não aceita posso escrever um documento em defesa do aluno em seu nome fundamentando na lei pedindo esta reprovação.

    Mas eu aconselho .. contrate meus serviços para que eu possa além de escrever este documento para a direção, elaborar um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) para ele e para a professora da classe visando a sua promoção no ano letivo de 2016. Ele tem que ter um acompanhamento individualizado e um professor assistente com ele todo o tempo, sobretudo, se for em braille , esta é a lei.

    Entre em contato comigo sonia@centrodestudos.com.br.

    A escola , esta ou qualquer outra, este ano e qualquer outro ano terá que se adaptar a ele . Ele não tem como se adaptar porque não enxerga. Talvez seja esse o motivo que está mais rebelde .. e ficará mais ainda conforme entrar na adolescência, ok?

    Abraços e aguardo contato.

  415. Maria Ines Monteiro comenta:

    novembro 29, 2014 @ 2:44

    Maria Ines Monteiro comenta:

    novembro 29, 2014 @ 2:40

    Ola…sou professora do ensino fundamental no 2º ano, e apesar de algumas dificuldades de alguns alunos, não queria dar reprova pra nenhum deles , até pq a lei diz muito bem sobre a reprova nos 3 primeiros anos de ensino. Com fazer um relatório pras minhas coordenadoras dizendo que não irei reprová-los, pois acredito q eles são apenas imaturos e não conseguem acompanhar os demais colegas, porem, tiveram avanços durante todo o ano letivo, mesmo que lentos, isso devido a capacidade de cada um. Se essas crianças no ano seguinte tiverem um bom acompanhamento dos pais, e com esse relatorio da deficiencia de cada um, acredito q a nova professora conseguirá fazer com que eles deem um gende salto, e também a ida ao reforço que tem na escola. Acredito q no 3º ano eles estarão mais maduros e conseguirão acompanhar, principalmente a parte de leitura, que dois desses alunos leem, porem muito precariamente, ainda mais se for na letra cursiva ou imprensa. Já na bastão percebo q eles conseguem ler um pouco mais rápido e com menos dificuldades. Me oriente, por favor, pois sei q sofrerei bastante tendo que retê-los.
    Aguardo respostas suas com muita ansiedade, pois o final de ano já está aí.

    Bjkas!!! Aguardo ansiosamente contato.

    Meu e mail: mariahmont@hotmail.com ou mariahmont07@yahoo.com.br

  416. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 29, 2014 @ 3:31

    Maria Ines,

    Escreva o que me disse e fundamente na Resolução CNE/CBE n.07/2010.

    Você é do Estado de São Paulo? Se for, há um Parecer que reforça a sua tese e poderá usar.

    Elimine a palavra deficiência e use Relatório de avanços e dificuldades do processo de ensino/aprendizagem do aluno …………..

    Objetivos : quais foram os objetivos traçados para cada componente curricular que você propôs para o ano letivo?

    O que desses objetivos são essenciais para o 2o ano ?

    Quais objetivos essenciais o aluno X atingiu

    Quais objetivos não atingiu e o porquê não atingiu?

    Quais foram as estratégias que você usou para promover avanços durante o ano letivo?

    Quais dificuldades o seu aluno X teve ?

    Quais avanços o seu aluno X conquistou?

    Quais recomendações você faz para o 3o ano letivo ?

    Responda essas questões e use a Resolução CNE/CBE n.07/2010 em seu artigo 30 e pronto aprove os alunos ok?

    Abraços

  417. Matheus de Mello comenta:

    novembro 30, 2014 @ 12:03

    Olá, bom dia, eu sou aluno, cursando o 9º Ano do ensino médio, 8° série, na minha escola é necessário para passar de ano um total mínimo de 24 pontos, sendo que em cada prova é possível tirar até 10 pontos, se eu já fiz o necessário de pontos, é possível eu ficar reprovado? Minha escola é particular no Rio de Janeiro Queimados, o nome do colégio é Escola Viva Verde. Obrigado.

  418. Josias Franco comenta:

    dezembro 1, 2014 @ 19:24

    Olá, meu filho foi reprovado 2 vezes na escola particular, em Santa Catarina dizem que a media final é 3,0; mas como meu filho foi reprovado mesmo com as medias atingindo esse numero do estado, eu posso recorrer na justiça e conseguir com que ele passe de ano?

    Obrigado.

  419. Marcelo comenta:

    dezembro 1, 2014 @ 19:30

    Ola
    Meu filho está terminando o 4 ano do fundamental. Decidimos muda-lo de escola por não estarmos satisfeito com a mesma, a escola dele informou agora que ele iria para o 5 ano caso permanecesse na escola. Mas saindo, eles não dariam certificado de conclusão. Como devo proceder, somos do RJ.

    abss

  420. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 1, 2014 @ 22:24

    Olá Matheus, pensa… se você fez os pontos necessários qual razão seria de ficar reprovado?

    Verifique na escola direitinho quais são as suas notas, ok?

    Abraços

  421. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 1, 2014 @ 22:31

    Marcelo, como assim?

    Se ele permanecer na escola eles aprovam o aluno para o 5o ano.

    Mas se sair da escola eles reprovam ele no 4o ano?

    Não entendi direito … explique melhor… aguardo

  422. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 1, 2014 @ 22:32

    Josias , entre em contato comigo por e-mail sonia@centrodestudos.com.br

    Há como recorrer em Santa Catarina mas tem prazos rigorosos. Entre em contato me conte direito sobre o caso.

    Aguardo

  423. Carolina Martinelli comenta:

    dezembro 2, 2014 @ 2:53

    Boa noite, envio esta mensagem por estar me sentindo uma merda de mãe, por nada poder fazer por seu filho.
    Ele tem um ano de atraso em tudo que faz desde que nasceu e teve um ótimo acompanhamento desde que descobrimos tal problema. (pediatra, fono, psico e neuro)
    Aos 5 anos foi obrigado a entrar no 1ANO (pois naquele ano completaria 6 anos) falamos que não teria maturidade p/ tal, mas não adiantou, (todos os dias me perguntava quando seria o dia do brinquedo?) No outro ano foi empurrado p/ o 2ANO e agora ja no fim do mesmo, não consegue identificar vogais nem consoantes, muito menos juntar, enquanto na sua sala tem alunos que ja formam palavras e até frases.
    Ele odeia ir a escola pois não entende o que lá acontece, a um ano consegui o laudo na NEURO, o qual indicava o atraso que ele tinha e mesmo assim foi obrigado a seguir o ensino, agora querem que o mesmo vá para o 3ANO, sofrendo mais um ano, não somente ele, mas todos em casa, pois a cada tarefa chora e se desespera, pois nada entende.
    O que pode ser feito pra que não sofra mais um ano????
    Como ele vai acompanhar o 3ANO se não entendeu nada no 1ANO (onde se encontra td a base do ensino).
    Aguardo um retorno p/ que isso se resolva o quanto antes.
    Seu nome é Yohan Davet Martinelli Medina
    estuda na escola municipal São Matheus do Sul e Curitiba, Bairro Pinheirinho
    Att
    Mãe desesperada
    Carolina

  424. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 2, 2014 @ 4:38

    Ai Carolina, aqui é a Sônia Aranha.

    Me solidarizo com você porque infelizmente as escolas públicas e privadas não estão preparadas para atender a diversidade , os diferentes ritmos , as especificidades de cada um.

    Para impedir de que o Yohan siga adiante não é fácil, mas você poderá tentar dois caminhos:

    1) Via Secretaria de Educação

    2) Via Justiça

    A tese está na Constituição Federal, no artigo 208, inciso v que diz: ” V – acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da criação artística, segundo a capacidade de cada um;” Se seu filho não tem capacidade não deve seguir adiante.

    Tanto uma como outra opção tem que ser apresentado os laudos que evidenciam qual é o problema.

    Com isso ele tem que estar em um programa de inclusão que atenda as necessidades específicas dele.

    Via Justiça talvez seja mais fácil. Você deve constituir um advogado ou buscar a Defensoria Pública.

    Pela Secretaria de Educação o processo é o seguinte:

    http://www.soniaranha.com.br/estado-do-parana-e-o-recurso-contra-a-reprovacao-escolar/

    Eu presto serviço de elaborar documento de defesa de aluno, porém cobro honorários para isso. Caso precise entre em contato: sonia@centrodestudos.com.br

    Abraços

  425. Melissa comenta:

    dezembro 3, 2014 @ 1:27

    Sônia,
    Sou psicóloga aqui no Ceará. Iniciei atendimento com uma criança recentemente, que foi avaliada por uma nova escola, a qual sua mãe tem interesse em matriculá-la para o ano de 2015. Lá observaram que a criança está muito atrasada e solicitaram opinião profissional. A mãe relata que ao final da 1ª série, apesar do baixo aproveitamento do filho, concordou que o mesmo fosse para a 2ª série por orientação da escola, pois alegaram nova orientação do MEC. Contudo, este ano, ao final da 2ª série a criança continua sem reconhecer as letras e números. A nova escola acredita que a criança apresentaria aproveitamento ideal se retornasse a 1ª série, a mãe, por sua vez, não apresenta nenhuma objeção, está apta a tomar qualquer medida que ajude seu filho a aprender. Diante deste quadro, a mãe solicitou a antiga escola que seu filho fosse (pelo menos) reprovado no 2º ano, levando em conta seu baixo rendimento, sendo atendida em seu pedido. E agora tanto a mãe, como a nova escola, estão aguardando meu diagnóstico para resolver se a matrícula será realmente no 2ºano, ou se será na 1ª série, caso eu apresente um diagnóstico que enquadre a criança em uma condição especial perante a lei. Dessa forma, minha dúvida diz respeito ao prazo que eu tenho para apresentar um laudo a escola, caso conclua que a criança realmente apresenta algum problema, pois fui procurada só agora e creio que não terei tempo suficiente para atender o prazo pedido pela escola, até 15 de janeiro de 2015, já que um processo de avaliação psicológica demanda um determinado tempo.
    Agradeço muito a sua atenção!

  426. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 3, 2014 @ 3:05

    Olá Melissa,

    Do ponto de vista legal não há restrição de matrícula. A criança poderá ser matricula até o final do 1o trimestre, mas cada escola tem a sua organização.

    Eu acho que vc deve ser bem profissional e dizer qual é o tempo que vc precisa para poder avaliar com competência, caso contrário não diga que não será possível.

    Agora, cá entre nós, voltar a criança para o 1o ano do ensino fundamental é mais do que difícil .. você terá que encontrar um transtorno na criança para o juiz admitir recuo.

    Esse papo de retornar a criança eu acho um crime e quero ver a escola convencer a Secretaria de Educação e o juiz que isso é possível, porque do ponto de vista da lei é para avançar e não para recuar.

    A escola que se vire para contribuir com a criança… cansa saber que na nossa sociedade a criança é que tem que se adaptar e não a escola … ainda bem que a legislação é amiga da criança.

    Abraços!!

  427. Elaine Nunes comenta:

    dezembro 4, 2014 @ 2:42

    Ola professora Sonia.
    Meu filho esta no p repetindo o 5 ano do ensino fundamental, há 3 semanas a professora veio dizer que iria ser reprovado. Ahhhnnn? Quase infartei, como assim se ele estava na média ate então?
    Meu filho sofre de Tdah, faz terapia,toma medicação e tem acompanhamento de perto por mim, em casa e na escola. E essa professora ja há algum tempo provoca situações constrangedoras a meu filho, expondo ele de forma vexatória.
    Ele nao foi bem nas últimas provas, mas ele e freqüente, e e ate então estava com boas notas.
    Nao concordo que meu filho repita novamente, pois se ele foi reprovado por ela, ela mesma deveria ter focado na dificuldade dele, pra que ele evoluísse? Nao concordo como ela conduz as aulas dela, crianca com Tdah nao suporta ter que copiar todos os dias 4 páginas do livro, pq nao da folha xerocada, me ofereci pra arcar com o custo, de ajudá-la, pra aliviar, pois eu sei que ele voltou varias vezes da escola com caderno incompleto pq qdo ele vê que nao acompanha, ele para e fecha o caderno. Fica nervoso e nao consegue ter um aproveitamento na aula. sinto que ela trata meu filho diferente, diminuindo o potencial dele, e questionando tratamento e remédios, e ate mesmo me expôs vergonhosamente numa reunião de pais, me dizendo que sou super protetora entre outras coisas.
    Foram em varias situações que percebi, o desafeto dela comigo, e como ela diminui meu filho. Vou tirá-lo da escola, caso ele repita pois ficara novamente com ela.
    As duas professoras de reforço dele nao entende onde esta o erro, pois ele tem otimo aproveitamento com elas, e na sala de aula não.
    Elas me disseram que nao se pode reter uma criança por dois anos seguidos, e eu vou ate ultima instância caso ela o reprove, me ajude. O que devo fazer.
    Obrigada

  428. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 4, 2014 @ 2:55

    Olá Elaine,

    Enviei e-mail para você , ok?

    Tem como recorrer desta reprovação em função da inclusão.

    Conversamos por e-mail, abraços

  429. Lúcia comenta:

    dezembro 4, 2014 @ 4:55

    Bom dia !
    Como uma aluna pode fazer prova de recuperação sem nem ter tido aula para a recuperação e somente estudar os livros do terceiro e quarto bimestre.isso tá certo?

  430. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 4, 2014 @ 5:05

    Lúcia, não, não está certo.
    abraços

  431. maria bezerra comenta:

    dezembro 4, 2014 @ 17:36

    Boa tarde, meu filho ficou em duas matérias matemática e geometria porém ele pode reprovar de ano por conta de geometria já que ele passou em matemática

  432. Sara comenta:

    dezembro 5, 2014 @ 1:35

    Então, moro em Cachoeiro De Itapemirim, ES. Fiquei em apenas uma matéria (matemática) por apenas 1 ponto, posso ser reprovada por isso ?

  433. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 5, 2014 @ 5:51

    Sara, pode mas não é provável, o Conselho de Classe lhe aprovará é o que eu suponho, mas para ter certeza só aguardando.

  434. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 5, 2014 @ 5:56

    Olá Maria, você pode recorrer desta decisão. Qual é o seu Estado?

  435. Fernanda comenta:

    dezembro 7, 2014 @ 20:51

    Estou de reprovada na matéria de inglês somente em inglês queria saber se eu posso repetir de ano só por essa matéria?

