18
jul

Por Andréa Martinelli

Escrito pela jornalista Adriana Carranca, Malala – A menina que queria ir para a escola (Companhia das Letrinhas, R$ 29,90), inaugura um novo gênero que foi batizado de “livro-reportagem para crianças”. Carranca viajou até o vale do Swat, no Paquistão, e conta de forma didática como era a vida da menina que ficou conhecida por defender o direito à educação, sofreu um atentado por isso, e sobreviveu para contar. Hoje Malala é ativista na ONU e dona de um prêmio Nobel da Paz.

slide_427874_5532950_free

“Ali havia príncipes, guerreiros, rainhas. Havia os vilões, que eram os homens barbudos das montanhas. Tinha o sonho da menina que queria ser alguém, mas não pela via do casamento. Tudo isso em um vale que parecia encantado. Fui percebendo como tudo seria interessante para as crianças”, disse Adriana para O Globo.

Além de Malala, outros títulos publicados colaboram para que a discussão sobre direitos humanos no dia a dia com as crianças se torne frequente — com histórias que vão muuuuuuito além dos contos de fadas e histórias para dormir.

Clique aqui e conheça  13 deles para você escolher e ler nas férias com seus filhos:http://www.brasilpost.com.br/2015/05/23/criancas-direitos_n_7425480.html

Tags: , ,

Veja Também:

Por favor, Deixe um comentário aqui !




  • Veja Também


    Meta