Fonte: Sepe – Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro

Mobilizada como há anos não se via e em luta contra a política salarial e pedagógica do prefeito Eduardo Paes e da secretária de Educação, Cláudia Costin, os profissionais das escolas municipais do Rio decidiram entrar em greve no dia 8 de agosto. Cansada de ver a farra da verba pública que o prefeito Paes promove através dos contratos e parcerias com as fundações privadas, desviando mais de 1 bilhão da verba do FUNDEB.

 

 

Com profissionais merendeiras e AAC recebendo piso abaixo do salário mínimo e professores com salários defasados; vivenciando agruras decorrentes do ataque a autonomia pedagógica, das péssimas condições de trabalho, da perda da lotação, de uma aprovação automática disfarçada, do assédio moral e da política meritocrática implementada pelo governo Paes nos últimos anos. A resposta dos profissionais é GREVE! Através da greve e da mobilização a categoria luta para conquistar mais respeito e valorização!

VEJA O QUE A REDE MUNICIPAL DO RIO ESTÁ REIVINDICANDO:

1 – REAJUSTE DE 19%;
2 – PLANO DE CARREIRA UNIFICADO;
3 – 1/3 DA CARGA HORÁRIA PARA PLANEJAMENTO;
4 – FIM DA MERITOCRACIA;
5 – FORA PAES E COSTIN

Tags: , ,

Veja Também:

Por favor, Deixe um comentário aqui !




  • Veja Também


    Meta