  436. Victor Hugo comenta:

    dezembro 8, 2014 @ 17:44

    Boa tarde. Estou no oitavo ano do colégio São José (Salvador-Ba). E infelizmente fiquei em recuperação da matéria de lingua estrangeira:ingles. Sou um exelente aluno. Tenho otimas notas. E bom comportamento. Porem tenho grande dificuldade nesta matéria. Gostaria de saber se caso mesmo na recuperaçao eu não atinja os pontos precisos se o colégio pode me repetir de ano.
    Des de já, agradeço e aguardo ansiosamente sua resposta.

  437. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 8, 2014 @ 18:38

    Olá Fernanda pode sim, mas penso que o Conselho de Classe aprove você . Se não fizer isso entre com recurso, ok?

    Abraços

  438. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 8, 2014 @ 18:41

    Victo Hugo , sim pode lhe reprovar mas acho improvável porque o Conselho de Classe deverá lhe aprovar,ok:

    Se por ventura for reprovado entre com recurso junto a Secretaria de Educação do Estado da Bahia.

    Abraços

  439. Neto comenta:

    dezembro 9, 2014 @ 10:03

    Olá o professor de física quer me mandar pra recuperação por 2 deçimos , é legal ou ilegal ?

  440. Stan Ryan comenta:

    dezembro 9, 2014 @ 14:43

    Olá. Meu nome é Stan e eu sou do estado São Paulo. Eu estudo em um dos SESIs de uma cidadezinha do interior. Infelizmente eu fechei o ano com 6,8 na primeira etapa, 6,3 na segunda e (provavelmente) 8,3 na 3ª. As minhas outras notas estão boas e eu não converso muito durante as aulas. Eu gostaria de saber se existe a chance de eu reprovar.

    P.S.: Estou no 1º ano do ensino médio.

  441. Marcelle comenta:

    dezembro 9, 2014 @ 20:50

    Olá, estou no segundo ano do ensino médio e reprovei em 4 matérias, quero saber se tenho alguma chance de recorrer ? Porque trabalho muito e tava com muito pouco tempo de estudar

  442. Marcelle comenta:

    dezembro 9, 2014 @ 20:50

    Sou de São Paulo

  443. rose comenta:

    dezembro 9, 2014 @ 23:56

    minha filha estuda em uma escola particular no para,pegou exame por 1,5 em matematica mas a escola diz que e norma da escola os alunos tirarem 5 na recuperaçao final,nunca vi isso e nem sabia pois minha filha chegou na escola em maio.fora isso todos os bimestres recebi notas erradas no boletim e de ultima hora chamaram ela pra fazer um trabalho de matematica porque ela nao tinha nota de trabalhos sendo que fez todos e nao tem nenhuma falta,se ela reprovar quais sao meus direitos

  444. Aracelli comenta:

    dezembro 10, 2014 @ 12:36

    Bom dia, meu filho ficou reprovado em 4 matérias, mas por 2, 3 e 5 décimos na média anual, sendo uma escola particular e com média 6. Se no estado a média é 5, teria como eu pedir transferência para o estado, com pedido de reconsideração, visto que no estado ele tem média para passar. sou de Minas Gerais.
    Obrigada.

  445. Victor Hugo comenta:

    dezembro 10, 2014 @ 13:27

    Muitíssimo obrigado!!

  446. paula comenta:

    dezembro 10, 2014 @ 18:26

    estou na universidade onde a media é 6 fiquei com 5,59 eles tem o direito de reprovar um aluno ? não teria que consequentemente ser “arredonda”?

  447. ISABEL comenta:

    dezembro 10, 2014 @ 22:37

    Bom eu estudo em escola particula,e a minha media de aprovação do ano letivo foi 6,9 em uma disciplina lá a media é 7 eu posso repetir ?

  448. Fabiana Vital comenta:

    dezembro 10, 2014 @ 23:10

    Olá! Eu estudo o segundo ano do ensino medio, e nao frequento as aulas de educação física por que eu moro longe da escola. Estudo no turno matutino e as aulas sao no turno vespertino no entanto o professor nao entende e diz que eu posso reprovar, a recupetação é ter que percorrer cerca de uns 6 km por dia e eu queria saber se isso é justo. e se reprova. Moro em Imperatriz-MA. POR FAVOR ME AJUDE

  449. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 2:11

    Stan Ryan , desculpa mas vou lhe dever esta porque eu não conheço o Regimento Escolar do SESI e o SESI tem procedimentos distintos daqueles que eu estou acostumada…

    Mas para você saber leia o Regimento da escola, ok?

    Abraços

  450. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 2:17

    Marcelle, sim tem como recorrer use a Deliberação CEE n.127/2014

    http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-sp-n-1272014-altera-a-120/

    Mas o prazo é rigoroso você tem 10 dias a partir da data que soube da reprovação.

    Corra, escreva o documento para a sua diretora e protocole na secretaria da escola. Faça o documento em duas vias , uma entrega e a outra você protocola e guarda.

    Se mantiverem a sua reprovação entre com recurso para o Dirigente Regional que supervisiona a sua escola, a secretária da sua escola sabe quem é ok?

    Abraços

  451. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 2:20

    Neto, é legal porque no Regimento da sua escola permite.

    É horrível do ponto de vista pedagógico Sim!!! Mas o que está no Regimento é o que está a valer para esta sua escola.

    abraços

  452. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 2:22

    Rose , denuncie ao órgão competente a respeito das falhas da escola.

    Quanto ao sistema de avaliação está expresso no Regimento Escolar da escola peça para ler e se informar de como é que funciona ok?

    Abraços

  453. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 2:25

    Aracelli, a média é definida pela escola que por lei tem autonomia.

    A escola opta por um sistema avaliativo que é expresso no Regimento Escolar.

    De modo que reprovar por décimos nesta escola que seu filho foi matriculado é legal.

    Eu pessoalmente abomino sistema de avaliação quantitativo, mas ele existe e as escolas que o adotam estão cheias infelizmente.

    Abraços

  454. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 2:35

    Paula, depende do Regimento da faculdade se permite o professor arredonda ,caso contrário, ele não pode, ok?
    Abraços (Ps: também acho um absurdo um sistema de avaliação quantitativa que admite décimos!)

  455. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 2:43

    Olá Isabel, sim pode.. depende do Regimento se ele reprovar por uma matéria e o Conselho não lhe aprovar daí sim.. mas acho difícil ok? abraços

  456. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 2:46

    Fabiana, que coisa heim?

    O Conselho não permitirá que ele lhe reprove, até porque a reprova não é por componente curricular e sim por carga horária total do ano letivo, mas 6 km por dia é quase tortura..

    Não tem como denunciar este professor carrasco?

    Não há lei que apoie a conduta deste professor , ok?

    Não percorra os 6 km e se ele reprovar você me avise que eu faço a sua defesa gratuitamente, ok?

    Abraços

  457. Márcia comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 3:32

    Meu filho aprontou na escola o ano todo, no final ele se dedicou e aumentou suas notas consideravelmente, mas não atingiu a média 6 em 8 matérias, com isso foi reprovado, sem direito a recuperação, pois na escola que estuda só pode ir para recuperação em 4 matérias. Uma vez um diretor me falou que um aluno não pode ser reprovado se teve 50% de aproveitamento, isso é verdade? Somos do RJ. Desde já agradeço.

  458. Márcia comenta:

    dezembro 11, 2014 @ 3:33

    Ele estava no 1o ano do ensino médio de uma escola particular.

  459. debora comenta:

    dezembro 12, 2014 @ 1:43

    Olá , minha filha fez 8 anos agora e esta no 2º ano antiga 1ª serie do ensino fundamental em uma escola municipal do Rio de Janeiro . A professora disse que irá reprova-la por sua dificuldade de leitura e escrita … estou me sentindo impotente sobre isso pois a minha filha teve muitas faltas por motivos de saúde.. manteve-se afastada sobre atestado por 2 meses com infecção renal, além de ter trocado de professora por 2 vezes … o que pode ter atrapalhado em sua alfabetização. Ela pode realmente ser reprovada ? Gostaria de entender mais sobre isso , pois a explicadora dela mesmo me matem a posição de que ela lê pouco mas lê, e junta as letrinhas direito . Aguardo resposta. Desde já imensamente grata.

  460. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 12, 2014 @ 5:57

    Márcia, no Rio de Janeiro não há um ato normativo que discipline recurso contra reprovação, porém o recurso sempre cabe em função da lei federal n.8069/90 , artigo 53, inciso III que diz que o aluno pode contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores.

    De modo que você pode pedir reconsideração ao diretor da escola e se mantiverem a reprovação enviar um recurso para a Diretoria Regional de Ensino que supervisiona a escola ou mesmo para o Conselho Estadual de Educação.

    É fácil reverter uma reprovação? Não , não é fácil mas dependendo dos argumentos e se forem forte ..

    Eu presto serviço de elaborar documento de defesa do aluno , caso precise entre em contato saranha@mpcnet.com.br

  461. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 12, 2014 @ 6:17

    Debora, você pode brigar usando a Resolução CNE/CBE n.7/2010 que diz para que o aluno não seja reprovado nas três primeiros anos do ensino fundamental.Como está dizendo este post, ok?

    Abraços

  462. Cesar Vinicius Araujo comenta:

    dezembro 12, 2014 @ 16:24

    Boa tarde!!!!
    Meu filho tem TDAH e por isso ta com muita dificuldade de aprender, ele tem 7 anos e esta na 2ª serie e ainda não sabe ler e nem escrever e agora no final do ano ele despertou o interesse em aprender a ler e esta até lendo alguma coisa com dificuldade.
    Ele esta fazendo terapia com psicologo, psicopedagogia, fonoaudiologia e sendo acompanhado por um neuro.
    Eu estou pensando em pedir pra escola reter ele no 2º ano, então peço uma opinião se estou agindo certo ou não e o que devo fazer?

  463. leticia guilherme santos comenta:

    dezembro 12, 2014 @ 19:27

    meu nome e Leticia mora em formoso do Araguaia -to .
    estou 2 ano. estou com med de reprova pela as materia de geografia e biologia eu posso reprova

  464. Ronaldo comenta:

    dezembro 13, 2014 @ 11:28

    Fui reprovado 2° ensino médio com boas notas e poucas faltas posso processar aquele lixo que chamam de escola

  465. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 13, 2014 @ 11:40

    Ronaldo, pode sim.

    Você é de qual Estado?

  466. Claudia comenta:

    dezembro 13, 2014 @ 11:49

    Bom dia!! Sou mãe de um menino que foi diagnosticado aos 8 anos com TDAH, sempre estudou no mesmo colégio desde os 7 anos, hoje esta com 14 anos e neste 9º ano o ensino puxado, acabou lhe trazendo resultados nada esperados. Infelizmente reprovou esta arrasado e não sei como lidar com isto. Além do mais, desde o início do ano sempre frisei a importância dele ter avaliações específicas para sua dificuldade de aprendizagem. Ele tem um laudo da neuropediatra e tbém acompanhamento com a psicopedagoga, a qual inclusive este no colégio conversando. O que posso fazer para ajudá-lo? Devo muda-lo de colégio? Devo aceitar este resultado? Seria possível me ajudar para entender o que realmente devo fazer ou não devo fazer. Estou realmente chateada e perdida com esta situação. Grata

  467. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 13, 2014 @ 12:01

    Claudia, o TDAH é considerado aluno portador de necessidades especiais e por isso precisa de um atendimento diferenciado dos demais alunos. A legislação de inclusão é ampla e protege alunos com dislexia, TDAH, DDA, PAC, discalculia, autista, etc…

    Se a escola sabia com laudo médico , com CID etc.. e não fez a inclusão de seu filho ela não pode reprovar. Este é o meu entendimento.

    É um caso mais fácil para reverter de reprovação.

    Qual é o seu Estado? Se for São Paulo melhor porque aqui temos muitos atos normativos do Conselho Estadual de Educação que favorece o aluno.Deliberação CEE n.127/2014 http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-sp-n-1272014-altera-a-deliberacao-cee-sp-n-1202013/

    Entre com recurso para reverter a reprovação, ok?

    Se for Estado de São Paulo tem prazo rigoroso e não pode perder o prazo ok?

    Se precisar faço a defesa do aluno mas cobro honorários para isso. sonia@centrodestudos.com.br

    Abraços

  468. odival ssasse comenta:

    dezembro 13, 2014 @ 22:09

    prof sonia sou de blumenau sc estudo em uma escola publica e tenho uma duvida fiquei em exame em uma materia biologia media bimestral 6.5 a escola pode me reprovar caso nao consigo os pontos

  469. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 14, 2014 @ 3:25

    Cesar a escola está correta porque está seguindo o que determina uma vasta legislação de proteção de crianças com necessidades educacionais especiais.

    Uma criança com TDAH bem diagnosticada aprende de um modo diferente dos demais e por isso precisa de um trabalho pedagógico diferenciado e assistido como determina uma série de atos normativos e leis a respeito deste assunto.

    Então , não é o seu filho que tem que se adaptar mas a escola é que tem que ajudá-lo dentro do modo dele aprender.

    Recomendo que você estude e observe como é que o seu filho aprende e no início do próximo ano letivo solicite para a escola que faça (como recomenda as Diretrizes Nacionais Curriculares para Educação Especial) um PDI para ele – Plano de Desenvolvimento Individual, que preve assistência de uma profissional com ele para assisti-lo mais … enfim…

    Ele precisará que você conheça toda a legislação e o defenda até ele conseguir se defender sozinho ok?

    Eu recomendo que ele avance porque é um direito dele, porque a Resolução CNE/CBE n.07/2010 não permite reprovação nos três primeiros anos de ensino fundamental.

    Agora, em 2015 é necessário que ele tenha um acompanhamento específico da escola. Entre em contato comigo em janeiro e fevereiro que eu o oriento como pedir para a escola um trabalho diferenciado, ok? Agora não posso fazer isso porque estou com muito trabalho .. abraços

  470. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 14, 2014 @ 3:26

    Leticia, sim pode reprovar dependendo do Regimento Escolar e do Conselho de Classe ok? abraços

  471. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 14, 2014 @ 3:28

    Odival a escola pode lhe reprovar e se fizer isso vc tem 2 dias para recorrer ok? http://www.soniaranha.com.br/recurso-contra-reprovacao-escolar-em-santa-catarina/ página 7 ,.. leia para recorrer ok?

  472. Ronaldo comenta:

    dezembro 14, 2014 @ 12:04

    Sônia sou de são paulo

  473. odival ssasse comenta:

    dezembro 14, 2014 @ 22:41

    prof sonia se eu nao conseguir a nota na prova o conselho pode me passar mesmo em uma materia

  474. odival ssasse comenta:

    dezembro 14, 2014 @ 23:34

    como eu faco para recorrer a reprovacao, como funciona um concelho de classe me ajude prof sonia estou desesperado a prof sonia eu ja ouvi que se o aluno fica em uma materia e tem no minimo nota 5 o aluno nao pode ser reprovado isso e verdade

  475. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 15, 2014 @ 5:31

    Odival sim, pode, sim.

  476. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 15, 2014 @ 5:33

    Odival em geral o Conselho de Classe não reprova aluno em apenas uma matéria. Mas se você já foi reprovado ou se for entre com recurso, ok?
    Fique calmo!! abraços

  477. Claudia comenta:

    dezembro 15, 2014 @ 17:03

    Prof.ª Sônia, Agradeço o retorno, sou do estado do Paraná, não sei se há legislação específica para estes casos como em São Paulo, mas posso considerar de seguir o modelo de solicitação de reconsideração da decisão do conselho de classe? Eu me baseie no modelo que vcs tem em São Paulo e fiz adaptações, imprimi tbém a Lei de Diretrizes de Bases e vou levar o parecer da psicopedagoga. Neste primeiro momento, posso tentar reverter junto ao próprio colégio. Qual a sua opinião? Marquei uma reunião amanhã pela manhã com o Coordenador de Educação do colégio.
    Grata.

  478. Claudia comenta:

    dezembro 15, 2014 @ 17:05

    Prof.ª Sônia, Agradeço o retorno, sou do estado do Paraná, não sei se há legislação específica para estes casos como em São Paulo, mas posso considerar de seguir o modelo de solicitação de reconsideração da decisão do conselho de classe?

  479. jessica lima comenta:

    dezembro 16, 2014 @ 3:19

    Ola eu gostaria de saber se posso ficar reprovada por csusa de matematica pois tirei nota baxa o ano inteiro mais é so essa materia me ajude estou dr

  480. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 16, 2014 @ 5:21

    Claudia, é isso !! Siga adiante!!

  481. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 16, 2014 @ 5:30

    Jessica, pode se o Regimento Escolar de sua escola prever a reprovação em um único componente curricular, mas em geral o Conselho de Classe aprova. abraços

  482. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 16, 2014 @ 5:31

    Claudia Paraná http://www.soniaranha.com.br/estado-do-parana-e-o-recurso-contra-a-reprovacao-escolar/

  483. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 16, 2014 @ 5:34

    Ronaldo Entre com a Deliberação CEE n.127/2014 http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-sp-n-1272014-altera-a-120/

    Vc tem 10 dias a contar da data que soube da reprovação para entrar na escola com pedido de reconsideração endereçado ao diretor . Se você é menor peça para seu responsável legal fazer isso, ok?

    Abraços

  484. sandra comenta:

    dezembro 16, 2014 @ 15:55

    Boa tarde!minha filha estuda na escola militar de salvador e nao cosegui os pontos nescessario na prova final e nem na recuperaçao como n tinha 16 pontos para partucipar do concelho de classe foi reprovada.quro saber se a escola pode reprovar o aluno faltando 1ponto ?

  485. Gabriel Antônio comenta:

    dezembro 16, 2014 @ 22:35

    Olá meu nome e Gabriel sou estudante do terceiro ano do ensino médio no colegio conexão em Juiz de Fora MG.Estou de recuperação final em quatro matérias e com receio de repetir porém estou praticamente aprovado na UFJF universidade federal daqui gostaria de saber se eu for aprovado na faculdade o colegio pode me reter no terceiro ano?Desde ja meu obrigado!!!

  486. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 17, 2014 @ 5:54

    Sandra, pode. Tudo depende do Regimento Escolar , se a escola prevê reprovação por 1 ponto pode. Não deveria, mas pode.

    O que significa o pode? Legalmente pode, porque a escola é autônoma para assumir o seu sistema de avaliação. Há escolas que reprovam por décimos.

    Agora, do meu ponto de vista é pedagogicamente incorreto. Mas que se estiver expresso em Regimento …

    Você pode recorrer usando a lei federal n.8069/90,aritog 53,inciso III.

    Abraços

  487. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 17, 2014 @ 5:58

    Gabriel pode sim..

    Trate de estudar violentamente!

    Se reprovar entre com recurso, ok?

    Abraços

  488. Julia Ferraz comenta:

    dezembro 17, 2014 @ 17:16

    Olá meu nome é Julia, Estudo em uma escola publica (No qual a media é 6.0) E estava precisando tirar 114 em Artes e tirei 100 eu posso reprovar por isso? És a unica materia

  489. Maxmilliano Oliveira comenta:

    dezembro 17, 2014 @ 22:37

    Meu nome é Maxmilliano eu fiquei com média anual 5,5 e fui pra recuperação e tirei 1 na prova só que a média da recuperação vai pra 5,0 já que eu tirei um eu passo ou sou reprovado eles tem que botar minha média anual 5,5 já que a média é reduzida eu passo ou reprovo a

  490. Thales Matheus comenta:

    dezembro 18, 2014 @ 14:01

    - Ola Sou Thales tenho 13 anos estou fazendo o 8-ano ensino fundamental fui tinha sido reprovado em 3 matérias mais consegui sair de 1 agr fiquei em duas matérias sendo Portugues , matematica , sendo que em matemática falta 1 ponto e português 2,5 moro no rio de janeiro estudo na escola ciep 112 vou ser reprovado?

  491. Breno Henrique comenta:

    dezembro 18, 2014 @ 17:05

    Olá, Meu nome é Breno e estou no sétimo ano, eu fiquei de recuperação em Matemática, o meu colégio é público e eles dizem que é necessário ter 20,0 pontos no final do ano, eu tenho 21 em matemática, porém não alcancei os 5,0 pontos necessários para cada bimestre, corro risco de reprovar em uma matéria ?

  492. Lusimar comenta:

    dezembro 18, 2014 @ 23:25

    Olá Sonia,

    Minha filha estuda em uma escola particular, ela perdeu com média final 4.7 em português e geografia, ela teve vários problemas no início do ano e precisou faltar praticamente todo o 1 bimestre por problemas de saúde devidamente justificados com atestados médicos por problemas de saúde devido ao lúpus. Se não bastasse isso ela tem problema de déficit de atenção comprovado com atestado médico e cópia da receita da medicação que ela usa, mas a escola ignorou completamente não repassando o atestado devidos aos professores. Moro em itaperuna rj vc acha que posso recorrer?

  493. emily gabriela comenta:

    dezembro 19, 2014 @ 19:33

    Boa tarde, meu nome é emily eu atingi 5,0 anualmente em todas as matérias, mas a media da escola era 60 e reprovei quanto eu tenho algo que possa fazer para nao reprovar? e quanto tempo após a entrada de ferias da escola eu tenho para fazer algo sobre isso fiquei em 5 matérias

  494. emily gabriela comenta:

    dezembro 19, 2014 @ 19:55

    eu reprovei em quatro materiass só que atingi 200 pontos em todas mas para a escola a media anual é 240 o que eu faço posso recorrer e qual lei que se usa neste caso e o colégio lançou o edital dia 17 da reprova ate qndo eu posso recorrer ? mesmo com a escola estando em ferias ? o que eu faço ? e tem algum custo para recorrer?

  495. Eliane comenta:

    dezembro 19, 2014 @ 22:30

    Boa Tarde, meu filho ficou de exame em Português,Matemática e Ciências. Passou em português e ciências e só não conseguiu em matemática, gostaria de saber se ele pode pagar matéria e como devo fazer. Somos do Estado de Rondônia.

    desde já agradeço.

  496. Luciano comenta:

    dezembro 20, 2014 @ 1:47

    Eu fiquei na recuperação final por 0,4 décimos o que fazer?

  497. roberta comenta:

    dezembro 20, 2014 @ 3:01

    Ola, meu filho esta no 3ano do fundamental. Durante todo ano suas notas foram na media , ele chegou a fazer aula de reforço de matemática . A professora de reforço dizia que ele esta bem. Só que a professora dele pegava mito no os dele, pois ele é brincalhão mas respeitava a professora . meu filho reclamava que ela nunca deixava ele brincar depois que ele terminava as tarefas em aula. A professora náo me comunicou que ele náo estava indo bem , perguntava pra ela e ela me dizia que tava tudo bem. Mas hoje fui pegar o boletim dele e tive a supressa que meu filho foi reprovado,ela disse que só foi em matemática que ele náo sabe resolver contas de divisão., ate perguntei para ela se tinha alguma coisa que podia ser feito para reconciderar ela ,e disse que nao. Questinei ela as notas das provas e ela disse que na escola o modo de avaliação é por letra. Como eu disse nos dois trimestre ele náo teve vvermelho passou na media, suas aulas de reforço eram junto com a escola e troços diziam que ele estava bem, a professora de reforço sai do colegio logo nno ultimo trimestre do final de ano ,no qual meu filho foi reprovado. O que faço ?? Náo entendo pq ela me dizia que ele estava indo bem. O que devo fazer? Esta certo essa reprovação do meu filho? Moro em porto alegre rio grande do sul. Obrigada

  498. roberta comenta:

    dezembro 20, 2014 @ 3:05

    Desculpe meus erros de ortografia , estou pelo celular , espero sua resposta

  499. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 20, 2014 @ 19:12

    Roberta ,

    1) Entre com Pedido de Reconsideração endereçado ao diretor da escola
    2) Depois com Recurso se a escola mantiver a reprovação junto a Coordenadoria Regional de Educação CRE.

    http://www.educacao.rs.gov.br/pse/html/cre.jsp?ACAO=acao2&CRE=1

    Use a Resolução CNE/CBE n.07/2010 artigo 30.

    Abraços

  500. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 20, 2014 @ 19:13

    Luciano, recorra, mas para eu lhe dar detalhes preciso saber qual é o Estado que você mora, ok?
    Aguardo

  501. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 20, 2014 @ 19:15

    Eliane, depende da escola.
    Pagar matéria é ficar de dependência?
    Depende se a escola tiver no Regimento Escolar este expediente,ok?
    Abraços

  502. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 20, 2014 @ 19:21

    Emily se vc for do Estado de São Paulo pode recorrer em 10 dias a contar do dia 17/12.

    Vai cair no dia 26/12

    Recomendo que você interponha o Pedido de Reconsideração no dia 22/12 – 2a feira.

    Um responsável legal por você deve escrever um Pedido de Reconsideração endereçado ao diretor da escola conforme consta da Deliberação n.127/2014. http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-sp-n-1272014-altera-a-deliberacao-cee-sp-n-1202013/

    http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-sp-n-1272014-altera-a-120/

    Se a escola estiver fechada envie por correio Sedex , carta registrada.

    Abraços

  503. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 20, 2014 @ 19:27

    Julia, pode sim. Normalmente o Conselho aprova, mas pode reprovar.
    Abraços

  504. roberta comenta:

    dezembro 21, 2014 @ 17:27

    Esse pedido de reconsideração posso fazer por escrito? Eu não tenho como imprimir . Se der me mande um link de modelo. Obrigaga

  505. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 14:30

    Olá Roberta , pode ser feito à mão sim.
    O modelo pegue aqui nos comentários,ok? http://www.soniaranha.com.br/deliberacao-cee-sp-n-1272014-altera-a-deliberacao-cee-sp-n-1202013/
    Abraços

  506. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 14:33

    Maxmilliano, não tenho como responder porque depende das regras expressas no REgimento Escolar da sua escola….
    Eu teria que ler o Regimento para entender quais são os critérios avaliativos, ok?
    Abraços

  507. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 14:35

    Thales, se você não atingir os pontos necessários,sim, é provável, ok? Estude se ainda der tempo.
    abraços

  508. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 14:35

    Breno sim, corre o risco.
    Abraços

  509. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 14:39

    Lusimar, pode recorrer sim! E deve. A sua filha é um caso de necessidade especial.

    1) Entre com o Pedido de Reconsideração na escola;
    2) Depois entre com o Recurso junto a Diretoria Regional de Ensino;

    Eu presto serviço de escrever o documento de defesa do aluno, mas cobro honorários por isso, se precisar entre em contato: sonia@centrodestudos.com.br – mas só estarei fazendo isso no dia 26/12 e você poderá levar na escola no dia 29/12, ok?

    Abraços

  510. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 14:45

    Emily, depende .. você é de qual Estado?

    Se for do Estado de São Paulo tem 10 dias para entrar com o Pedido de Reconsideração.

    Se você soube da reprovação dia 19/12 tem até o dia 26/10 para entrar com o Pedido. Se a escola fechou para as férias envie por SEdex 10, carta registrada, para ter um comprante de que entrou com o Pedido no Prazo de 10 dias.

    Se a secretaria da escola estiver aberta , interponha o Pedido no dia 26/12

    Abraços

  511. Marcelle Rodrigues comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 16:19

    Olá, sou Marcelle sou de São Luís do Maranhão, fiquei reprovada em geografia, gostaria de saber se tem como recorrer

  512. fernanda barbosa comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 21:49

    Fiquei de recuperação em matematica e portugues estou no 9 ano e não conseguir recuperar , se caso proximo ano meu desepenho ate o segundo bimestre for exelente posso fazer uma prova para ir pro primeiro ano ou não tem como vou ter que repetir o ano toda ? ( Sempre fui uma boa aluna essse ano por certos motivos cair ). Obrigado

  513. Gabriella Menez comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 23:02

    Fiquei de recuperação em 5 matérias no primeiro ano do ensino médio, fiz as provas, sendo elas de: matemática, física, química, biologia e inglês. Em todas elas, tenho certeza que atingi a média, só não em física. Posso ser reprovada?

  514. Gabriella Menez comenta:

    dezembro 22, 2014 @ 23:10

    Obs: escola particular de Fortaleza. Sua média é 7.

  515. Guilherme Pire comenta:

    dezembro 23, 2014 @ 12:02

    Eu fui reprovado este ano em 2 matérias por 1 Décimo no exame final,se no caso se fosse Aprovado iria ir para o 9 º ano em 2015.
    Queria saber se tem como eu refazer essas provas, ou reverter a Reprovação para que eu passe para o proxímo ano aqui em Santa Catarina.

  516. Luiza Salcides comenta:

    dezembro 23, 2014 @ 13:56

    Ola, meu filho foi reprovado, obtive a noticia da formas mais estranha possivel nunca tinha visto isso, tomei um susto.
    Fui efetuar o pagamento da ultima mensalidade da escola no dia 22/12 e perguntei se a pasta das Notas escolares ja estavam prontas, sendo que, não avisaram o dia da entrega. Me entregaram a pasta e quando li o laudo estava escrito que ele não tinha sido promovido para o 6º ano. Fiquei perplexa, como assim?
    Pelo que eu entendo alem da recuperação do bimestre que ele fez referente a tres materias e inclusive ele passou nas materias e atingiu a media do 4º bimestre, porem não foi chamado e nem avisado sobre a recuperação final anual. So simplesmente me entregaram a pasta sem nenhuma explicação a mais. Alem de tudo não sei se teve conselho de classe e se levaram em consideração no conselho que ele tem TDAH. Gostaria de saber o que devo fazer nesse caso?
    Sou de Palmas-TO.

  517. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 23, 2014 @ 17:17

    Marcelle desconheço o procedimento no Maranhão, mas penso ser possível em função da lei federal n.8069/90, artigo 53, inciso III.

    Entre com o Pedido de Reconsideração na escola
    Se a escola mantiver a reprovação
    Entre com Recurso na Secretaria de Educação, ok?

    Abraços

  518. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 23, 2014 @ 17:19

    Fernanda querida não .. não pode.. infelizmente.

    Sua ideia é boa mas infelizmente a reprovação é para um ano todo..

    O que você pode tentar é uma escola que faça reclassificação. Ela matricula vc no 9o ano e depois aplica uma prova se vc se sair bem ela reclassifica para o 1o ano.

    Mas precisa encontrar escola que faça isso ok?

    abraços

  519. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 23, 2014 @ 17:19

    Gabriella se vc tem certeza de que atingiu a média não tem como ficar reprovada.
    abraços

  520. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 23, 2014 @ 17:24

    Guilherme teria, mas em Santa Catarina há um ato normativo que diz que após 2 dias úteis que soube da reprovação tem que entrar com o Pedido de Revisão na escola e depois se mantida a reprovação entrar com Recurso junto a CRE .. mas o problema é que já passou os dois dias úteis que soube da reprovação não?
    Então.. esse é o problema..

    Vc quiser tentar.. vai que a escola nem sabe deste ato normativo? Tentar não mata ninguém não é mesmo?

    http://www.soniaranha.com.br/recurso-contra-reprovacao-escolar-em-santa-catarina/

  521. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 23, 2014 @ 17:28

    Luiza!! O que é isso!

    Entre com o recurso.

    Desconheço se há ato normativo que discipline o processo de recurso, mas acho que não deve haver .. melhor daí não tem prazo.

    1) Entre com Pedido de Reconsideração na escola
    2) Mantida a reprovação entre com Recurso na Secretaria de Educação.

    se precisar de ajuda para elaborar os documentos posso fazer porém cobro honorários para isso.

    Se você entregou laudo de TDAH no início do ano, tem como provar que a escola tem ciência de que trata de um aluno com necessidades educacionais especiais vc vai até o Conselho Estadual porque há uma vasta legislação que ampara os alunos e é muito provável reverter essa reprovação, ok?

    Estou de Natal !! Mas retorno as atividades dia 26/12 entre em contato sonia@centrodestudos.com.br ou saranha@mpcnet.com.br abraços

  522. Guilherme Pires da Silva. comenta:

    dezembro 23, 2014 @ 18:28

    Se em 2015 eu Provar para a administração da escola que minha reprovação foi injusta, e no decorrer do bimestre mostrar destaque da turma, eu teria condições de ser passado para o 9 º ano de 2015 ?

  523. ITAMAR GOMES DINIZ comenta:

    dezembro 24, 2014 @ 14:12

    Olá, estou um pouco aflito, pois recebi a noticia da escola em que meu filho estuda, aqui em Patos na Paraíba, que ele foi reprovado nests escola privada. Detalhe, é o terceiro ano consecutivo que ele é reprovado no 7º ano. Por favor peço orientações.. obrigado!!

  524. Andrea Alzira Nunes Rodrigues Amaro (G_Geo 2S14 S1) comenta:

    dezembro 24, 2014 @ 19:11

    Boa Tarde, gostaria de uma informação, fiz curso tecnico de enfermagem e cursei durante 2 aos e 4 meses as materias sao por modulo, e no penultimo modulo, ultrapassei 25% falta do modulo, teria que ter 24 faltas eu tive 29, aonde eu justifiquei com uma delcaração da faculdade on line, informei que um dia cheguei atrasada devido o congestionamento e no outro dia foi uma retirada de dente, mais como a secretaria nao aceitou o atestado porque era de dentista, mais justifiquei e informei que a secretaria nao aceita, resumindo me reprovaram no modulo pq nao aceitaram a justificativa de chegar atrasada e nem do dentista , acabei sendo prejudicada o que fazer, podem cobrar 25% de presença em modulos.

  525. Vania Andrade comenta:

    dezembro 26, 2014 @ 17:08

    Olá Professora Sônia.
    Tenho uma filha de 05 anos que cursou o grupo 05 em uma escola particular. Teoricamente, ele teria que ir para o 1º ano (alfabetização) já que completa 06 anos no mês de Maio. Mas a professora quer retê-la no grupo5 alegando que ela não sabe ler.
    Isso pode acontecer? Não seria a alfabetização a séria que a capacitaria para leitura? Ela reconhece todas as letras, números, cores, formas. O ‘problema’ é que ela não ler.
    Pode me orientar?

  526. Vania Andrade comenta:

    dezembro 26, 2014 @ 17:17

    Preciso salientar também que a escola foi notificada que minha filha tem o diagnóstico de TDAH e isso as motivou a querer retê-la no G5, alegando que esse ‘problema’ atrapalhou o desempenho dela em sala de aula por conta do comportamento inadequado.

  527. Mariangela Silva Padilha comenta:

    dezembro 27, 2014 @ 3:30

    Meu filho é repetente do sexto ano, o ano passado ficou em ciências e história conseguiu recuperar ciências mas acabou rodando na outra, este ano ficou em recuperação em história e religião com a mesma professora do ano passado que da as duas matérias ,acabou rodando.As professoras á diretora são categóricas em dizer que ele é um aluno inteligente que não sabem porque isso aconteceu, bom já que ele tem potencial para ir para o sétimo ano o que posso fazer ,gostaria de ajudá-lo pois acho uma pena uma criança que tem condições repetir o ano, até porque isso acaba desmotivando o aluno a não querer estudar mais, me ajudem, obrigada.

  528. Mateus C. comenta:

    dezembro 27, 2014 @ 16:28

    Ola, sou aluno do primeiro ano do ensino médio minha escola quer que eu faça uma recuperação por causa que fiquei com 5,5 na media do ultimo bimestre mas, eu já havia conseguido a media final maior que 6 será que sou obrigado a fazer essa recuperação paralela.

    obrigado.

  529. Vania comenta:

    dezembro 27, 2014 @ 18:44

    Olá pró Sonia, tenho uma filha de 05 diagnosticada com TDAH, a escola tem conhecimento do laudo. Este ano ela cursou o Grupo 5 e a professora quer que ela repita a série sob alegação que ela ainda não sabe ler para cursar a alfabetização (1º ano). Poderia me orientar a contestar o resultado, uma vez que a menina reconhece todo alfabeto, números, cores, tamanhos, proporções e a única coisa que ela não conseguiu foi fazer a soletração para leitura.

  530. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 28, 2014 @ 21:34

    Guilherme infelizmente não. Deveria ser assim como vc está pensando mas não. O sistema de ensino é burro e por isso é seriado e reprova os alunos.
    Abraços

  531. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 28, 2014 @ 22:02

    Vania ,

    A matrícula no 1o ano do ensino fundamental deve seguir a data-corte se a sua filha está dentro da data-corte ela segue para o 1o ano, caso contrário , fica na Ed. Infantil.

    Só isso poderá fazer com que a sua filha fique na Ed. Infantil.

    A professora não tem autoridade para reter a sua filha na Ed.Infantil porque não há reprovação na Ed.Infantil.

    Busque outra escola porque esta não é boa pois não seguem a legislação vigente e desconhecem o significado de letramento e alfabetização ok?

    Abraços

  532. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 28, 2014 @ 22:07

    Vania se a sua filha tem TDAH ela é um caso de necessidade educacional especial e por isso não deve ficar reprovada na Ed.Infantil. A escola deverá assisti-la em sua diversidade.
    A legislação é vasta a este respeito. Seguem links para você:

    http://www.soniaranha.com.br/meu-filho-tem-deficit-de-atencao-e-agora/

    http://www.soniaranha.com.br/inclusao-custos-e-as-matriculas-2015/

    http://www.soniaranha.com.br/aos-pais-de-criancas-ou-adolescente-com-necessidades-especiais/

    http://www.soniaranha.com.br/inclusao-de-alunos-com-necessidades-especiais/

    http://www.soniaranha.com.br/plano-de-desenvolvimento-individual-pdi/

    http://www.soniaranha.com.br/inclusao-nao-sei-fazer-isso-mas-sei-fazer-aquilo/

  533. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 28, 2014 @ 22:08

    Olá Mariangela,

    Entre com o Pedido de Reconsideração endereçado ao diretor e se mantiver a reprovação entre com o Recurso junto a Secretaria de Educação, ok?

    Abraços

  534. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 28, 2014 @ 22:15

    Itamar, como isso pode acontecer!!

    É um fracasso do sistema de ensino e não de seu filho.

    Consegui reverter um caso assim aqui em Hortolândia , aluno reprovado pela 3a vez no 1o ano do ensino médio.

    Você deve tentar entrar com o Pedido de Reconsideração na escola e se não der jeito com Recurso junto a Secretaria de Educação.

    Eu presto serviço de elaborar o documento de defesa do aluno mas cobro honorários. Entre em contato: sonia@centrodestudos.com.br

  535. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 29, 2014 @ 1:00

    Mateus C. depende do que está previsto no Regimento Escolar da escola.Se este procedimento constar do Regimento vc é obrigado a fazer sim, ok?
    Abraços

  536. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 29, 2014 @ 1:01

    Vania, recorra porque há uma vasta legislação que protege a sua filha, ok?

    Vá a luta porque sem lutar vc não consegue fazer valer o texto da lei.

    Abraços

  537. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 29, 2014 @ 1:38

    Andreza não sei lhe responder porque eu teria que ler o Regimento da Escola.

    Recomendo que vá a Secretaria de Educação que supervisiona a escola e verificar se isso é legal, ok?

    Abraços

  538. Joelma Maria comenta:

    dezembro 30, 2014 @ 17:58

    Sônia sou professora efetiva do Estado de Goiás, todo final de ano as tutoras dizem que a LDB Nacional garante a aprovação do aluno que obtiver média 5,0, mesmo que no regimento da escola a média seja 6,0. Fiz uma leitura detalhada e não consegui encontrar nenhum artigo que diz que a média nacional é 5,0. Você tem o artigo aí ou a lei que diz explicitamente essa media?
    Aguardo resposta. Abraços.

  539. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 30, 2014 @ 23:27

    Joelma , acho que isso é lenda urbana! ( rs)

    Às vezes chega aqui no blog essa conversa de média nacional. Não existe isso.

    O MEC assume uma média para avaliação de metas de políticas públicas, mas não há uma média nacional para as escolas,porque as escolas são autônomas para escolher e assumir sistemas avaliativos que queiram com médias ou não, porque não há um único jeito de avaliação.

    As escolas podem usar, se quiserem, um sistema de avaliação qualitativo que dispense, por exemplo, as notas e médias, e trabalhe apenas com objetivos.

    De modo que isso não existe,ok?

    Abraços

  540. leandro comenta:

    janeiro 2, 2015 @ 23:56

    estou no 9 ano passei em todas as matérias fiquei apenas em português pra eu passar faltam 2 pontos eu posso reprovar de ano fazer novamente 9 ano moro em manaus escola publica

  541. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 3, 2015 @ 14:08

    Leandro, sim… pode reprovar.

    Recomendo que leia muito e escreva muito para superar suas dificuldades na língua portuguesa especialmente em ortografia ok?

    Abraços

  542. Vania comenta:

    janeiro 4, 2015 @ 0:17

    Muito obrigada pelas orientações Pró Sônia. Vou recorrer pelos direitos da minha filha.

  543. patricia jacob comenta:

    janeiro 6, 2015 @ 23:10

    Olá Sonia estou meio que desesperada! minha filha foi reprovada em 4 materias em uma escola particular no segundo ano do ensino medio, este ano foi um ano muito complicado pra ela, passamos por uma separação eu e o pai de la e foi muito traumatizante, tenho ate um laudo psiquico que ela teria que ter um acompanhamento mais cuidadoso, mas a escola ignorou. Acontece que estou tentando transferi-la pra uma escola publica para fazer uma reavaliação e minha duvida e a seguinte: pelo fato da escola particular te-la reprovada em 4 materias fisica quimica matematica e literatura a escola publica aceita ela por nao ter a materia literatura? e possivel fazer uma reclassificação? por favor preciso saber se tem recursos pra isso? ela esta com depressao e esse fato so pioraria tudo! obrigada prof Sonia por esta dedicação!

  544. yan ribeiro comenta:

    janeiro 7, 2015 @ 22:18

    Ola por favor eu queria saber se o colegio pode reprovar o meu filho ele ficou de denpendecia em duas materias e vai ter que fazer um trabalho e uma prova ele pode repetir de ano se não passar da prova e do trabalho ?

  545. Debora Tanji comenta:

    janeiro 8, 2015 @ 12:08

    Bom dia Sônia, um filho tem 6 anos e cursou o primeiro ano com muita dificuldade. Ele é uma criança imatura e não conseguiu alcançar os objetivos propostos. Acreditamos a escola (particular em SP) e eu que seria mais indicado ele repetir o primeiro ano (ele está com a autoestima afetada), conversamos com ele que tem tbm um acompanhamento psicopedagógico e estava tudo de acordo. Porém a delegacia de ensino, vetou a reprovação, com base na nova lei (Parecer CEE nº 285/2014 – CEB – Aprovado em
    24/09/2014). Como posso proceder? Estou desesperada ! Obrigada Débora

  546. camilla rodrigues comenta:

    janeiro 8, 2015 @ 23:55

    ola eu reprovei no segundo ano do ensino medio em fisica por causa de decimos e queria saber como faser para pagar a materia e passsar para o terceiro ano do ensino medio..sou de salgado/se

  547. Silvana Maria Da Silva Oliveira comenta:

    janeiro 12, 2015 @ 0:57

    Oi ,minha filha ganhou uma bolsa em uma escola particular o ano passado ,pois como ela gosta de futebol fez um teste para jogar futsal e foi aprovada, cursou o oitavado ano mas ficou na depencia por 3,2 em matematica e 1,5 em português . Porém eles eliminaram o time do ano 2000 ela fazia parte deste time agora inscrevi na escola estadual no oitavo ano ou seja ela vai repetir .Eu posso tentar um provão alguma coisa parecida ,pois ela sempre estudou em escola estadual, sempre foi boa aluna e nunca rodou.Se puder me orientar agradeço..

  548. Camila Passaro comenta:

    janeiro 12, 2015 @ 17:22

    Olá professora.
    A dois anos atrás a gente foi mora em João Pessoa – pb
    No primeiro ano das criança na escola eles reprovaram meu irmão na oitava série por causa de uma única matéria que ele não tinha na escola que ele estudava em SP.
    Esse ano íamos volta para SP, só que minha irmã fico em ciências apenas em ciências e o professor passo ela pelo Conselho mais que ela iria ter que fica mais 1 ano nessa escola. Caso dirá ela da escola ela vai ser reprovada, o que fazer?

  549. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 12, 2015 @ 21:38

    Patricia, haveria um modo de entrar com o Recurso mas acredito que o prazo expirou..

    Da ciência da reprovação 10 dias corridos é o prazo exceto se ele cai no meio das festas de final de ano e recesso escolar.

    A reclassificação não depende das disciplinas que ficou reprovada.

    Os critérios para reprovação depende de cada escola e a unidade escolar que pretende matricular a sua filha é que dirá como será feita a reclassificação ok?

    Abraços

  550. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 12, 2015 @ 22:04

    Débora, muito difícil vc conseguir retê-lo mesmo que tente na Justiça, exceto se ele tiver um laudo médico indicando a reprovação.

    O conceito de imaturidade não é um bom argumento .. tem que ser feito de forma diferente.

    A escola sabe que não se pode reprovar nos três primeiros anos do ensino fundamental em função da Resolução CNE/CBE n.07/2010 artigo 30 e já deveria ter feito uma adaptação curricular para isso assim evitaria o seu desespero.

    A escola está errada e ilegal e o seu filho está certo.

    Que a escola mude o seu Projeto Pedagógico e Matriz Curricular e sistema de avaliação e se adapte a lei.

    Abraços

  551. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 12, 2015 @ 22:06

    Yan, pode sim.
    Abraços

  552. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 12, 2015 @ 22:14

    Camila qual é o seu Estado? Escola pública ou particular?
    Aguardo

  553. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 12, 2015 @ 22:27

    Olá Silvana, vc pode tentar uma reclassificação . Verifique com a escola se consta no Regimento Escolar a reclassificação ok?

    Abraços

  554. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 12, 2015 @ 22:30

    Camila, não , uma vez aprovada, aprovada está e poderá ser transferida para qualquer outra escola.

    Só precisa ter certeza de que a sua irmã foi aprovada mesmo.

    Abraços

  555. Thalia Alves comenta:

    janeiro 15, 2015 @ 2:17

    Ola estou no segundo ano do ensino médio , no final do ano letivo fiquei em dependência em matemática e física , depois eu vi que a professora de artes me deu uma nota baixa no quarto bimestre que pode me reprovar , sendo que nesse quarto bimestre ela esteve ausente , e desconheço os motivos , ela pode fazer isso ? Não tive os meu direitos de fazer prova , teste, trabalho e recuperação … Estou desesperada , porque por causa disso posso reprovar .

  556. gu comenta:

    janeiro 28, 2015 @ 19:06

    gostaria de saber qual é da data para uma criança entrar no g 3 na bahia, pois sei que ano passado data era tinha que completar 3 anos até 31/03 para entrar no grupo 3 do maternal.

    no entanto soube de um caso este ano em outra escola aqui mesmo na Bahia, não me recordo o nome dela que aceitou uma criança que só fará 3 anos em julho de 2015 e deixou entrar, mas falou que se ela sent8 alguma dificuldade em um mês e meio a colocará no grupo 2.

  557. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 29, 2015 @ 4:18

    Gu, Bahia tem uma sentença judicial.

    Leia aqui http://blog.centrodestudos.com.br/decisao-garante-matricula-de-criancas-com-menos-de-quatro-anos-na-pre-escola-na-bahia/

    http://blog.centrodestudos.com.br/mpfba-recomenda-que-colegio-mendel-vilas-matricule-crianca-menor-de-quatro-anos/

    abraços

  558. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 29, 2015 @ 4:37

    Thalia vc pode recorrer desta decisão. Qual é o seu Estado? Verifique se o prazo para recorrer expirou, se não , entre com Pedido de Reconsideração junto a direção e depois Recurso junto a Secretaria de Educação ok? abraços

  559. rejiane santana alencar comenta:

    janeiro 31, 2015 @ 0:43

    Olá, boa noite meu filho foi reprovado a 2 série; passou pra 3 serie com muito custo; e esse ano de 2014 não sei se ele passou; gostaria de saber se a escola pode reprovar uma criança assim eles não pensa na criança no trauma que isso pode causar, o que eu posso fazer para ajudar meu filho e com isso ele nem aprendeu a ler, me ajude por favor; ele estuda em uma escola municipal , moro em laranjalPaulista uma cidade do interior de São Paulo.

  560. Lilian Mello comenta:

    janeiro 31, 2015 @ 12:24

    Bom dia prof. Sônia. Gostaria de uma ajuda. Minha filha tem 5 anos e está no jardim II de escola privada. É jardim de infância e ano que vem precisarei colocá-lá no CA em outra escola de 1° ao 9° ano, também privada. Ela estará com 6 anos completos. A escola pode aplicar prova para a minha filha e dependendo do desempenho dela há possibilidade de ela precisar fazer o jardim II novamente?
    Estou preocupada, pois tenho conhecimento de 3 crianças da escola da minha filha que ao mudar para outra escola, foram submetidas a esta avaliação e voltaram ao jardim II na outra escola. Enfim. Uma criança de 6 anos de idade repetir o ano ao mudar de escola. Se acontecer isso com minha filha, eu teria algum respaldo para que não aconteça isso?
    Moro em Duque de Caxias-RJ
    Espero sua resposta. Muito obrigada!

  561. valdirene comenta:

    fevereiro 2, 2015 @ 19:08

    Olá, tenho um filho que estuda em uma escola publica do município de Santa Rita do Itueto Minas Gerais,só que esse ano, pra cortar o numero de funcionários da prefeitura,resolveram colocar menos professores pra trabalhar, serão somente 4 professores pra dar aula do Sexto ao nono ano,tem professor que vai trabalhar com ate 3 matérias,irão juntar o sexto e o sétimo ano na mesma sala de aula.Você sabe me dizer se podem realmente fazerem isso?Tem como nós pais,fazermos alguma coisa?Por favor me dê uma luz…Obrigada(Só pra deixar claro, dos 4 professores que irão trabalhar dois ainda nem concluíram suas faculdades,inclusive tem uma que está de recuperação.)

  562. alberico comenta:

    fevereiro 4, 2015 @ 8:04

    olá, professora gostaria de saber se teria jeito de eu voltar para a minha serie correta , porque fui reprovado por ser fora de faixa na escola ,mas só que tem que quando fui reprovado estavo no 1 ano do ensino fundamental de uma escola e essa escola iria ate o 4 ano. então depois mudei para outra escola como estou hoje no 9 ano do ensino fundamental sendo que é para eu estar no 1 ano do ensino médio. então professora sera que eu posso recorrer esse meu atraso de ser fora de faixa e voltar para minha serie correta como é o 1 ano do ensino médio.

  563. alberico comenta:

    fevereiro 4, 2015 @ 15:17

    E minhas notas estavam ótimas so porque sou fora de faixa me reprovaram e o problema é que mudei para outra escola que não tem nada a ver com o reprovamento meu ,sera que nessa escola que estou hoje consigo ir para o 1 ano ensino médio com algum documento explicando a causa do reprovamento e aceitando eu seguir minha serie correta (1 ano e.m). se poder mim ajudar ficarei muito grato…

  564. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 4, 2015 @ 16:49

    Alberico, ficou reprovado em uma escola está reprovado. Exceto se a escola atual fizer a reclassificação, ok?
    Qual é o seu Estado?

  565. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 4, 2015 @ 16:55

    Alberico , vc quer dizer for da faixa de idade?

    Veja se entendi…quando vc mudou de escola a transferência foi feita errada?
    Explique melhor o seu caso pausadamente para que eu possa entender ..

    1) Quando você fez o 1o ano do ensino fundamental? Qual o ano?

    2) Você reprovou o 1o ano do ensino fundamental?

    3) Depois continuou na mesma escola até o 4o ano?

    4) Quando você mudou de escola a escola não o matriculou no 4o ano? Em qual ano sua escola o matriculou?

    5) Quantos anos você tem?

    6) Qual foi o ano que você mudou de escola?

    7) Você está na mesma escola até hoje?

    Aguardo

  566. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 4, 2015 @ 17:46

    Valdirene,

    Tem como os pais fazerem algo sim…

    Junte o número de pais, escrevam um documento para o Ministério Público Federal de Minas Gerais explicando a situação bem detalhada e peçam uma ação do Ministério junto a Secretaria de Educação do Município.

    Fundamente com dados do IBGE http://www.cidades.ibge.gov.br/painel/educacao.php?lang=&codmun=315950&search=minas-gerais|santa-rita-do-itueto|infogr%E1ficos:-escolas-docentes-e-matr%EDculas-por-n%EDvel

    Encontre o MPF que atua na sua região ok?

    http://www.prmg.mpf.mp.br/instituicao/mpf-nos-municipios

    abraços

  567. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 4, 2015 @ 18:01

    Lilian, em que mês sua filha faz 6 anos?

    Acho que o teste é em função da alteração da lei estadual n.5.488/09.. eu não consegui pegar esta alteração.. piorou mais ainda a situação porque a alteração diz que com uma avaliação psicopedagógica a criança poderá ingressar no ensino fundamental … mas eu não li .. pode ser que seja isso..

    ô raios!! Ao invés de melhorar piorou ..

    Ou a escola faz processo seletivo.. daí o MP já impediu…

    Verifique qual é o tal do teste .. o que é esse teste .. é processo seletivo ou tem a ver com a lei estadual ..

    De qualquer forma sempre há a possibilidade do mandado de segurança para garantir a vaga, ok?

    abraços

  568. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 4, 2015 @ 18:14

    Rejiane.. até agora você não sabe se o seu filho foi aprovado para o 4o ano do ensino fundamental é isso?
    Não compreendi direito…

  569. alberico comenta:

    fevereiro 4, 2015 @ 22:44

    Meu estado é MG, cidade Conselheiro Lafaiete. resposta do questionário: 1) Foi em 2008, tinha 8 anos de idade. 2) Sim, fiz o 1o ano do ensino fundamental duas vezes, sendo que minhas notas eram ótimas, pois reprovei por ser fora de faixa ( nascido no mês de mês de Maio ) 3) Sim continuei até o 4o ano, porque era última série que tinha nessa escola. 4) Não, matriculou no 5o ano depois de ter feito 1o ano do ensino fundamental duas vezes, me matricularam no ano de 2012, quando mudei. 5) Tenho 15 anos. 6) Foi em 2012. 7) Desde que mudei em 2012, estou até hoje nela.

  570. alberico comenta:

    fevereiro 6, 2015 @ 13:44

    aguardo, professora.

  571. alberico comenta:

    fevereiro 7, 2015 @ 11:12

    Meu estado é de minas gerais ,cidade conselheiro Lafaiete
    1- FIZ O 1 ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL NO ANO DE 2007 TINHA 7 ANOS , FUI REPITIDO POR SER FORA DE FAIXA , ENTAO FIZ NOVAMENTE NO ANO DE 2008 TINHA 8 ANOS
    2- SIM FUI REPROVADO POR SER FORA DE FAIXA (NASCIDO EM MAIO) E REPROVADO COM OTIMAS NOTAS
    3- SIM CONTINUEI PORQUE O 4 ANO ERA O ULTIMO ANO DA ESCOLA
    4-NAO A ESCOLA ME MATRICULOU NO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL NO ANO DE 2012
    5- ATUALMENTE TENHO 15 ANOS
    6- O ANO QUE MUDEI FOI QUANDO ACABOU O 4 ANO A ULTIMA SERIE DA ESCOLA, QUE ERA NO ANO DE 2011, ENTAO ENTREI PARA OUTRA ESCOLA QUE ESTOU ATE HOJE NO ANO DE 2012
    7- SIM DESDE QUE MUDEI EM 2012 ESTOU ATE HOJE NA ESCOLA .
    ENTAO PRFESSORA A IDADE PARA ESTAR NO 9 ANO É DE 14 ANOS EU TENHO 15 SENDO QUE É PARA EU ESTA NO 1 ANO DO ENSINO MEDIO MEUS COLEGAS QUE ESTUDARAM COMIGO NO 1 ENSINO FUNDAMENTAL ESTAO TODOS NO 1 ANO DO ENSINO MEDIO PORQUE NAO FORAM REPROVADOS SOMENTE EU POR ELES DIZEREM QUE SOU FORA DE FAIXA. O QUE POSSO FAZER PARA IR PARA MINHA SERIE CORRETA O 1 ANO DO ENSINO MEDIO ?

  572. Laissa de Oliveira comenta:

    fevereiro 10, 2015 @ 19:36

    Oi….meu filho estuda numa escola particular e esta no 1°ano do ensino fundamental. Gostaria de saber qual a grade curricular de acordo com o Mec, ou quais as matérias que ele deve ter nesse ano. Desde já obrigada!!!!

  573. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 12, 2015 @ 2:04

    Laissa lei a Resolução CNE/CBE n.07/2010 http://blog.centrodestudos.com.br/resolucao-no-7-de-14-de-dezembro-de-2010/

    Esta é a Resolução que orienta todo o ensino fundamental.
    Mas cada escola é autônoma para optar pela sua Matriz Curricular.
    Abraços

  574. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 12, 2015 @ 3:59

    Alberico,

    1) A escola errou quando reprovou você no 1o ano do ensino fundamental para fazer uma correção de faixa.

    2) Sempre houve data-corte ou faixa .. e muitos que nasceram fora da faixa estão na mesma situação que a sua.

    3) Não acredito que seja possível corrigir um erro de tantos anos atrás.. talvez com um advogado, porque na área de educação penso ser difícil.

    4) Um responsável legal por você deve pedir na escola que você estuda atualmente uma reclassificação ou aceleração de série. É possível desde que o Regimento da escola conste.

    Então, tentar na escola atual com aceleração de série ou reclassificação ou via advogado..

    Teria que recuperar o seu boletim lá do 1o ano, comprovar que vc tinha notas compatíveis para ser aprovado mas que foi reprovado em função da data-corte da época.

    É isso! Abraços

  575. Jaciara de Sousa Limeira comenta:

    fevereiro 27, 2015 @ 13:43

    estudo o 2 ano do ensino medio..
    gostaria de saber se posso fica reprovada,sem o professor ter feito recuperação?ele marcou a recuperação se que ñ apreceu o dia marcado..agora ele me deixou com uma media .6.isso pode?e os meus direito de aluna?

  576. Camila comenta:

    março 1, 2015 @ 23:14

    Olá Profa Sônia! Meu filho tem 5 anos (completa 6 em novembro) cursa o Pré Escolar II em escola particular ( RJ). Possui atraso de linguagem, faz vários atendimentos como Fono, psicopedagogia, equoterapia, psiquiatria, natação … Gostaria que ele fosse matriculado no 1o ano só aos 7 anos e então cursasse novamente o Pré Escolar II. Como mãe posso solicitar isso à escola tendo em vista suas dificuldades e acreditando que aos 7 anos ele estará melhor preparado para os desafios do ensino fundamental ? Desde já agradeço.

  577. Sônia R. Aranha comenta:

    março 2, 2015 @ 15:13

    Camila, pode solicitar mas a escola está presa as exigências legais. Toda a legislação de ensino está baseada na idade e a escola seguirá a data-corte.

    Caminho:

    Impetrar mandado de segurança com avaliação psicopedagógica que comprove a incapacidade de seu filho seguir para o 1o ano do ensino fundamental e o juiz concede liminar.. daí sim a escola poderá não matriculá-lo no 1o ano, ok?

    Caso precise de advogado posso indicar um..

    abraços

  578. Camila comenta:

    março 3, 2015 @ 2:48

    Muito obrigada pela atenção em responder minha dúvida. Gostaria sim da indicação de um advogado. Sou do Rio de Janeiro. Desde já agradeço! Abraços!

  579. Sônia R. Aranha comenta:

    março 4, 2015 @ 19:41

    Jaciara, você estuda em escola pública ou privada? Quando soube da reprovação? Qual é o seu Estado? Aguardo.

  580. Sônia R. Aranha comenta:

    março 4, 2015 @ 19:50

    Ok! Estarei encaminhando por e-mail.
    abraços

  581. Aline comenta:

    abril 8, 2015 @ 12:57

    Bom dia!
    Trabalho na secretaria de uma escola particular, e tenho a seguinte situação:
    -Um aluno foi reprovado no 1°ano de Ens Fundamental de 9 anos, em 2014. E o mesmo esta saindo da nossa escola, gostaria de saber qual a observação que coloco no Histórico?
    No aguardo!

  582. Sônia R. Aranha comenta:

    abril 8, 2015 @ 21:49

    Aline, há um problema aí .. o aluno não poderia ter sido reprovado no 1o ano do ensino fundamental.

    Segundo a Resolução n.07/2010 do Conselho Nacional de Educação e do Parecer CEE-SP n.285/2014 que é concluído da seguinte forma:

    Portanto, não é admitida a retenção do aluno, por falta de aproveitamento, nos três anos iniciais do Ensino Fundamental.

    Então, recomendo que entre em contato com a sua supervisora de ensino para esclarecer este ponto porque não sei o que deve ser escrito no histórico. O que sei é que o aluno não deveria ter sido reprovado…

    abraços

  583. Denise comenta:

    maio 1, 2015 @ 3:15

    Boa noite, uma grande amiga , cuja filha também é muito ligada a minha família e estuda com minha flilha, ambas no 2º ano do ensino fundamental, está com um problema e não sabe como agir …gostaria de ajudá-la , mas sei que não posso interferir diretamente com a escola , ela teria que resolver ,mas um conselho é sempre bem vindo.
    A questão é a seguinte: na reunião do 2º bimestre , a professora disse a minha amiga que sua filha JÁ estaria reprovada , não estando apta a cursar o 3º ano do ensino fundamental. A escola ( particular) pode chegar a essa conclusão após apenas 2 meses de aula ?

  584. Sônia R. Aranha comenta:

    maio 1, 2015 @ 3:42

    Denise, de modo algum, nem escola particular , nem pública. É um absurdo isso.

    O 2o ano o conteúdo programático equivale a uma 1a série antiga, isto é, as crianças estão iniciando o entendimento do conceito de letra, sílaba, palavra, frase e texto.

    Algumas crianças tem um ritmo mais demorado do que outras, mas entendendo que elas tem 6 anos ou 7 anos e é natural que assim seja.

    De qualquer modo ela não pode reprovar. A Resolução CNE/CBE n.07/2010 artigo 30 diz que não é para reprovar nos três primeiros anos do ensino fundamental.

    E se ela for do Estado de São Paulo há também um Parecer do Conselho Estadual de Educação.

    Dê uma dica para a sua amiga pedir esta declaração (declaro que sua filha será reprovada) por escrito ou induza um e-mail para ter uma boa prova do que a professora disse.

    Depois ou concomitante , caso não consiga, escrever documento para a direção da escola dizendo que não é possível admitir uma reprovação no 2o ano do ensino fundamental determinada em abril sendo que há ainda aproximadamente 120 dias letivos ou mais…

    Eu presto serviço de escrever documento, mas cobro honorários para isso. Caso precise entre em contato: sonia@centrodestudos.com.br

    Não admitir uma reprovação agora.

    A professora teria que dizer que encontrou várias dificuldades e que elaborou um plano de ação para promover avanços. Poderia propor até uma avaliação psicopedagógica para ajudá-la a entender como é que a aluna aprende mas nunca em final de abril dizer que haverá uma reprovação, até porque o jogo só termina no último dia letivo que são 200.

    Abraços

  585. Denise comenta:

    maio 1, 2015 @ 21:29

    Somos de Guarulhos, essa resolução de não repetência, se aplica aqui?

  586. Sônia R. Aranha comenta:

    maio 6, 2015 @ 1:46

    Denise, sim , com certeza.

    E no Estado de São Paulo há um Parecer CEE n.285/2014 importante sobre a não reprovação nos primeiros anos do ensino fundamental seguindo a Resolução do Conselho Nacional de Educação.

    Abraços

  587. Eduardo comenta:

    junho 3, 2015 @ 23:41

    Boa noite, tenho uma dúvida, minha filha estuda em escola particular, vencimento da mensalidade todo dia 25. Este mês ocorreu um atraso na mensalidade, e no dia 02, ou seja 8 dias após o vencimento, minha filha recebeu um bilhete na agenda, colocado pela professora, cobrando essa mensalidade . A escola pode fazer isso, com poucos dias de atraso? E já soube de um caso de uma amigo meu ,pai da mesma escola, que foi cobrado, por ,meio de ligação telefônica , de maneira discreta. Elas podem abordar os pais de maneiras diferentes?

  588. Sônia R. Aranha comenta:

    junho 5, 2015 @ 0:25

    Eduardo, não , não podem fazer nenhum tipo de cobrança via as crianças, ok?

    Código de Defesa do Consumidor:

    “Art. 42. Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.”

    “Art. 71. Utilizar, na cobrança de dívidas, de ameaça, coação, constrangimento físico ou moral, afirmações falsas incorretas ou enganosas ou de qualquer outro procedimento que exponha o consumidor, injustificadamente, a ridículo ou interfira com seu trabalho, descanso ou lazer.

    Então, eu recomendo que você escreva um documento em duas vias , um guarde protocolado e outro entregue na escola endereçado ao diretor financeiro ou ao departamento financeiro da escola alertando que você não aceitará nenhum tipo de cobrança feita via sua filha que além de ser menor de idade fere o direito do consumidor.

    Acho que com isso você alerta a escola que provavelmente não mais fará isso, ok?

    abraços

  589. sonia comenta:

    junho 9, 2015 @ 21:10

    boa noite, meus filhos conseguiram uma bolsa para estudar musica classica e instrumental na faculdade federal ,meu problema é que o mais novo faz parte da equipe municipal de xadreze e o treino é na parte da manhã ,duas horas por dia ,em dias alternados ,ele é um bom aluno mas a escola diz que só pode liberar ele uma vez ,visto que tive que alterar o horário de aula dele para de manhã ,pois as aulas na faculdade são no período da tarde e duas vezes,gostaria de saber se ele continuar fazendo as aulas de xadrez ele pode ser reprovado por falta, ou se existe outra alternativa ?

  590. Sônia R. Aranha comenta:

    junho 11, 2015 @ 3:54

    Sonia, pode sim.
    A frequência é uma exigência da lei federal n.9394/96, ele tem que ter 75% da carga horária total. Então, recomendo que verifique qual é a carga horária deste ano e encontro os 25% que ele pode faltar. Depois verifique a carga horária dos dias que ele falta e faça as contas.

    Você poderá pedir também junto a secretaria um levantamento de faltas em relação aos 25% permitido.

    Saídas.. você precisa verificar no Regimento da faculdade como se faz a compensação de ausência e se isso existe.

    Faça um pedido formal , por escrito, para o diretor da unidade visando um meio de compensar a ausência sem prejudicá-lo em seus treinos.

    Não é fácil porque é lei a frequência,mas pode ser que esse tanto de falta não chegue a alcançar os 25% porque são do total da carga horária ano.

    abraços

  591. Priscila comenta:

    julho 16, 2015 @ 0:16

    Boa noite amei seu blog muito informativo eu me encaixo como muitas mães aqui meu filho está no primeiro ano do fundamental E tem muitas dificuldades porém gostaria de saber como posso exigir q a escola ajude meu filho com reforço é escola particular q ele estuda desde Ka muito obg

  592. Sônia R. Aranha comenta:

    julho 16, 2015 @ 3:06

    Olá Priscila,

    – Escreva um documento para a direção da escola ,bem formal, em duas vias, uma entrega e a outra vc protocola e guarda dizendo relatando o que está ocorrendo e dizendo que não aceitará uma reprovação de acordo com a Resolução CNE/CBE n.07/2010, artigo 30 que diz que não é para reprovar alunos no 1o ano do ensino fundamental.

    Se vc for do Estado de São Paulo ainda há um Parecer para fundamentar.

    Peça recuperação e recurso.

    Faça isso logo no início de agosto ok?

    Presto serviço de elaborar o documento, porém cobro honorários. Se precisar entre em contato sonia@centrodestudos.com.br

    abraçso

  593. Jane Lima comenta:

    agosto 24, 2015 @ 12:54

    Bom dia, minha filha sempre estudou na escola particular, nunca tive problemas com as notas dela, porém agora no quarto ano, suas notas estão muito baixas, a professora e a coordenadora descobriram o motivo, disse que ela esta apaixonada, com 10.8 de idade, vai entrar agora no terceiro bimestre e precisa ir com média 7.5 no terceiro e quarto bimestre na matéria português, a professora falou que ela fica suspirando e olhando para o menino na sala e que é uma fase natural… Eu estou ajudando ela em casa,mas tenho medo que ela reprove, me ajude, me oriente, o que eu posso fazer enquanto ainda a tempo??? Obrigada

  594. Sônia R. Aranha comenta:

    agosto 28, 2015 @ 5:04

    Jane, que coisa, heim?

    Será que é só isso mesmo? Não seria importante levá-la em um profissional ? Um psicólogo ou um homeopata pediatra para analisar o que está acontecendo?

    Tudo bem ela ficar apaixonada, mas a ponto de não estudar … não sei não.. acho que seria interessante buscar um profissional para entender melhor do que se trata.

    Eu tenho experiência com educação mais de 27 anos e nunca vi menina de 10 anos se apaixonar deixando de estudar a ponto correr risco de reprova. Não é natural isso não. Tem mais coisa ai que é preciso investigar.

    Há a paixão sim na infância, início de puberdade, mas com essa intensidade .. precisa verificar até para orientá-la porque apaixonar ocorrerá muitas vezes e não se pode parar tudo (bem que a gente quer parar tudo, mas não é possível).

    Acho que você deve além disso elaborar documento para a direção solicitando um apoio mais efetivo da professora:

    Trocá-la de lugar, deixando-a mais perto da mesa da professora e longe do menino de modo que ele não fique na linha do olhar dela. Ele pode sentar atrás dela assim ela ficará mais atenta ou menos distraída.

    Ajudá-la mais nas tarefas, enfim.. ações que modifiquem esse estado para que ela não seja reprovada, ok?

    Precisando posso escrever o documento para a direção porém cobro honorários. Caso precise entre em contato: saranha@mpcnet.com.br


    AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação. Saiba mais sobre as motivações aqui

    depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01


  595. Berenice comenta:

    outubro 19, 2015 @ 11:36

    Olá, bom dia.
    Gostaria de uma orientação sobre o seguinte caso:
    Tenho um sobrinho que estuda no 1º ano do Ensino Médio em uma escola estadual de Bombinhas SC, e já está está reprovado no 3º bimestre na disciplina (filosofia), pois tirou média 5,0 no 1º bimestre, 3,0 no 2º e 3,o no 3º bimestre.
    A minha dúvida é: a escola pode tirar do aluno a oportunidade de ser aprovado no 4º bimestre, pois se a média é 7 e ele tem somente 11 pontos nos três bimestres, como irá conseguir 16 pontos no último bimestre?
    A família pode entrar com algum recurso caso ele já esteja reprovado?
    Aguardo ansiosa o retorno,
    Berenice.

  596. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 19, 2015 @ 14:55

    Olá Berenice,

    Bem, mesmo que ele seja reprovado em Filosofia e for aprovado nas demais matérias ele poderá passar pelo Conselho de Classe.

    De qualquer modo pode recorrer em função da lei n.8069/90 , artigo 53, inciso III que diz que a criança e adolescente pode contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores.

    Então, quando tiverem ciência oficial da reprovação o responsável legal dele irá elaborar documento para a direção da escola pedindo uma Reconsideração e caso for indeferido pode seguir com o pedido junto a Secretaria de Educação.

    No Estado de Minas infelizmente não há um ato normativo do CEE que discipline o expediente do recurso, mas recorrer pode sim.

    Eu presto serviço de elaboração de documento de defesa do aluno, mas cobro honorários. Caso precise entre em contato novamente sonia@centrodestudos.com.br

    abraços


    AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui

    depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01


  597. Daniela comenta:

    outubro 22, 2015 @ 1:06

    Minha filha estuda numa escola particular do RJ, ela tem 7 anos e está cursandoo segundo ano, ela é muito boa aluna, tira notas boas , porém, a escola tira ponto de ortografia mesmo sendo prova de matemática. Não concordo com isso, pois mesmo a criança acertando as questões de matemática nao tira nota máxima. Eu particularmente não acho justo afinal de contas, eles foram alfabetizados no ano passado e a escola nao dá reforço na ortografia… queria saber se isso é legal. Desde ja agradeço a atenção. Muito obrigada

  598. Daniel comenta:

    outubro 23, 2015 @ 2:31

    Boa noite, a escola da minha irmã ( ela está indo para o 3º ano do ensino fundamental) está cobrando R$ 170,00 como taxa de rematrícula…já ouvi falar que a prática é ilegal …afinal devo ou não pagar essa taxa ?

  599. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 23, 2015 @ 2:49

    Olá Daniela,

    Não, não há lei para isso.

    Por lei federal n.9394/96 a escola é autônoma para adotar sua proposta pedagógica, mas pode ser questionada.

    A lei federal n.8069/90 , artigo 53, inciso III diz que a criança ou adolescente podem contestar critérios avaliativos em instâncias escolas superiores de modo que você , representando a sua filha menor, poderá elaborar documento contestando esse critério em um primeiro momento junto a direção.

    Eu presto serviço de defesa do aluno, mas cobro honorários para isso , caso precise entre em contato: sonia@centrodestudos.com.br

    abraços


    AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui

    depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01


  600. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 23, 2015 @ 3:04

    Daniel a taxa e´ilegal desde que eles não devolvam o valor no início do ano letivo ou desconto da primeira parcela da anuidade.

    Veja a lei federal n.9870/99 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9870.htm

    § 7o Será nula cláusula contratual que obrigue o contratante ao pagamento adicional ou ao fornecimento de qualquer material escolar de uso coletivo dos estudantes ou da instituição, necessário à prestação dos serviços educacionais contratados, devendo os custos correspondentes ser sempre considerados nos cálculos do valor das anuidades ou das semestralidades escolares. (Incluído pela Lei nº 12.886, de 2013)

    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9870.htm

    Então, você não deve pagar mas alegando por escrito a respeito da lei e se eles insistirem faça denúncia junto ao PROCON http://www.procon.sp.gov.br/dpe_respostas.asp?id=14&resposta=16

  601. Eduardo comenta:

    outubro 28, 2015 @ 20:02

    Boa noite, a escola da minha filha ( particular) , confecciona seus uniformes até um certo tamanho. minha filha , sendo mais rechonchudinha usa tamanho maior que a escola fornece ( até o tamanmo 12 em um formato pequeno), fica privada de usar alguns modelos do uniforme, queria mandar fazer fora da escola no tamanho que necessito e a escola diz que é plágio ,,,sendo assim, a escola não deveria fornecer todos os tamanhos ? visto que , não falo apenas, por minha filha, várias outras crianças fora do peso, não podem usar o uniforme confeccionado claramente para crianças com certo tipo físico. O que fazer ?

  602. Sônia R. Aranha comenta:

    outubro 28, 2015 @ 20:33

    Eduardo, que situação, heim? As escolas não são fáceis.

    Lei do uniforme
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8907.htm – não diz nada a este respeito

    O PROCON diz o seguinte:

    A exclusividade da venda de uniformes escolares poderá ocorrer caso a marca da instituição educacional estiver devidamente registrada, assim não há obrigação de disponibilização a terceiros. Caso contrário, a exclusividade nas vendas caracteriza venda casada, nos termos do artigo 39, I CDC. http://www.procon.sp.gov.br/dpe_respostas.asp?id=14&resposta=232

    Então, se a marca da escola estiver registrada em Marcas e Patentes , daí é o problema.. Será que a marca está registrada? Faça a busca https://gru.inpi.gov.br/pePI/jsp/marcas/Pesquisa_classe_basica.jsp

    1) Se a marca é registrada você poderá que seja solicitado o tamanho adequado para a sua filha (peça por escrito para o diretor da escola e protocole o documento)

    2) Se for recusado busque um advogado porque sua filha não pode ser impedida de entrar na escola porque a escola não fornece uniforme compatível ao tamanho dela. Isso é um absurdo penso que resvala em discriminação.

    Faça tudo por escrito e peça devolutivas por escrito para ter provas e acionar a Justiça se for necessário,ok?

    abraços


    AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui

    depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01


  603. Daniela comenta:

    novembro 5, 2015 @ 16:14

    Boa tarde, minha filha estuda em uma escola publica do estado e está na terceira série do ensino médio está indo com as notas muito baixas precisando de 15 pontos pra passar com o 4 bimestre e os exames eu gostaria de saber se na terceira série reprova muitas pessoas andam falando que não, e se reprova você pode me ajudar dizendo qual é a formula que abaixa os pontos no exame? Desde já obrigada.

  604. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 6, 2015 @ 4:21

    Daniela é controvertido esta questão porque a Resolução CNE/CBE n.07/2010 diz que os três primeiros anos não deveriam ser vistos como um único ciclo pedagógico sem interrupção, isto é, sem reprovação, mas há escolas cicladas que tem três ciclos mas no último reprova.

    Dá para tentar um recurso baseando-se nesta Resolução.

    Quanto a fórmula que abaixa os pontos nos exame não tenho a menor ideia do que seja isso.

    ok? abraços

  605. Claudy Hellen comenta:

    novembro 20, 2015 @ 17:07

    Boa tarde!!

    Eu tenho um filho de 6 anos que está no primeiro ano do ensino fundamental, ele desde qdo entrou nessa escola que fez seu primeiro contato com as provas veio a primeira reunião, falo que ele precisaria de um reforço inclusive a escola oferece no qual eu estava levando ele para o reforço e não vi desenvolvimento algum, a professora e a diretora só falando que ele vai reprovar acabou me desmotivando e desmotivando meu filho ele não quer ir mais pra escola todos os dias ao vê-lo chorando acabo me desabando também na frente dele (meu grande erro) a 2 semanas ele não tá indo à escola pq estamos desmotivado totalmente , ele pode reprovar por falta? Tem algo que posso fazer pra ele não reprovar , pois está sendo uma alfabetização jogada fora pois a professora da mais atenção aos que ler, escreve e tiram notas boas. Sou de Brasília-Df no aguardo de uma solução!!

  606. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 21, 2015 @ 1:03

    Claudy, você pode entrar com Recurso junto a escola contra a reprovação justificando com a Resolução CNE/CBE n.07/2010 , artigo 30 que diz que não é para reprovar aluno do 1o ano.

    Escola pública ou particular?

    O Recurso é um direito de seu filho dado pela lei federal n.8069/90, artigo 53, inciso III que diz que a criança pode contestar critérios avaliativos em instâncias escolas superiores.

    Eu presto serviço de elaborar documento de defesa do aluno, mas cobro honorários para isso, caso precise entre em contato, ok? sonia@centrodestudos.com.br

    abraços

  607. Evellyn Leal comenta:

    dezembro 1, 2015 @ 20:48

    Olá Sónia, eu estive internada por 15 dias, cheguei até a fazer cirurgia, antes de eu me internar eu já havia feito apostilas, matérias para nota e já tinha até fechado algumas matérias com 10, só que a escola me passou um trabalho escolar com todas as matérias, mesmo as que eu ja tinha fechado com 10, alegando ser para abonar minhas faltas, tenho notas azuis desde o primeiro bimestre, só que minhas dores voltou a persistir e amanhã estarei retornando ao hospital e novamente sendo internada, pois minha situação é grave, e eu não vou estar conseguindo fazer todos os trabalhos, e no hospital não tem wi-fi para eu estar realizando os trabalhos escolar. A escola pode me repetir por não conseguir entregar meus trabalhos? Tem alguma forma de minha mãe conversar diretamente com a direção e estar conversando novamente sobre minha situação?

  608. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 2, 2015 @ 1:50

    Evellyn, sim, a escola pode reprovar você.

    Peça para a sua mãe escrever um documento endereçado para a direção da sua escola informando da sua internação (anexe cópia de documento da internação) solicitando um prazo maior ou a presença de um professor no hospital para fazer junto com você avaliações. O documento deve ser feito em duas vias. Uma via entrega e outra via protocola, ok?

    A fundamentação legal para o atendimento pedagógico domiciliar são:

    o Decreto Lei nº 1.044 de 21.10.1969;
    a Deliberação CEE nº 59/2006;
    o Parecer CNE nº 6/1998;
    a Lei federal nº 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente e a Deliberação CEE nº 68/2007 – art. 8º.

    Existe a previsão de atendimento no domicílio e no hospital

    http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/livro9.pdf

    ok? Boa sorte!!

  609. Suyane comenta:

    dezembro 4, 2015 @ 13:30

    Bom dia, professora:
    Moro em Recife e estou com problemas agora no final do ano com meus dois filhos.
    O primeiro tem 7 anos e está cursando o 1o ano fundamental, desde o começo do ano expus as dificuldades dele e juntamente com a professora e coordenadora da escola, resolvemos ajudá-lo a superar suas dificuldades. Ele fez o ano todo terapia com psicopedagoga e fonoaudiologo, e tb reforço particular a partir de julho. Além de tratamento com neurologista para TDAH. Ele obteve uma melhora MUITO grande, evoluiu demais. Porém a escola quer que ele refaça o 1ano, não concordo, pois sei que ele vai se abater demais, por perder o convívio com os colegas, e isso pode comprometer a sua continua evolução. O que devo fazer?
    Já o meu filho mais novo tem 5 anos e está concluindo o último ano da educação infantil, deveria então seguir para o 1 ano, já q completa 6 anos no primeiro semestre de 2016. Contudo a escola resolveu me informar, só agora no final do ano, q ele não está no mesmo nível da maioria da turma, por isso, vai retê-lo, na educação infantil. Já me informei q a lei proíbe
    isso. Como devo proceder?
    Obrigada.

  610. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 5, 2015 @ 17:54

    Suyane,

    1) Filho do 1o ano do ensino fundamental.

    O entendimento é de que a Resolução CNE/CBE n.07/2010 diz para que a criança não seja reprovada nos três primeiros anos do ensino fundamental.

    Em São Paulo há Parecer do CEE para que não se reprove no 1o ano .. então, no meu entendimento vc poderá recorrer da decisão da escola se apoiando nesta Resolução e na lei federal n.8069/90, artigo 53, inciso III que diz que a criança pode contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores.

    1) Documento de Pedido de Reconsideração para a direção da escola e se a reprovação for mantida.
    2) Recurso para a Secretaria de Educação do Estado do Pernambuco e se for mantida …
    3) Recorrer ao Conselho de Educação do Estado do Pernambuco.

    Eu presto serviço de elaborar a defesa do aluno escrevendo o documento e fundamentado na legislação, porém cobro honorários para fazer isso e infelizmente não garanto êxito, porque cada escola é uma escola, cada Secretaria é uma Secretaria. É preciso garra para brigar. Acho que há elementos para isso no seu caso, mas mesmo assim.. é briga,ok? Entre em contato caso precise: saranha@mpcnet.com.br

    2) Filho da Ed.Infantil

    Novamente a escola está por fora da legislação. Não tem essa de reprovar na Educação INfantil. Não há reprovação na Educação Infantil!!! Acabei de ler um Parecer do CEE de São Paulo com todo o apuro para conseguir permitir a permanência de uma aluno na Ed. Infantil Imagine que para o aluno ficar na Ed.Infantil é preciso de uma permissão do Conselho Estadual de Educação (CEE) . Então a escola não pode decidir isso.

    Seu filho vai para o 1o ano do ensino fundamental para cumprir a lei estadual n.15.610/2015. Como descumprir lei estadual? Não vivemos em um país de bananas!

    Eu presto serviço de defender o aluno.. se precisar entre em contato.

    Mas você pode fazer sozinha. Neste caso escreva documento para a direção da escola , anexe a lei e se caso a escola não quiser cumprir a lei denuncie junto ao Ministério Público Federal de Pernambuco que é muito atuante nesta questão da data-corte, ok?

    A escola está errada!! E você está certa!! Parabéns mãe por defender os seus filhos!

    abraços


    AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação, clique no botão abaixo. Saiba mais sobre as motivações aqui

    depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01


  611. Diogo Glauber comenta:

    dezembro 16, 2015 @ 12:00

    Bom dia Professora Sônia R. Aranha. Gostaria de saber se uma escola particular pode reprovar uma criança de 5 anos que esta ainda sendo alfabetizada, alegando que ela ainda não aprendeu a ler. Sou da Cidade de Santa Cruz do Capibaribe/PE.

  612. Sônia R. Aranha comenta:

    dezembro 18, 2015 @ 11:24

    Diogo não, não pode.

    O problema é a cidade que vc mora porque quando a cidade é pequena as escolas tendem a ser arbitrárias e não há quem possa detê-las.

    1) Se a criança estuda na Ed. Infantil não pode ficar reprovada porque não há reprovação na Ed.Infantil.

    2) Se a criança estuda na 1o ano do Ensino Fundamental não pode ficar reprovada em função da REsolução CNE/CBE n.07/2010 ..

    O único jeito aí é pedir ajuda ao Ministério Público do Estado de PE área de educação eles são bem acessíveis.. explique o caso e diga que em Minas você não tem como recorrer a Secretaria de Educação que não atuam e que a criança não pode ser prejudicada. ok?

    http://www.mppe.mp.br/mppe/index.php/institucional/enderecos-e-telefones

    abraços

  613. Priscila comenta:

    dezembro 18, 2015 @ 21:55

    Boa noite professora Sônia minha filha ficou reprovada da série 7 ano na matéria de português por causa de meio ponto ela estuda numa escola pública do rio e janeiro será que poderia tirar uma dúvida ainda existe dependência queria saber para q eu possa correr atrás ela se esforçou muito.

  614. Priscila Deslandes comenta:

    dezembro 21, 2015 @ 9:18

    Bom dia professora Sônia! tenho uma filha de 6 anos cursando o 1 ano, ela veio direto de uma creche no interior da Bahia onde moravamos, hoje estamos em sabará MG e a pedagoga da escola me informou a provável retenção já que alegam muita dificuldade em acompanhar a turma , hora me disse também que pra quem veio diretamente de uma creche sem estudar ela se saiu muito bem , mas não teria notas o suficiente para poder passar de ano , também não fui informada durante o decorrer do ano pela escola dificuldades de aprendizado da minha filha.Gostaria de saber se a escola pode realmente rete-la? E como posso recorrer? obrigado

  615. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 9, 2016 @ 2:24

    Priscila peço desculpas pela demora.. final de ano.. festas.. enfim

    1) No Estado do Rio de Janeiro não há ainda ato normativo que discipline o recurso então você pode recorrer ainda em janeiro.

    2) Não sei se há dependência … você poderá saber informando-se na Metropolitana que supervisiona a sua escola

    3) Você poder interpor Pedido de REconsideração endereçado para a diretora escolar apoiando-se na lei federal n.8069/90, artigo 53, inciso III.

    ok?
    abraços

  616. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 9, 2016 @ 2:51

    Priscila Deslandes, peço desculpas pela demora.. final de ano.. festas.. enfim

    1) Pela Resolução CNE/CBE n.07/2010 não é para reprovar no 1o ano do ensino fundamental. Há também um Parecer do Conselho Estadual de Educação do EStado de São Paulo que diz para não reprovar aqui já não se reprova. Parecer CEE-SP n.285/2014. http://blog.centrodestudos.com.br/parecer-cee-sp-n-2852014/

    2) Recomendo que faça o seguinte:

    2.1) Escreva documento de Pedido de Reconsideração para a direçaõ das escola com os argumentos acima.
    2.2) Se a escola indeferir , faça um Recurso mas enderece para o Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais pedindo que façam intervenção a respeito.

    Eu presto serviço de escrever a defesa do aluno, mas cobro honorários para fazer isso, caso tenha interesse entre em contato: saranha@mpcnet.com.br

    abraços

  617. DORA CHAGAS comenta:

    fevereiro 18, 2016 @ 2:02

    Sônia boa noite,
    moro em Vitória – Espirito Santo

    Meu filho cursou o primeiro ano ensino médio em 2015 ficou de NOA foi informado que reprovou, má não teve acesso as notas, retornou as aulas dia 15/02 chegando seu nome estava na lista do seguindo ano, junto com alguns alunos na mesma situação que a dele, ontem alunos que reprovaram foram reclamar com a pedagoga da escola a mesma disse que se o nome deles estavam na lista é porque foram aprovados, hoje ela já mudou de assunto disse que em duas semanas vai colocar os alunos de volta para turma do primeiro ano, segundo soube existe uma lei que não pode retroceder pois causa constrangimento para o aluno que posso recorrer, gostaria de saber se realmente existe essa lei e se tenho chances de resolver da melhor forma. pois estou desempregada e mantenho meu filho na escola com muita dificuldade para perder um ano letivo e ficar a mercer de erros da escola.

  618. Sônia R. Aranha comenta:

    fevereiro 27, 2016 @ 5:55

    Dora, o que há é a responsabilidade civil da escola art. 159, do Código Civil Brasileiro: “aquele que por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência violar direito ou causar prejuízo a outrem, fica obrigado a reparar o dano”.

    Você deve procurar a direção da escola formalmente e por escrito e também a Secretaria de Educação que supervisiona a escola.

    Poderá também buscar reparação pelo dano via Defensoria Pública.

    Agora se o aluno reprovou não tem como aprová-lo, o que se pode fazer é reparar o dano, mas não é possível aprová-lo simplesmente porque a pedagoga errou e os inseriu na sala dos aprovados..

    abraços

  619. Ilson comenta:

    abril 19, 2016 @ 16:56

    Boa tarde
    Aqui no meu município,foi feito um concurso para professores, colocaram no quadro docentes para disciplina de FILOSOFIA, . A princípio falaram que estaria entrando no lugar de Ensino Religioso do 6º ao 9º, somente do 1º ao 5º ano haveria Ensino Religioso. Ambas nao reprovaram os alunos durante os anos de 2014 e 2015. Agora fizeram um regimento onde a matéria de filosofia que é apenas 1 tp de aula poderá reprovar se o aluno tiver media inferior a 5 (em 4 bimestres). Pergunto esta disciplina faz parte do curriculo do MEC, pode o município reprovar aluno na mesma.

  620. Sônia R. Aranha comenta:

    abril 19, 2016 @ 18:02

    Ilson, sim pode.

    A Lei nº 11.684/08 altera o art. 36 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir a Filosofia e a Sociologia como disciplinas obrigatórias nos currículos do ensino médio.

    Mas não é obrigatório no ensino fundamental.

    O Ensino Religioso é facultativo ao aluno (ele poderá participar ou não) mas é obrigatório o seu oferecimento conforme O parágrafo 1º da do Art. 210 e artigo 33 da LDBEN de 20 de dezembro de 1996.

    Agora, cada rede de ensino ou escola são autônomas para decidirem o que entra em sua Matriz Curricular.

    Então, não é ilegal o município introduzir essas disciplinas e adotarem o critério de reprovação.

    Respondendo: sim, pode o município reprovar o aluno desde que esta disciplina faça parte da Matriz Curricular da escola e não conste como atividade.

    ok?


    AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação. Saiba mais sobre as motivações aqui

    depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01


  621. yago aparecido milhomem valadares comenta:

    maio 2, 2016 @ 17:24

    ola, tenho 14 anos e reprovei no sexto ano , (atualmente estou no nono ano) gostaria de saber se essa reprovação me impede de seguir alguma profissão ? por exemplo, Juiz Federal e etc..

  622. Sônia R. Aranha comenta:

    maio 2, 2016 @ 17:43

    Yago.. não , de nenhum modo.
    O que impedirá é você não ser aprovado no vestibular de Direito, não conseguir se diplomar em Direito e depois não ser aprovado no concurso público se até lá houver ainda concurso público, ok?
    Reprovação não impede nada ..
    A reprovação é prevista ok? É errando que se aprende.
    Não se preocupe com isso..
    Abraços

  623. janis carla lopes comenta:

    maio 6, 2016 @ 21:12

    minha filha tem 11 anos de idade e estuda no 6 ano em uma escola publica,sempre foi uma aluna exemplar e hoje ao pegar seu boletim percebeu q todas as suas notas estavam corretas exesto uma, a de ciencias.minha filha tirou total em todas as provas e trabalhos aplicados pela professora porem a mesma reservou cinco pontos para distribuir como nota de participacao.Fui falar c a professora e saber o q havia acontecido e a professora me disse q minha filha conversa em sala de aula,mas q n a responde ou desobedece ,simplismente conversa.Isto da a ela o direito de tirar 3 ponto da minha filha? lembrando q ela ficou c total nas demais materias .obg

  624. Sônia R. Aranha comenta:

    maio 9, 2016 @ 22:13

    Janis, a professora tem autonomia para adotar critérios avaliativos, mas a sua filha tem direito pela lei federal n.8069/90, artigo 53, inciso III de contestar critérios avaliativos em instâncias escolares superiores.

    Comece com um documento formal, feito em duas vias, uma entrega e outro protocola, para a direção da escola contestando esse critério de avaliação. Se não resultar você poderá continuar o processo indo para a esfera da Secretaria de Educação,ok?

    abraços


    AJUDE A MANTER ESTE BLOG – faça uma doação. Saiba mais sobre as motivações aqui

    depósito no Banco Itaú – 341-ag.0546- c/c 69960-4-Centro de Estudos Prospectivos de Educação e Cultura-CNPJ 03.579.977/0001-01


  625. Cleusa Rodrigues comenta:

    agosto 8, 2016 @ 12:51

    oi Professora Sonia;

    Minha duvida e como preencher a ata escolar, ja que os alunos de 1º e 1º não tem mais nota. Escola no Estado de Goias

  626. Sônia R. Aranha comenta:

    agosto 25, 2016 @ 1:48

    Cleusa, recomendo que verifique com a supervisão de sua escola porque aqui no Estado de São Paulo os alunos do 1o ano ainda tem nota.

    Então, é preciso que você escreva um ofício para a Secretaria de Educação do Estado de Goiás perguntando como será feito o histórico escolar dos alunos do 1o ano do ensino fundamental que não possuem nota com vistas em possíveis transferência para outros Estados.

    Aguarde uma resposta por escrito porque se tiver problemas você tem como se respaldar, ok?

    As atas são menos problemática do que os históricos , por isso é preciso que você tenha uma orientação oficial do órgão pública que supervisiona a sua escola.

    abraços

  627. CLELIA RAMOS comenta:

    agosto 25, 2016 @ 17:15

    Boa tarde professora Sonia.

    Sonia meu filho tem 7 anos esta no 2 ano fundamental, mas ele ainda não consegue ler , a professora quer reprova-lo . Ele esta fazendo aulas c/ a psicopedagoga 1 dia na semana já faz 2 meses mas ainda não mudou muita coisa . Ele pode ser reprovado por isso . A escola e privada Colégio são Francisco Limeira interior de São Paulo . se você poder me responder eu agradeço .

  628. Sônia R. Aranha comenta:

    setembro 1, 2016 @ 1:35

    Clelia, não se pode reprovar aluno no 1o ano do ensino fundamental.

    Há atos normativos do Conselho Nacional de Educação e do Conselho Estadual de Educação que impede ,ok?

    Aqui você tem o do CNE e o do CEE é aqui http://blog.centrodestudos.com.br/parecer-cee-sp-n-2852014/

    ok?
    abraços

  629. telma comenta:

    novembro 29, 2016 @ 20:25

    Sonia achei fantásticas suas explicações sobre as escolas, notas e reprovação.Porém continuo com dúvida na reprovação de alunos do Ensino Fundamental DE 9 ANOS. Em suas respostas você falou muito de não ser reprovado no 1º ano do Ensino Fundamental de 9 anos, assim vai a pergunta:

    um aluno pode ser reprovado no 2º ou no 3 ano do Ensino Fundamental de 9 anos?

  630. telma comenta:

    novembro 29, 2016 @ 20:26

    esqueci de dizer em meu comentário estou em Minas Gerais e na escola particular.

  631. Sônia R. Aranha comenta:

    novembro 30, 2016 @ 6:12

    Telma , a Resolução CNE/CBE n.07/2010 e o Parecer CEE-SP n.285/2014 dizem que não é para reprovar nos três primeiros anos do ensino fundamental.

    E assim eu tenho defendido alunos quando diante de reprovação nestes anos.

    A questão é simples…

    O 1o ano, o 2o e o 3o anos do ensino fundamental de 9 anos não correspondem a 1a ,2a e 3a séries do ensino fundamental de 8 anos.

    Imagine que um aluno do 1o ano tem 5 a 6 anos e o da 1a série tinha 7 a 8 anos.

    É uma grande diferença.

    De modo que o 1o ano deve ser um introdutório, muito lúdico mas que o 2o inicia o conhecimento de letras, números , leituras simples e no 3o comece um aprofundamento.

    Muito diferente do que se ensinava na 1a série que já iniciava a alfabetização, avançado no 2o e no 3o ano já estava consolidado os conceitos básicos da escrita, leitura e números com suas operações.

    Então, as Diretrizes Curriculares preocupadas com o que as escolas fariam entenderam por bem assumir o artigo 30 , caso contrário estaríamos reprovando aluno de 5 anos que anteriormente estava feliz da vida brincando na Ed.Infantil…

    O problema, a meu ver, são as escolas que endireitaram de vez.. isto é, ficaram todas conteudistas e daí querem que a criança com 5 anos ou 6 anos no final do 1o ano já dominem a escrita e a leitura…

    De modo que para as Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Fundamental de 9 anos não é para haver interrupções nestes três primeiros anos e deveria ter um conteúdo programático ou um plano de trabalho ciclado , visto como um único bloco pedagógico.

    ok?

    abraços!!

  632. mariana vieira comenta:

    dezembro 13, 2016 @ 23:20

    olá, minha situação é a seguinte, estudo em um colégio particula que pro qual mudei em setembro, fiquei de recuperação em química e fiquei com 5,5 na média final ( a média do colegio é 6) ele soodem me reprovar mesmo com a média que o mec exigiu fosse 5? (detalhe: a coordenadora falou qhe não ia me passar pois enfatizou que eu tinha ido apenas pra passar, ou seja ela n n me aprovou no conselho pois queria me obrigar a continur la)

  633. Luciene de Araújo comenta:

    dezembro 16, 2016 @ 8:34

    Bom dia! Poderia me esclarecer uma dúvida, minha filha foi reprovada na escola Sesi com média entre 5.8 a 6.5 porém a média final é 7.0 e ela não atingiu…Eu já assinei o papel da reprovação, mesmo assim posso pedir recurso.

  634. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 2, 2017 @ 0:31

    Mariana, não há uma média nacional instituída pelo MEC. Isso é lenda.

    Cada escola é autônoma para escolher o seu sistema de avaliação e a média que quiser adotar.

    A escola pode reprovar se o aluno não atingiu a média da escola.

    Você pode recorrer da decisão ou solicitar reclassificação em outra escola, ok?

    abraços

  635. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 2, 2017 @ 0:53

    Luciene de Araújo.. sim .. pode sim.. dependendo do Estado há prazo para fazer isso.. ok?

    abraços

  636. Barbara comenta:

    janeiro 14, 2017 @ 21:38

    Gostaria de informações quanto ao aluno que chegou no 3 ano do ensino fundamental com problemas de leitura e escrita e no fim impactando nas outras disciplinas ocorre que o colégio ao perceber no começo do 3 ano disse que ia ajudar a resolver essa questão por fim não ajudou com reforço e nem colocando ele na alfabetização para ajudar na leitura ocorre que no fim do ano vieram disser que ele terá que cursar o segundo ano do ensino fundamental novamente segundo eles ele não conclui a alfabetização aceitando isso percebi que meu filho não gosta da escola e nem dos alunos a professora muito menos. Então procurei outro colégio que exigiu teste e que como teve muita dificuldade também disseram que tinha que cursar o segundo ano novamente. O que fazer qual a sua opinião diante deste caso agradeço desde já. e no final a coordenadora disse que não seria bom que eu matriculasse num colégio que é muito puxado estou desesperada e confusa o que fazer

  637. Sônia R. Aranha comenta:

    janeiro 21, 2017 @ 22:19

    Barbara, mas como pode isso? Onde você mora? No Estado de São Paulo não pode voltar o aluno … Não há lei que ampare o retorno dele para a série anterior…

    Eu presto serviço de escrever a defesa do aluno.
    Faço isso e você faz a representação no Ministério Público.
    Escolha a escola que você deseja.. e pedimos para o MP intervir…

    Se você tiver uma avaliação psicopedagógica que diga qual é exatamente o problema que ele tem facilita.

    Ele não pode ficar sem escola e não pode voltar para o 2o ano do ensino fundamental e nenhuma escola pode deixar de atendê-lo,ok?

    Caso tenha condições financeiras posso indicar para você advogado para intervir..

    abraços

  638. will almeida comenta:

    março 22, 2017 @ 12:20

    ola, bom dia! Será que poderia me dizer se existe alguma lei que possa dar respaldo as escolas que reprovam seus alunos, seja tanto por nota baixa, quanto por frequência baixa em uma ou mais de três matérias!
    por exemplo, se um aluno tirar nota baixa em três matérias e não alcançar a media escolar, a escola tem respaldo para reprovar o aluno no ano letivo e não parcialmente, para que ele possa repetir o ano novamente e não passar de ano e praticar a dependência posteriormente.

    aguardo a resposta!

  639. Sônia R. Aranha comenta:

    março 24, 2017 @ 1:46

    Will Almeida.. sim tem respaldo lei federal n.9394/96.

    ok?

    abraços

Por favor, Deixe um comentário aqui !




  • Veja Também


    Meta